PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

domingo, 25 de dezembro de 2016

AnáliseMorte: Super Smash Bros. Brawl - Falando um pouco de SSBB!

Super Smash Bros. Brawl


Eis o terceiro título da franquia de lutinha entre personagens de jogos diferentes, que não são lutinha.

Esse jogo é exclusivo de Wii, e apresenta uma enorme evolução com relação aos anteriores.

O texto ficou enorme, já adianto, e tem spoilers aos montes. Ainda assim... eu acredito que valha a leitura, pelo menos pra conhecer o básico do importante de SSBB. Dito isto... 

Boa leitura.


Algo que começou como uma simples brincadeira, se tornou algo grande, importante e significativo. A história de "Super Smash Bros." evoluiu muito, chegando ao ponto de se tornar relativamente complexa.

Ainda não há falas ou diálogos, salvo os gritos e berros na hora da pancadaria, mas dessa vez os personagens variados de franquias diversas passaram a coexistir e interagir, de uma forma SSB.

Tudo isso é mostrado durante o Modo História, da mesma forma que nos jogos anteriores... mas o destaque dessa vez vai única e exclusivamente para o novo formato de história, que tem direito até a subtítulo:

"Modo Aventura - The Subspace Emissary"




É um modo Aventura semelhante ao do "Super Smash Bros. Melee", só que bem maior, mais trabalhado, mais significativo, mais dinâmico e com certeza mais bonito.

Nele, vemos uma longa história sem diálogos contada ao longo de um gameplay mais ou menos linear, com direito a fases selecionáveis (dando pra repetir fases anteriores e até liberar alguns Eventos), Multiplayer (da pra jogar vários jogadores no modo história, ao mesmo tempo, no estilo Co-op) e CGs (E cara, que CGs!!!).


Alias, o Modo Aventura consegue ser melhor e mais completo que o Modo Clássico, pois acredito que o modo clássico já não consegue acompanhar o número absurdo de personagens e contar uma mesma história pra todos eles (apesar de tecnicamente não fazer a menor diferença). Explicando: No Clássico, só é preciso jogar com 1 personagem pra se conhecer e entender a história. Nada muda, não importa com quantos ou com quais personagens se joga, tirando é claro alguns bônus que se recebe ao terminar o jogo com determinados personagens (coisas que destravam, eventos novos, essas coisas)...

Mas no primeiro SSB tinham apenas 12 personagens, sendo 4 deles desbloqueáveis, o que não incomodava em nada a possibilidade de se jogar com todos... alias essa era a maior diversão.


Seleção de Personagens em SSB (N64)
No segundo SSB, tinham 25 personagens, sendo 11 deles desbloqueáveis, o que já deixa a jogatina um pouquinho mais longa e exaustiva, mas compensava com as recompensas e claro, tinha o modo Aventura pra dar uma variada.


Seleção de Personagens em SSBM (GC)
Mas agora, no terceiro SSB, tem só 37 personagens, sendo que tudo começa com apenas 21, só isso. Haja saves pelo modo Clássico pra jogar com cada um deles... então a forma que encontraram pra passar a experiência dos 35 personagens, sem deixar aquela sensação de repetição, foi colocar algumas regrinhas legais no modo Aventura.



Primeiro, só é possível jogar os capítulos com os personagens disponibilizados. Após cada CG, a tela pausa e o jogador literalmente escolhe entre os personagens da cena, e pode escolher mais de 1.



Um único jogador pode escolher até 4 dos personagens na tela. No início não tem erro, afinal não são tantos personagens disponibilizados, mas conforme o jogo avança, mais e mais são desbloqueados e aparecem nas CGs (quando só tem 1 personagem disponível, caso mais de um jogador esteja ativo, ele é multiplicado pro número de jogadores, com uma mudança de cor, sem qualquer ligação com o enredo).


Apesar de ser um jogo de luta, no modo história os cenários são num formato de aventura, e o jogador anda por eles enfrentando monstros de originais ou de outros vídeo games, conforme o desenrolar da história.
Daí a coisa vai ficando louca. Mas, isso permite que o jogador experimente cada um dos personagens de SSBB, pois todos eles participam da história... ou quase todos... dos desbloqueáveis, 3 não participam da história (Jigglypuff, o pokémon excluído, a cópia de Link e Wolf... depois falo dele).

Dessa vez, contarei a história Clássica, depois a  Aventura... com foco principalmente na Aventura, já que 85% do jogo se baseia nele... Literalmente. Só fiz o modo história pra liberar todos os personagens, o que me deixou com 85%  de jogo completo na primeira vez.




Mas é claro, que o diferencial fica para a explicação dos personagens e suas respectivas referências.

Então...

Modo Clássico

Eu sempre escolho o Kirby pois ele apela roubando as habilidades dos outros, voando com vários e vários pulos no ar (ele flutua) e ainda fica invulnerável ao virar Pedra, ao mesmo tempo que causa dano. Kirby é fod4. Alias, no modo Clássico só é possível jogar de 1.


Pior que o modo Clássico é um pouco diversificado de mais. Diferente dos outros SSB, não tem uma ordem linear das fases... surgem fases diferentes, aleatórias, com base nos personagens já liberados. Tudo depende de quais personagens estão abertos, e as fases apesar de serem sempre vinculadas aos personagens rivais, são ao acaso... ou mais ou menos ao acaso. Tem um certo padrão e alguns detalhes sempre são os mesmos, como o número de fases, o formato dos desafios, a ordem dos "universos" visitados, as fases bônus e é claro, o chefão final. 


Pelo que percebi tudo sempre começa com o Link. Na real, sempre começa no universo de Zelda. Isso se mantém idêntico aos modos clássicos do primeiro e do segundo jogo, mas, como nesse há mais personagens do universo Zelda, qualquer um deles pode aparecer nessa primeira fase.


São 11 Estágios/Fases, e dessa vez não são mapeados, mas aparece ao menos uma apresentação pra cada um, com direito a uma linha na parte superior, demarcando em qual parte da história a fase se encontra. A primeira fase é numa ponte de Zelda Twilight Princess (mas pode mudar dependendo de quantos mapas o jogador liberou... o que importa é que sempre é em um mapa do tema Zelda)



Algo que vai mudando de fase pra fase é o desafio em si. Nem todas contam com apenas 1 inimigo do outro lado, e em alguns casos, rola até Aliado pra equilibrar a partida. 


O Segundo Estágio sempre é com a dupla Donkey e Diddy Kong e um aliado pro jogador. A fase também sempre é a mesma (pelo que observei) uma fase que sobe sozinha.



O Estágio 3 sempre é na Arena Pokémon, contra um pokémon (ele pode vir normal ou Gigante). Alias, em Brawl o número de pokémons jogáveis aumentou bastante, com a participação de um personagem novo: O Treinador. 




Sim, além de poder escolher Pikachu (e mais uma penca de outros pokémons que não precisam do Treinador) é possível escolher o próprio Treinador, e com ele escolher diferentes pokémons, podendo inclusive alternar entre os pokémons durante a partida mesmo. Isso é legal, mas explico melhor depois.




O Estágio 4 parece ser completamente aleatório. Eu não percebi nenhum padrão, e pode ser tanto um inimigo especial sozinho, quanto um time inteiro do mesmo tipo.




No caso dos Times, vem vários personagens iguais (variando a cor) com 3 por rodada, e quando um é derrotado, outro surge, até acabarem todas as vidas. Alias, o jogador também conta com "Vidas", 3 (ou mais, da pra escolher antes de começar) e mesmo perdendo, ainda da pra voltar na mesma fase, pelo Continue, em troca de Moedas (pontuação).


Falando dos Times ainda, os personagens apesar de serem vários e repetidos, são fracos e conseguem sair voando da tela com um único golpe. Ou seja, é uma variação daquele grupo de Yoshis do primeiro SSB. 


Passando do Estágio 4, sempre tem um Puzzle de acertar Alvos, exatamente como nos outros SSB. Ele consiste basicamente em acertar vários alvos, evitando obstáculos e armadilhas, antes do tempo acabar, tudo em troca de pontuação. Tem até umas arminhas espalhadas que podem ajudar ou atrapalhar.


Depois disso vem o Estágio 5 que sempre é contra os personagens do universo do Kirby! Nesse caso, podem vir dupla e um aliado, ou um personagem gigante.


O mapa também pode variar, mas normalmente começa na nave do Rei Dedede. Depois falarei melhor dele.


O Estágio 6 sempre é do Olimar numa versão tunada, seja Gigante ou Metálica. 


A fase em si é característica do próprio Olimar, e depois quando eu falar do personagem explicarei ele melhor. A fase é climática também, contando com chuva e sol, e mais algumas variações como uma lesma gigante que aparece e some o tempo inteiro.


Depois de passar por ela, vem o Estágio 7, que sempre é do universo de Star Fox, porém tunado, onde pode surgir o Fox, ou algum dos demais personagens jogáveis de seu universo (Falco e Wolf), mas sempre em numa forma Metálica ou Gigante.


O esquema dos personagens "tunados" é que eles são um pouquinho mais tensos que suas versões normais. Os Gigantes pesam muito, e são bem robustos, o que facilita acerta-los, mas dificulta fazê-los voar. Os Metálicos são bem lentos, mas igualmente pesados, e também são difíceis de fazer voar. Como no SSB o que faz vencer, é fazer o oponente sair voando da tela, fica difícil vencer dessas versões... mas nada se compara ao Metal Mario do primeiro SSB.


Uma observação: As fases de Brawl são lindas, bem dinâmicas e cheias de elementos inspirados nos jogos respectivos. A fase de Fox por exemplo, se passa em sua nave, enquanto ela viaja pelo espaço lutando contra outras naves, viajando, entrando em buracos negros, na velocidade da luz... é simplesmente lindo. 


Passando dela vem o Estágio 8, que sempre é uma fase do Mario, seja ele em dupla com um aliado ou Gigante.


A fase em si pode variar, mas sempre é do universo Mario. Também sempre há a presença do bigodudo, mesmo se Luigi tiver no grupo.


Essa fase por exemplo é inspirada em "Super Mario Sunshine" de GC. Pois bem, depois dela vem o Estágio 9, onde surge um Time de Pit, um anjinho de um jogo antigo. Mais pra frente vou falar de cada um dos personagens e explica-los, não se preocupe.


Eles também são fracos, e apesar de em maioria, são como todos os Grupões, onde apesar da quantidade, eles são de papel.


O Estágio 10 parece ser aleatório, as vezes com um personagem especial. Pode vir Time, pode vir Dupla, pode vir um único personagem, e as vezes pode ser uma fase inédita, com um personagem inédito. Nesse caso, aparece um personagem que não foi liberado ainda, ou um dos mais difíceis mesmo.


Tipo o Wario, que é um dos vilões da campanha em Aventura, e só aparece muito a frente na história (mas ta liberado no modo luta desde o inicio). Apesar disso, a fase dele é uma das mais divertidas e malucas, completamente baseada em seus jogos.


Depois dessa fase, vem mais uma rodada Bônus de Acertar Alvos.


Ela muda um pouco com relação a anterior, mas a ideia permanece sendo a mesma. 


Alias, caso o jogador perca, não é game-over, a fase é superada assim mesmo (afinal é um bônus) e a única consequência é uma pontuação menor.


Por fim vem o Estágio 11, sempre com 3 inimigos de uma vez. 


São 3 personagens aleatórios de todo o jogo, que vem no seu potencial máximo e individual. 


A batalha não ocorre em nenhum mapa baseado nos jogos desses personagens, mas sim num mapa original de SSB: O Clássico Ringue da Batalha Final no Espaço.


Enquanto o mapa vai mudando, tudo é preparado pra batalha final, e assim que o jogador vence, surge ele: The Hand!


E ai é como sempre, uma batalha frenética contra a mão apelativa, que ao invés de ter sua porcentagem de resistência aumentando ao ponto de fazê-la voar pra longe, tem HP, e ela só pode ser derrotada tendo seu HP zerado.


Não é nada fácil, ela é bem fortinha, só que não é impossível.


Terminado com a mão, ela faz a cena final, explode toda...


E o personagem volta ao seu formato real de bonequinho.


Bem padrão SSB. Ainda rola os créditos alias, com direito a Mira e Tiro nas fotos dos personagens já liberados.


E é isso.

O modo clássico é bem simplizão...

Agora vem a parte legal, a história no modo campanha. Só que antes irei falar de todos os personagens, pra que não seja necessário explicar durante a história quem é quem... fica mais fácil resumir assim.


Então vamos começar pela lista original com seus 21 personagens já liberados pra lutinha.

Mario




Esse é a estrela da Nintendo e todo gamer, não importa a plataforma a qual se dedique, conhece esse personagem. Ele é praticamente um mascote dos vídeo-games, e tem uma pá de jogos diferentes com seu nome no título. 




Ele é um encanador bigodudo (na maioria das vezes) que já participou de tudo quanto é tipo de evento, seja missões de resgate, golfe, tênis, corrida, olimpíadas, partidas de futebol, peças de teatro, viagens espaciais... mas eu já falei de tudo isso. O que tenho a acrescentar? Ele vira gatinho e fala "miau" em um dos jogos mais recentes (Super Mario 3D World de 3DS e WiiU) é muito fofo!

Donkey Kong




Esse gorila já se tornou quase tão famoso quanto Mario, e esse "quase" pode se justificar pelo fato de Mario ser da época do avô de Donkey.




O primata que surge em SSB veio direto das ilhas de Donkey Kong Country. No primeiro ele era o protagonista, daí o nome, mas no segundo e no terceiro jogo ele virou meio que "A Princesa" sendo o objetivo de resgate de seus amigos/parentes.




Ele retornou ao protagonismo nos jogos mais atuais, e diga-se de passagem, Donkey Kong Country Tropical Freeze ta uma beleza! Nele, Donkey carrega seus amigos nas costas e ganha upgrades com isso, parecido com o que ocorre em Donkey Kong Country Returns, porém ao invés de se limitar a apenas 1 opção de personagem aliado, agora temos 3, incluindo o vovô que antagonizou o Donkey Kong original, onde Mario enfrentava o "Donkey Kong"...



Irado não?!

Link




O eterno protagonista de "The Legend of Zelda", o inigualável link também tem sua participação no grande crossover de pancadaria. Pela terceira vez, link surge, porém com mais movimentos (boa parte baseado em The Legend of Zelda: Twilight Princess).



Como link, eu não tenho o que falar.

Samus




Outro personagem que já havia nos jogos anteriores, é Samus, uma guerreira espacial que luta contra pterodátilos anêmicos metidos a piratas em busca de águas vivas que transformam quem devoram em areia.




Ela é mó gatinha, fica ainda mais gata quando tira sua armadura robusta e fica só de roupinha coladinha e azulada (Isso foi um pouco pervertido de mais né?! Desculpe). Esse uniforme sexy é bastante visto em Metroid Other M, de Wii, mas esse jogo só saiu alguns anos após o lançamento de SSBB.




A "Zero Suit" foi mostrada pela primeira vez num remake feito do primeiro jogo para GBA, chamado "Metroid Zero Mission".




No final dele, uma missão extra surge, com mapa e até jogabilidade nova, mudando o estilo de Ação e Exploração pra algo mais voltado pro Stealth, onde Samus precisa se esconder dos inimigos, ao invés de lutar. Sua arma inclusive apenas paralisa eles...




Em SSBB a personagem usa os movimentos padrões de todos os jogos da franquia Metroid, e a Zero Suit se habilita em alguns momentos específicos, como após ela usar seu especial, onde ela atira com tanta força que sua armadura vaporiza... rs...

Kirby




A bolinha mais fofa do mundo dos games (foi mal Pac-Man), Kirby praticamente protagoniza a franquia SSB, afinal ele é a criatura mais versátil e poderosa já vista em um jogo de luta. Kirby equivale a Shang Tsung de Mortal Kombat, só que ao invés de roubar almas, Kirby degusta e saboreia seus oponentes.




Ele ainda pode flutuar (em um jogo em que a única forma de perder é caindo!), virar pedra e ficar invulnerável (em um jogo em que o dano que recebe enfraquece e facilita a expulsão do cenário!), e se bobear ele até consegue soltar uns kame-hame-ha. Kirby é o melhor dos melhores, tendo uma franquia própria nos consoles da Nintendo,

Fox




Apesar de haverem poucos jogos de Fox (Star Fox), ele consegue ser um personagem marcante, ao ponto de ter reserva nos jogos de luta da Nintendo.




Bem, no GC tem o Star Fox Assault, onde o gênero se mantém o mesmo da versão de Snes e N64, porém, não se limita apenas a Tiro com Naves. Agora, há momentos da campanha em que Fox sai de sua nave e desce o tiro a pé mesmo, e as vezes até entra em um Tanque de Guerra Espacial, o qual até aparece como seu Especial em SSBB.




Por essa razão, acredito que o Fox de SSBB tem mais influência da versão de Star Fox Assault, apesar dele usar praticamente os mesmos movimentos dos SSB anteriores.

Pikachu




Pikachu é o protagonista da franquia Pokemon, onde ele se consagrou dessa forma principalmente graças ao Ash da série animada de televisão.




Ele pode não ser o pokemon mais poderoso do poke-universo, mas ele tem sua reserva em SSB desde o primeiro round. Ele surgiu pela primeira vez em Pokemon Red/Blue/Green, mas ganhou muito mais destaque na versão baseada na animação, chamada Yellow, onde ele andava fora da pokebola, igual o no anime.




Os jogos de Pokemon são, em sua maioria, para portáteis da Nintendo, mas há um ou outro para Nintendo 64, Game Cube, Wii e até Wii-U, que fogem um pouco do gênero "RPG" para um formato mais duelístico.

Diddy Kong




Voltando um pouco ao universo Donkey Kong, temos agora um segundo personagem da franquia, Diddy, irmão mais novo (de consideração por assim dizer... ele é tecnicamente um sobrinho dele... vlw Sr Madruga) de Donkey.




Armado até os dentes com suas pistolas, e equipado com uma Jet Pack, Diddy consegue ser ainda mais mortal do que era em sua primeira aparição em Donkey Kong Country 1 e quando tentou resgatar seu mano no Donkey Kong Country 2.




Ele começou a ser tecnológico assim em Donkey Kong 64, que foi quase a morte da franquia (que graças a deus Retornou no Wii).



Em sua peleja, ele utiliza movimentos do DKC de Wii, mostrando que sabe muito mais do que apenas dar estrelinhas.

Zelda/Sheik



Zelda, com seu alter ego "Sheik", é a eterna vítima da franquia que leva seu nome e é protagonizada por um cara metido a duende escocês espadachim, só que apesar disso, ela consegue lutar hora ou outra.



Ela só se transformou em Sheik em The Legend of Zelda: Ocarina of Time, mas ainda assim mantém esse movimento na franquia SSB. Apesar disso, sua versão em Brawl tem mais influência de sua aparência e poderes mostrados em Twilight Princess, inclusive seu especial que consiste nela atirando com seu Arco e Flecha Sagrado (não importa se esteja como Zelda ou Sheik), totalmente inspirado no principal poder de Zelda em TP.



Mesmo assim, muitos de seus poderes em SSB são "inventados" visto que raramente Zelda luta, mas beleza.

Pit




Esse é um personagem remasterizado da Nintendo, que surgiu do fundo do baú como um dos principais em SSBB.

Em seu jogo original, "Kid Icarus" o anjinho porta um pequeno arco e sai metendo flecha nos monstrinhos. Conforme ele avança, ele vai ficando mais equipado e fortinho, como em todo jogo de aventura. Ele até lembra um pouco os jogos de Zelda em sua essência.




Esse jogo, bem como esse personagem, pertencem ao "Nintendinho", e após a aparição de Pit em SSBB, surgiu um novo jogo do mesmo, pra 3DS, que é legalzinho e traz esse mesmo designe melhorado, e pelo pouco que vi, ele mudou o arco pra uma pistola angelical...



Eu acho, só acho, que isso foi influência do Diddy... e com toda certeza do Fox.




O jogo em si mudou seu formato completamente com relação ao original, e ta num estilo tiro em terceira pessoa... parece promissor, e parecido com Star Fox.




O especial de Pit é uma invocação de vários ajudantes angelicais, com a imagem de uma deusa ao fundo. Ela é a deusa Palutena, àquela a quem Pit serve e protege... importante mencionar isso pois na história ela aparece.

Meta Knight



Esse personagem é do universo de Kirby, sendo um tipo de anti-herói dos jogos.


Sabe aquele rival, osso duro, que toda hora quer brigar, mas no final das contas acaba te ajudando? Pois é, esse é o perfil do Meta.




Ele aparece em vários jogos de Kirby, como Chefão, mas no final acaba, de uma forma ou outra ajudando e em alguns jogos até deixa sua Espada de Ouro com Kirby após ser derrotado. Em SSBB, ele tem quase o mesmo papel...



Pokemon Trainer




Que pokemons existem em SSB isso não é novidade. Eles evoluíram de simples figurinhas pra personagens secundários, e agora são um tipo de arma do verdadeiro personagem: O Treinador Pokémon.




Na verdade, ainda há pokemons que podem ser invocados por pokebolas pelo cenário e há pokemons que são personagens individuais, mas agora há também o Treinador, que fica ao fundo no cenário, e o jogador controla um de três pokemons invocados por ele. Da até pra alternar entre eles: Charizard, Bulbasaur e Squirtle, tecnicamente os três pokemons iniciais do primeiro Pokemon lançado para Game Boy, o "Red/Blue/Green". Se bem que o Charizard é a última evolução do Charmander, mas beleza...




Pela aparência do Pokemon Trainer, é possível que na verdade, ele seja uma referência ao Pokemon Fire Red e Leaf Green, remakes dos clássicos Red/Blue/Green para Game Boy Advanced. Uma das principais mudanças, é que além do gráfico melhorado, agora ta colorido.




A presença do treinador parece até uma justificativa para a presença de mais pokémons no elenco principal, sem transformar o jogo num "Super Smash Pokemon".

Ike




Esse cara é o protagonista de "Fire Emblem: Path of Radiance", o primeiro Fire Emblem a ter gráficos tridimensionais, a ser lançado fora dos portáteis e principalmente, o primeiro e único do Game Cube. Todo Fire Emblem tem um "Lord" que seria o líder da tropa que o jogador vai controlar, e em Path of Radiance, esse é o papel de Ike.




Eu não curto o estilo de jogabilidade de Fire Emblem, então admito que não conhecia essa série até ver o Marth em SSBM, e mesmo após conhecer, não me interessei por ela. A série é de um tipo de RPG de Estratégia em Turnos num Tabuleiro... tem gente que ama jogos assim, que na maioria das vezes são voltados a pura estratégia em  campo de batalha, mas sei la, acho confuso.




Indiferente do que eu penso, a série é famosa e conhecidíssima principalmente no ocidente, e tem sua legião de fans... tanto que recebeu a chance de ter 3 de seus protagonistas como parte do elenco do crossover nintendista.

Peach



Essa é a famosa princesa Peach, que o bigodudo tenta resgatar o tempo todo.



Ela é uma guerreira em SBB, com direito a guarda-sóis e frigideiras, ao estilo Super Mario RPG.




O que dizer sobre ela? É uma princesa, e apesar de não ter super poderes como Zelda, ela consegue se virar, as vezes apelando pro seu charme...



Tipo no especial dela.

Yoshi



Outro personagem, extremamente famoso, do universo Mario, é esse dinossaurinho verde.


Ele tem seus próprios jogos, inclusive sua versão em SSB, desde seus ataques até sua aparência, são inspirados em jogos como Yoshi Island e outros protagonizados por ele.



Algo a se destacar é o fato de em seu especial ele ficar com a boca cheia e asas angelicais...




Uma remasterização de sua forma voadora ao comer cascos azuis em Super Mario World... pelo menos isso foi a primeira coisa que veio a minha mente...



Vei o Yoshi ta tunado de mais... mais alguns SSBB ele fica assim:



Ice Climbers




Já falei deles em SSBM... nem sei exatamente porque eles ainda aparecem em SSB, sendo que só tem 1 jogo deles, pra nintendinho, que foi trazido a vida várias vezes em versões pagas nos consoles atuais da Nintendo, sem remasterização, sem mudança alguma, apenas relançamento mesmo, pra Virtual Console. A Nintendo faz muito isso... e eles cobram por isso.




Eis um dos motivos para eu prefirir PC, emuladores e afins... pagar pra jogar algo antigo é um pouco idiota, principalmente no mundo em que vivemos (e no país kkk). Alias, tem várias demos, isso mesmo "demos", dos jogos antigos da Nintendo incluindo Ice Climbers, Kid Icarus, Super Mario World, Donkey Kong Classico, etc, disponibilizados como segredos no Super Smash Bros Brawl.




É sério... sabe... eu joguei Castlevania: The Dracula X Chronicles de PSP, que é um port incrivelmente bem feito e melhorado da versão original de Arcade, e nele é possível liberar a versão de Snes (Dracula X), e o Castlevania Symphony of The Night (de PS1), como bônus secreto.




É difícil achar os itens mas, conseguindo, fica liberado os jogos COMPLETOS. Isso é épico, isso é respeitoso e verdadeiramente nostálgico. Agora... liberar "Demos"!? De jogo antigo!?!?!?! Tipo... jogo de 1980!?!?! A para mano...




Sem nada a acrescentar, tirando o fato de que  o cenário deles é incrível em SSBB... acho que não fizeram remake deles ainda porque... um cara de azul e uma mina de vermelho/rosa subindo e pulando em montanhas cheias de neve não parece tão interessante...



Okay... dependendo de como a ideia for usada, até pode funcionar.

King Dedede




Esse é um "vilão" de Kirby.... digo"vilão" pois no universo de Kirby, os vilões não são necessariamente "maus" então, eu não sei se contam como vilões.

https://www.youtube.com/watch?v=ALTzpcYCKt0


O pouco que observei do Rei Dedede (Rei da Dream Land, terra de Kirby), é que ele costuma fazer coisas que são de certa formas ruins, mas por motivos bons... é... é difícil falar de um personagem que você não conhece... mas olha pra cara dele! Ele parece mau?! Então mano...

https://www.youtube.com/watch?v=ALTzpcYCKt0


Ele aparece como chefão final de alguns dos jogos de Kirby, e a primeira e única vez que o enfrentei foi no único Kirby que zerei até então, o Dream Course, em que ele aparece em um robô gigante inspirado nele mesmo... e precisa tomar kirbadas na cara pra perder.

https://www.youtube.com/watch?v=ALTzpcYCKt0


A personalidade dele, entretanto, fica mais clara no próprio SSBB, o que me faz ter segurança ao dizer que ele não é um cara malvado... apenas muito inocente.


Alias, algo que é bom falar, é que no Especial de Dedede, ele invoca seus principais e mais leais servos, aos montes. Essa é uma de suas principais características na série Kirby.

Bowser




Por outro lado, temos Bowser que é o eterno vilão de Mario... excetuando-se um ou outro em que ele muda de lado, temporariamente.




Bowser é mal, e tem muitas versões diferentes, umas gigantes, umas em tamanho normal, e a única coisa que elas tem em comum, é o objetivo dele: Sequestrar Princesas, de preferência a Peach.




A obsessão de Bowser por Peach nunca é devidamente explicada. Ele deve curtir muito moças loiras de vestido rosa... sem levar pro lado sacana do "curtir"... se bem que Bowser tem toneladas de filhos e filhas, com até versões Jr dele mesmo...




E não tem nenhuma "senhora Bowser" nos jogos de Mario... então tipo... princesa toda hora sequestrada... filhos surgindo a cada sequestro... mano...

Wario



Bem, outro vilão do universo Mario é o Wario, que é extremamente maluco por grana.




Ele tem sua própria franquia spin-off e vira e mexe aparece nos spin-offs de Mario, além de ser tecnicamente um rivalzão do encanador. Ele se veste parecido, pode usar os mesmos poderes que Mario, mas ele é mau.




Ele é um personagem originário dos portáteis da Nintendo, e se não fossem suas aparições em Mario Party e Kart, provavelmente eu nem saberia de sua existência. Pra mim, o rival de Mario é Bowser, sempre o Bowser...




Sua primeira aparição foi como chefão final no Super Mario Land 2 de Game Boy, e isso abriu as portas para o crescimento do personagem, ao ponto de dar vida a sua própria franquia. Mas, sabe o que mais me chama atenção nisso? É o fato de haver um jogo em que Mario come Cenouras e se veste como Coelhinho pra voar!! Eu não sabia disso... deus eu não sei de nada!




Bem, se você acha que um cara de boné vermelho e gordinho dando cabeçadas em blocos pra coletar dinheiro é o cúmulo do desespero por grana, saiba que em Wario World de Game Cube, o protagonista (Wario) literalmente come dinheiro roubado de monstros e bichos que ele espanca!



Olimar




Esse cara é o Capitão Olimar, um astronauta de uma raça de aspecto humanoide, porém minúscula, que acaba caindo em um planeta desconhecido e descobrindo uma raça de seres meio-sementes chamados Pikmin, que é o nome do jogo em questão.




Pikmin é um jogo original de Game Cube (mas tem pra Wii e Wii U também) e foi feito pelo mesmo criador de Mario. Pelo que entendi, esse é o jogo que surgiu com base na suposta demonstração de Super Mario 128, onde tinham vários e vários Marios ao mesmo tempo, demonstrando a potencia do Game Cube.

https://www.youtube.com/watch?v=FkjEfKaoJXM


No caso, o jogo é de Estratégia onde Olimar precisa achar e juntar Pikmins e usa-los para seguir pelo planeta desconhecido, em busca das partes de sua nave, com contagem regressiva, ou ele vai morrer.

Lucas




Pra fechar a lista de personagens iniciais, temos Lucas, do universo de "Mother" ou "Earthbound". Ele é um dos protagonistas, o primeiro pelo menos, de Mother 3, ou Earthbound 2.




Ele tem um irmão gêmeo chamado Claus (sacou, anagrama de Lucas... os pais de gêmeos sempre são criativos) e ambos surgem no prologo de Mother 3. Ele é o representante inicial de Mother em SSBB, mas não é nem de longe o único personagem dessa franquia que aparece... na verdade em Brawl tem muito mais personagens de Mother do que no Melee.




Mother 3 é um jogo de RPG de Game Boy Advance, que segue a mesma linha dos outros jogos da franquia... que alias, foi a inspiração principal de Undertale (daí a semelhança visual) e conta uma história que envolve a raça humana, alienígenas, destruição mundial, e mais um monte de coisas sinistras, com pessoas "comuns" se virando pra superar isso tudo, com até poderes "despertando". 




A jogabilidade varia entre andar e falar com personagens em cenários vistos de cima, e momentos de luta em que o jogador escolhe o ataque em um menu simples, sem muitas frescuras ou efeitos especiais. Não é tão atrativo nesse sentido, mas as histórias são sempre beeeem interessantes.




Bem, se você também captou a mensagem, a Nintendo quis promover seus jogos dos portáteis através do crossover de luta. A ideia foi se fortalecendo ao longo dos lançamentos, e agora virou realmente uma biblioteca de referências. Isso porque tem muito mais personagens aparecendo e querendo chamar atenção, mas nem todos são jogáveis.




São de muitos jogos diferentes, de plataformas diferentes e agora a Nintendo deu um passo além, saindo de exclusivos da empresa...Alguns deles são até personagens Secretos.

Personagens "Secretos"


Pois bem, tem dois tipos de personagens secretos em SSBB. Tem os repetidos, que são os mesmos que apareceram nos SSB anteriores, e tem os inéditos. De todos, entretanto, apenas 3 não fazem parte do modo Campanha, pois apesar de poderem ser liberados no modo campanha, é exigido passar novamente por fases anteriores pra isso, o que vai contra a própria história, ou é preciso suprir condições específicas como terminar o jogo com um personagem pré determinado, sem um motivo relacionado com o enredo.

Luigi



Luigi, o irmão de Mario, e talvez o personagem mais complexo do universo Mario.


Ele não tem nada de mais, é só a versão magra e esticada do Mario, porém ao longo dos anos alguns jogos acabaram influenciando a personalidade de Luigi, ao ponto dele chegar a ter um especial desses em SSBB:




Eu não editei a imagem, é exatamente isso que acontece. As cores se invertem, Luigi dança loucamente e uma música distorcida toca enquanto os oponentes simplesmente dormem. Esse é o especial, o Final Smash de Luigi. Todos os personagens tem um movimento especial, alguns são bem simples, outros são um pouco mais elaborados... mas só o do Luigi é bizarro.




Existem creepy pasts aos montes que descrevem esse cara das formas mais assustadoras possíveis, mas apesar de serem só teorias, há um fato do qual não se pode discordar: A Nintendo tornou Luigi um personagem misterioso.




E eu até sei onde isso começou, foi no primeiro jogo solo de Luigi: "Luigi's Mansion" de Game Cube.  Nele, Luigi procura por Mario, em uma mansão cheia de fantasmas variados, fugindo da mesmice dos Boo's, clássicos inimigos do universo Mario. A coisa fica assustadora e perturbadora se o jogador se deixa levar, pois além da trama voltada prum "humor assustador", tem muitas referências a jogos de Survival Horror e coisas vinculadas a esse estilo.



Depois disso virou bagunça, e Luigi nunca mais foi o mesmo.

Falco



Esse é o aliado de Fox, membro do Time Fox, que também é um personagem secreto do Melee.




Tem uma parte do Star Fox Assault, em que Fox fica na asa da nave de Falco, e ambos lutam juntos contra um monte de inimigos, com Fox atirando enquanto Falco pilota. Isso é irado, e é possível graças ao fato de Fox poder sair de sua nave. Infelizmente só Fox faz tal proeza...




Star Fox é uma franquia que evoluiu bastante de jogo pra jogo, sem fugir muito da jogabilidade original... apesar de ter o Star Fox Adventure, também de GC, que muda um pouquinho o estilo pra um formato mais voltado pra aventura do que shooter.




Mas, até esse jogo foi bem aproveitado pra franquia, pois serviu de gancho pro Star Fox Assault, apresentando a nova formação do Time Fox, e também trazendo Falco de volta pra equipe... ah é, ele tinha saído do Star Fox, pois ele é meio solitário saca, vira e mexe saindo e voltando.

Capitão Falcon




Esse personagem ta presente em SSB desde o primeiro, e é o único personagem da franquia F-Zero que surge de forma selecionável.



É um corredor que sai na porrada, mas dessa vez ele pode chamar seu carro pra ajudar, isso com seu Especial.



Se o carro acerta o alvo, Falcon entra nele e atropela geral, dando um golpe mortal.

Ness



Esse é o personagem secreto da franquia Mother, que também participou dos SSB anteriores.


É estranho ver Lucas liberado antes de Ness, considerando que ele nem tinha aparecido nos outros jogos... mas tudo tem uma explicação... e fará mais sentido na hora que eu contar a história do jogo. Mas, em resumo, Lucas e Ness tem poderes semelhantes, então não muda muito.



Até o especial de Ness é o mesmo que Lucas, onde eles invocam Meteoros.

Toon Link




Esse personagem apareceu destravável no Melee, e é a versão do link em "desenho", como é chamado agora. Mas, na verdade ele vem de Wind Waker, e é um designe diferente dos mais clássicos de Zelda, que apesar de tudo, inspirou outros jogos como a sequência de Wind Waker e o Minish Cap de GBA, se firmando como um dos designes básicos de Zelda.




Ele não muda em termos de jogabilidade com relação ao link liberado anteriormente, e até seu especial é o mesmo, onde ele invoca uma "parede de triforce" e espanca o oponente, com sangue nos zói.



Ele é um dos 3 personagens secretos que não fazem parte da história principal.

Marth




Esse é um dos destraváveis do Smash Bros Melee, e é o protagonista do primeiro Fire Emblem: "Shadow Dragon and The Blade of Light" de Nintendo.



E do terceiro: "Mystery of the Emblem" de Super Nintendo.



Sua aparição em SSB é uma forma de homenagear a franquia, igual ao Ike.

Mr. Game & Watch



Como em Melee, Mr Game & Watch é liberado como um estranho personagem secreto, vindo direto dos vídeo-games mais simples, de uma época em que pra mudar de jogo tinha que mudar de aparelho mesmo (e era todo jogo, não é esse esquema de hoje em dia em que as empresas disputam pra ver quem tem a maior variedade de jogos num mesmo console, só pra depois lançar uma versão atualizada do console pra começar a corrida de novo).



Ele é uma representação de um modelo de personagens presentes numa série de Portáteis chamada Game & Watch, por isso o "Mister" na frente do nome.



Ele não é um personagem específico, mas sim a personificação de todos os portáteis juntos, tanto que suas habilidades variam em movimentos, cada um baseado em jogos diferentes. A Nintendo até chegou a relançar alguns desses games na DS Ware (tecnicamente, eles relançam muitos jogos antigos em lojas de seus portáteis e consoles... uma forma de lucrar com o passado e ao mesmo tempo transferir nostalgia...)



Alias, seu especial em SSBB é baseado no Game & Watch Octopus...



Joguinho em que um mergulhador precisa pegar um tesouro sem encostar nos tentáculos de um enorme polvo.

Ganondorf




Esse é um dos principais vilões da franquia Zelda, e dessa vez sua aparência é totalmente baseada em sua versão de Twilight Princess.




Ele aparece em muitos jogos da franquia Zelda, e sempre é o vilão (mas seria legal se um dia lançassem um game em que Ganondorf é um herói... fica a dica kkk). Ainda assim, suas habilidades em SSBB mantém-se as mesmas de SSBM, exceto o especial, em que ele se transforma em um enorme Javali demoníaco (Ganon Personificado)...




Bem como ocorre em praticamente todos os jogos em que ele antagoniza, e claro, em Twilight Princess (de onde o designe e a ideia foram tirados).



Jigglypuff




Pra fechar a lista de personagens repetidos porém secretos, temos Jigglypuff, o pokemon que ficou famoso principalmente por suas aparições na série animada.



Jiiiigg(a)lypuuuuuf...Jigggg(a)llllyy...yyy...puff...




Pois bem, ele apareceu como destravável em SSB desde o primeiro, mas dessa vez, ele não faz parte da história. Considerando a Campanha de SSBB, Jigglypuff é o único personagem (do SSB original) que não participa de uma forma direta da história, até sendo liberado após determinado evento, porém que ocorre fora da história. Por isso eu considero ele um dos dois personagens que não são parte do enredo.

Novos Personagens "Secretos"


Muitos personagens de SSBM forma deixados de lado e substituídos por outros, alguns usando até mo mesmo sistema de batalha. Mas o mais interessante desses novos secretos, está na quebra de exclusividade que alguns deles trouxeram, o que praticamente expandiu o universo de SSB para muito além de mera "Nintendo" (É tipo um Kingdom Hearts com Dreamwork, Pixar e Disney juntas... fica dica!!!)

Snake




Tudo haver com o universo Nintendo, temos Snake, protagonista de Metal Gear Solid, jogo no estilo Stealth e Ação, lançado originalmente pela Konami, por Hideo Kojima (o mesmo cara que criou Silent Hill) para PlayStation.




Claro que há Metal Gear Solid pros consoles da Nintendo, o que justifica sua participação em SSBB, e um dos melhores remakes foi originalmente lançado pra Game Cube (Twin Snakes, remake do primeiro MGS).




Ainda assim, isso expande muito as possibilidades de SSBB, e se pá, da pra ver Harry Mason perguntando sobre Cheryl pra Mario um dia desses (afinal, Silent Hill Shattered Memories também tem pra Wii).




O mais legal de tudo, não ta nem no fato de Snake ser um humano porradeira com bazukas e granadas lutando contra bichinhos fofinhos, nem no fato dele também se esconder em uma caixa, marca registrada dele na série.



O mais legal ta no especial dele, em que ele se pendura num helicóptero e desce bala na galera.



Nintendo... eu amo a Nintendo.

Lucario




Lembra do Mewtwo? Ele não ta em SSBB, mas em seu lugar, temos Lucario, que usa tecnicamente os mesmos movimentos que ele em SSB, mas no mundo pokemon é bem diferente.




Lucario apareceu pela primeira vez protagonizando um dos muitos filmes de Pokemon baseados na animação (Pokemon: Lucario e o Mistério de Mew), e talvez por sua interação com Mew, a Nintendo optou por atualizar a referência substituindo Mewtwo (de Pokemon Red/Blue/Green/Yellow) para Lucario, de um dos jogos recentes da época (Pokemon Diamond/Pearl de DS).




Lucario é um pokemon raro, mas não é necessariamente um pokemon lendário (apesar de no filme ele ter basicamente essa descrição).




No filme ele se comunica verbalmente (usando a mente), algo que é muito raro pros pokemons, e ele é bem mistificado, mas em sua aparição nos jogos, ele é uma evolução de um pokemon raro chamado Riolu, mas nem tão raro assim (tanto que pra obter o ovo dele, o jogador precisa lutar ao lado de um treinador que já tem um Lucario... e sim, pokemons nascem de ovos).



É um pokemon do tipo Psíquico... e na minha opinião ele não é tudo aquilo não (é irado, mas prefiro o Mewtwo).

R.O.B.



Então chegamos nele, o robô que eu jurava que era o Wall-E, mas não é.




Na verdade ele nem é um personagem de vídeo-game, e é uma referência ao estilo Mr Game & Watch, só que ainda mais exclusivo.




Trata-se de um acessório do Nintendinho chamado R.O.B. (Robot Operating Buddy), que era necessário junto com mais um monte de acessórios para se jogar dois games, apenas dois games (Stack-Up e Gyromite), onde ele substituía o segundo jogador, de uma forma muito, muito idiota.




No final o produto não vingou e virou item de colecionador. No caso, R.O.B. não teve uma vida longa, e era muito mais fácil pegar o segundo controle e jogar com os dois ao mesmo tempo do que depender do robô lento e limitado.




Mas, era uma ideia, idiota mas era. A Nintendo vira e mexe aparece com ideias inovadoras que, as vezes são um sucesso, as vezes são um fracasso ou as vezes estavam muito a frente de seu tempo e ainda não era hora de por em prática por falta de tecnologia, tipo o Virtual Boy...



Entende a referência? Não? Beleza mais uma...



Ainda não? Okay... a última:




Realidade Virtual Aumentada man... Nintendo já tinha pensado nisso e posto em prática a muito tempo atrás... mas foi um fracasso total por conta da tecnologia. Ainda assim, não deixou de ser uma ideia maravilhosa... e talvez até a ideia de R.O.B. seja boa um dia... não sei como um robô que substitui jogadores consegue ser uma boa ideia, considerando a existência de programações em formato de Inteligência Artificial sem necessidade de qualquer aparato físico ou paralelo... mas né... vai que um dia os caras pensam em algo mais ou menos assim, visando é claro... lucro!




Obs.: Se quiser saber mais de R.O.B., recomendo que veja o vídeo número 100 do Angry Video Game Nerd. É muito explicativo e o cara é fod4.


Sonic




Não, você não viu errado. Temos ele, Sonic, o eterno rival de Mario nos negócios. Ele é a prova viva de que todo mundo pode um dia virar amigo (torcendo pela união Microsoft+Sony+Nintendo... diga não a rivalidade e concorrência!!!).

Sonic é um personagem da SEGA, que a um tempinho atrás, era uma concorrente de peso à Nintendo, protagonizando uma das maiores guerras dos vídeo-games já travadas na face da terra.




Era treta, e sabe o que acontece entre a Sony e a Microsoft hoje em dia? Isso é balela perto do que a Nintendo e a Sega já passaram... talvez até por isso a Nintendo mal se importa.

Mas, chegamos ao ponto de Sonic fazer parte não de um, mas de vários crossovers com Mario e outros personagens da Nintendo. Além de protagonizar jogos oficialmente lançados pros consoles da Nintendo. Digo "oficialmente" pois já tiveram hacks no passado que levavam o porco espinho azul pro território do encanador italiano (falo do Sonic 4, de Super Nintendo, hack feito em cima de um jogo do Ligeirinho, aquele rato rápido dos desenhos do Perna Longa).



Alias, esse jogo foi o primeiro Sonic que já joguei na vida... é...

Pois bem, Sonic é rápido, é azul, vira Super Sayajin (mera semelhança não é tal coincidência... pera isso ta errado...)



Ele até tem essa transformação como especial em SSBB.




Mas enfim, ele é o último secreto que aparece na história do jogo, e ele aparece de uma forma épica, que me fez ficar empolgado pacas. Mas ainda tem mais um personagem secreto...

Wolf




Ele apareceu pela primeira vez como um dos chefões contratados pelo inimigo do jogo em Star Fox 64. Depois disso ele se consolidou como principal rival da Star Fox, eis Wolf.





Ele é outro personagem destravado na campanha, sem fazer parte da campanha, o que me faz considera-lo um personagem secreto desconexo.





Seu designe, bem como de Fox e Falco, parece bastante com o do Star Fox Zero, de Wii U, justamente pelo detalhamento.





E, apesar de nem haver WiiU quando SSBB foi lançado, é comum haverem personagens com designe inspirado no de jogos futuros, como foi o caso de Ganondorf no Melee.


E é isso!!!

Esses são todos os personagens selecionáveis de Super Smash Bros Brawl.

Então, finalmente, sem mais delongas, de uma vez por todas, vamos à história principal de SSBB.

The Subspace Emissary

Tudo começa no Coliseu, onde Peach e Zelda assistem Mario e Kirby numa Batalha.



Pois é, os personagens lutam uns contra os outros por curtição: Smash Bros.




Além delas, e todo o resto da galera do coliseu, Pit assistia por uma transmissão ao vivo de sua residencia nos céus, ou algo assim.




Depois que a luta termina, Mario vira um boneco, mas Kirby o reanima... isso ocorre com todos quando eles perdem uma luta no Smash Bros.




Pois bem, algo estranho acontece. Uma nave estranha carregando nuvens sangrentas surge do nada, trazendo com sigo um clima bizarro e um monte de monstros estranhos. 



Daí, Peach, Mario, Zelda e Kirby se juntam pra mais pancadaria.




Depois de muito sangue derramado (que nada, nem tem sangue) um inimigo estranho, denominado Ancient Minister aparece...



Ele lança uma bola estranha com dois robôs (R;O.B.s) ativando.



E um monstro planta gigante aparece e captura Zelda e Peach.



Depois de derrotar a criatura...




Wario aparece com uma arma estranha e atira em uma das Princesas (tudo depende de quem você escolheu salvar, no meu caso, meu irmão e eu salvamos Zelda, logo, Peach se ferrou).



Pra piorar a situação, o estranho dispositivo era uma bomba, e ela explode.



Cobrindo tudo com uma esfera escura de energia. Mas tanto Wario quando Kirby e Zelda escapam a tempo.




Enquanto isso, Pit fica horrorizado e deseja ajudar, dai a deusa Palutena aparece e lhe da um Arco de Luz, para ajuda-lo em sua jornada pra ajudar os lutadores.



Ele chega até a encontrar a nave nos céus, e luta contra os monstros nas nuvens...



Até que encontra Mario embonecado no meio das nuvens, que tinha sido jogado longe pela explosão.



Daí Pit o reanima, e ambos se juntam pra alcançar a estranha nave e descobrir o que tava havendo.



Mario e Pit correm contra o tempo, mas não chegam nem perto da nave... mas eles não desistem.



Enquanto isso, Kirby e Zelda, na estrela de Kirby, acabam por cair acidentalmente na dita nave.



E eles aproveitam pra explorar e sobreviver, ao mesmo tempo.



Até que do nada, outra nave aparece e começa a atirar loucamente contra a nave grandona.




Uma batalha em pleno ar começa e rola um tiroteio entre as naves, com Kirby e Zelda no meio de tudo isso. Não da outra e eles saem voando.



Mas conseguem chegar ao chão, passando pelas nuvens e por muitos monstros...




Enquanto isso, Donkey Kong e Diddy Kong perseguiam um koopa e um goomba do universo Mario, que havia roubado suas bananas.



Eles ficam loucos, e correm pra recuperar suas bananas, passando por vários monstros do universo Mario no processo.



Quando chegam nas bananas...



Dão de cara com Bowser!




Que usa a mesma arma estranha que Wario usou, pra acertar e transformar Donkey num boneco. Mas Diddy consegue escapar...



Nesse meio tempo, Pit e Mario também já estavam em solo, perseguindo o Ancient Minister...



Mas eles ainda não conseguem captura-lo, e ele estava com mais uma bomba.



Diddy estava correndo pelas árvores, fugindo de Bowser, quando um pokemon verde o captura (Rayquaza).



Mas antes dele ser devorado...



Fox aparece e o salva.



Dai Diddy Kong e Fox lutam contra um Rayquaza gigante.



Depois de derrota-los, Diddy pede ajuda a Fox para salvar Donkey... ele meio que o força a isso.



Ambos saem metendo bala em tudo quando é inimigo do Mario. É um verdadeiro tiroteio.



Até que eles chegam ao local das bananas roubadas e encontram Bowser...



Transformado em boneco.



Daí ele vira poeira negra, e outro Bowser, portando a arma estranha aparece.



Mas Fox não perde tempo e tira Diddy do caminho, salvando ele, apesar dele ficar com raiva e querer pular em Bowser.



Nesse meio tempo, longe dali, Lucas estava sendo atacado pelos mesmos monstros da estranha nuvem roxa.




E pra piorar, um monstro enorme, assustador e bizarro aparece perseguindo-o (tenho quase certeza que é um inimigo do universo de Mother... é bem a cara. Outra coisa, como eu joguei de 2, com meu irmão, o personagem dele apareceu com a cor do cabelo e roupa diferentes... isso pareceu até que era o irmão gêmeo de Lucas... mas não era.



Lucas corre até ficar encurralado e Ness aparece!




Ness não é nem do tempo de Lucas, porém ambos se juntam pra enfrentar quem estava por trás da criatura bizarra: Porky, um inimigo do universo de Mother.



Depois de vencerem, Wario aparece e ataca Ness com sua arma de seta negra.



Só que Ness esquiva perfeitamente de vários tiros...



Até que Wario decide mirar em Lucas, e Ness pula na frente pra salva-lo.



Daí Ness é capturado, o que parecia ser o objetivo de Wario o tempo inteiro, e Wario leva seu boneco.



Lucas fica assustado e foge.



Até que ele da de cara com o Treinador Pokemon, que usa um Squirtle pra lutar contra um monte de monstros que aparecem.



Eles correm juntos e enfrentam vários monstros...



E Lucas acaba se tornando um protegido do Treinador Pokemon.



Enquanto isso, longe dali, mais uma bomba acabava de ser ativada.



E Marth assiste a explosão vindo em direção ao seu castelo.



Daí ele luta pra proteger seu reino e vai em direção a grande bola de energia em expansão...



Até que Meta Knight aparece e o detém.



Ambos lutam, mas uma horda de monstros os cercam, e eles se juntam pra enfrenta-los.




Com a explosão ao fundo, Marth e Meta derrotam os monstros e Marth entende que Meta só queria impedir que ele se matasse.



Daí eles acabam percebendo que um cara (o Ancient Minister) estava carregando outra bomba na direção do castelo.



Daí ambos o perseguem.



E quase ele consegue fugir com a bomba, se não fosse por Ike aparecendo do nada e cortando a bomba.



Daí os 3 se unem pra lutar.



Mas o estranho monstro foge.



Enquanto isso, Luigi estava numa batalha intensa contra alguns dos monstros seguidores do Rei Dedede.



Quando o Rei Dedede aparece e o golpeia com seu martelo, transformando ele em boneco.



Daí Wario aparece com seus troféus, e fica muito feliz com o trabalho de Dedede.



Mas a tropa de Dedede vai pra cima dele...



Enquanto o rei Dedede pega o carro de Wario, com os bonecos de Ness e Peach



 E sai vazado.




E enquanto isso, numa floresta em algum lugar longe dali, Link estava pegando a Master Sword pra enfrentar esse mal. com sua fada ao lado e Yoshi dormindo num tronco.



Daí vários monstros aparecem a pancadaria começa.



E após derrotar vários monstros, Link e Yoshi avistam a Nave do Mal. Link estava justamente atrás dela.



Nesse meio tempo, dentro de uma base secreta, estava Samus.



Ela vasculha a base na encolha, até encontrar um R.O;B. contra o qual precisa lutar.



Daí a gost... digo, Samus, encontra uma sala com Pikachu servindo de pilha pra alguma coisa.



Ela o ajuda, e um monte de R.O.B.s de segurança aparecem.



Os dois se juntam...



E rola lutinha enquanto eles tentam fugir.



Na fuga, Samus encontra sua armadura (repare na cara de decepção do pokemon)



Pois é... é algo triste mesmo.




Armadura feia... enfim... Kirby e Zelda estavam em terra firme lutando e talz, quando a bolinha rosa se empolga e deixa Zelda pra trás, que pro azar dela, estava com Bowser na cola.



E pior... eram dois Bowsers.



Um dos Bowsers vira energia roxa e vai pra dentro do boneco de Zelda, que é reanimado numa forma possuída.



Ela pega a arma, e avista Link e Yoshi, e bem na hora que ela vai atirar neles...



A arma parte ao meio.



Pit e Mario estavam ali também, haviam detido o disparo.



Então rola luta contra Zelda possuída pela energia maligna e roxa.



Mas depois que ela é derrotada e transformada em boneco de novo, ela se desfaz.



Bem na hora, Link e Yoshi aparecem, testemunhando Mario e Pit "matando" Zelda. Resumindo: Link perde o controle.



Rola luta entre os 4 (momento da vingança de Yoshi rs).



E Link e Yoshi são derrotados e transformados em bonecos.



Mario reanima eles, quando vê Dedede ao longe, e a estátua de Peach atrás dele.



Ele passa rápido e pega os Bonecos de Link e Yoshi também... mas Kirby aparece do nada.



Corta os cabos que seguravam eles e os reanima rapidamente.



E todo mundo se junta pra perseguir e destruir o Rei Dedede, e salvar Peach é claro.



Eles chegam até uma caverna, com o carro estacionado do lado de fora, e entram.



La dentro eles encontram monstros e um estranho castelo...



Enquanto Ganondorf estava monitorando tudo e todos...




E Lucas e o Treinador estavam seguindo o Charizard, tal qual havia ido em direção a caverna (o treinador estava buscando seus pokemons).



Pouco tempo depois, o Treinador Pokemon e Lucas também chegam à estranha caverna, por outra entrada.



Mas Wario aparece pra impedi-los.



Rola luta pacas, e Lucas da um coro em Wario, mas depois...



Ele percebe que Ness não ta com ele.



Só que o Treinador o conforta e eles não desistem de encontrar seus amigos.




Nesse meio tempo, o Rei Dedede estava na caverna, dentro do tal castelo, posicionando e carimbando as estátuas de Luigi, Ness e Peach.



Mas fica faltando um carimbo para Peach, e ele retira um que tinha nele mesmo e coloca nela.



Daí do nada uma pedra cai na cabeça de Dedede e ele desmaia.



E era Bowser que havia jogado.



Quando Mario e a rapaziada chegam, não tem Dedede, Peach, Ness, Bowser, nada...



Só um monte de escombros.




Mas ao lado tinha um pequeno buraco, e ao entrar, depois de lutar contra vários monstros, eles encontram Bowser correndo em direção a um abismo com a estátua de Peach nos braços.



Mario tenta agarrar Bowser e pegar Peach...



E Pit tenta acerta-lo com uma flecha...



Mas o dinossauro consegue escapar e pular no penhasco, caindo em seu Planador Sorridente e fugindo.



Kirby porém percebe que a flecha de Pit retirou o carimbo de Dedede... o que chama sua atenção.



Enquanto isso, na frente do castelo, o Ancient Minister ativa e detona mais uma bomba.



E da bola de energia negra formada pela explosão surge a Master Hand e aponta pra câmera de Ganondorf.



Fazendo com que ele o reverenciasse, feliz por ter sido "escolhido".



Lucas e o Treinador Pokemon estavam dentro da caverna.



E eles encontraram o Bulbasaur, petrificado...



E depois o próprio Charizard, também transformado em boneco.




Feliz por ter recuperado e reanimado seus amigos pokemons, o Treinador comemora, até se dar conta que eles estavam em um lugar muito estranho.



Paralelo a isso, Meta, Ike e Marth estavam lutando com vários monstros e robôs enormes...



Dentre os quais tinha um que tava complicado de derrotar.




Mas eles conseguem empurra-lo de um penhasco e ele abre um enorme buraco, bem na frente da caverna em que o Treinador e Lucas estavam.




Por pura coincidência, o buraco levou exatamente pra mesma câmara em que o treinador e Lucas tinham chegado, no subsolo da caverna.



O que só transferiu o problema dos 3 espadachins pros azarados garotos.



Mas eles o derrotam, o que não é bom, pois ele próprio era uma bomba, que se ativa ao ser derrotado e captura os dois.



Ele voa com eles na mão, sai da caverna e se explode no ar.



Mas antes da explosão, Lucas consegue soltar os dois e ambos caem.



Na queda livre, Meta aparece voando e os salva.



Todos se agrupam...



Enquanto o Ancient Minister observa tudo de longe, com mais uma bomba engatilhada.



Mas, o cara começa a ter flash backs, dos R.O.B.s se detonando...



E antes de qualquer reação, o grupo de Mario surge, prontinhos pra acabar com a festa dele.



Rola perseguição de novo, mas no final o cara recebe ajuda de alguns R.O.B,s,



E consegue detonar mais uma bomba.



Por sorte o grupo consegue fugir.



Enquanto isso Diddy e Fox estavam na floresta ainda...



Quando ao avistarem a explosão de longe, Diddy é acertado por um disparo da arma estranha.



Bowser havia atirado...



E tenta atingir Fox também, mas ele esquiva.



Porém, o boneco de Diddy é possuído pelas sombras...



E um Diddy das trevas aparece bem do lado.



Enquanto Bowser comemorava, ele recebe alguns tiros de laser...



E uma nave aparece, com Falco prontinho pra ajudar Fox.



Ele consegue reanimar o Diddy real, destruir a arma estranha e tenta acabar com Bowser.



Porém, Bowser consegue fugir, e Falco, Fox e Diddy ficam pra enfrentar uma versão gigante e possuída de Diddy.



Depois de vencer, a estátua evapora.



E Diddy vê em Falco um herói melhor que Fox e "pede" sua ajuda pra salvar Donkey também.



Eles encontram Donkey.



Mas ele é levado direto pra uma base voadora.



Ai a nave da Star Fox aparece, e eles ganham uma passagem direto pra lá.



Enquanto isso, Samus e Pikachu estavam em outra base ainda, e Samus ainda não tinha se vestido.



Pois haviam aparecido várias Samus do mal. Depois de derrota-las, Samus veste sua armadura.



Esse era um dos objetivos de Samus, daí eles tentam sair, mas Ridley, o inimigo de Samus, aparece pra atrapalhar.



Samus e Pikachu enfrentam ele.



E depois de derrota-lo, eles conseguem sair da base e descobrem uma bomba.



Literalmente, havia uma bomba do lado de fora, sendo armada.




Nesse mesmo tempo, Olimar com seus Pikmins estava tentando impedir um R.O.B.s (na verdade tava tentando desmonta-lo... provavelmente pra pegar as peças pra sua nave... mas bele).



Quando o mesmo reage e ataca as criaturinhas.



O Capitão Olimar se assusta, mas aí o Capitão Falcon aparece, com carro e tudo, e acaba com o robô.



Ambos se juntam e encontram Diddy, Fox e Falco e os ajudam a resgatar Donkey Kong.




Diddy pula no transportador, reanima Donkey que se liberta das correntes, quando Falcon e Olimar aparecem pra ajudar a enfrentar os monstros que aparecem.


Depois de vencerem, Falco e Fox vão embora e os Capitães e os Primatas permanecem no transportador, indo pra Base.


Enquanto isso, em outra parte, Meta e os demais avistam a nave grandona próximo ao topo de uma montanha em um intenso tiroteio com a nave da Star Fox. A nave, supostamente do mal, era a nave do Meta, e ele queria recupera-la.


Meta sobe com tudo, quase derrubando dois escaladores que estavam na montanha, os Ice Climbers, que ficam bravos mas acabam se juntando a ele na escalada.


No topo da montanha...


Eles encontram Lucario.


Que não gosta do interrompimento e ataca Meta, com os Ice Climbes ficando de meros espectadores.


Depois de lutarem, Lucario reconhece Meta como o conquistador da montanha, e se junta a ele.


Mas ai as duas naves que estavam lutando se chocam contra a montanha.


Jogando os Ice Climbers pro chão, enquanto Meta e Lucario pulavam abordo.


Daí, os espadachins, o Treinador, Lucas e os Ice Climbers enfrentam um monte de monstros que surgem...


Enquanto o grupo de Mario testemunha de longe e corre pra se juntar a luta.


Enquanto isso, abordo da Nave...


Estava Snake


Que vê Lucario e Meta e tenta se esconder...


Mas Lucario usa seus poderes psíquicos e percebe ele facilmente.


E eles quase se enfrentam...


Só que Lucario percebe inimigos atrás de Meta e os 3 se juntam pra lutar contra os verdadeiros inimigos.


Snake estava la, não como tripulante mas como clandestino, provavelmente tentando descobrir e impedir os planos de quem quer que estivesse por trás da nave..


Eles lutam contra alguns inimigos e chegam a uma sala com Zelda e Peach presas em jaulas. Ambas são cobertas por energia maligna e cópias possuídas delas aparecem para lutar contra os invasores.


Depois de lutar e destruir as cópias do mal.


Peach e Zelda são reanimadas e libertadas.


Mas elas ignoram Snake e tentam escapar sozinhas.


Zelda se disfarça de Sheik, e Peach tira onda...


E ambas tentam escapar da nave por conta própria.


O tiroteio ainda rolava, com Falco e Fox não desistindo de acabar com a nave de Meta.


E no meio da chuva de laser, explosões e afins... aconteceu essa cena:


Peach da medo mano... enfim, Zeld... Sheik percebe a gravidade da situação e decide agir contra a nave hostil.


Ela pula e tira Fox da nave...


Saindo na porrada contra no casco da nave grandona do mal.


Mas Peach oferece chá... chá mano! E eles ficam de boa.


Enquanto isso, na cabine de controle, Snake, Meta e Lucario descobrem quem era o piloto ladrão, e eram vários Mr Game & Watch!


Meta fica put0 e expulsa geral da ponte, quando todos os Game & Watch se fundem em um monstro mecânico gigante.


Daí todos se reagrupam e caem na porrada. Depois de vencer o grandão e reduzi-lo a poeira das trevas...


Peach encontra e reanima o verdadeiro Mr Game & Watch, descobrindo que na verdade os outros eram só um monte de clones do mal e o verdadeiro era muito de boa.


Meta recupera o controle de sua nave e tira ela da nuvem do mal.


Paralelo a tudo isso, Samus e Pikachu estavam em apuros, correndo na base dos vilões...


Quando eles dão de cara com o Ancient Minister, um exército de R.O.B.s, e uma leva enorme de bombas.


Daí aparecem Donkey, Diddy, Olimar e Falcon! Eles estavam todos na mesma base.


Antes de qualquer luta, o Ancient Minister fica relutante, quando do nada aparece Ganondorf em holograma e ativa os R.O.B.s remotamente, ordenando que eles detonassem todas as bombas ali mesmo. 


O Ancient Minister não concorda e tenta impedir...


Mas ele é queimado vivo.


Ganondorf começa a rir loucamente enquanto geral tenta impedir os R.O.B.s kamikases.


Quando ele decide apelar pra monstros... e ai...


Todos são destruídos...


Pelo Ancient Minister que tem sua identidade revelada: Ele era um R.O.B.


Porém, ele não era como os outros, ele era extremamente poderoso e consciente, tanto que havia se sensibilizado pelas baixas e decidido parar de seguir as ordens de Ganondorf.


Ainda assim, os demais R.O.B.s eram inconscientes e não haviam parado com as bombas. 


Todos estavam ativados e todos iriam detonar. Então...


O grupo pega o R.O.B. consciente e saem da base antes da explosão.


Todos escapam pela nave/carro de Falcon.



Mas um Riddle de Metal aparece pra tentar atrasa-los.



R.O.B. e os outros o enfrentam no topo do carro espacial, e eles vencem.



Escapando da enorme explosão que suga toda a base flutuante.



Em terra firme, todos os outros grupos assistem ao sinistro espetáculo.



E no final...



Todos os grupos acabam se juntando.




De dentro da grande bola de energia maligna que surgiu em pleno ar, uma base enorme, em forma de canhão, sai e dispara, criando outras bolas de energia em explosões ao longe.



Abordo dela estavam Ganondorf e Bowser.



Mas, os heróis haviam se unido e estavam abordo da nave de Meta, que vai direto pra base bélica.



E mesmo com ela sendo totalmente destroçada pelos canhões dos vilões...



As várias naves menores saem e continuam o ataque.




A nave de Samus, a nave da Star Fox, o carro espacial de Falcon e até a nave de Olimar esquivam dos disparos dos vilões e alcançam a base do mal.



Depois de muito tiroteio, a invasão é um sucesso.



Kirby também aparece, apelando com o Dragon Fly...



E eles destroem a base grandona.



Mas os vilões escapam.



Porém, todos os heróis entram na esfera de energia negra e juntos, se preparam pra última batalha.



Enquanto eles enfrentam os obstáculos da redoma das trevas, Ganondorf trai Bowser e o transforma em boneco.



Daí, ele se apresenta sozinho perante a Master Hand.




Só que a Master Hand estava sendo manipulada o tempo inteiro, como uma marionete, e ele percebe isso ao se aproximar.




Aquele que estava controlando ela era um cara desconhecido chamado Tabuu, tal qual acaba com Ganondorf sem o menor remorso.



Depois disso porém, a Master Hand se liberta e ataca o Tabuu...



Mas ele não sofre dano algum e arremessa ela pra longe como se não fosse nada.




Todos os heróis aparecem então, e testemunham a queda daquela que até então, era um tipo de divindade pra todos eles.



E com isso, Tabuu ataca uma única vez, com um bater de asas...



E todos, sem exceção, são aniquilados.



E transformados de volta em bonecos inanimados.



Nenhum sobrevive...



E Tabuu os copia e acumula suas cópias em uma esfera gigante, junto com todos os mundos e regiões destruídas.



Mas ainda não é o fim.




No castelo destroçado, diante uma das bolas de energia das trevas, 3 bonecos restavam: Luigi, Ness e Dedede (apesar deles não estarem la quando Mario e os outros passaram, tudo sugere que Bowser os descartou posteriormente.)



O carimbo de Dedede começa a brilhar, e os bonecos de Luigi e Ness despertam.



Depois, eles acordam Dedede.



Que os recepciona de forma extremamente amistosa.



Juntos, os 3 vão até a esfera de energia negra e vão parar no mesmo lugar que o grupão abatido.



Eles encontram os bonecos ao longo do caminho, e os recuperam.



Além disso, eles encontram Master Hand derrubado, e o boneco do Bowser.



Dedede toca em Bowser e o reabilita, mas o mesmo acorda lutando.



Depois de se enfrentarem e Bowser virar um boneco de novo, o Rei Dedede o acorda novamente, que percebe Master Hand caído, e entende o que estava acontecendo, decidindo colaborar.



Nesse meio tempo, Kirby é reanimado pelo carimbo de Dedede que ele havia recolhido.



Ele resgata mais alguns dos bonecos caídos...



Até que da de cara com o boneco de Ganondorf.



Mas, Bowser aparece e desce o coro em Ganondorf, por vingança, com ele inconsciente mesmo.



Depois de espancar o boneco, Bowser se acalma e sai de perto. 



Dedede abraça Kirby e um novo grupinho se forma.



O Rei Dedede fala que o verdadeiro problema ta na esfera de bonecos no ar.




E Link e Zelda reanimam Ganondorf, apontando pro mesmo lugar (eles haviam sido recuperados na leva de bonecos resgatados por Kirby e Dedede, dentre outros do grupão).



Juntos, eles vão rumo a escadaria pra esfera.




E até Wario aparece, desafiando Dedede e os outros pra uma batalha, mas eles falam que tem coisa mais importante para lidar.



Wario para de frescura e aceita se juntar aos heróis.



Subindo de moto na frente deles.




Eles entram na esfera brilhante, e la estavam todos os locais explodidos, com versões distorcidas das criaturas antes derrotadas.



Além disso, haviam cópias corrompidas de cada um dos personagens, que precisam ser derrotados.




Eles também encontram uma sala com uma porta enorme, bloqueada por todos os bonecos corrompidos. Eles precisam encontrar e derrotar cada um deles, pra poder abrir a porta. E essa é a última missão.




Passar por todos os locais anteriores absorvidos pelas explosões e derrotar novamente todos os personagens e monstros antes enfrentados.



Depois de passar por todos os inimigos gigantes...



E as cópias corrompidas...



Eles atravessam o enorme mapa montado com a mescla de todos os mundos destruídos.



Removendo um a um dos bonecos que selavam a porta.



E no final...



Tabuu aparece, atrás da grande porta.



Mas, antes dele dar a batida de asas destruidora outra vez e varrer geral...



Um raio azul o acerta várias vezes, e destrói as poderosas asas.



Esse raio azul, era o Sonic!



E Tabuu fica chocado com a surpresa.



A última batalha ocorre, contra um inimigo muito mais poderoso que qualquer Master Hand.



Que muda de forma, apela pra ataques especiais...



Até gigante ele fica...



Mas ele é derrotado.



Ele explode, e todos os mundos e regiões destruídas são regenerados.



Voltando pra seus respectivos pontos originais... 



E substituindo as esferas de escuridão... 



Que nada mais eram que o Vazio.



E assim, a história termina.



No final, uma música que é a trilha sonora principal de Super Smash Bros é legendada diante a tela, enquanto toca...



Essa é a cena:



E essa é a letra da música, traduzida:

"Eu ouvi histórias sobre aquela pessoa.
Sobre como ela invadiu o território inimigo,
Como ela salvou sua terra natal.
Eu ouvi histórias sobre aquela pessoa.
Sobre como ela viajou até o fim do mundo, reduzindo tudo que ela tocava a ruínas.
Eu ouvi histórias sobre aquela pessoa.
Eu ouvi histórias sobre aquela pessoa.
Reverenciada por muitos ? eu também a reverencio.
Temida por muitos ? eu também a temo.
Agora, esta pessoa
Está ao meu lado.
Agora, esta pessoa está ao meu lado.
Agora, meus amigos estão comigo.
Alguns deles já foram heróis.
Outros, meus inimigos mortais.
E, quando nós nos enfrentamos em batalha, trancados no combate
Nós brilhamos ainda mais forte."

É... a música narra os eventos de SSBB... e se você não entendeu a longa história e seu significado, irei explicar agora, mas não será nada demorado.




A história, em resumo, fala dos bonecos enfrentando o esquecimento e o vazio, provocado pelo que parece ser a Master Hand (a criança que brinca).


Mas, eles descobrem no final que tratava-se de alguém manipulando a mão para fazer os males sobressaírem, justificando que o esquecimento era vontade dela... o que era uma grande farsa.


O Tabuu, é a personificação do "tabu", sendo assim a forma viva da proibição de algo, que no caso, é a brincadeira da criança (numa forma de homem velho, unicolor, parecendo até uma evolução daqueles monstros rosas humanoides dos demais SSB).


Isso se da ao fato do julgamento da sociedade diante um adulto que brinca de bonecos. Sim, a criança não era mais criança, mas sim um adulto, que ainda brincava.


Daí a história refinada, com personagens bem mais desenvolvidos e até com emoções distintas: Um adulto criando.


Cada personagem, marcou a vida e a memória dessa "criança" ao ponto dela aprender e se inspirar neles.

Isso, provavelmente, não seja uma referência a apenas 1 adulto, mas sim a todos, e principalmente aos envolvidos na produção de Super Smash Bros. Sim, desenvolvedores, produtores, designers... adultos que "brincam" enquanto criam arte, na forma de vídeo-game.


O acréscimo de CGs, a profundidade dos personagens, tudo junto leva a crer que, a história é um encerramento da trama de uma criança que cresceu brincando, se tornou um adulto, se inspirou em seus personagens e em sua infância e quase, quase se abateu pela sociedade.


Mas, sua inocência (representada por muitos personagens, mas principalmente pelo Rei Dedede) o fez encarar a sociedade e buscar formas mais... maduras... de continuar se inspirando em sua infância.

No final, Bowser agiu com agressividade contra Ganondorf e apesar de ter tocado, mordido e espancado, Ganondorf não despertou. Ele só voltou ao normal quando Link e Zelda o tocaram (que alias, é uma cena bem louca considerando somente o universo Zelda rs). 


Isso, junto com o fato do "carimbo de Dedede" ter o poder de despertar os bonecos sem a necessidade de um toque, leva a conclusão de que o "toque" na verdade era "afeição, carinho e conforto".


Os bonecos viravam bonecos ao serem derrotados, tratados com agressividade e largados de lado. Mas, ao serem "tocados" eles voltavam a vida e recuperavam seu significado, que ia além de meros brinquedos de criança.


Pois é... lutar contra o vazio, preencher as memórias com coisas boas e manter a inspiração viva, é a moral da história.

Fim

Obrigado por sua leitura. Eu espero, de verdade, que não tenha ficado algo ruim.

Me esforcei muito pra essa analise e estou muito orgulhoso dela. Espero que você tenha gostado.

Antes de fechar o poste, segue alguns vídeos que achei interessantes:

Todos os Especiais:


Todas as cenas alternativas...
Baseado nas escolhas de personagens.


Todas as cenas de Smash Bros Brawl... 
É praticamente um filme!


Eu não falei de coisas como os Eventos de SSBB e os tipos de jogos bônus...



Pois apesar de sim, eles ajudarem na compreensão dos personagens e seus respectivos universos...




Não é algo que eu ache necessário repetir, pois no modo História (diferente do Melee) os personagens tem personalidade... o que já auxilia bastante na compreensão deles. Achei melhor falar dos universos só descrevendo os personagens mesmo... e isso é uma forma de esticar a vida útil do jogo. 


Ah, e tem é claro o modo luta, que é o foco principal de SSB, sempre. Mas não tem o que descrever ou acrescentar, tirando o fato de terem mais itens, mais mapas, mais personagens, mais opções em geral... meu foco era a história.


E é isso.

See yah... e...

FELIZ NATAL!

15 comentários:

  1. (Shady, uma pequena correção,caso eu estiver errado me avise: Se não me engano, o Super Mario 3d World só foi lançando para o WiiU).
    É engraçado, mas esse jogo me traz uma nostalgia muito grande, é como ver uma reunião de amigos que você usa para reunir os seus amigos (confuso, eu sei, mas perdi as contas de quantas horas joguei esse jogo com a família e minha turma). Valeu pela analise, vou contar como presente de Natal.
    Umas ideias á mais: No caso do Lucas, ele tem umas pequenas, mas significativas, variações em relação ao Ness, tanto que dominei o Lucas para jogar em torneios, mas sou uma porcaria com o Ness. Outra coisa engraçada é que o Lucas é um dos últimos personagens nas “Tiers”(ou camadas, é uma divisão que divide personagens de um jogo de luta do melhor ao pior, em notas de A á F), e o primeiro lugar é o Meta Knight( sério, ele foi proibido em todos os torneio que eu vi).
    Uma coisa que fique triste é que o Ice Climbers foram tirados da nova versão do Smash (a Nintendo disse que era para igualar as versões do Wiiu com a do 3ds, que não conseguia suporta-los, mas acho que é só desculpa) e sobre a questão da Nintendo relançar jogos, nesse caso estou mais pro lado dela. A indústria dos jogos em geral tem a péssima atitude de simplesmente ignorar o próprio legado, não dando a mínima em preservar suas obras (até hoje tenho raiva da Konami pelo o que ela fez com o SIlent Hill 2...)e a Nintendo é uma das poucas desenvolvedoras que tentar manter os seus jogos, mesmo que seja os revendendo (maldito mundo capitalista...péssima tentativa de piada).
    Sobre alguns personagens, o Dedede não vale muito como vilão, talvez como um “Rei Gelado” do Kirby mas não como vilão. Acho que as melhores obras para conhecer ele são a “Brawl in the Family”(umas tirinhas não oficiais que se baseiam no mundo do smash, eu recomendo forte mente) e o jogo “Kirby Super Star Ultra” para o Nds. Nunca fui muito fã do Wario, mas é uma contraparte valida do Mario, não sendo nem bom nem mal, só movido pela sua ganancia. Sobre o Wolf, ele é disparado o personagem mais BadAss desse jogo, a fala quando ele pega o tanque, sua apresentação(que os fãs debatem até hoje se é uma homenagem ao vedita n mostrado o dedo do meio), suas zoações, tudo BadAss.
    Acho que o último ponto é a música, ouvir o tema da série Zelda orquestrado ou a do Mario em jazz é surreal, isso se deu por causa do cuidado dos compositores que a Nintendo chamou, entre eles a Yoko Shimomura(que fez a trilha sonora do Kingdom Hearts e do novo Final Fantasy) e o supremo Nobuo Uematsu (responsável também pelos temas do Final Fantasy clássico), que se valeu de maestro e compositor principal do jogo.
    Desculpe se me alonguei, simplesmente adoro esse jogo, existe chance de fazer do próximo (claro, quando puder)? Enfim cara, Feliz Natal (atrasado duas horas) e bora pro ano novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai sr Will, antes de tudo, obrigado por ler e obrigado pela extensão da postagem. Sério, esse comentário foi extremamente complementar, e me ajudou muito. Vlw sr!

      É eu errei, tinha posto Wii... mas era Wii U. Na verdade o Mario 3D World é original de 3DS, mas seu port pro WiiU ficou incrível.

      Sobre o Lucas... eu percebi certas diferenças mas eu sou mais viciado no Kirby então, acabo por jogar menos com os demais personagens. Tanto que, no gameplay do modo aventura, quando Lucas é o único personagem... meu irmão que zerou a parte, porque eu morri todas as vezes kkk. Você participa de torneios! Na real eu to ligado da existência de torneios, principalmente de jogos de luta... mas como não manjo, nem lembrei. Mas vlw pelo acréscimo desse detalhe.

      Sobre os Ice Climbers... tiraram eles do SSBWiiU/3DS!? Show... anda contra os personagens mas, não vejo razão pra justo eles aparecem tão constantemente... eles não foram, na minha opinião, um jogo tão incrível assim. Claro que eu não vivi na época então o que eu penso ou deixo de pensar num faz diferença nenhuma kkk. Só fans realmente entendem a importância dos puladores. Como você disse, manter o legado é uma atitude honrada e necessária no mundo gamer, isso eu não ouso questionar. O que não acho certo é cobrar (mesmo que 2 dolares que seja) por um jogo que poderia ser disponibilizado sem o menor problema ou impacto econômico. Preservar é uma coisa, espremer até a última gota de dinheiro é outra. Eu... acho que a Nintendo faz feio nesse sentido. Muitos jogos, retrocompatibilidade, mas no final eles acabam revendendo as coisas... eu até concordo que jogos mais recentes devam ser "vendidos" mesmo que de forma simbólica afinal, pega mal se pensar de uma forma geral, já que quem comprou na época pagou caro e é até meio injusto e desonesto com o consumidor, disponibilizar algo que outros pagaram, gratuitamente. O problema é fazer isso com jogos de plataformas retrô antigas pra caramba. A Sony me conquistou em Castlevania de PS por ter disponibilizado um jogo muito famoso, incrível e requisitado de PS1. A Microsoft colocou no pacote do Killer Instinct 3 o original, e o segundo jogo, da versão arcade mesmo, que é a melhor, sem qualquer exigência monetária extra. Tipo... isso também vai de encontro ao respeito ao consumidor... e na boa, SSB é uma franquia que se vende principalmente pelo crossover... colocar jogos de 1980 a 1990 de forma demonstrativa é... estúpido... qual o problema de por os jogos completos? Precisa mesmo vendê-los?! Opnião minha rs.

      O Dedede é um personagem que me fez entender que o universo de Kirby, é por inteiro fofinho. Meu irmão é viciado nessa série e ele mesmo não conseguiu me dizer porque o Dedede é um "anti herói". Pelo que entende ele mais ajuda do que atrapalha... mas vlw os toques, eu não sou fan da série, mas eu vou acabar jogando uma hora ou outra. Eu gosto do personagem Kirby! É a coisa mais fofa que eu já vi...

      Wario é bobão... perto do Bowser ele é um ninguém. Mas ele existe, e eu até vi que tem referências ao "Popeye e Brutus" coisa que eu assimilava mais a relação "Mario e Bowser". Mas ok...

      Excluir
    2. O Wolf foi a principal coisa que me convenceu a jogar Star Fox. Eu irei jogar, até o fim, a franquia inteira... por causa dele. Saber da existência dele em SSBB me deixou pasmo e até meio chateado por ele não ter sido incluso na história. Eu só descobri depois de zerar o jogo... e cara, eu gostei do personagem... mas nem o conhecia. Tive de pesquisar um pouco e sei la, to curioso pra lutar contra ele na série original.

      Eu vacilei em não falar da trilha sonora... que trilha viu. Muitos remix e várias referências... mas acho que se eu me aprofundasse em absolutamente todos os detalhes eu ainda estaria pesquisando até agora. O jogo é surreal e nostálgico... e obrigado pelas informações... eu não sabia.

      Sr Will... desculpe por não ter colocado essas informações no post também... se eu tivesse pesquisado um pouco mais, talvez não teria esquecido. Eu agradeço sr, seu comentário complementou perfeitamente a análise. Eu amo isso!

      Sobre o jogo, o quarto SSB... eu to com ele de WiiU e 3DS, mas não tenho mais 3DS e não vejo razão pra investir num WIIU agora, com a chegada do Switch. Os principais títulos que me fariam comprar esse console são DK e Zelda, mas vai ter pro "Old-NX" então... acho que vou esperar. Se bem que o CEMU e o CITRA tão muito avançados, e já tão rodando praticamente perfeitamente tanto os SSB quanto DK e Zelda. Eu, acho que valerá mais a pena esperar pelos emuladores xD. O ruim do SSB no CEMU (WIIU) é o áudio, que ta quebrando o FPS. Mas jogando no mudo fica em 60 FPS travados. Coisa de programação, que tenho certeza que vão arrumar no futuro. O DK em gráfico e jogabilidade ta perfeito, em 60FPS também, mas tem algumas fazes que ainda não foram corretamente codificadas então, o emulador fica ridiculamente lento em trechos delas... algo que também acredito que será facilmente corrigido em breve. No Citra, toda hora sai uma atualização nova com uma pequena aceleração, coisa de 0,5 a 1.0 de FPS a mais. Os gráficos tão 100% perfeitos já, e a média de velocidade são incríveis 35 a 60 FPS. O SSB por exemplo, no emulador que saiu em 23/12/16, ta rodando a 40 FPS. Mas com problemas no áudio saca, e no caso do CITRA não adianta por no mudo, fica do mesmo jeito. Como SSB brilha tanto pela jogabilidade quanto pela música, fica uma experiência incompleta saca. Mas é questão de tempo, ctz.

      Enfim sr, obrigado por ler, obrigado por me ajudar. E bem, feliz ano novo. Se tudo der certo sairão umas 2 análises até la, de game também... acho que o sr já sabe quais. Um tem sabres... o outro tem zumbis. kkkk

      Excluir
  2. OS torneios são bacanas, mas nunca participei de um com muita notoriedade (tem alguns nacionais e internacionais que nunca cheguei perto de ir, o máximo foi um regional aqui da Baixada Santista feito em uma feira de games), mas é divertido destrinchar um jogo, pode acreditar.
    Quanto aos Ice Climbers, sei lá, tenho um xodó por eles, são bem divertidos de jogar mas admito que só os conheci pelo smash. Sobre a Nintendo, dando uma de advogado do diabo, li há um tempo que essas demonstrações foram feitas para divulgar o Virtual Console do Wii, já que não era tão comum ter programas assim naquela época. Mas concordo com o fato da Nintendo ser meio gananciosa, uma coisa que já vi muita gente reclamado é a estratégia dela de forçar a compra do mesmo jogo para diferentes plataformas, sendo que se existisse uma conta integrada entre consoles isso não seria necessário.
    Kirby é tudo de bom, mesmo sendo meio fácil (mas se tiver filhos ou sobrinhos pequenos eles adoram, já comprovei). Se tiver muita gente em volta para jogar (umas quatro pessoas), recomendo o “Kirby Returns to Dreamland” para o Wii, dá para jogar com o Dedede e com o Meta Knight, mas se for jogar sozinho ainda recomendo o de DS.
    Quanto aos emuladores, o Cemu vai ser uma boa, principalmente porque a Nintendo encerrou a produção do Wiiu para se concentrar no Switch (que estranhamente me deixou com vontade de jogar e com raiva devido ao preço que vai tá aqui), mas acho estranho que a emulação já esteja tão avançada, o Dolphin, por exemplo, só se equiparou 100% ao Wii faz uns meses, o que me faz pensar se não terão muitos problemas para o CEMU se equiparar com o Wiiu.
    Mas enfim, sem dar spoiler, mas acho que vou gostar da analise dos “sabres”, é um jogo ótimo para isso, mas dou uma dica: Existe uma parte onde terá que ver uma cena mais devagar, só assim para entender a história completamente (sem spoilers).Te recomendo o youtube, acho que não dá para fazer isso no jogo.
    Valeu pela a analise e feliz ano novo(adiantado dessa vez).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora que eu vi que não usei o "responder" no comentário acima.Foi mal.

      Excluir
    2. Nem grila sr Will, da pra entender a ordem dos comentários rs.

      Vejamos, eu nunca fui de participar de torneios... mas também em uma feira de games em SP eu arrisquei um pouco de Naruto de PS2... eu achava que jogava bem... nunca fui tão humilhado kkkk. Torneios, mesmo os mais simples, é pra quem manja... se merece meu respeito xD.

      Bem, a ideia dos Ice Climbers é simples de mais... mas ao menos o esquema do coop é uma característica interessante. Mas é um tipo de jogo que é melhor manter la, no passado, e usa-lo como referência. Eu torço pra que a nintendo não tente formar uma franquia com esses personagens, sendo que eles são tão simples... as chances de aparecer mais "pac-mans" e "space invaders" de péssima categoria são grandes. Por isso, bem... acho que eles já foram explorados de mais em SSB... rs. O esquema do Virtual Console... mano eu vou falar a real, eu tenho raiva disso. Eu tive meu 3DS mas torrei toda a grana da época nele e nos Zeldas, eu não tinha nem mais um centavo pra pegar outros jogos, e eu não queria brikar ele com jogos pirateados (na época rolava umas ameaças da nintendo constantes... eu nem sei se parou). Pensa na tristeza... eu jurava que a retrocompatibilidade da Nintendo valia algo, e por isso investi num portátil, não só pelos Zeldas exclusivos, mas pela possibilidade de jogar GBA, GB, GBC e DS, sem ter grandes gastos. Daí vi que tudo, absolutamente tudo, era pago. Eu cheguei a me cadastrar num club da nintendo que vira e mexe dava jogos gratuitos, peguei o primeiro metroid e acho que um jogo do tetris... mas até pra isso foi um saco, pois exige cadastro, uso de pontuação por compras... mano é chato de mais... e no final nem compensa. Eu perdi o portátil, mas nem dei muita falta e decidi focar só em pc... pois fiquei chocado com a ganância dos consoles. Eu não sou a favor da pirataria por fins lucrativos... mas por compartilhação sim... por isso, apesar de eu amar a nintendo e ter minha cota de louras por ela, eu prefiro PC, ever.

      Eu procuro multiplayers pra curtir com meu mano. Atualmente zeramos Mario Kart 8 de WiiU no Cemu (99% perfeito, o único problema é um bug insignificante que apaga os nomes das premiações após terminar um dos campeonatos... nada de mais). Daí tava procurando outro, e ele vai adorar saber que o próximo será um Kirby. Eu baixei um de "linhas" pra Wii, e bem, ele gostou pacas. Mas juntos é sempre melhor... eu prefiro jogar no Dolphin do que no Wii... além da imagem ser muito melhor (sem frescura, e minha TV não é HDMI) eu tenho maior facilidade pra fotografar e não há perda nenhuma na performance (Dolphin ta perfeito). Eu ainda comprei um receptor bluetooth e configurei meus Wii Mote reais no emulador, e pega tranquilo, nem precisa re-sincronizar, e como um deles é Plus, da pra jogar até o Skyward Sword tranquilo, tudo que preciso fazer é ligar o Wii e deixar ele no canto, só pro sensor bar funcionar. Eu até pretendo comprar um Sensor Bar pra equipar direto no PC, mas até la, não da problema algum, e eu até comprei duas pistolas pra jogar RE com meu mano... mano... eu to adorando!

      Excluir
    3. Eu brizo em emuladores... e eu também fiquei surpreso pelo enorme salto de desenvolvimento que os Cemu e Citra deram, principalmente o Cemu. Na epoca que eu zerei o Zelda Between Worlds no Citra, o Cemu tava com uma lista de 1% de compatibilidade, e era com jogos bem simples sem qualquer potencia gráfica... e era bugado. Daí, saiu a versão 1.3.0 e do nada, a lista aumentou pra uns 20%... ai um dia, depois de pular uns pontinhos, passou direto pra versão 1.4.0 e mano, eu fiquei perplexo porque todos os jogos de ponta tavam iniciando e rodando de forma aceitável. Daí, do nada, pulou pra 1.5.2... mano! Mario Kart 8 já tava 100% só ai. Atualmente ta na 1.6.4b, mas só tiveram melhorias gráficas... tipo, ta melhor que o Wii U! Agora se parar pra pensar... nem saiu da versão 1!!!! Eu imagino quando chegar na versão 2.0... provavelmente vai ser o mesmo que ocorreu com o Dolphin. Só que no caso do Cemu, ele ta indo muito mais rápido. Como eu disse, já zerei Mario Kart 8, sem problema algum com a performance e jogando de 3 (eu meu mano e meu amigo).

      Enfim... eu fico feliz pela evolução dos emuladores e é uma opção para um gamer se aventurar pelas demais plataformas, principalmente depois de perceber que as empresonas tão dano menor apoio pros PCs (mano... FF15 mano T_T) mas ok.

      Sr... eu até acho que sei exatamente qual cena eu precisava prestar atenção... e acho que peguei a referência. Como eu capturo imagens por segundo (é mano, eu crio pastas com gigas de imagens de cada game) eu creio que não terei problemas pra identificar e destacar isso, além de explicar.

      Enfim sr... vou voltar a chorar agora. Terminei o primeiro de zumbis até o último capítulo... e se o sr ta ligado... aquilo acaba com qualquer coração.

      See yah sr!

      Excluir
  3. Como sempre excelente análise, sr. Morte!
    Apesar de nunca ter jogado nenhum Smash, só de ver a sua análise já me dá a experiência do jogo, assim como um detonado em vídeo.
    Aliás, por algum motivo quando eu entro no blog pelo desktop, a versão que aparece é a de celular. É alguma mudança no Blegger?
    Enfim, tenha um feliz Ano Novo!
    Ps: O Diddy Kong não é irmão do Donkey, é sobrinho.
    Ps2(Sem piadas com o console dessa vez, por favor): O Castlevania Dracula X Chronicles é remake do Akumajou Dracula X Chi No Rondo, traduzindo, Castlevania Rondo of Blood, que é a versão de Pc Engine do Dracula X(aliás, o Dracula X saiu 2 anos depois), e é essa versão que é desbloqueável no remake.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de mais nada, vlw sr Madruga...

      Mas... Diddy não é brother do Donkey!? AH MEU DEUS MEU MUNDO DESMORONOU! Eu jurava que eles eram irmãos, mesmo sendo de raças diferentes... eu estou... triste agora sr! T_T... minha vida... é uma mentira T_T. Terei de rever minhas análises de DK pra corrigir isso. Quando eu tiver analisando o 3 eu vou arrumar isso... vlw pelo toque... e por matar minha infância kkkk... mano... eles tinham tudo pra serem brothers... T_T... não faz sentido algum mas... ah mano.

      Enfim, deixando o trauma de lado... vlw sr Madruga. Fico feliz por ter curtido o texto.

      Sobre o layout do blog... eu não mudei muita coisa recentemente, só aumentei a lista da direita... mas se ta dando ruim ao acessar pelo desktop isso é um problema sério. Vou tentar acessar pelo pc do trabalho pra entender o que ta havendo e corrigirei isso. Eu tive que tirar um popad que tava zoando de mais o acesso do blog. Tavam abrindo umas páginas nada haver e achei que isso era uma merd4 pros leitores então decidi remover isso. Não sei até que ponto isso afetou o blog... pelo meu pc mesmo não percebi nada, então eu vou checar sr.

      Sr Madruga (eu te chamaria de Sr MadrugaMan, que não deixa de ser daora, mas eu sempre quis chamar alguém de Sr Madruga... é tipo uma versão britânica do chaves... sei la, fica culto rs) também te desejo um feliz ano novo, e espero que eu consiga nesses 5 dias que faltam, fechar o ano com chave de ouro. To correndo contra o tempo pra isso, e acho que vai dar certo.

      Sobre Castlevania X... eu to ligado. Eu sou ruim de memória se eu não digitar sobre, e eu já pesquisei muito na época que zerei ele pela primeira vez. Eu tinha planejado analisar, peguei as fotos e quase comecei, mas meu pc deu um monte de problemas na época e a ideia congelou. Mas eu farei a análise um dia, principalmente pra me lembrar dess... mano é sério que o DK e o Diddy não são manos!? Eu... eu to realmente encucado com isso. Bem... vou pesquisar um pouco e arrumar isso. Eu não vou dormir bem enquanto não arrumar isso.

      Enfim, vlw sr!!!

      Excluir
    2. Nem grila com o layout do PC man, acho que fica até melhor assim, mais organizado.
      Sim, o Diddy é o sobrinho do Donkey, só não se sabe quem são os pais.
      Man, eu recomendo muito tu rejogar o Dracula X Chronichles, é um dos melhores do estilo plataforma de Castlevania.
      Pode me chamar de Sr Madruga mesmo, eu sou chamado só de Madruga nas lives do YouTube mesmo, então nem precisa do Sr na frente.
      Vlw, flw!

      Excluir
    3. Hm... ok. Mas se der algum problema pode me falar que checarei... vlw sr.

      Sobre o Diddy, eu alterei em todas as análises em que mencionei ele, o parentesco com Donkey. Eu coloquei que ele é tipo "irmão de consideração" e "sobrinho de consideração". Foi a melhor forma de mudar a descrição dele sem alterar os textos por inteiro. Obrigadão pela correção... ela foi importantíssima. Eu vou inclusive investigar quem são os pais de Diddy... rs...

      Eu jogarei Castlevania com toda certeza. O primeiro que joguei, foi o Dracula X, de Snes, e eu já tinha achado ele daora. Daí quando descobri o X Chronicles e o fato de ter um Castlevania X muito mais detalhado que o de Snes, eu me empolguei muito, eu joguei pacas, liberei os jogos secretos, e zerei eles também. Mas como não analisei, eu esqueci praticamente tudo kkk. Mas eu vou jogar sim...

      See yah sr Madruta... e eu gosto de por "Sr" na frente... quando leio fica como "Sir"... eu acho respeitoso e muito culto rs.

      Enfim, flw Sr Madruga!

      Excluir
  4. Bela post carinha, gosto muito desse jogo, é o meu Smash Bros favorito, principalmente por ele ter esse modo história (adoro ver personagens de franquias diferentes interagindo). Se cuide
    Ps: Ainda vou ler as outras coisas que postou

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SSBB é o mais interessante na minha opinião, também pelo modo história. Busquei por algo parecido no WIIU/3DS mas, não achei um modo história legal assim.

      Mas, fico feliz por ter curtido sr Tith, e fico aliviado de ter postado. Demorei muito...

      Excluir
    2. Fiquei triste pelo Smash de Wii U não ter esse modo história, espero que ele volte no Smash de Switch, adoro ver personagens de universos diferentes interagindo

      Excluir
    3. Eu até tenho minhas teorias do porquê não teve esse modo história... mas não deixa de ser algo bem triste... principalmente com aqueles personagens novos. Mano, o MegaMan e o PacMan ficariam bem legais num crossover que fosse além de só luta. Aquele especial do MegaMan é épico!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+