PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

terça-feira, 22 de novembro de 2016

SérieMorte: American Horror Story - Roanoke (6° Temp.)

Eis uma análise que eu esperei muito pra fazer. Desde o primeiro episódio da sexta temporada de AHS estou empolgadíssimo, com o plano em mente de apenas analisar caso a temporada atendesse todas as minhas expectativas e bem, ela atendeu.


American Horror Story é uma série de televisão cheia de peculiaridades que busca abordar, em cada temporada, uma mescla de vários medos e temores americanos, o que dá o título. Porém, depois de uma decepcionante temporada sobre um Hotel de Vampiros Sexuais (resuminho generoso esse) a galera decidiu abordar da forma mais completa do mundo, um dos temas mais "famosinhos" da atualidade: Found Footage. Mas não se engane, a essência de AHS se manteve a temporada inteira, mas com os adoráveis limites dos founds footages, e todas as suas variações possíveis. 

Sim, em uma única temporada composta por 10 episódios, AHS conseguiu apresentar e resumir TODOS os tipos de founds footages... e isso foi brilhantemente executado.

Aviso:

O texto a seguir é completamente baseado em fatos reais. Todos os spoilers não são mera coincidência.

Então bora que o texto é longo... boa leitura...


Se você não conhece AHS, talvez fique levemente confuso com umas das mais marcantes e importantes peculiaridades e particularidades dessa série: Reciclagem de Atores.

Isso é marca registrada, e até onde consigo me lembrar, é a única série de televisão que faz isso. Trata-se do hábito de utilizar os mesmos atores, pra diferentes papeis, ao longo das temporadas (é tipo Teatro).

Como cada temporada aborda um tema diferente, em uma época diferente, isso não tem um impacto tão grande na história, mas pode confundir devido os "rostos já conhecidos".

Basicamente, um ator que interpretou um personagem bonzinho de uma temporada, pode aparecer como o principal vilão da outra, sem qualquer conexão entre ambos. Apesar de tudo, é só questão de costume, e como as atuações são perfeitas, da pra aceitar as trocas de papeis constantemente.

Mas, não é disso que quero falar... só serviu mesmo pra apresentar a série. O que me deixou empolgadíssimo pra digitar foi a maravilhosa homenagem que AHS fez ao gênero que eu mais curto.

Esse presente, me pegou de surpresa, pois eu havia abandonado a série em sua 5° temporada, tal qual me enojou ao longo dos três primeiros episódios e simplesmente me deixou sem a menor vontade de continuar sofrendo. Algo que me deixou decepcionadíssimo foi a utilização de erotismo e pornografia explícita em várias e várias cenas, logo no começo da temporada. 



Apesar de em todas as temporadas haverem episódios "sacaninhas", na quinta ficou algo exagerado e gratuito, em algumas cenas até asqueroso, em todos os episódios (pelo menos até o terceiro, mas não duvido que tenha piorado). 




Mas aí, por pura curiosidade, decidi assistir a estréia da sexta temporada e... fiquei estupefato. 


Antes de tudo alias, ocorreram as propagandas que também são uma tradição dessa série: Eles anunciam de forma subliminar, seja no último episódio ou em trailers, qual será o tema principal da próxima temporada.




Eu soube dos trailers ao pesquisar sobre o que falaria a nova temporada, antes de sair, e me lembro que algo muito comentado era o fato de nenhum dos vários vídeos curtíssimos fazerem sentido ou terem ligação. Todos eram diferentes de mais, com estilos diferentes, mas igualmente assustadores/perturbadores, e a única conexão entre eles era o encerramento com um bizarro número 6. Daí, pra ajudar ainda mais na propaganda, corriam boatos de que apenas um dos vários vídeos era verdadeiro, e só havia um tema.

Ao assistir o primeiro episódio, eu entendi tudo: O tema era Found Footage.


Fazia sentido, e apesar do primeiro episódio não ser no formato mais conhecido (Câmeras Tremendo e Vídeos Encontrados), era em um dos formatos mais manjados: Documentário.

Inicialmente eu chamaria de "Mockumentario" por se tratar de um documentário falso, mas algo que transforma em um documentário (mesmo não sendo real) é a utilização das "Reconstituições".

Explicando:


A série começou com 3 pessoas sendo entrevistadas individualmente, contando uma história em comum para a câmera. Paralelo às declarações, uma reconstituição simulava o que eles narravam.

Logo de cara, o esquema dos "atores reciclados" veio a tona, pois enquanto a atriz que interpretava "A Entrevistada" era um rostinho já conhecido das temporadas anteriores, a atriz que interpretava a "Atriz da Entrevistada" (na reconstituição da cena) também era uma rostinho manjado. Ambas inclusive já haviam interpretado personagens que interagiam, em temporadas diferentes.

Mesmo assim, mesmo ficando óbvio (pra quem já conhecia a série pelo menos) que tratava-se de uma história totalmente falsa, tanto nos depoimentos quanto na reconstituição, a ideia se manteve viva até o final do episódio e conseguiu deixar um gostinho de realismo, convencendo que o documentário seria real. Mas era só o estopim da bagunça, pois American Horror estava caminhando pra uma trama muito mais ampla do que uma mera narrativa reconstituída. 

O legal, é que AHS estava literalmente dando vida aos múltiplos estilos de found footage, e eu já consegui prever o futuro da temporada logo no comecinho...


"(...) cara... imagina se do nada os atores que interpretam as cenas das histórias descritas começarem a passar por situações "reais" dentro da encenação e o documentário se transformar num registro realista!? Ah... essa temporada é bem promissora (...)" 
E minha esperança foi muito bem alimentada, a cada novo episódio:

"(...) as câmeras agora fazem parte da história... talvez eu esteja certo, talvez minha esperança em ver os atores vivenciando coisas reais como parte da história seja parte do enredo... ou talvez apenas estou empolgado porque a série ta muito boa.(...)
Mas mal sabia eu que a série não iria apenas focar em um ou outro tipo de found, mas sim em todos. Isso foi épico e aqui segue a lista de todos os founds homenageados em AHS, não os filmes, mas sim os estilos empregados, os tipos de filmagens e alguns clichês e sub-gêneros... 

Documentário com Entrevistas 



Como eu disse, aparece a moça ou o cara falando e descrevendo uma situação, pra logo em seguida ser encenada.

Reconstituição de Cenas




Uma arte a parte, a Reconstituição se classifica como um complemento do estilo "Documentário", e o fato de estar presente é o que o diferencia de um simples "Mockumentario". No segundo caso, não haveria necessidade da reconstituição, pois as cenas que apareceriam seriam creditadas como "reais", o que seria uma mentira, na tentativa de enganar o espectador... não que o documentário também não o faça, mas deixar claro que é uma encenação dramática já demonstra que o trabalho busca ser o mais "sincero" possível.

Found Footage no bom e velho estilo Fita Tremida e Achada.



Logo no primeiro episódio os caras encontram uma fita e assistem. A cena é tremida e mostra um cara sendo perseguido por um homem com Cabeça de Porco. Ao longo dos episódios tanto o personagem das imagens quanto o Homem-Porco aparecem e são explicados... mas isso não vem ao caso, o fato é que as "Fitas Achadas" foram lembradas.



Por Trás das Câmeras, os Bastidores e seu Realismo


Imagens dos bastidores contam como uma variação do estilo found, justamente por trazer realismo.

Fatos Históricos Narrados por um Especialista


Algo que lembra bastante aquelas narrativas do History Channel sobre "Alienígenas", conta como uma variação do estilo, por tentar convencer que algo é real, por um especialista dizer que é real... mesmo não sendo real. A alma do found footage vive no realismo. Isso é uma característica dos "Documentários/Mockumentários".

Gravações de Chamadas Policiais


Alguns filmes do estilo tentam complementar a história e preencher pontas soltas, ou apenas ligar as cenas com conversas por telefone entre vítimas e policiais. Uma característica de founds footages.

O Outro Lado da Câmera: Produção.


Há uma parte em que o próprio direto se coloca na cena, gravando as negociações para uma continuação da série (na sexta temporada, a série se divide em duas temporadas). Mostrar o outro lado das câmeras é uma forma de trazer realismo à história. Conta como found. 

Seleção de Elenco


Pensando em "gravações perdidas", as imagens da seleção também valem, já que são meras filmagens provisórias e descartáveis, mas que mostram um pouco da realidade por trás das câmeras. 

Vídeos Gravados Por Fans


Vídeos de fans sobre loucuras dos artistas, faz parte e conta como found, principalmente quando o artista da a louca e tenta matar geral por ter incorporado o personagem.

Entrevistas Jornalísticas


Programas de televisão em geral, quando gravados se tornam um tipo de found... mas existem vários tipos de programas diferentes e os mais reais são os mais ligados ao gênero. Entrevistas com os envolvidos na suposta história verdadeira por trás dos episódios do programa são um tipo de found.

Incidentes Capturados Por Câmeras Inesperadamente


Pessoas morrendo em vídeos filmados pela produção, sem nem ter qualquer atividade cinematográfica rolando, é um tipo óbvio de found.

Diários em Vídeo


Certo, a cena acima não é bem um "Diário" mas incorpora a ideia, onde uma moça usa sua câmera pessoal pra registrar seus últimos momentos, sem saber que são seus últimos momentos.

Erros de Gravação


Erros... realismo ao extremo... me lembra o Jack Chan.

Vídeo de Casamento


Nisso até meus irmãos me questionaram, mas fizeram questão de por imagens de um casamento, filmado profissionalmente. Isso conta como found, pois filmagens de casamento sempre são profissionais, mas de âmbito pessoal. São imagens de divulgação familiar, não cinematográfica, então conta como found... e foi bem esperto de AHS lembrar disso.

Reality Show


Os Reality Shows são e sempre serão um dos programas mais realistas possíveis, que mostram o dia a dia, sem edição, sem cortes, da vida de pessoas confinadas. Normalmente é isso, e conta como found.

Atividades e Aparições Paranormais


Isso está presente em toda a série e em vários e vários momentos. A história em si gira em torno do "paranormal" em sua maioria, mas eu só deixo essa imagem pois foi o momento mais óbvio possível que encontrei em que algo paranormal acontecia. Perceba que a lampada do final do corredor está apagada... bizarro né?!

Assassinatos Paranormais


Mortos matando os vivos, sem serem mortos-vivos, é um clichê dos founds. Mostrar as cenas de forma bem explícitas nem tanto, mas alguns filmes mostram isso sim, então... foi uma homenagem válida.

Assassinos em Série


Povinho louco se empolgando além do necessário e esfaqueando geral é algo comum em founds. Psicopatas e serial killers sempre brotam do nada, e espantam pois trazem a possibilidade de qualquer um morrer a qualquer momento, não pelas mãos do paranormal ou sobrenatural, mas por outras pessoas mesmo, com probleminhas.

Cabines de Confissão


É um tipo de confessionário muito usado em Reality Shows. Isso é uma variação dos reality, mas pode ser considerado um tipo de filmagem a parte, afinal foge da ideia de deixar todos expostos um ao outro e cria um ambiente particular onde a galera pode desabafar.

Vídeos de Celular


A série usou os celulares de forma bem esperta, onde o "produtor" deu aparelhos impossibilitados de fazer ligações e travados apenas na opção gravar, para criar mais ângulos pro programa. Isso foi muito bem utilizado, e existem filmes que também fazem algo parecido. Alias, recentemente assisti um filme totalmente gravado em Snapchat... e ficou bem legal (falarei dele em breve).

"Terremotos Florestais"


Isso é mais um clichê do que um sub-sub-gênero. Quase todo filme found footage tem uma ou outra cena de perseguição e correria desenfreada na floresta, criando borrões verdes e pronto. Claro que isso também tem em American Horror, mas apenas em algumas poucas cenas, pra consagrar a referência.

Vídeos de Segurança Noturnos


Como se o número absurdo de câmeras da produção já não bastasse, ainda há câmeras de segurança que ficam por fora do programa que a série mostra... isso é um tipo diferente de found, pois consiste em uma filmagem casual que pode capturar coisas uma hora ou outra.

Registros de Tortura/Canibalismo


Psicopatas assassinos novamente, mas agora em um novo nível. Tirando as pessoas que enlouquecem do nada e saem matando todo mundo, já tem as que são loucas, tem uma rotina e até um cardápio. Isso categoriza um tipo de found psicopata mais... profissional.

Filmagens de Cenário/Paisagem


Cenas de paisagem e cortes com base em câmeras paradas valem como found, não apenas quando usadas em edições, mas também quando conseguem captar algo bizarro ao longe. No caso da foto acima, não aconteceu nada...  mas conta como found!

Vídeo de Suicídio


Alguém se matando diante da câmera é um tipo de found perturbador, mas válido.

Depoimento/Confissão


Antes de suicídios geralmente tem as últimas palavras, mas em alguns casos as últimas palavras podem ser ditas por puro medo mesmo. Founds com declarações de pessoas perto da morte, confessando coisas ou apenas se despedindo são comuns no estilo e também são lembrados em AHS.

Choradeiras com Zoom e Últimas Palavras


Bruxa de Blair. Quem deu vida a esse clichê foi a mãe do estilo... seria um erro gravíssimo se no meio dessa festa não tivesse uma ou outra referência.

Gravações Policiais 
(De Interrogatórios Na Delegacia)


Delegacias e seus vídeos de depoimentos, são mais ou menos como entrevistas ou confissões, só que pra uma autoridade e de forma conduzida... o que difere dos outros formatos por isso, foi uma boa esse destaque.

Vídeos Gravados Para Vlogs em Câmeras de Capacete


Dentro do found tem esse estilo mais arrojado e esportivo, onde a câmera fica presa à cabeça e assim, captura tudo numa visão em primeira pessoa. Tem filmes inteiros gravados assim, mas a maioria usa esse formato em apenas um ou outro trecho... ainda assim, é um sub-sub-sub-gênero.

Filmagens em Preto e Branco


Preto e branco remete a um formato bem simples de captura de imagem. Normalmente são câmeras de segurança, e apesar de eu já ter destacado esse tipo de filmagem anteriormente, existem múltiplas formas de captura em preto e branco então... tai de novo.

Morte em Primeira Pessoa 
(Bônus da Galera do Capacete)


Um clichê de filmes found voltados pro terror, sempre que algo é filmado em primeira pessoa, a pessoa morre por último... em AHS é uma das partes mais marcantes... pois o espectador se sente na pele dos infelizes empalados.

Filmagens Policiais (Nesse caso Pericial)


As gravações periciais, usadas para investigações, são um tipo de found também, afinal são de uso exclusivo dos policiais. Claro que sempre vasa e é isso que se torna o "found footage".

Audição de Elenco


Não sei ao certo se isso se chama "audição" mas, saca quando todos os atores de um filme ou série se sentam lado a lado pra falar com jornalistas e fans, de cima de um palco?! É isso... e por se tratar de um tipo de filmagem não editada, vale como found, pois busca mostrar o lado real dos atores.

Vídeos do YouTube


Vídeos no youtube não são todos found footages, mas alguns sim. Tem até canais inteiros dedicados a registrar a rotina de uma pessoa, que uma hora ou outra passa por uma reviravolta. Os registros, por serem reais (ou parecerem) contam como found, principalmente quando aparece algo bizarro ao fundo ou alguém morre...

Programas de Televisão: Documentário Investigativo


Documentários Investigativos são ligeiramente diferentes dos documentários comuns, sendo eles mais voltados pro lado policial. É uma ramificação dos documentários, que só se difere pelo fato de tratar de assuntos públicos e nada teóricos.

Vídeos de Julgamento


Filmagens resgatadas de dentro de um tribunal, contam como found... apesar de ser algo bem chato de se assistir... exceto se você for advogado ou algo do tipo... ou curta julgamentos. Mas, como nem todo found é totalmente de terror... isso conta.

Programa de Entrevistas Ao Vivo


"Ao Vivo" é algo que coloca ainda mais realismo a uma entrevista televisionada, pois isso deixa toda a situação aberta a eventualidades desagradáveis, como discussões, brigas, xingamentos, ofensas gratuitas, agressão e assassinato... é... bem lembrado de AHS.

Nesse caso eu preciso dar destaque ao fato de terem Reciclado um Ator, dentro da própria temporada!


Sim, é a mesma atriz que interpretou um dos personagens assassinados ao longo da temporada... e um dos mais importantes diga-se de passagem.


Mas, isso se justifica e é a jogada mais icônica de AHS...

Primeiro, é uma forma surpreendente de mostrar que todas as temporadas se passam em um mesmo universo, independente de seus gêneros tão diversificados, visto que a Entrevistadora é uma Jornalista que protagonizou a Segunda Temporada, trabalhando infiltrada em um Manicômio. Ela passou por uma situação bizarra onde teve de conviver não apenas com doentes mentais, mas com médicos abusivos, enfermeiras fanáticas, monstros gerados em laboratório, assassinato e um assassino em série, que no fim, revela-se filho da própria jornalista. 


Claro que no final ela termina sua matéria e faz sucesso, porém ela também se aposenta, só pra aparecer novamente na sexta temporada, retornando ao trabalho justamente por conta do caso de Lee, a nova moça do momento.

A atriz não poderia ser outra, e nada mais justo e coerente do que "reciclar" o ator para interpretar seu próprio personagem, afinal é American Horror Story (e alias, isso é uma referência ao estilo expressional artístico chamado "Teatro"... que não é um tipo de "filmagem" mas ta presente, bem sutilmente).

Incidentes Ao Vivo


Apesar de ligados e possibilitados pelo "Ao Vivo", os incidentes são uma arte a parte, e ver todos os participantes correndo com direito a bagunça no estúdio é impagável. Haja realismo!

Tem direito até a telinha de "Dificuldades Técnicas"


Programa de Caça-Fantasmas


Seguindo e mantendo a ideia da série, após o evento bizarro de uma entrevista ao vivo, o programa é cortado e substituído por uma gravação de outro programa, que também vale como found. Sabe as investigações paranormais, que na maioria das vezes não capturam nada, e quando capturam são sons duvidosos e ruídos, então, é justamente um programa assim que é mostrado.

E ai foram utilizados vários conceitos, clichês e tipos de câmeras que costumam ser usadas nesse tipo de filmagem.

Câmera de 16mm


Esse tipo de câmera tem uma nitidez melhor, apesar de ser preto e branca. Eu sei disso porque em Bruxa de Blair os caras usam uma dessas pra capturar coisas que seriam mais difíceis de se ver pela câmera coloridinha.

Termo-espectrais


Tem a visão noturna e a termal... no caso eu só me recordo de ter visto a termal, mas ambas andam praticamente juntas (se bem que essa é bem mais profissional). A noturna é aquela que deixa o fundo todo verde e as pessoas num aspecto claro, enquanto a termal faz o contrário, deixando tudo azulado e captando a temperatura das coisas/pessoas.

Edição e Escuta em "Tempo Real"


Um elemento bem padrão de programas assim é o fato de a cada pequena captura, todos pararem pra analisar em tempo real. É claro que no mundo real, nos programas reais, nunca aparece algo tão evidente como uma criatura fria andando na parede enquanto chora com voz de bebê... mas a referência é válida.

Captura de Criaturas Paranormais


Monstros pegos pela câmera pegando alguém com a câmera é algo muito comum em founds, mas nem todo found usa isso... ainda assim é algo bem comum e foi bem exemplificado.

Gravações de Helicópteros linkados ao vivo com Programas Jornalísticos


Filmagens do ar, do transito ou de links ao vivo são muito comuns pois consistem em apresentar um fato real, em tempo real, dos mais variados ângulos. Isso vale como found... pelo menos caracteriza um tipo de filmagem diferente.

Cobertura Jornalística


Entrevistas e coberturas ao vivo são simplesmente o auge do realismo, pois tudo pode acontecer, pra todo mundo ver, sem tempo de censura.

Debates/Discussões Televisionadas


E tem é claro, os debates na televisão. Um tipo de filmagem realista o suficiente pra aterrorizar qualquer um com as múltiplas opiniões dos participantes...

E por fim: 

Série de Televisão.


Sim, aos 45 minutos do segundo tempo, American Horror Story abandona totalmente o estilo found footage, e foca-se somente numa filmagem profissional comum no estilo da própria série. Isso é uma referência dupla, que fecha com chave de ouro tanto a temporada, quanto a ideia da temporada. Alias, em vários momentos desse desfecho, pessoas filmando da polícia e canais de televisão aparecem, deixando claríssimo que se quisessem continuar usando o estilo found, era possível.


Séries de televisão não são necessariamente "found footage", mas usam um estilo de filmagem generalizado, então é justo mostra-lo também, de forma a se auto-homenagear dentre os múltiplos tipos de filmagens abordados durante toda a temporada. Encenação Hollywoodiana faz parte.


Também é uma forma de se despedir do gênero, deixando claro que a série conseguiu dar cabo ao seu principal objetivo. Essa despedida praticamente diz: "Pronto, acabou os founds, agora voltamos ao estilo original". 


Além disso tudo, a série realmente consegue encerrar a temporada, de forma marcante, reveladora, instigante e assustadora. Basicamente, a nova "protagonista" comete suicídio pra salvar a própria filha, que a odiava, e com isso se converte em um dentre as dezenas de fantasmas que assombravam a casa e seu terreno.


Mas o mais fod4, é ver que a série ainda assim mantém o estilo AHS, e deixa um final aberto de agonizar: Era Blood Moon ainda, então os fantasmas estavam à solta, e tinha muita gente pra morrer.


Finais felizes são para os fracos... rs...

Bem, eu espero que tenha gostado... O quê? Achou que eu ia contar a história inteira!? Sr... Moça... Pessoa... são só 10 episódios de pouco mais de 40 minutos cada... tira um tempinho e assiste, vale mais a pena do que só ler. Eu sei, eu contei o final... foi mal... mas ainda assim assista porque eu não falei nem 50% do que a 6° Temporada mostra... pode assistir que te garanto que ainda vai se surpreender... e nem grila, a própria série da spoilers antes de tudo começar, e ainda assim, ela me surpreendeu. 

Ps.: Infelizmente, faltaram filmagens de "Câmera de Transito" e "Web-conferências"... mas se considerar a quantidade enorme de câmeras e estilos de filmagem... já ta bom.

Ps2.: A edição sonora foi impecável, em alguns momentos totalmente presente, em outros não. Te falar, se os caras que bolaram essa temporada fizessem um filme no gênero Found, seria o novo Clássico, pois esses entenderam o estilo em todos os seus aspectos, e se empenharam em mostrar isso.

Ps3.: Pro azar de quem é fan de AHS, não houve Abertura em nenhum dos episódios. A abertura também é uma marca registrada da série, que sempre é bem bizarra e assustadora. Claro que, se considerar os Trailers como a abertura, fica algo aceitável, afinal os trailers conseguem criar a mesma atmosfera perturbadora das várias aberturas das outras temporadas, além de precederem a temporada em si. Uma abertura fazia-se desnecessária e podia até prejudicar a ideia, então a forma "Viral" dos pequenos vídeos (que alias, também se classifica como uma das referências ao estilo) é satisfatória e complementar. A trilha sonora da criancinha cantando então... perfeito.

Ps4.: Acho que terei de comprar um pra jogar Kingdom Hearts 3.

É isso, tenha uma boa maratona... e até a próxima!

4 comentários:

  1. Análise muito boa como sempre! Continue assim sempre! Até me deu vontade de assistir, pena que não tenho conta no Netflix :(
    Ps: Não vai ter só o Kingdom Hearts 3 pra jogar no Ps4, vai lançar um novo jogo em janeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hei sr Madruga (deus sempre quis dizer isso!) bem vindo sr!

      A série vale a pena, e apesar de eu recomendar as demais temporadas (exceto a 5°) eu insisto: Tenta ver pela net mesmo, tipo tem alguns sites que hospedam episódios de série e não são ruins... tem esse:

      http://filmesserieshd.com/american-horror-story-online-dublado-legendado/

      Vi alguns episódios por ele mesmo.

      Mudando de assunto... eu sou PC-Gamer e Nintendista... poucos os jogos da Sony que me interesso... então apesar de querer muito jogar RE7 e KH3... acho que ainda não é o suficiente pra justificar o investimento no console. Dependendo do caso, da até pra esperar um port ou emulador... o mundo gamer é um verdadeiro cassino... então eu fico na vontade mesmo kkk (snif)

      Sr Madruga, bem vindo de novo, e obrigado por ler e curtir! See yah, e vê AHS6! Vale a pena... pode acreditar.

      Excluir
  2. Ótima analise, também gostaria de saber se algum dia você fara analise de Perfect Dark

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfect Dark... vou anotar. Tenho uma lista de jogos que não conhecia mas que vou jogar e analisar. Espero que quando finalmente chegar a vez de PD, fique incrível.

      See yah sr.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+