PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

domingo, 7 de agosto de 2016

SérieMorte: Stranger Things - Apenas uma Recomendação.

Stranger Things



Viu a capa, já conhece a série? Então se ta ligado na razão de ser a primeira "série" analisada no blog. Acredito que seja a ideal. Pois bem, se não conhece, mas ouviu falar... tentarei fazer um "review" simples, completo, porém simples, e vou tentar evitar muitos spoilers, pra te dar a chance de ver por si só e... se impressionar como eu me impressionei. Se não conhece e nem ouviu falar, mas tem pelo menos 8 horas livres, assista... Curte Silent Hill? Curte Alan Wake? Curte filmes e séries de Stephen King como "Under The Dome", "Carrie a Estranha", "The Mist" ou/e as dezenas de obras inspiradas no estilo desse cara? Curte os trabalhos de Steven Spielberg tipo "Under The Dome" (ele foi um dos produtores da série baseada no livro do King... que show), "E.T. - O Extraterrestre", "Poltergeist" e os filmes (e séries) que tiveram o dedo dele e "prestaram"? Beleza, saiba que "Stranger Things" é melhor... 

De qualquer forma, vai ter spoiler... eu gosto de spoilers... mas vou tentar evitar pra não estragar as surpresas.

Preparado? 

Ótima leitura!


Antes de me condenar, se você é fan dos livros de Stephen King, conhece a grandiosidade e complexidade de suas obras, mas não estou comparando "Stranger Things" com os livros, e sim com os Filmes e Séries (se bem que, na boa, ST tem bastante potencial e supera sim até mesmo alguns livros). Mas, ao longo dessa análise se vai me entender.



"Stranger Things" (ST) é uma série composta por 8 Episódios (com atualmente apenas 1 temporada) distribuída pela Netflix. A série foi criada pelos irmãos Duffer, sem o dedo de King ou Spielberg, mas visivelmente inspirada no trabalho deles. (E aqui termina qualquer referência aos criadores... pois sigo aquela filosofia: O resultado, o produto final que importa, não quem desenvolveu, criou, escreveu... o mérito não é deles, mas sim da obra.)

A história de ST é complexa mas completa. Em apenas 8 capítulos toda a história é apresentada, desenvolvida e contada, além disso os muitos personagens são muito bem explorados e explicados, cada um com seu espaço significativo na série. Cara, existem filmes que em suas longas 2 horas ou mais mal conseguem fazer seus personagens se destacarem, e séries que com mais de 11 temporadas ainda tem furos, personagens fracos, ideias dispersas... essa série, com apenas 8 horas (isso considerando cada episódio como sendo de 60 minutos, mas na real são de menos de 50 minutos ou seja, mais/menos de 6 horas) consegue ser boa e literalmente completa (A Netflix já renovou pra próxima temporada e sim, é possível fazer algo novo e até complementar ao material da primeira temporada, não que seja necessário, mas... a série é muito boa então é comum tentarem "lucrar mais").

A história fala de uma cidade pequena dos anos 80 onde, do nada, coisas estranhas começam a acontecer e segredos são revelados. Cada episódio da enfase em "algo estranho" e no final, tudo se junta e faz sentido. Tudo é explicado, mas apenas no último episódio (começa a fazer sentido perto do fim) e até la, parece apenas uma série com Desaparecimentos, Monstros, Fantasmas, Realidades Paralelas, Poderes Sobrenaturais, Conspiração Governamental e várias outras paradas Sci-fi, que começaram a afetar algumas famílias da cidadezinha.

Cara, explicar a história é até desnecessário considerando que a série já se da ao trabalho de explicar tudo, mas... existem ponta soltas... muito provavelmente seriam essas pontas o guancho pra segunda temporada, mas mesmo com isso, nada fica "inexplicado". 

Mas de que serviria meu texto se eu não tentasse fazer isso?! Vamos la então... 

(SPOILER ADIANTE!)

Personagens e Enredo

Os Pirralhos (A Primeira PT)

Não há um protagonista, mas sim vários. Porém, é óbvio que a criançada ganha um destaque enorme. A atuação alias, ficou maravilhosa... eu assisti a versão dublada com meu irmão (que alias, ficou perfeita, com adaptações meio idiotas pro nosso idioma mas, sem perder o sentido ou qualidade) e tipo, os personagens são ótimos, todos os atores foram bem. Enfim, existem 5 crianças importantes, que posso destacar como "protagonistas"...

Will, o Pirralho Sumido

O primeiro e mais importante de todos, é também aquele que menos aparece. Will faz parte de um grupo de quatro amigos de uns 8 a 12 anos (são bem criancinhas mesmo) que são muito, muito Nerds e jogam RPG de Mesa (Dungeons&Dragons). Eu preciso destacar isso pois só isso já mostra o quanto esses pirralhos são nerds... RPG de Mesa é um tipo de jogo "cabeça" e pra la de complexo, que leva horas sem parar pra ser terminado (as campanhas dos moleques duram mais de 10 horas) e dias pra ser preparado. Isso fica bem claro na própria história, justamente pra deixar evidente que essas quatro crianças não são nada normais (mas também não chegam a ser gênios). 



Pois bem, Will se ferra bonito pois, na campanha, ele precisava derrotar o dragão mais poderoso e pra isso, ele precisava tirar pelo menos 14 nos dados. Pro azar dele, a mãe do Mestre do Jogo força o término da campanha bem na hora que ele lança os dados, e o Mestre do Jogo deixa isso em aberto. Daí, ignorando os conselhos de seus amigos, ele conta pro Mestre do Jogo que tirou um 7 nos dados... o que significava que a defesa/ataque que ele usaria contra a criatura não funcionaria (regras de RPG de Mesa saca) e bem, eles vão pra casa, às altas horas da madruga (pirralhada corajosa pacas hein). Will se ferra ao se separar de seus amigos e entrar na floresta pra pegar um atalho pra sua casa... uma criatura misteriosa que faz sons monstruosos o persegue, assusta e ataca, e no final, ele simplesmente desaparece. 



Repare que só ai, é como se um efeito "Jumanji" da coisa toda tivesse acontecido... fica tudo meio que "induzido" mas é claro, que não era bem isso. Mas a identidade do episódio é essa... entende como funciona?!



Will é a motivação e conexão de todos os personagens, pois a partir de seu desaparecimento, todo mundo começa a procura-lo e investigar. Ele é dado como morto pelo Governo que tenta esconder algumas coisas... mas ele não tava morto... Falo disso depois...

Mike, O Mestre do Jogo

O garoto aparentemente líder do grupo, é também o Mestre do RPG e bem, ele é quem dita as regras tudo, quem planeja tudo, e quem fica com a garota no final. Mas ele não é o principal... não há nem é justo dizer que há um principal... apesar dele ter seu destaque. 



O garoto tem uma casa legal e um porão só dele, onde as partidas do RPG ocorrem. Ele é inteligente mas não é nenhum gênio. A família dele alias, é uma das mais completas e perfeitinhas, mas ao mesmo tempo, é uma das mais zoadas. A mãe e o pai dão total liberdade e privacidade (exagerada) pros filhos, não interferindo e até demonstrando certa negligência quanto ao que seus filhos faziam... por exemplo, Mike hospeda uma garota em seu porão por dias, sem nenhum de seus pais perceber... é... 



Então, Mike lidera uma busca clandestina pelo paradeiro de Will. Mesmo com os pais de todos do grupinho zelando pela proteção deles, mantendo-os sob cárcere privado durante as noites após o sumiço de Will (Que isso mano, manter a criançada trancada em casa de noite é cruel!), Mike dava um jeito de sair com seus amigos sem ninguém notar (viu... exemplo de pais). Logo na primeira noite de busca, uma garota é encontrada, e levada para a casa do Mestre, tal qual protege, alimenta, conhece melhor e por fim, se apaixona por ela... 




Mas a garota era misteriosa, não sabia falar e tinha poderes paranormais.

Dustin, O Banguela Gordinho

Mais um dos quatros amigos jogadores de RPG de Mesa em plena infância, esse é o mais "infantil", porém o mais sensato e inteligente do grupo (de forma engraçada até). Ele tem seu destaque como "alívio cômico" e também, é quem mantém o grupo unido e dentro das regras. Apesar de ser o mais medroso, ele quem toma as melhores decisões. 


A família dele não chega a aparecer, e infelizmente ele não consegue comer o pudim de chocolate no final da história, o que eu juro que achei muita mancada visto que ele se dedicou tanto em um dos últimos episódios para pegar um verdadeiro estoque enorme de pudim, injustamente escondidos pela merendeira. 


Pois bem, ele é aquele amigo legal, que sempre ta la pras melhores cenas, e basicamente esse é seu destaque. Ele tem uma queda pela irmã mais velha do Mestre e faz questão de deixar isso claro, mas no final ele não fica com garota alguma (criança pow, o único que saiu dos trilhos de certa forma foi o Mestre, mas de forma fofa e ingênua). Ah é, ele tem um problema que faz os dentes de leite dele demorarem pra cair e renovar mais do que o normal, razão pela qual ele é banguela. 

Lucas, O Boa Pinta

O último pirralho do grupinho é um garoto negro, primeiro melhor amigo do Mestre, e o mais estressado de todos. Ele é corajoso, ele quer lutar, ele é imbatível, tem uma mira ruim pra caramba mas, tem um Estilingue de Pulso! Uma arma profissa dessa só pode ser empunhada pelos melhores, e ele o faz. 


Lucas protagoniza um dos momentos mais intensos da trama, onde ele enfrenta o Mestre dos Jogos, desafiando-o e saindo na porrada com ele. Claro que, a amiga paranormal do Mestre ajuda e isso faz Lucas ficar com muita raiva e expandir ainda mais seu ciúmes para com a "novata". Depois disso, ele vai sozinho buscar por Will num lugar extremamente perigoso, e por causa disso, ele consegue de certa forma salvar seus amigos, o que no fim rende uma reconciliação digna de lágrimas. 


Sem frescura com spoiler vai, ele tenta invadir uma Base Militar atrás de um Portal para o Outro Mundo e na tentativa, não apenas faz reconhecimento do perímetro, como descobre um comboio dos vilões indo capturar seus amigos, algo que permitiu que ele os avisasse via Rádio (Walkie-Tokie, só que mais fod4) salvando suas vidas. No final eles voltam a ser tudo amigo e ele aceita a esquisita na party.

Eleven, A Esquisita

Eleven, Onze, "Elle" ou "On" (tradução meio zoada pro apelido pois "Elle" faz mais sentido, considerando que "Elly", "Ellie", "Ellye" e por ai vai, são nomes comuns, e reduzir o nome "Eleven" para "Elle" é mais lógico do que diminuir "Onze" pra "On"... quem se chama "On"???!?! Mas belê, era isso ou na dublagem/tradução pro português não faria muito sentido) é a garota encontrada pelo grupo, no meio da floresta, no lugar de Will. Antes disso, entretanto, ela havia sido encontrada por um cara muito legal, um tipo de Açougueiro, que morreu por causa do Governo que tentou captura-la de novo.


Ela, é uma experiência chamada "11" (Onze, Eleven em inglês) e foi a percursora e responsável pelas esquisitices que começaram a ocorrer. Em resumo, ela era um experimento governamental resultante de outro experimento governamental com a mãe dela, que acabou pirando (induzida pelo governo) e teve sua filha dada como morta antes mesmo de nascer. Pois bem, ela nasceu com poderes telecinéticos, e numa tentativa de converte-los em uma arma, o Governo acidentalmente descobriu uma segunda realidade distorcida e praticamente vazia, tal qual tinha uma estranha criatura, que eles sem querer querendo, liberaram no mundo real, através de portais criados pela tentativa forçada de contato entre Eleven e o Monstro.


Cara, ela é a personagem mais carismática e fofinha da série, uma menina que não sabe falar (teve lavagem cerebral aparentemente, coisa de governo saca) e é capaz de fazer coisas incríveis, como levantar carros e pessoas com a mente, matar também, várias pessoas com a mente, e até localizar pessoas, com a mente (quando ela abre o portal sem querer, foi na tentativa de localizar e transmitir informações de pessoas a distância para o governo... com a mente).


No final... ela é a única perda significativa... 


Mas ela ajuda muito todos os grupos e principalmente, a encontrar Will.

Os Adolescentes (A segunda PT)

Existem vários, mas apenas 3 tem destaque.

Jonathan, "Daryl Dixon" Mais Jovem


Esse é o irmão mais velho de Will, o sumido. Ele faz de tudo pra apoiar e confortar sua mãe, e depois que ele descobre que Will não morreu, ele investiga seu paradeiro e descobre sobre o Monstro, e sobre o Outro Mundo também. Ele se transforma de um rapaz esquisito metido a fotógrafo a um verdadeiro Lutador de Rua Profissional que Espanca Namorados Malvadões... isso foi muito spoiler... enfim...


Ele chega a criar sua própria "Lucille" e cara, em alguns trechos da história ele realmente lembra muito o Daryl de The Walking Dead, não só em aparência mas em atuação, e isso é épico, pois ambos conseguiram, em suas respectivas séries, crescer muito graças a atuação. Enfim, ele é maduro, faz de tudo pelo irmão, chega até a enfrentar o Monstro, acompanhado da Irmã do Mestre, mas no fim, tudo que ele ganha é sua câmera de volta... 


Jonathan e Will eram jovens exemplares, porém, ambos eram muito humildes, viviam numa casa simples no meio da floresta e tipo, eles não eram ricos. Jonathan inclusive tinha de trabalhar paralelo a sua mãe (acredito que ele até faltava na escola pra isso as vezes). 

Nancy, A Mina Boa de Mira


Ela é a irmã mais velha do Mestre, e apesar de ser uma moça de respeito, ela começa a namorar um badboy da escola, que consequentemente faz ela fazer coisas irresponsáveis, como fugir de casa durante a noite pra ir em festas, e com isso causar a morte da melhor amiga "geek". Alias, essa amiga infelizmente morre como tecnicamente a segunda vítima do Monstro, o mesmo monstro que capturou Will, ou quase... é triste, mas, fazer o quê, alguém tinha que morrer.


Então, Nancy namora o cara malvadão, mas depois que sua amiga desaparece, ela tenta encontra-la e no final, acaba se envolvendo com Jonathan, mas somente como aliada mesmo. Ambos tem contato direto com a Outra Dimensão e com o Monstro, deixando-os quase que traumatizados. Eles chegam a dormir juntos no quarto dela, sem sacanagem alguma, mas o Namorado Malvadão vai ver se ela tava bem, e como era de costume, invade a casa pela janela do quarto dela e pega os dois no flagra... isso gera ciúmes mas, no fim tudo termina bem.


Nancy também desenvolve um vínculo de confiança muito maior com seu irmão, quando todas as PTs se unem... e rola uma sinceridade sentimental jamais vista entre irmãos.


Ela fica com o malvadão no final... (pobres Banguela e Daryl)

Steve, O Malvadão

O último adolescente de destaque é ele, que só recebe destaque por ter se redimido no fim. Ele é mau, porém no final o amor que ele sente por Nancy faz ele pensar melhor em suas atitudes e se tornar um cara legal. Ele salva a vida de Nancy e Jonathan, enfrentando o Monstro como um grande herói, e depois disso ele, junto com Nancy, compra uma Câmera para Jonathan.


Um dos momentos que ele atesta sua ignorância é quando descobre que Jonathan tirou fotos dele e Nancy numa festa em sua casa com Piscina (festa essa que só tinha 5 pessoas mas belê). Depois disso, ele quebrou a câmera, do garoto que tinha acabado de perder o irmão mais novo (e a cidade inteira sabia, inclusive o grupinho de Steve zoava dizendo que o irmão mais velho esquisitão havia matado Will). 


Steve tomou uma surra de Jonathan (não pela câmera, mas por ter feito algo muito feio com Nancy) e depois se tocou que tava errado e conseguiu reconquistar Nancy... uma pena.

Os Adultos (A Terceira PT)

Tem um monte de adultos na história, e apesar de cada um ter seu destaque, só 3 são realmente importantes.

Joyce, A Mãe de Will

Depois que Will desaparece, ela quase enlouquece. Na real, ela começa a fazer contato com o que parecia ser o espirito de Will através de luzes em sua casa, que no final descobre-se ser uma interferência causada pela Outra Realidade, onde Will estava preso. 


Will havia sido puxado pra Outra Realidade e la, ele conseguiu sobreviver por 5 dias, fugindo e se escondendo em sua casa e em locais seguros e familiares. Ao estilo Silent Hill, todo o mundo era espelhado nessa realidade, mas não haviam pessoas, apenas monstros (só um é mostrado). Will ficou em sua casa por um tempo e la, conseguiu entrar em contato com sua mãe, através de ecos e interferências nas luzes. Depois que ela entende que seu filho de alguma forma tava falando com ela, e tava vivo, ela enche a casa de lampadas e luzes de natal e até bola uma "Parede Ouija", tentando se comunicar com ele, até literalmente vê-lo através de um pequeno portal na parede... mas ela ferra tudo quebrando a parede com um machado.


Pois bem, ela é vista como louca, até por seu outro filho, só que conforme as peças vão se juntando, tudo começa a fazer sentido e ela parece ser a pessoa mais sã do mundo.


 Claro que, o desespero de mãe dela passava outra imagem. 


Também, ela tinha histórico de ansiedade e, seu ex-marido até aparece (para o velório de Will, mas só pra pegar uma indenização em dinheiro... aquele fdp) e menciona que ela precisava de ajuda. Mas, a mãe solteira era forte, e busca por seu filho até o fim, e com ajuda de todas as PTs formadas, ela consegue um final muito feliz... ou quase...

Jim, Não Gordon, mas Delegado

Bem, o principal investigador do desaparecimento de Will é Jim, aparentemente um velho amigo de família e também, o Delegado da cidadezinha. 


O cara tinha uma filha que morreu de câncer muito jovem, e isso o motiva a ajudar Joyce, além de claro, ele ser um bom policial.


Após descobrir que o governo tava tentando interferir nas investigações, onde até mesmo criaram um Corpo Falso de Will, Jim começa a cavar muito fundo, descobrindo todo uma conspiração com direito a Escutas em Lâmpadas e Laboratórios Secretos. Claro que, no fim tudo faz sentido e tudo se resumia a Garota Estranha, O Monstro, O Governo e o Mundo Invertido (quase um Nárnia da vida!).


Bem, ele ajuda a montar o quebra-cabeças e de certa forma, é graças a ele que as coisas terminam de forma totalmente positiva. Apesar disso, fica um mistério no ar no final, depois que ele e a mãe de Will resgatam o pirralho sumido do Mundo Invertido, pois ele havia feito acordos com o Governo sobre manter tudo em segredo, mas fica vários "poréns" omissos. 


No fim, ele entra num carro do governo, e um mês depois tudo permanece normal, inclusive ele, porém, ele deixa comida na floresta, como se tivesse alimentando Eleven... o que de certa forma parecia e lembrava a filha dele (cabelo raspado, menina pequena...) ele até demonstra simpatia com ela enquanto ela tava "viva" mas, ele também entrega a localização dela pro Governo em troca de liberdade para entrar no Mundo Invertido junto com a Mãe de Will e assim resgata-lo. É tudo muito esquisito e misterioso.

Papai e Mãe

Esses dois não são tão importantes, pois o primeiro morre no final e a segunda parece não se importar mais com nada no mundo. Mas, ambos tem ligação com a Menina Paranormal.


Tipo, o "Papai" (o vilão) como ela chama é o chefe dos experimentos governamentais realizados com ela e sua mãe também. Tecnicamente, ele era o pai dela (biologicamente ou não) pois ele influenciou seu nascimento com poderes. Ele fazia testes com drogas em sua mãe, e no final, isso afetou o bebê no útero.


A "Mãe" aparece em estado catatônico muitos anos depois, e é encontrada pelo Delegado e a Mãe de Will. Apesar disso, ela não fala absolutamente nada (por conta do que o governo fez a cabeça dela) e todas as respostas são dadas pela irmã dela. No final, fica subentendido que ela não ligava mais pra filha, apesar de acreditar que ela ainda estava viva (mantendo inclusive o quarto de bebê intacto). 


O "Papai" criou a menina em um laboratório, fazendo testes nela e explorando seus poderes para fins militares. Depois que o portal abriu acidentalmente, ela fugiu e foi resgatada pelo grupo do Mestre, e bem, a história seguiu. Ele vai pessoalmente capturar a menina no final, mas o Monstro é atraído pela quantidade de sangue derramado graças a ela... e bem... ele morre.


Bem, tem um Professor de Física também, muito legal, que orienta os garotos inclusive falando sobre Teorias sobre o Mundo Invertido e outras coisas que ajudam muito na história... 


Mas ele só aparece nesses momentos então, não acho um personagem tão importante, visto que ele nem se quer sabe o que realmente ta havendo.

Final

A história se passa em 5 dias, mas, no último dia (noite), Eleven se sacrifica pra derrotar o Monstro. Ela se despede, mas não fica claro se ela morreu (provavelmente não). 


Ela não aparece mais, mas como mencionei, o Delegado/Detetive aparece deixando comida na floresta, numa caixa, e como o Monstro criava portais pra ir ao Mundo Real e se alimentar, possivelmente Eleven também poderia fazê-lo. 


Talvez... ela ficou presa nesse mundo, e o Governo sabia, passando tal informação pro Delegado. Fato é que no fim, todos os envolvidos (que apareceram) morrem, num verdadeiro massacre dentro da Escola da pirralhada... 


Então, fica um final meio que aberto. 


Todo mundo volta a suas rotinas, jogos de RPG de Mesa, namoricos e convivências familiares festivas... mas... Antes de ter sido salvo, Will acabou "encubado" no "Mundo Invertido" e um tipo de Verme Gigante tava na sua garganta. A mãe dele tirou e o Delegado ressuscitou ele e depois tiraram ele de la e levaram pro mundo normal, pro hospital.


Mas depois de 1 mês, quando tudo voltou ao normal e ele saiu do hospital, Will tem uma leve experiência "Silent Hill", indo pro Mundo Invertido e voltando, rapidamente, após vomitar uma larva... Logo, ele tava bem... mas até quando?! 


Seguinte, eu li, reli, e senti que faltou algo. 

Eu queria fazer uma analise onde compararia cada uma das cenas e suas referências, fazer algo grandioso saca... 

Mas daí percebi que Stranger Things já faz isso. A série, deixa obvio e muito claro que seu material não é tão "original" e até destaca os momentos de "referência". Falar que a Garota Esquisita é uma referência a Garota Estranha (Carry) ou que a pirralhada de bike lembra os guris de "E.T.", ou falar de todas as outras séries e filmes que inspiraram, além dos muitos easter eggs, não seria legal... pois esse é o tipo de curiosidade pra se procurar ao assistir... separar isso, na minha opinião, tiraria o real brilho da série: Narrativa. 

A Narrativa de ST é muito fluída e simplesmente perfeita. Isso é o que faz a série ser boa, e as referências, são talvez uma forma de dizer que apesar de serem ideias já conhecidas e até clichês, a narrativa determina a qualidade... e cara, Stranger Things foi muito bem escrito, dirigido, atuado e apresentado. A história é boa, faz sentido (sim, faz mesmo sentido, por mais viajado que seja, é muito fácil de entender). 

Então... é isso.

Espero que tenha gostado, espero que tenha ficado legal. Eu gostei muito da série, e acho que é desnecessário mencionar as muitas e muitas referências aos escritores e diretores famosos. Mas acredite, apesar de parecer um misto estranho de muitas histórias diferentes... tudo casa muito bem e o resultado final é agradável, adorável, admirável e memorável... quanto ável. 

E se quiser ver a série, se liga nessa divulgação oficial feita pela Xuxa!


Cara, é a Xuxa mesmo. O ícone Pop Brasileiro dos anos 80, eternizada pelas muitas histórias macabras ligadas a supostos pactos satânicos e um monte de teorias cabulosas, foi contratada pela Netflix pra fazer essa divulgação de "Stranger Things"... mano, só esse vídeo já me fez ficar empolgado pra assistir... 

See yah!

2 comentários:

  1. Uma ótima recomendação,não consegui dissociar De It,do Stephen King(e um pouco do Dreamcatcher também),essa vai pra fila,junto com o Demolidor(tenho que me acostumar a ver séries pelo Netflix).
    Apenas isso Shady,see you later.Cheers!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensei bem e achei melhor não fazer comparações, do contrário passaria a impressão de uma série genérica sem identidade... e não é o caso. Ela é sim bem criativa e original, de uma forma muito familiar... mas é. Pra entender só assistindo mesmo rs.

      Mas essa é uma série que me orgulhei de assistir ao lado do meu irmão. Detalhe: Qualquer semelhança com as obras citadas é mera coincidência. Quando for assistir, faça de mente aberta e perceba que a própria série te diz a origem das referências... é até engraçado de tão irônico.

      Bem Sir Will, see yah & Cheers!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+