PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

terça-feira, 7 de junho de 2016

AnáliseMorte: Mega Man ZX Advent - Tudo sobre MMZXA!

Finalmente chegou a hora de falar de MMZXA, o último Mega Man lançado (até então), exclusivo pra Nintendo DS (e derivados desse portátil). PS.: Desconsidera-se os Battle Network nessa introdução.



Em resumo, esse é um jogo que se passa após os eventos de Mega Man ZX, porém com um novo protagonista... na realidade são dois novos protagonistas, mas segue praticamente a mesma premissa do ZX.

O maior diferencial, está na jogabilidade, pois o novo protagonista tem um poder pra la de interessante... 

Então, prepare-se! A leitura será longa, e espero que seja divertida. Farei o possível pra contar tudo, sem poupar detalhes, logo, espere muito spoiler... alias...

WARNING!!! WARNING!!! WARNING!!!
SPOILERS ADIANTE!


Boa leitura!!!


Antes de começar eu precisei ler minha própria análise sobre Mega Man ZX, e recomendo que se você não leu ainda, leia, pois ficará muito mais fácil de entender o ZXA, conhecendo o ZX. Alias, muitas coisas que mencionei do ZX são parecidas ou idênticas no ZXA, então tentarei não gastar tempo explicando-as novamente.




Se quiser ler a "AnáliseMorte: Mega Man ZX" só clicar no nome em destaque. Se já leu, é só continuar.

Sabe, algo que esqueci de dizer no MMZX é o quanto ele era parecido com Power Rangers... inclusive a palavra "Morph" usada em Power Ranger foi utilizada também em MMZX (ao menos nas animações) da pra ouvir um "Morph"... não sei se foi mera impressão minha, ou uma readaptação do diálogo original nipônico para uma forma mais americanizada (Exatamente o que fazem com os Super Sentais!) mas pelo menos as legendas não batem com o áudio (aparece "MegaFusion" mas o áudio parece mais "MegaMorph" ou algo do tipo). Porque dizer tudo isso? Pra divulgar a "AnimeMorte: Power Rangers Vs Super Sentais"... brincadeira... é que na real, Mega Man ZXA parece uma mistura de Mega Man + Power Rangers + Ben 10!



Aliás, a grande novidade que mencionei na introdução é essa: O novo formato irado do jogo!

Enquanto em ZX o jogador podia assumir a forma física dos Mega Man Lendários mostrados na saga Zero, em ZXA o jogador pode assumir qualquer forma!



Qualquer inimigo (do tipo chefe) derrotado em ZXA é Copiado, e com isso, o jogador pode a qualquer momento se transformar nos chefões! Isso é tipo: IRADO!



Não há gasto de energia pra se transformar, apenas pra realizar ataques especiais característicos de cada chefe... alias, tem isso também: O personagem não só pode se transformar na cópia perfeita do chefe derrotado, como também pode usar não um, nem dois, mas TODOS os ataques do chefão! (Não são todos todos... os especiais não dá =/)


A "Bomba do Tempo" é a melhor habilidade do jogo.
Cara, é algo muito louco! Pensando que Mega Man sempre se destacou pelas armas obtidas ao derrotar os chefões, ver que chegou ao nível de simplesmente copiar tudo do chefão é com toda certeza uma forma magnífica de encerrar a franquia (mesmo que ela não tenha sido dada por encerrada de fato). 

Pois bem, já que mencionei as transformações e a barra de energia, é bom dar continuidade na parte técnica do jogo. Posteriormente alias, falarei individualmente de cada chefão capaz de ser copiado. Algo que dificilmente faço, considerando que os chefões na maioria dos MM são apenas mavericks doidões que explodem.




Bem, a barrinha de energia é presente desde a primeira transformação, porém só é consumida com ataques especiais, e dependendo da potencia do ataque, mais energia é consumida. Porém ela se restaura sozinha e automaticamente, bem lentamente.



As habilidades e movimentos padrões são os mesmos do jogo anterior: Antes de Megafusionar, o jogador controla um personagem simples que pode Andar, Atirar, Pular e Agachar. 



Ao se Megafusionar (se transformar em Mega Man) o personagem ganha a habilidade de Correr, Arrastar/Pular em Paredes, usar o "Dash Jump" (Play Skill formada pela combinação da Corrida com Salto) e Carregar o Tiro, formando um disparo concentrado e mais poderoso. 



Por conta no tipo de biometal obtido pelo protagonista, é possível usar dois movimentos especiais exclusivos dele, além de sua habilidade surreal de copiar. Alias, diferente do ZX, o protagonista só usa 1 Biometal (Model A) o jogo inteiro, mas falo disso depois...



Basicamente, tem um ataque que trava a mira em alvos e dispara em todos eles, e outro ataque que dispara rapidamente pra todos os lados, como se fosse uma metralhadora desesperada. Ambos consomem energia (BM, MP ou SP, sempre dão nomes diferentes pra essa barrinha de energia mágica, mas o conceito é exatamente o mesmo: Gastar pra causar.)



Curiosamente, dependendo do sexo do protagonista, o ataque especial que trava mira, e o Tiro Carregado, mudam. 



Escolhendo o personagem Masculino, ao atacar com a mira travada, saem vários feixes de energia ao mesmo tempo, um pra cada alvo, consumindo cada um 1 barrinha de energia. 



Escolhendo o personagem Feminino, o que sai é um laser elétrico que ataca todos os alvos, um após o outro, indo na mesma sequencia em que os alvos foram marcados.



O Golpe Carregado da versão masculina forma uma Bola de Energia Grande, bem no formato padrão mesmo.




No caso da forma feminina, o que sai é um Laser Longo que ricocheteia e fica indo de um lado pro outro, atingindo tudo no caminho.



Além disso, alguns dos chefes copiados liberam habilidades exclusivas pra cada um dos protagonistas, tornando a aventura com ambos bem mais dinâmica, e apesar de ser tecnicamente a mesma história pra ambos, o jogo fica "diferente".

Mas não é apenas a jogabilidade desses dois personagens e seus gêneros que mudam... a história agora é bem mais diferenciada dependendo de qual personagem é escolhido... e alias, seus gêneros vão além do "sexual"... rola um esquema racial agora... 

A garota é Humana (Hu) e o garoto é Reploid (Re).

Isso afeta drasticamente o significado de ambos na história, o que não afeta o encerramento, porém muda o ponto de vista do último chefe. É curioso, pois seguiu a ideia do ZX, onde dependendo de qual protagonista fosse escolhido, a história apesar de ser a mesma, mudava em seus pequenos detalhes, com enfoque naquilo que mais importava pro personagem envolvido.

Falando disso, o personagem escolhido na campanha do ZX, aparece em ZXA, num tipo de "participação especial". Na realidade, Vent ou Aile aparecem para ajudar o protagonista de ZXA, dependendo de qual protagonista foi escolhido: Vent aparece para a menina e Aile aparece para o menino. Mas não rola nenhum tipo de romance não... na verdade Vent e Aile estão bem mais velhos e aparecem mais como "grandes professores/influências" 



E ai vem um outro aspecto da história: Ela se passa muito depois dos eventos de ZX.

Eu diria que passa a alguns anos, pelo menos o suficiente pra Vent/Aile amadurecerem bastante (O cabelo cresceu pra caramba.)



Mas tudo isso faz parte da história... e acho que preciso descrever os personagens pra continuar a falar do jogo.

Vent & Aile



Ambos assumem basicamente o mesmo papel em suas aparições no ZXA.



Inicialmente, são inimigos, que após derrotados demonstram interesse acerca do novo Mega Man que apareceu.




Ao observarem o novo Mega Man, descobrem nele ou nela um aliado, e confiam totalmente nele(a), se convertendo em um grande auxiliar. Porém, a participação de Vent/Aile é um tanto quanto passageira, e há apenas 3 coisas importantes disso:

1° Eles cresceram, o que indica evolução de personagens e passagem de tempo.



2° Eles seguiram seus ideais de fato, se convertendo em grandes defensores dos inocentes: Heróis reais.




3° Apesar de tudo, o mundo é muito maior do que o apresentado em ZX, onde os Guardiões são apenas uma pequena ponta do iceberg.




Além disso tudo, o Model X e o Model Z também aparecem, e permanecem ao lado de seu elegido, demonstrando a amizade e união eterna entre eles.



Infelizmente, Vent/Aile não são jogáveis, e mesmo havendo momentos em que eles lutam paralelamente ao novo Mega Man (que já vou mencionar, calma) não é possível assistir a luta deles, apenas encontrar vestígios de batalha, como o grande Mecanicloide totalmente detonado pouco antes de Vent/Aile aparecer. Apesar de tudo, é possível se transformar numa cópia de Vent ou Aile... o que tecnicamente coloca o Mega Man ZX jogável...



Ah, no final, ele(a) enfrenta 4 inimigos sozinho(a). Mas quem fica pra luta de verdade é o Modelo Z, que sozinho, reabilita os demais biometais... ou algo assim. Falarei melhor disso daqui a pouco.

Pandora e Prometheus



A história deles finalmente é revelada... mas só falarei deles no final. Por hora, adianto que eles reaparecem, com uma participação ainda mais significativa que a dos heróis do primeiro jogo.

Grey



Surge o primeiro protagonista do jogo: Grey, o Reploid sem passado.




A história de Grey começa com seu ativamento por acidente durante uma batalha de Caçadores de Recompensa e robozinhos do mal. Pois bem, ao ser ativado, Grey é recepcionado por Pandora, tal qual tenta destruí-lo por ser um "Reploid Defeituoso"... daí ele foge até ser apagado ao derrotar um Mecanicloide enorme e por fim, ele vai parar na base dos Caçadores de Recompensa, dos quais ele se torna parte (meio que forçadamente). 



Então, Grey recebe sua primeira missão como membro dos Caçadores de Recompensa, diretamente da Santa Trindade (os mandachuvas da parada toda) que por sua vez, pedem pra ele levar um pacote especial até eles. Mas... durante o transporte, Pandora e Prometheus aparecem juntos, com um monte de Mavericks, e atacam Grey para roubar o pacote, tal qual continha um Biometal... que se funde a Grey por ser o único possível.



Daí em diante a história de Grey gira em torno de descobrir quem realmente ele é, e com o suporte da "Sábia Trindade" e mais alguns aliados (como Vent/Aile) ele segue em frente, junto de seu destinado melhor amigo, parceiro e recurso de batalha: O Supremo Model A, o Biometal mais fod4 já inventado na face da Terra!



Com esse Biometal, Grey se torna o mais novo Mega Man da história, com uma habilidade a muito esquecida: Cópia Perfeita... mas falarei disso ao falar do próprio Model A... ele merece uma descrição individual.



Enfim, Grey acaba descobrindo que sua compatibilidade com o Model A, tal qual só foi capaz de se megafusionar com Grey ao perceber que o mesmo era capaz de ouvi-lo em pensamento, vai muito além de mero acaso, foi tudo planejado... pelo vilão da história.



Na realidade, o Reploid "defeituoso" era um corpo, feito para substituir o corpo do vilão atual, como o novo sucessor do Modelo W. Sim, temos o maldito W de volta a vilania, em busca de um corpo novo pra voltar a vida... Weil e suas influências.

Mas, nem tudo havia saído como planejado, e Grey acaba despertando consciência, grande força de vontade e principalmente, senso de justiça! Grey decide ser um herói e lutar contra todo o mal, ajudando a quem precisasse, enquanto buscava pela verdade sobre si.

Ashe



Surge a outra protagonista do jogo: Ashe, a Humana misteriosa.




Ela é uma Caçadora de Recompensas determinada e independente, que se destaca muito dos demais, além de ter uma força física estupidamente alta (mano, ela começa o jogo pulando sem paraquedas de uma nave, em cima de uma frota de naves, e já aterrissa metendo bala em tudo que se move!).



Depois de tentar recuperar um Biometal antigo que havia sido roubado, para vender como Caçadora de Recompensas, Ashe acaba sendo forçada a enfrentar um monte de robozinhos do mal, no meio de várias naves em pleno ar. Numa batalha entre piratas, mavericks e caçadores de recompensa, Ashe faz tudo pra vencer, até enfrentar um enorme Mecanicloide (o mesmo que Grey enfrentaria). 



Após vencer, Ashe chega na nave dos piratas onde o Biometal estava, mas Prometheus chega primeiro, e insulta a garota, que ao resistir junto de seu grupo de caçadores, é derrotada num ataque só do misterioso Mega Man.



Daí, ela acorda na base dos Caçadores de Recompensa, recebendo a notícia que apesar de derrotados, as naves caíram e o Biometal havia sido recuperado pelos caçadores. Então, ela da continuidade a missão de recuperação e venda, e leva o Biometal para a Santa Trindade (seus contratantes)... mas no processo, surge Prometheus e Pandora, que atacam o trem e tentam roubar o Biometal, que por sua vez se funde com Ashe, por ela ser a única capaz de ouvi-lo.



Juntos, surge o novo Mega Man: O fod3ndo supremudo Model A!




Ashe ganha as habilidades do Biometal A, podendo copiar a forma física e habilidades de seus inimigos, além de se tornar, sem a menor dúvida, a mais poderosa Mega Man da história.




Pois bem, no final da aventura, Ashe descobre que tem uma ligação sanguínea com o vilão da história, e o mesmo até se sente mal por ter de destruí-la. Fato é, que ela só era compatível com o Biometal A, por causa de seu sangue, o mesmo sangue que corria na veia do vilãozão, o mesmo sangue que corria na veia de Serpent (vilão do ZX) e consequentemente o mesmo sangue que corria na veia de Vent/Aile! Bem confuso não? Na verdade, Weil havia dado origem a gerações inteiras, por conta de sua grande inovação: A transformação de um Humano para Reploide.

Em resumo, Vent, Aile, Serpent, Grey, Ashe, todos tinham algo comum no sangue: Todos eram compatíveis com Weil. Mas na realidade, não eram todos "filhos" de Weil, apenas herdeiros mesmo, criados por causa da tecnologia aplicada de Weil. 




Lembra que Weil fez o absurdo de transformar a si mesmo num Reploide? Ele era humano e migrou sua consciência pra um corpo Reploide, que foi tecnicamente o estopim de sua grande insanidade e sede de poder. Weil havia seguido os mesmos passos de Wily, mas como mencionei na análise de MMZero, Weil não sobreviveu para dar vida ao novo "Sigma". Entretanto, os restos de Weil deram origem a uma praga pior que Sigma, os Model W, e os estudos de Weil deram origem a outra praga: Os Corpos Simbióticos.

W




Não há apenas 1 Model W, existem vários, e eles são todos extremamente poderosos, capazes de absorver energias negativas como Medo e Ódio e se fortalecerem cada vez mais com isso. Os Model W podem literalmente sugar a alma de suas vítimas, e em ZX, Serpent estava sendo manipulado por apenas um único Model W. Porém, Grey/Ashe é forçado a lutar contra todos os Model W!




A história de origem dos Model fica inicialmente confusa com as revelações de ZXA em comparação com ZX. Durante todo o jogo, a memória do Model A vai sendo restaurada, nos momentos que ele se conecta com os demais Model (Z, X, H, L, P e F) e um tipo de diário por áudio do grande vilão é revelado, parte a parte, contando que ele havia tecnicamente criado todos os Model.


Pois bem, a história desse cara não é uma mentira, porém é um grande exagero da parte dele. Na verdade, Ciel mantém a patente pela grande descoberta de transformar sucata memorial em megamorfadores. Só que, o primeiro Model, o W, foi quem criou os demais Model, visto que ele quem inspirou tal criação. Ciel só o fez, por necessidade de enfrentar os males do temível Model W, gerado a partir dos fragmentos de Ragnarok, e consequentemente, Weil.

O vilão de ZXA é apenas uma casca para W. O próprio Model W quem manipula a mente do cara, e faz ele pensar que tudo que ele pensa, é ele quem pensa, mas na verdade quem pensa é o W. O diário, os planos, tudo havia sido orquestrado por W, e isso fica claro graças a Pandora e Prometheus, tais quais demonstram lealdade a W até os últimos instantes de suas vidas... inclusive atacando o fantoche de W, o vilãozão da vez.


Mas algo bem importante e pouco reparado, é que W é o único Model que não se comunica. Ele não fala, não expressa consciência alguma, ele aparenta ser apenas uma arma usada por caras malucos e do mal. A questão é que o grande poder de W é a manipulação mental, e na realidade aquilo que os caras malucos falavam, era tudo coisa de W, ele quem falava, através de seus fantoches. Vendo dessa forma, "Serpent" e "Master Albert" eram basicamente a mesma pessoa em mente: Model W.

Daqui a pouco falo do "Master Albert", o vilão de ZXA... mas antes preciso falar de uma de suas criações...

Model A




O grande destaque do jogo é o Model A, um modelo único, que diferente de todos os demais Model, não tem uma forma física baseada em um dos Lendários Mega Man da Era de Zero. Ele é simplesmente um biometal que transforma o usuário em um Mega Man original, com a habilidade de copiar a ADN de seus inimigos e se transformar neles (A-Trans) além de manipular com bastante maestria Armas de Fogo. Curioso como esse tipo de Mega Man não parece tão "original" se formos um pouco mais no passado, antes mesmo de MMZero, séculos antes... em Mega Man X...



Mas, não... isso é impossível, Model A não poderia ser Axl... lógico que não pois no próprio jogo, Master Albert revela que ele criou o Model A à sua imagem, e pra piorar, diz que o nome dele na verdade é "Model Albert"... algo confirmado inclusive pelo próprio Model A, ao dizer "Odeio esse nome".




Só que... tudo fica mais estranho quando é revelado que Albert nem se quer era Albert, ele era W, a mão por trás da marionete. Então tecnicamente, W criou o Model A... mas... então porque não chama-lo de Model W? Pra que defini-lo como Model A??? Seria uma homenagem a um de seus fantoches?! Ta certo, mais pra frente você entenderá que Albert é bem fodão... mas ainda assim, Serpent também era e nem por isso havia um "Model S". Então o que raios ta acontecendo?!



Bem, a história é bem simples.


Model A foi criado a partir de fragmentos muito mais antigos que Weil, Zero, X, Harpuia, Leviatã, Fefnir, Phantom ou até Omega... ele foi criado a partir do reploide responsável pela primeira grande Guerra, aquela que deu fim ao universo X e origem ao universo utópico de Zero.

Ele foi criado a partir de fragmentos raros de Axl.




Essa é a razão por ele ser único, por ele ser tão poderoso e também por ser tão familiar. Sua aparência M.E.G.A. é bem semelhante a de Axl, bem como suas habilidades. Ele é praticamente Axl numa nova geração. Alias, em teoria, X e Zero foram modificados, adaptados e atualizados para ficarem na mesma pegada de Axl, razão pela qual o designe deles mudou tanto da saga X pra Zero.



Axl foi uma grande influência pro universo de Zero, logo, foi também uma enorme influência pro universo ZX. Seu resgate e menção em ZXA é inquestionável, e apesar de aparentemente não fazer parte da história, isso faz sim grande parte da história.


Repare nos detalhes, jogo de cores, cicatrizes, silhueta, e aquele detalhe nas costas que é justamente o maior destaque do designe dos Mega Man Modelo A (Cabelo, Cabos... parecido com o destaque do Axl e suas "asas")
Model A sabe quem é desde o inicio da aventura. Ao perceber que Grey/Ashe consegue ouvi-lo, ele percebe que encontrou alguém compatível com seu sistema e rapidamente se entrega pra megafusão. Mas, a todo tempo ele demonstra hesitação em atos heroicos ou qualquer coisa que possa comprometer sua "liberdade", além de demonstrar certo receio em ficar sozinho. Ele várias vezes repete "Mas você vai me levar junto né?!" ou frases com o mesmo significado, como se não quisesse ficar sozinho em hipótese alguma.



Curiosamente, essa atitude é exclusiva do Model A... algo que é demonstrado no próprio ZXA, quando Model Z se desprende de Vent/Aile e X, sem qualquer receio de ficar solitário nem qualquer dependência demonstrada. Os Model não são brinquedinhos totalmente dependentes... eles são máquinas evoluídas, inteligentes e muito poderosas, baseadas em fragmentos.



Model A porém, foi de certa forma modificado para pensar que era uma das criações de W... sendo que W não havia criado coisa alguma... pelo menos não da forma refinada que Ciel fez.



Ainda assim, ele temia W, e temia ser apagado da mesma forma como foi criado. Claro que todo esse medo foi subjugado com o surgimento da outra metade da laranja, Grey/Ashe. O único capaz de escutar Model A, o único que de alguma forma poderia ajuda-lo a se libertar de seu suposto criador, Grey, o Reploide criado por Albert para assumir seu legado ou Ashe, a Humana órfã que possuía o sangue raro de Weil... era a chance de Model A se livrar de sua maior ameaça... usando os próprios planos dessa ameaça contra ela mesma!

Pseudroides


No final de ZX, é possível refinar um Biometal especial, e assim ver o processo de criação pra um Biometal. Apesar de não ser parte da história, é uma forma válida de mostrar como tudo tem origem: Vent/Aile podem encontrar um fragmento de um reploide antigo e ao levar para o laboratório, o cientista sucessor de Ciel descobre nele um biometal, dando forma e poder a ele. 



Mas não é apenas através da formação do Biometal que os fragmentos ganham vida, ou tem seu poder explorado. Uma criatura nova, desenvolvida no mundo de ZX, chamada "Pseudroide", usa o poder de fragmentos de Mega Man's pra existir, tomar forma e poder. Mas, Pseudroides não se tornam "Mega Man", eles são robôs, criados a partir desses mesmos fragmentos. Então, ao invés de refinar tudo na forma de um Biometal, alguém refinou eles em forma de Pseudroides, com o "biometal" posicionado em alguma parte central do corpo. Eles são totalmente artificiais, e apesar de conscientes, não são considerados Reploides ou Mega Man, por sua fonte de vida e energia se basear unicamente no biometal que carregam.

Tanto que, quando um Pseudroide é acertado no ponto onde o Biometal se localiza, ele entra em estado crítico, perdendo muito mais energia. Isso ocorria em ZX, e volta a ocorrer em ZXA... porém tem algumas grandes diferenças...



Em ZX, ao acertar o ponto fraco dos chefões, ele ficava vermelho e, depois de derrota-lo, o Biometal conquistado por Vent/Aile surgia danificado, sendo necessário repara-lo para usufruir de seu potencial máximo... isso quando o próprio biometal já não estava dividido em dois, onde cada pseudroide carregava uma parte, e ele só mostrava seu poder total quando as duas partes se juntavam em um único Biometal. 



Em ZXA, acertar o biometal não traz qualquer punição para Grey/Ashe... na verdade isso é bom, e além de enfraquecer o chefão, ainda pode render medalhas (dependendo da forma como se vence uma batalha, medalhas diferentes podem surgir). 


Isso acontece pois em ZXA, o que é tirado dos chefões quando destruídos não é o Biometal, o biometal alias que se lasque... o que importa são os ADNs! O Mega Man A pode copiar a ADN (É DNA mas no jogo é dito ADN porque é gringo então falarei ADN... ou Dados... ou DNA mesmo... tanto faz) dos inimigos e assim, ganhar sua forma e poderes, sem limitação de tamanho, sem restrição de poder... 



Então, basicamente, dos 8 Pseudroides que Model A enfrenta, 8 formas diferentes surgem pra ele usar livremente... Os 8 Chefes dão forma a Model A.

São eles:

Buckfire




Esse é o primeiro Pseudroide que Grey/Ashe enfrenta, tal qual surge no final do Trem que estava transportando o Biometal A. Ele é bem rápido, e numa escala de 4 (Pequeno, Médio, Grande e Enorme) ele se enquadra no tamanho Grande. Curiosamente, na descrição do Buckfire pelos Discos, é dito que ele esta equipado com o Model W...



Mas ele parece mais ser um Pseudroide baseado no Model F, do antigo Mega Man Fefnir, sendo suas habilidades basicamente ataques de fogo e destruição. Ele é o único chefe que tem todos os ataques copiados.



Ele pode quebrar obstáculos com seus chifres, por um golpe poderoso em que ele salta bem alto (gastando energia).



Além de quebrar com um chute rápido como um meteoro, quando ele ataca no ar (gastando energia).



Ele também pode disparar Flechas de Fogo que vão em 3 direções fixas (sem gasto de energia, é um golpe comum).




Ele também pode disparar Discos que funcionam como bumerangues, indo nas duas direções e voltando, que é a última habilidade que ele usa como chefe (é basicamente o especial dele, que quando usado pelo jogador tem gasto de energia).



Apesar de ser grande ele é turbinado e solta tochas pelos pés e ao invés de andar ele só corre, e ao usar o movimento "Dash" sua velocidade alcança a maior dentre os 8 pseudroides. 



Sua desvantagem é a impossibilidade de deslizar pelas paredes ou subir em escadas. No caso de tentar deslizar, ele quica na parede dando um salto um pouco mais alto.

Chronoforce




Esse é um Pseudroide aquático, que numa sequência que considero a ideal, é o segundo enfrentado. Ele surge em um mapa de gelo, por onde Grey/Ashe precisam passar para "passar o tempo", investigando anomalias ao redor da base dos Caçadores de Recompensa.

Esse Pseudroide é Enorme (nem tanto, mas é bem grandão) e tem habilidades aquáticas, de gelo e até do tempo.


Porém, a versão "Chefe" tem habilidades que a versão A-Trans não consegue utilizar, como a habilidade de soltar torpedos de gelo em sentido horário e reverter o tempo, fazendo eles voltarem em sentido anti-horário (ou vice-versa, depende da posição do jogador).



Além de invocar "mini Chronoforces" que são simples mecanicloides pequenos, no mesmo formato dele, porém sem sua calda enorme de gelo, e sem suas habilidades.



A versão "Chefe" também tem a habilidade de acelerar o tempo, pra ele, fazendo com que seus movimentos sejam bem mais rápidos que de Grey/Ashe, sem afetar os movimentos do protagonista.



Quando copiado pelo A-Trans, a forma Chronoforce nada automaticamente, sem necessidade de apertar qualquer botão, sendo preciso apenas direcionar para onde ir. 



Ele também tem uma couraça muito resistente, que repele qualquer golpe, e até resiste a espinhos.

É possível disparar estacas de gelo (sem gasto de energia, mas só na água).



E ao usar "Dash" ele da um impulso rápido.




A melhor habilidade do jogo pertence a ele, que permite que o jogador desacelere o tempo para todos os inimigos (e a maioria dos chefes também) por um bom tempo. O consumo de energia é alto, mas com a barra aumentada no máximo, é possível desacelerar o tempo até 3 vezes seguidas, isso se não esperar a regeneração automática.



Chronoforce entretanto tem a desvantagem de não poder se mover em terra firme. Caso Grey/Ashe se transforme nele em terra, não pode se movimentar, andar ou atacar. Porém, se carregar o ataque, a habilidade de desacelerar o tempo funciona!



Essa habilidade é simplesmente perfeita e muito apelativa, pois basicamente faz com que qualquer inimigo do jogo fique muito lento, tendo seus ataques praticamente paralisados de tão lerdos. Alias, seu Model é o L, da antiga Mega Man Leviatã, controladora do Gelo e Água.

Rospark




O terceiro Pseudroide (na minha ordem ideal) é um dos mais fracos e inúteis do jogo. Não apenas sua batalha é fraca e pouco desafiadora, como também sua funcionalidade não é das mais uteis. Ele é um tipo de planta, que quando em solo fica na forma de um tipo de casulo com chicotes que gira. 

Quando há tubos ou cordas específicas, ele pode se pendurar, desabrochando enquanto suspenso.


Tecnicamente, esse é um Pseudroide de 2 sexos (em sua forma casulo, ele é macho e em sua forma flor, ele é fêmea), digo isso por mera suposição, mas em seus diálogos, principalmente sua abordagem inicial (onde ele tentava "devorar" um pobre pirata) tudo leva a crer que ele é um tipo de pseudroide contraditório. Sendo isso ou não, não faz diferença, mas depois de ver todos os pseudroides e até os Mega Man, esse esquema de "sexo" fica muito estranho.


Pois bem, ele também possui habilidades que não são liberadas em sua cópia A-Trans, como o poder de lançar "ganchos" de raio que ficam eletrocutando uma certa região, uma vez que ele esteja suspenso.


Na versão de emulador que usei pra fotografar, alguns sprites ficavam em cima de outros, tipo de alguns chefes como nessa foto... mas quando a forma dele era copiada o sprite normalizava... acho que era um erro de configuração mas... nada que atrapalhasse. 
Também tem a habilidade de lançar um laser carregado de energia em uma direção única, também enquanto suspenso.



A forma copiada também pode usar a habilidade de se suspender.



Pode chicotear, e caso o golpe esteja carregado, bolas de energia saem pela barra/corda que atingem (gastando energia).



Pode passar de uma barra/corda pra outra com simples chicoteadas.



E pode disparar espinhos da cabeça, pra cima, de forma simples ou carregada (quando carregado consome energia)




A desvantagem é que ele é extremamente lerdo, o mais lento dentre os 8 Pseudroides, e também salta muito baixo (quase não salta). Ele não pode deslizar em paredes nem correr, muito menos subir ou descer escadas, além de praticamente todas suas habilidades serem melhor efetivas quando usadas em barras/cordas que quase não tem pelo jogo.




Ele, por ser verde e usar habilidades elétricas, é evidentemente um Pseudroide nascido a partir do Modelo H, do antigo Mega Man Harpuia.

Bifrost



Esse é um Pseudroide da categoria Enorme, e ele realmente é enorme, cobrindo 1/3 da tela!




Ele é um tipo de crocodilo gigante de gelo, que tem movimentos bem lerdos e joga serras circulares, além de estacas de gelo (que são como seus dentes). 




Curiosamente, em Mega Man X tem um maverick chefão que é baseado na forma de um jacaré, tal qual também solta Serras Circulares... eu não entendo porque todo robozinho baseado nesse tipo de réptil tende a usar "serras" como ataque, mas tem outra semelhança: Esgoto.




Bifrost é encontrado no final de uma região que é como uma fábrica de uma substância verde gosmenta e mavericks. Porém essa fase começa a partir do esgoto da base dos Caçadores de Recompensa. Isso é bem semelhante ao fato do chefe maverick de Mega Man X2, o jacaré, ser enfrentado em um esgoto, dentro de dirigíveis. 




Pois bem, só um  golpe dele não funciona no A-Trans, que é o salto capaz de atordoar em cima de um bloco congelante.




Tirando ele, temos as estacas de gelo que podem congelar, disparadas quando sua boca fica aberta (cada estaca  gasta 1 ponto de energia).




Temos a Mordida, que pode destruir coisas, tal qual ocorre quando sua boca fecha (é meio obvio mas, isso é tecnicamente um movimento de ataque que consiste em soltar o botão).



Ele também pode soltar as Serras Circulares, que não fazem nada mais que cortar coisas (e não gastam energia).



E por fim, ele pode quebrar coisas com o rabo, mas é preciso apenas virar o corpo pra isso acontecer.


Ele é bem lento, mas por conta de seu tamanho consegue superar a velocidade do Rospark (considerando a distância percorrida)... ainda assim, seus movimentos de ataque baseiam-se na demora de resposta (deley) dos comandos. Virar o corpo produz um impacto com a calda e fechar a boca produz um impacto com a mandíbula. A desvantagem dele está em seu tamanho, que deixa pulos quase insignificantes e também limita sua capacidade de andar. Ele também não pode correr, subir escadas, deslizar em paredes nem acessar portas.




Ao que tudo indica ele também é derivado do Model L.

Vulturon




Esse é um Pseudroide que eu considero o mais forte e difícil de ser derrotado, por ter movimentos defensivos, ofensivos e de quebra, usa o cenário e monstros como armas, tudo ao mesmo tempo.



Ele é um tipo de abutre de metal que controla sucata, e é encontrado num mapa bem complexo, igual a um labirinto.



Mas, a maior e mais marcante característica dele é o fato de ser um tipo de metaleiro (hah... jogo de palavras).




Ele usa uma guitarra e som dela pra despertar mavericks a partir do lixo e também, pra influenciar as capacidades motoras de Grey/Ashe. É um verdadeiro show!




Infelizmente, ele também é, na minha opinião, a cópia A-Trans mais fraca do jogo, pois praticamente todos seus movimentos como chefão são inutilizados.



Como chefe, ele usa o cenário a seu favor, com infinitos mavericks aos seus comandos e duas caixas de som que expandem a barulheira dele com sua guitarra.



Ele também pode usar uma barreira sonora que protege ele contra tiros e pra variar, ele pode teletransportar... além de ser imune a desaceleração temporal do Chronoforce.



Além disso tudo, ele consegue ressoar com o lixo, juntar tudo e disparar como projéteis e soltar lasers pela guitarra.



Ao copia-lo, só é possível planar (com um enorme gasto de energia por segundo)...



Usar a guitarra pra causar um dano ao redor dele, porém bem pequeno e de curto alcance, e com o golpe carregado ele da uma guitarrada, que é mais fraca que a espada...



E se pendurar em paredes (sem gasto de energia e sem limite de tempo).



Sua desvantagem, além de ser tecnicamente a forma com menos funções, ele não pode correr, nem deslizar em paredes, além de ter uma movimentação bem travada no solo.



Por ser um Pseudroide de cor verde e com a capacidade de voo, é possível dizer que ele é baseado no Model H.

Queenbee




O nome diz praticamente tudo. É uma abelha rainha, que pode invocar abelhas de metal e também carregar uma enorme bola/casulo. Ela é forte, e por poder voar livremente, é difícil de ser acertada, pois também tem o enorme casulo que a protege.



Suas habilidades como chefe também são praticamente neutralizadas na forma A-Trans, porém ela é um dos Pseudroides mais uteis e versáteis do jogo. Bem, em sua forma chefe, ela pode carregar o Casulo, e dele invocar mísseis e abelhas.



Além disso, ela pode disparar lasers de fogo que provocam explosões...



E Fleches de Luz que causam muito dano.




Como A-Trans, apesar de perder o Casulo, ela pode mover alguns objetos grandes e pesados, normalmente fixados no chão, nos quais ela se acopla e pode voar, carregando-os pro lugar que quiser, ou apenas tirando eles do solo...



Ela tem a habilidade de voar, saltando no ar ilimitadamente (cada salto gasta um ponto de energia).



E também dispara pequenos tirinhos (que se carregados queimam) na diagonal pra baixo.




Ela é um Pseudroide feminino, isso é interessante pra mencionar, pois ao usar a forma A-Trans, a voz, corpo e sexo é o mesmo... posteriormente falarei mais disso. Por ser elemental de fogo, mesmo podendo voar, ela é um Pseudroide do Model F.

Hedgeshock




Curiosamente, esse é mais um Pseudroide do sexo feminino (que eu nem imaginava), tal qual é baseado na forma de um Porco Espinho... o nome sugere isso, lembrando inclusive outro personagem dos video games que usa a mesma base: Sonic.


Os movimentos dela são bem parecidos com do Sonic também, podendo virar uma bola e girar bem rápido. Apesar de ser um Pseudroide rápido, ela é Pequena, alcançando distancias bem pequenas. Como chefe, também tem várias habilidades a mais em comparação a sua forma A-Trans, mas nada tão significativo. Um detalhe é que eu não consigo dizer qual o Biometal que ele utiliza. Ele é amarelo e usa eletricidade, mas não lembra em nada os movimentos de Harpuia ou do Model H, tal qual é o Biometal baseado em vento e eletricidade. Mas, pela notável lealdade dela para com Albert e o Model W, eu acredito que ela seja baseada no Model W... A cor amarela é a mesma da armadura final de Serpent e Albert, e "eletricidade" é um dos poderes que eles usam com mais frequência.



Bem, o principal movimento que fica faltando, é a capacidade de invocar ratinhos mavericks aliados.



Tirando isso, ela pode girar...



E jogar bolas de eletricidade.



Estes mesmos movimentos se mantém na forma A-Trans, onde é possível virar a bolinha e sair girando pelo mapa...



Atirar, e caso o tiro seja carregado corre uma explosão elétrica pra todas as direções.




Além de pode passar por entradas pequenas, algo que é possível inicialmente com a habilidade Agachar da forma humana/reploide.



O mapa em que ela é encontrada é um dos mapas mais importantes da história, pois é onde Pandora e Prometheus foram criados, e ela mesma estava protegendo a entrada para o local onde Albert foi criado.




Mas além disso, o mapa é também o local onde Grey foi criado, onde ele começa o jogo. 



Curiosamente, com Ashe, só é possível passar por esse mapa após o ponto onde a luta de Grey contra um enorme mecanicloide (no começo com o Grey) ocorreu, local no qual ocorre um desabamento, que faz com que Grey seja resgatado pelos Caçadores de Recompensa. No caso, como Ashe, ela mesma comenta sobre a ponte destruída e Model A completa dizendo que parece vestígios de batalha, o que sugere que Grey, nessa realidade, acabou morto mesmo. 



Da mesma forma, na realidade de Grey, Ashe parece ter sido morta por Prometheus.

Argoyle & Ugoyle




Obviamente, esse chefe é baseado no Model P, fragmento do antigo Mega Man Phantom. Digo isso pois ele tem a mesma cor dele, além de ter aspectos orientais (como as roupas e a trilha sonora), visto que Phantom era basicamente um Mega Man Ninja. 


Bem, outra indicativa é o fato de Phantom ser o único chefe da história de Mega Man que aparece logo no início da fase, isso antes de Argoyle & Ugoyle existir, pois ele é o segundo chefe a fazer isso.



Apesar de serem 2 personagens ao mesmo tempo, esse chefe é um só, e em sua forma A-Trans a forma feminina é a principal, sendo a segunda um tipo de clone. Na batalha, ambos atacam ao mesmo tempo e apesar de ser forte, é bem previsível (ambos imitam os movimentos um do outro).



Claro que, boa parte dos movimentos se perdem na forma A-Trans, pois só é possível controlar 1 deles e praticamente todos seus golpes são em parceria, mas o principal movimento que se perde é o de se agarrar a barras/cordas, bem como Rospark faz (porém eles deslizam). 



Na forma A-Trans, é possível correr (afinal os pés dessa forma são rodas)...



É possível atirar bolas explosivas (que não consome energia)...



E quando o golpe é carregado, cria uma cópia (invoca Ugoyle) que pode atravessar paredes (e coletar itens assim)...



Além de poder chutar a bola explosiva criada pela forma feminina (Argoyle), transformando em uma bola elétrica e empurrando pra outra direção.



Nada é complicado, e essa é o último Pseudroide enfrentado, destruído e copiado.

Entre as batalhas contra os Pseudroides, aparecem alguns Mega Man, e na verdade os Mega Man são o grande foco do jogo. Os Pseudroides estavam apenas protegendo regiões ao comando de W, porém os Mega Man estavam coletando Fragmentos de W!

Os Mega Man também estavam participando de um evento chamado "Jogo do Destino", criado por Albert, para descobrir quem era o Mega Man mais poderoso e merecedor do poder pleno de Model W.

Albert havia conspirado para que os Mega Man lutassem entre si, com o propósito deles se matarem enquanto ele próprio juntava todos os Model W para si. Simples não? Pois bem, os Mega Man que aparecem são familiares, pois usam os Model que apareceram no ZX. No caso, os Model H, F, L e P haviam sido roubados do laboratório dos Guardiões, e ZX (Vent/Aile) queria recupera-los, o que acabou fazendo com que ele entrasse no Jogo do Destino (isso também é uma referência ao jogo em si... o que as vezes passa uma sensação de rompimento da quarta parede...)

São eles:

Atlas
Mano, ela é mulher?!




O primeiro enfrentado, é Atlas... uma mulher que eu jurava que era homem. Descobri o sexo dela em pesquisas, e isso me surpreendeu. Ela usa o Model F, que originalmente era o Fefnir, um Mega Man muito masculino (bravinho pacas). Ela tem as mesmas características de Fefnir... talvez por ser ex-militar.



Ela pode disparar bolas de fogo teleguiadas...



Pode causar impactos destrutivos com seus dois canhões...



E por fim, pode jogar fogo pra tudo quanto é lado...



Ao derrota-la, ela foge, mas seus dados são copiados pelo A-Trans... fazendo com que Grey/Ashe se transforme em Atlas!



Não é a forma de Model F, é a própria Atlas, desde voz até físico, independente se é Grey ou Ashe, o sexo é mantido como feminino, e isso é muito curioso! Ao longo do jogo, a identidade sexual do Model A varia bastante, com ele virando mulheres, homens, indecisos e até mulher e homem ao mesmo tempo.

Pois bem, o nome "A-Trans" caiu bem... rs... mas comentário a parte, na forma Atlas, é possível fazer exatamente o mesmo que era feito no ZX quando a forma Fx era usada.



Desenhar o trajeto dos tiros na tela inferior e atirar com cada um dos braços independentemente...



E dar socos fortes fogo ou tiros explosivos pra frente, cima ou baixo.


Mas, há uma diferença entre a forma Grey e a forma Ashe: Como Grey usa tiros carregados expandidos, ao atirar carregado na forma Atlas sai uma Bola de Fogo grande.



Atirando pra baixo surge uma Onda de Fogo.



Como Ashe, atirar carregado produz um disparo de Explosivos, e uma bola explosiva destrói tudo.



Atirar pra baixo cria uma Mina Terrestre, que explode alguns segundos depois.



É ai que entra o esquema dos movimentos diferentes dependendo do sexo do protagonista... apenas ao usar a forma A-Trans dos Mega Man, isso ocorre. E acredito que isso só aconteça pois os movimentos que eles utilizam sãos os mesmos que os Mega Man usaram em sua forma Chefe. Eles variam dependendo de contra quem lutam, como é o caso de Atlas, que ao enfrentar Ashe usa ataques explosivos somente, enquanto ao enfrentar Grey usa golpes de fogo somente.

Thetis
Mano, ele é homem?!



A mesma surpresa que ocorreu quando descobri sobre Atlas aconteceu com Thetis, mas inversamente.




Thetis é um menino e é o terceiro Mega Man enfrentado. O curioso dele é que ele usa o Model L pra se megafusionar, biometal esse que é fragmento do único Mega Man feminino da era de Zero, Leviatã.


Daí, ver um menino usando a forma dela é estranho... mesmo considerando que Vent/Aile já tenham feito isso com F ou L, onde eles apenas vestiam a armadura do personagem original de cada biometal, é curioso ver como os novos elegidos se transformaram. O problema de Thetis é que ele parece uma menina, igual Atlas parece um menino, e isso mesmo antes da M.E.G.A. ser ativada.

Mas beleza, Thetis usa os mesmos movimentos de Lx, como nadar.




Pode invocar Pedras de Gelo ou Dragões de Gelo (mais ou menos parecido com a forma em ZX, mas no caso das pedras, em ZX eram plataformas de Gelo)...



E pode girar a arma, um bastão, sem parar, a menos que queira.




Esses mesmos ataques são levados pra forma A-Trans, exceto um que é um tipo de especial, que cria um turbilhão... todos os Mega Man tem um especial que não é copiado... o que é chato, pois tecnicamente há uma ação "Especial" pro Model A, onde ele atira pra todo lado, tal qual poderia ocorrer pros demais Mega Man também, mesmo na forma A-Trans, mas não ocorre.




Bem, na forma A-Trans da pra usar os ataques do Model L, também no mesmo esquema de Atlas, onde a forma Thetis tem habilidades únicas pro Grey e pra Ashe.



Grey consegue usar os Dragões de Gelo...



Ashe consegue usar as Pedras de Gelo...




Tirando isso, os movimentos são os mesmos para ambos, onde da pra Nadar (Com pulo duplo embaixo d'água, mas se atacado para de nadar e cai, a menos que pule novamente, sem gasto de energia)...



Nadar rápido (um impulso simples como Correr, mas debaixo d'água).



E Girar o Bastão sem parar (enquanto apertar os botões de ataque).




A tela inferior ganha utilidade também, exatamente da mesma forma que no ZX, ao usar a forma Thetis, um radar mostra o mapa do jogo um pouquinho maior que o visto na tela superior, porém sem detalhes, e mostra a localização de itens.


Siarnaq
Mano, ele é humano?!




Bem, Siarnaq é o segundo Mega Man enfrentado... achei legal colocar eles nessa ordem pois quando eles aparecem são em duplas, onde Atlas e Thetis são uma dupla e Siarnaq faz parte da outra dupla. Mas, no jogo, primeiro aparece Atlas, depois Siarnaq e depois Thetis... mas isso ficará mais claro na história.



Siarnaq é um Mega Man esquisito que fala igual um robô, daqueles robôs antigos, não como reploides, mecanicloides, pseudroides ou mavericks, ele fala como se fosse uma máquina irracional.



Mas ele é humano, um cara, o que é bem estranho pois fica parecendo que ele é meio perturbado da cabeça.


Ainda assim ele usa o Model P, baseado no antigo Mega Man Phantom, que era o mais irado de todos. Phantom era o Mega Man suicida, tal qual tinha na mente a ideia de que jamais poderia fracassar. O infeliz usava explosivos no mapa e sempre que era derrotado, se explodia e varria tudo junto. Pois bem, ele era um ninja, e como tal usava habilidades ninjas. Sianarq pode fazer o mesmo, tudo o que ele conseguia, também o mesmo que a forma Px de Vent/Aile consegue.

Sianarq pode ficar invisível e teleportar (algo que não é copiado pelo A-Trans).



Pode se pendurar no teto ou plataformas e atirar Kunais...



Pode jogar Shurikens Huuma (estrelas ninja grandes)...



E pode criar Bolas de Energia protetoras.



Ao pegar a forma A-Trans, é possível se pendurar em tetos ou plataformas...



Jogar Kunais (muitas, sem gasto de energia)...



E enxergar melhor no escuro (a luz aumenta um pouco mais).



Também é possível usar a Shuriken Humma, tal qual ele usa durante a luta contra Grey... logo, só Grey pode usar.




Ou as Bolas de Proteção, que são diferentes da Bolha de Proteção do ZX, que o Px usava, tais quais apenas Ashe consegue usar, justamente pelo fato de Siarnaq usar esse tipo de ataque apenas contra ela.



A tela inferior do DS também tem a mesma utilidade do ZX, onde mostra inimigos como alvos, que se tocados direcionam kunais, não importa a direção que estejam (cada kunai lançada gasta 1 ponto de energia).



Aeolus




Daí vem o último Mega Man do grupinho de vilões, Aeolus, aquele que usa o Model H, biometal de Harpuia, mais um dos antigos Mega Man da era de Zero. Aeolus é humano, e é do sexo masculino... então  o que tem de diferente nele? Simples, ele é um arrogante e metido. O cara se acha melhor que todo mundo, e vive tratando os demais com deboche e desprezo. 



Mas beleza, o fato dele fazer qualquer um sentir raiva com todas suas frases, ele não é tão diferente assim de Harpuia (apesar de ser bem mais metido que o original). 



Bem, ele usa praticamente os mesmos movimentos da forma Hx, podendo voar...



Atacar com suas duas espadas de energia, fazendo até golpes a distância com a energia...



E pode fazer tornados de vento que eletrocutam (um pouco diferente do Hx, mas não tanto).



Além disso ele tem um poder especial de jogar Esferas que criam Grades Elétricas.



Depois de derrotado, ele foge e é copiado por Model A, e sua cópia pode Voar pra cima (tipo um pulo duplo)...

Cair Lentamente (é como planar, mas caindo rs)...



Correr no Ar (é Dash no Ar, não chega a ser "voar", principalmente perto da Abelha, mas é quase)...



E ao atacar alternando entre as espadas, sai uma rajada de energia.



Também é possível criar Tornados Elétricos, mas a direção do tornado muda, dependendo do personagem que ta usando a A-Trans.

Na luta contra Ashe, ele usa Tornados Horizontais, então é esse tipo de tornado que ela copia.



Na luta contra Grey, ele usa 2 Tornados, que se afastam um do outro conforme se afastam dele, um indo pra baixo e o outro pra cima, e é esse tipo que Grey copia.



Além disso, a tela inferior do DS mostra o HP dos inimigos enfrentados... exatamente como em ZX.



Se deu pra perceber, a tela inferior do DS só começa a ser "útil" nas formas de Mega Man. Como Pseudroide, elas não servem pra praticamente nada, exceto mudar de forma (tocando nela, no desenho da cópia desejada, uma transformação rápida ocorre). 



Porém, usar a tela toutch pra se transformar é um pouco mais complicado do que simplesmente usar o botão de transforma, principalmente considerando que ao usar o botão, o tempo para, e da pra girar a roleta de seleção tranquilamente. 


Em alguns casos isso até ajuda no gameplay, pois o jogador pode "parar" tudo, respirar, pensar um pouco, avaliar a situação, escolher a melhor transformação e bum, continua jogando (várias vezes me salvei de penhascos graças a isso!).

Sabia Trindade




Existem 3 caras que dão a primeira missão da história: Levar o pacote (Biometa Model A) para a Legião, e entrega-lo a eles. Fato é que a Legião é uma cidade, governada por esses 3 caras. Alias, tecnicamente, o jogo inteiro se passa na Legião (mais ou menos, na real são instalações e locais que ficam próximos ou dentro da cidade).



A Sabia Trindade é formada por Master Thomas, Master Albert e Master Mikhail, sendo cada um deles um grande mistério.

O primeiro e o único que tem seu mistério totalmente revelado, é Albert.

Master Albert



Ficou claro que Albert é o vilãozão da vez, mas falta explicar como, onde, quando e por quê.




Bem, Albert foi um dos idealizadores de um sistema de "equilíbrio" entre humanos e reploides, imposto em Legião. O sistema funciona da seguinte forma: Humanos recebem partes mecânicas para substituir partes orgânicas falhas (imagino que isso se aplique não apenas a membros, mas a órgãos também, tipo braço humano por braço robô, estômago humano por um estômago artificial, coisas assim).



Enquanto isso, os reploides receberiam um "Prazo de Validade" sendo preciso renovar o mesmo para continuarem vivos. Parece meio ditador isso, mas fez com que os humanos e os reploides parassem de se odiar e guerrear, e vissem uns ao outros como semelhantes e igualmente importantes para o mundo.




Pois bem, a ideia funcionou, a cidade ficou em paz (apesar de sempre terem mavericks e essas paradas chatas) mas, Albert tinha um segredinho... ele tinha um DNA especial que tornava ele compatível com os Biometais (ou seja: Weil) e de quebra ele tinha acesso ao Model W.



Mas, sua grande ideia foi propagar seu DNA pela cidade, e todos que receberam próteses, receberam com elas o DNA de Albert, tornando-se compartíveis com os Biometais (isso é meio assustador...).



E ele fez o mesmo com todos os Reploides atualizados.




Então, Albert se auto denominou deus, e se transformou no maior e mais perfeito receptáculo do Model W. Mas ele não se contentou com apenas 1 biometal, ele queria todos, então ele criou o Jogo do Destino, onde basicamente aquele que obtivesse o máximo de Model W ou sobrevivesse a tentativa, ganharia o direito de lutar contra o próprio Albert e o sobrevivente, ganharia o trono e o poder de Ouroboros. Ouroboros alias, é a fusão de todos os Model W (seja versão bruta, versão pseudroide, versão mecanicloide ou versão biometal).




Mas na real, o plano de Albert era só ver geral se matando, e no fim acabar com o que restasse, e graças ao trabalho deles em coletar as peças para Ouroboros, ele podia ficar sentadinho em seu trono, esperando até o vencedor do jogo chegar e ele puxar seu tapete.

Só que, pra ajudar no plano, Albert cometeu alguns erros... o primeiro foi criar Pandora e Prometheus.

Pandora e Prometheus



Aha, agora da pra falar deles de boa. Bem, ambos são modelos de Mega Man Artificialmente Modificados, tais quais não carregam um único Biometal, mas sim fusões de vários.

Prometheus, carrega o Model P, F e Z.



Ele tinha habilidades ninjas como Phantom, habilidades de fogo como Fefnir e principalmente, uma Foice de Energia a la Z-Saber como Zero. Todos seus movimentos, desde ZX, eram baseados na junção dos movimentos das Sombras, Fogo e Corte.

Pandora, carrega o Model H, L e X.

Ela tinha habilidades de eletricidade como Harpuia, gelo como Leviatã, e "adaptação" como o canhão de X. Detalhe: Ela muda de cor quando fica no elemento Raio ou Gelo, exatamente como X faz.



Como mencionei, existem vários fragmentos de cada modelo, uns tem mais, outros tem menos. Ao que tudo indica, Albert colocou suas mãos em fragmentos do Model Z e X... e os usou na confecção de Prometheus e Pandora. Além disso, ele fundiu fragmentos de P, F, H e L, fazendo deles Mega Man Híbridos.



Albert alega que infundiu o Model W neles, mas isso parece ser mera ladainha para manipular a lealdade deles, fazendo pensarem que deveriam total gratidão ao supremo W, a origem de seus poderes e vida... mas só o fato de não serem Pseudroides já mostra que o Biometal não era tão vital assim.




Albert os criou, os "Irmãos Reploides" e submeteu ambos as regras da Legião, logo, eles tinham prazo de validade, muito mais rígido do que dos demais reploides, contado por segundos. Eles precisavam de Albert para renovar seus corpos e manterem-se vivos.



Pra que tudo isso? Bem, Albert precisava de alguém para ajudar a coletar biometais Model W, então usou essas duas criações perfeitas como seus braços esquerdo e direito, assim ele podia continuar com a bundinha no trono. 



Na real, ele fez tudo isso por baixo dos panos, inclusive fez Pandora e Prometheus extremamente leais ao Model W, não a ele, pois ele mesmo precisava manter sua posição como líder da Legião, sob o disfarce de Master Albert. Ele alegou em seu registro (bem duvidoso alias) que estava em busca de um corpo perfeito para combinar com o Model W.


O que é estranho pois ele mesmo estava usando Model W. Ele tinha um corpo perfeitamente adaptado para Ouroboros, e ele sabia disso... ele se fez assim... ele era um humano cientista que se transformou me reploide pra isso... alias... todos os três da Sábia Trindade são Reploides, que já foram humanos!




Albert transformou a si mesmo em um reploide, para poder viver por séculos e assim, sustentar as leis da Legião, enquanto também transcendia sua existência para uma forma mais divina.



Mas Albert queria ser ainda melhor, então criou um segundo corpo, onde depositou sua consciência e fez dele seu principal, a menos que algum outro corpo melhor surgisse. Então, ele criou Grey, que caso sobrevivesse, seria seu sucessor. Estranho né? Eu sei, mas ele mesmo disse que não queria tomar controle da mente de Grey, e após destruído fica satisfeito com o potencial de sua criação. Sei la... eu não entendi bem esse esquema de Albert, ele não tinha o plano de transferir sua mente pro corpo de Grey, mas torcia pra Grey ser mais forte que ele?! Vai entender... se bem que W quem controlava Albert no final de tudo, então talvez o Model W não ligava pra quem ele possuísse, desde que fosse o mais forte. 



Alias, Albert acreditava na Evolução Perfeita. Talvez isso explique a forma como ele tratava seu substituto, Grey, ou sua descendente, Ashe. Ele conversa com ambos de formas diferentes, onde com Grey ele o menospreza, mas também demonstra testa-lo o tempo inteiro, e no fim, ele fica satisfeito por ter sido derrotado por sua criação. 



Com Ashe, ele fica feliz por ela ter chegado até ele, e na luta final ele mesmo diz que esta triste por precisar mata-la, pra provar que é o mais evoluído (o que no contexto demonstra uma desconcertante sinceridade por parte dele). Ashe era como uma filha dele, visto que ela tinha o mesmo sangue dele... mas isso não é lá tão revelador, visto que todos que receberam implantes também tinham o sangue dele... mas a forma como ele trata ela demonstra certo envolvimento maior... talvez Albert tinha ligação sanguínea com ela antes de sua grande ideia de infectar geral. Se bem que, Ashe também foi sobrevivente enquanto criança, adotada pelos Caçadores de Recompensa, o que pode sugerir que ela tenha recebido as próteses da Legião... alias, o fato dela poder pular de aviões sem paraquedas e sobreviver também demonstra que ela não é totalmente humana...



Bem, Pandora e Prometheus destroem o primeiro corpo artificial de Albert, mas Albert mostra seu corpo verdadeiro e usa o restinho de energia dos irmãos P para ativar todos os Model W, e fundi-los, dando vida ao Ouroboros.



Um último detalhe sobre Albert ter criado o Model A... ele diz que fez ele à sua imagem... e inclusive no final do jogo, Albert mostra que tem a habilidade A-Trans, a mesma de Axl. Porém, ao que tudo indica, todas as declarações de Albert estavam equivocadas (uma característica dele alias) e fica confuso se as frases que ele dizia eram destinadas a Grey, Ashe ou Model A. Na real, todos os 3 (2 numa mesma realidade) se enquadravam como "restos" de Albert. Grey só era especial e podia se megafusionar com Model A por que tinha o DNA de Albert, o mesmo valia pra Ashe. Mas... isso não significa que Model A é uma parte do Model W... muito menos que ele era uma invenção de Albert... provavelmente, Albert encontrou os fragmentos de Axl, deu vida ao Model A usando técnicas de Ciel e por fim, absorveu a habilidade do Model A. W tinha tamanha capacidade, de assimilar as coisas... característica essa presente em todas as gerações do grande mal de Mega Man.



Quando W usa o A-Trans e Albert tira onda dizendo que aquele era seu poder verdadeiro, e não só isso, ele também diz que o verdadeiro A-Trans é absorver a alma dos copiados... enfim, esse momento é na verdade uma grande cartada de Albert, tentando mostrar que Model A era inferior a ele... o que não é o caso... e no final ele nem se quer usa as habilidades de A-Trans. ele usa ataques elementais diferentes, que até mesmo X pode fazer... e Albert tinha assimilado essas habilidades. Alias... tem isso também... Albert usa várias "mutações" do Model W para lutar, cada uma com uma habilidade diferente. Essas pecinhas que ele usa que causam os muitos efeitos diferentes e golpes diferentes. 

Master Thomas




Depois que Albert revela ser malzão, ele sai da Sábia Trindade e desaparece. Daí, Grey/Ashe tem que dar um jeito de acha-lo, e acabar com seus planos de obter todos os Model W e Reiniciar o Mundo. Sim, o cara queria fazer com que todo o mundo fosse reiniciado e uma nova fase, uma geração perfeita, surgisse. Pois bem, Thomas encarrega oficialmente os Caçadores de Recompensa para encontrarem e derrotarem Albert.




Thomas é um empregador, mas apesar de dar ordens e recompensas pelas missões, ele não ajuda muito não. Grey/Ashe e Model A já passam a suspeitar da Sábia Trindade logo no inicio do jogo, antes mesmo de Albert se revelar do mal, pois sempre que Model A copiava dados de um dos Mega Man, ele liberava um código e assim, uma mensagem de Albert aparecia, dizendo algo sobre a origem de tudo ou sobre os planos reais dele. Ao obter a cópia dos 5 Biometais, Model A sabe exatamente o que é: Uma criação de Albert... mas isso é tudo uma mentira... pois esses dados na verdade pertenciam a Thomas, não a Albert, e tudo indica que eles foram ligeiramente modificados (se não completamente alterados).




É, quem criou os Mega Man que usaram os Model H, F, L e P foi Thomas, não Albert. Apesar deles aparentemente seguirem Albert, em momento algum eles afirmam isso... eles só dizem que seguiam os propósitos de Albert para no fim derrotar ele e assumir seu trono no mundo, bem como as regras do Jogo do Destino, que ele mesmo criou, diziam.




Alias, os Model haviam sido roubados do laboratório dos Guardiões, o que levou Vent/Aile até a Legião... ao que tudo indica, quem roubou foi Thomas!




Digo isso, pois no final do jogo (no modo Expert) surge um dialogo entre os dois Sábios restantes, onde Thomas diz claramente que concordava com os ideais de Albert, só que achava que ele se precipitou de mais.




E logo em seguida, ele diz que ele quem criou os Mega Man, fazendo com que os 4 aparecessem na frente dele. Na real, ele diz algo como "O que você acha que aconteceu com as partes humanas daqueles que foram transplantados? Ou o que aconteceu com os dados originais dos Reploides que mortalizamos?" e aparecem os Mega Man.



Basicamente, ele manipulou tudo para que aqueles que Albert infectou se tornassem seus aliados, no final das contas. É algo complexo, mas creio que ele guardou as partes originais e as reativou na hora certa, sob seu comando... algo assim. O que importa é que estavam todos do lado dele, o tempo todo.

Master Mikhail




Talvez o único da Sábia Trindade que não era mal no final das contas, mas era o mais suspeito por sua aparência estranha. O cara é curvado, velho de mais e usa uma máscara, enquanto os outros dois eram homens comuns, um com cabelo azul e um livro e o outro com cabelo vermelho e uma espada. O único ali que tinha pinta de vilão era o Mikhail, e ele era o único que no fim, se surpreende por descobrir que não apenas Albert era mal, mas Thomas também.




Apesar de tudo, o menosprezo contra Mikhail ficou claro logo no primeiro diálogo em que os Sábios se apresentam. Ao se apresentarem e darem a missão, todos dizem a importância do Biometal que Grey/Ashe precisava entregar, mas o único que é cortado é Mikhail, que também é o único que diz que o Biometal era importante por seu valor científico. Albert quem o corta, o que demonstra que eles não queriam que Mikhail mexesse no A, em âmbito científico, talvez para que ele não descobrisse o real valor dele, ou que revelasse a real origem dele (a verdadeira, antes dele ser atormentado pelas ameaças de Albert ou corrompido com os códigos de Thomas).




No final secreto do modo Expert, o diálogo aparentemente ocorre antes da última missão. Ocorre antes do final do jogo, antes mesmo dos Mega Man serem detidos pelo Model Z. Isso até faz sentido se considerar que Thomas aparece pessoalmente antes dessa última missão, justamente para dar a missão oficialmente. Porém, Mikhail não aparece... o que sugere que depois do diálogo... ele não terminou bem... Ou seja, teve o dialogo, a revelação, Mikhail se lascou, Thomas saiu da central, foi pra base dos Caçadores de Recompensa, deu a missão, mandou os Mega Man para atrapalharem Grey/Ashe, mas ZX apareceu e removeu os biometais dos 4 humanos. No final das contas, Thomas perdeu seus aliados... mas apenas por enquanto. Mas na boa... eu não me surpreenderia se Mikhail na verdade fosse uma mulher! E pior... imagina se ele fosse Ciel!!!! Mas, talvez jamais saberemos...


Eu imaginei que o tão aguardado Mega Man ZX 3 seria lançado pra 3DS com o título "Mega Man ZX3DS" pra brincar com o nome saca... estilo "Kingdom Hearts: Dream Drop Distance (três "Ds" = 3D)" mas não... já tem um bom tempo que o 3DS saiu, e até agora nada de MMZX3D... Mas bem, talvez na terceira parte da saga ZX seria revelada a identidade real de Mikhail, e o que ocorreu com ele, sendo Thomas o vilão novo... ou alguma coisa do tipo. 

Mas bem... acho que falei de tudo né? Apresentei os personagens... acho que não preciso dizer quem são os Caçadores de Recompensa ou os Guardiões, ou os Piratas... ah vai... eu falo...

Os Caçadores de Recompensa são grupos de carinhas que caçam recompensas. Pelo que percebi, eles trabalham pra várias pessoas diferentes, mas seus maiores contratos são os da Legião e os pedidos da Sábia Trindade. Bem, Ashe fazia parte deles antes de morrer na história de Grey, e Grey passou a fazer parte deles quando resgatado. Da mesma forma, Grey era um reploide que foi destruído durante uma das caçadas, enquanto Ashe é praticamente uma lenda dentre os Caçadores de Recompensa. 

Os Piratas são Caçadores de Recompensa Ilegais que são praticamente rivais dos Caçadores de Recompensa. No início da aventura de Ashe, ela está tentando recuperar o Model A que foi roubado pelos Piratas, mas Mavericks aparecem, também querendo o dito pacote.




No final porém, na história de Grey, Ashe é morta nessa tentativa, por Prometheus... 



E a nave dos Piratas cai num deserto, sendo posteriormente visitada pro Grey para recuperar partes dela e usar para restaurar o Trem danificado por Prometheus, Pandora e Buckfire, além dos vários mavericks, durante a tentativa de transporte do Model A para a Legião. 



Bem, na história de Ashe, ela sobrevive ao ataque de Prometheus, mas posteriormente também vai até a nave caída, e la encontra alguns Piratas, que se aliam aos Caçadores de Recompensa por te-los resgatado, oferecendo inclusive partes da nave para a restauração do trem. O mesmo ocorre com Grey em sua história, porém com menos emoção envolvida, e até fica difícil de entender a rivalidade dos Piratas com os Caçadores de Recompensa, ou o que aconteceu pra nave ter sido destruída, ou o fato deles terem "medo" dos Caçadores de Recompensa... sem conhecer a história de Ashe, nada faz muito sentido nessa parte da história de Grey.


Bem, o que falta... hm, sabe os Sub-Tanques? Aqueles itens que são utilizados pra restaurar a energia vital no meio da batalha? Então, tem 4 no jogo, da mesma forma que tem 4 Bolas de Energia que aumentam a capacidade máxima de energia de Grey/Ashe...



E 4 Cápsulas de BM, que aumentam o limite máximo de energia mágica. Pois bem, no caso das bolas e cápsulas, elas ficam escondidas nos mapas...



No caso dos Sub-Tanques, 3 deles estão escondidos...



Enquanto 1 deles é obtido através de uma Missão, em que Grey/Ashe ajuda uma Arqueóloga medrosa a encontrar 4 artefatos antigos escondidos numa mesma região (uma região dos ventos, onde tudo fica fora da gravidade e começa a voar...).




Pois bem, no modo Expert, todos os itens escondidos deixam de existir. 



No Expert, é preciso jogar com o HP inicial e BM inicial, e praticamente sem suporte algum! Mas, o Sub-Tanque da Missão continua existindo, podendo ser obtido (o que ajuda muito). Além disso, tem um E-Tanque, que pode ser comprado após realizar uma Missão num local secreto que precisa ser escavado através de doações. 



Esse E-Tanque só pode ser usado uma vez, e precisa ser comprado novamente depois, mas ele se torna praticamente indispensável no modo Expert. Também é possível pegar consumíveis aleatórios da Geladeira que fica na lojinha desse mesmo cara.

Que mais... tem uns Chips ao longo do jogo, obtidos por Missões, que funcionam ao bom e velho estilo MMZ. No caso, é só equipar eles que surgem bônus pro personagem, tipo deslizar mais devagar nas paredes ou ficar mais leve (não afundando em algumas coisas, tiro areia movediça... que não tem no jogo mas tem lixo movediço... ou gosma movediça).

O esquema das vidas limitadas é bem chato também. No jogo só há no máximo 9 vidas, que permitem voltar da última porta passada. O chato disso está no fato de que, quando as 9 vidas acabam (se é que o jogador tinha 9) o jogo só da 2 opções:



Ou seja, ou recomeça do último save, ou reinicia o jogo... a mesma coisa! O jogo te obriga a reiniciar caso perca todas as vidas... e é reiniciar mesmo, tudo, não tem essa de voltar pro inicio da fase... o jogador volta pro inicio do último save point, que só pode ser feito em Transervers, raramente encontrados... alias todos ficam no final da fase, após os chefes! É o mesmo que dizer: Se mata pra matar, ou então começa de novo do zero. Quer salvar? Mata! Quer salvar pra matar??? Mata! É bem difícil.

Por fim... não sobrou mais nada... tem mini-games e frescuras pra aumentar a vida útil do jogo... como em todos os outros desde a Saga Zero... mas é isso. 


É fim de analise... ah não pera, faltou falar da:

História



Então, bora começar!

História do Grey



Tudo começa com Caçadores de Recompensa entrando em um laboratório aparentemente abandonado, tal qual invadiram.





La, eles encontram uma Cápsula com um reploide em repouso, quando são atacados por um grupo de mavaricks.




No meio do tiroteio, a cápsula é atingida e o reploide é ativado. Surge Grey, que acorda sem saber quem é e já tomando bala.



Mas, logo após acordar, Grey é recepcionado por Pandora, que chama ele de defeituoso e tenta destruí-lo, mas ele pega uma das armas de um dos caçadores mortos e foge.






Na fuga ele passa por obstáculos e mavericks, até que chega a um enorme Mecanicloide que tenta destruí-lo...


Mas Grey vence, e a ponte onde a luta ocorreu desmorona, com Grey mergulhando num penhasco enorme.



Grey grita de medo e dor, enquanto tudo tudo cai junto à cachoeira, e tudo fica escuro. Depois disso, ele acorda...



Ao se levantar, surge um Caçador de Recompensas, que diz que o encontrou e resgatou, levando-o até o Acampamento de Caçadores.




De inicio ele tenta se defender, mas logo se acalma e confia no estranho caçador, que conversa com ele e explica onde ele estava, e que ele havia sido resgatado pelos Caçadores e levado para um Acampamento deles.



O caçador diz que provavelmente Grey faria o mesmo por ele, então diz que ele deveria ir até uma determinada sala...



Onde ele acaba recebendo um cartão de Membro dos Caçadores de Recompensa, mesmo contra sua vontade.



Mesmo contra sua vontade, ele acaba sendo requisitado para uma missão: Entregar um Pacote recém recuperado para a Base da Legião.



Chegando no Trem onde o pacote seria levado, pois aparentemente não era possível teletransporta-lo, Grey conversa um pouco com um Caçador, que fala um pouco do mundo, sobre a Legião, sobre a humanidade e os reploides, etc.



Depois disso, Grey questiona o fato de usar um trem inteiro só pra transportar um pacote, e o Caçador explica que aquele pacote carrega um Biometal.



Ele também explica o que é um Biometal, o quanto é importante, e quando Grey sente que aquilo é familiar pra ele, ele escuta alguém, mas, um monte de mavericks começam a atacar.



Daí, Prometheus e Pandora aparecem...






Que atacam a caixa onde o Model A estava.


Mas pra se proteger e proteger Grey, o Model A oferece seu poder, dizendo exatamente o que ele precisava fazer...


Ambos se transformam no Mega Man A.


E Prometheus decide deixar ele com o Model, permitindo que ele participasse do Jogo do Destino.


Então, com seus novos poderes, Grey decide ajudar o Trem, e no final o Model A acaba aceitando, desde que ele não o deixasse.

História da Ashe





Tudo começa com Caçadores de Recompensa conversando sobre a próxima missão: Recuperar um Biometal roubado.



Mas, no meio da conversa, descobrem que uma de suas colegas já tava em ação, em cima das naves dos Piratas.



Depois de uma demonstração perfeita de coragem, Ashe começa a pular de nave em nave, rumo a nave principal.


Mas ela descobre que algumas das naves eram de Mavericks, e é forçada a enfrenta-los, enquanto salta de nave em nave, o que pra ela não é nenhum desafio.


Porém, ela acaba encontrando um enorme Mecanicloide, tal qual ela encontra e destrói, sozinha, no ar...


Depois de tamanha demonstração de poder, ela chega a nave principal, entretanto surge Prometheus bem na sua frente.


Ele ofende ela, e após ser desafiado, parte pra cima dela e de sua equipe, e tudo fica claro. Até que ela acorda...


Ao se levantar, um de sua equipe, sua amiga que sobreviveu, recepciona ela e diz que ela acabou caindo nos arredores de um Acampamento de Caçadores.



Mas ela só se preocupa com o Biometal que eles estavam atrás, e sua amiga explica que os outros Caçadores acabaram resgatando ele e estavam se preparando para transporta-lo para a Central da Legião, o que deixa ela revoltada.


Então ela mesma decide acompanhar o Biometal em seu trajeto pelo Trem, assumindo a missão de transporta-lo, afinal era dela.


Daí, ela vai até um transerver e pega uma nova licença de Caçadora, pois havia perdido sua anterior.


Depois de conseguir uma Licença nova, ela decide levar pessoalmente o Biometal pra Base da Legião, mesmo correndo risco de ataque.


Durante o transporte, ela conversa um pouco com um Caçador, fala um pouco de si mesma e o quanto quer ser conhecida e reconhecida pelo mundo inteiro. Também deixa claro que nunca abandonará o Biometal pois ele era sua recompensa.


Enquanto ela se gabava de si e o quanto era incrível, mas ao mesmo tempo dizia que não tinha um passado, alguém fala e se identifica com ela...


Mas somente ela conseguia ouvir a voz. Então, do nada, vários mavericks começam a atacar o trem, e o Caçador de Recompensas deixa Ashe protegendo o pacote, enquanto ele vai lutar.


Daí surgem Prometheus e Pandora...


Que atacam a caixa onde estava o Model A.


Mas pra se proteger, e proteger Ashe, o Model A se funde com ela, dizendo exatamente o que ela precisava fazer...


Ambos se transformam na Mega Man A... 


E Prometheus decide deixar ela com o Model, permitindo que ela participasse do Jogo do Destino.


Então, com seus novos poderes, Ashe decide ajudar o Trem, e o Model A aceita, desde que ela não abandonasse ele...






















































































































































































































































































































































































































Então Grey/Ashe limpam o Trem até encontrarem Buckfire.


Assim que o derrota, ocorre a primeira A-Trans.


Depois de um tutorial (bem chato) ele(a) acaba tendo de voltar pro Acampamento de Caçadores.


La, ao informar a missão falha, a Santa Trindade se apresenta.


Após um rápido dialogo, a Santa Trindade pede pra Grey/Ashe pesquisar um pouco até descobrirem uma forma de chegar a zona em que ocorreu o acidente das Naves dos Piratas para reparar o Trem.




Então o passeio começa, primeiro ruma a área gelada.




Onde a forma Buckfire é uma bela ajuda...



Mas, ao chegar no final da zona, duas pessoas aparecem: Atlas e Tethis


E depois de uma breve apresentação...



Ambos se Mega transformam...



E deixam Grey/Ashe pra trás...



Atlas destrói o gelo que estava servindo de chão, e Chronoforce surge.




Após derrotá-lo e copiar sua ADN, Grey/Ashe chega a uma sala com uma trava de segurança para o local do acidente da Nave dos Piratas onde poderia obter peças para reparar o Trem...


Mas era preciso 3 poderes elementares para abrir as portas, e ainda faltava 1.


Então ele(a) vai pra outra área, uma zona florestal, onde supostamente deveria buscar por alguma forma de obter uma passagem.


Na estranha área verde, ele(a) enfrenta obstáculos, mavericks e plantas, até chegar a um enorme Mecanicloide (baseado no Modelo W). Passando por ele...


Surge o Rospark, tal qual estava atacando um pobre Pirata...


Mas, Grey/Ashe destrói Rospark...


E após pegar sua ADN...




Ele(a) vai até a próxima sala, onde o Pirata que sobreviveu ao acidente, e ao Rospark estava, desesperado e morrendo de medo. 


Seu medo é sugado por um enorme fragmento do Model W ao fundo.



Depois disso, ele morre e desaparece...



E surgem mais dois Mega Man: Aeolus e Siarnaq



Que após se apresentarem...




Se Megafusionam e então dizem que não estão la para lutar contra o Model A, mas sim para recuperar o fragmento de W. Então eles vão embora.



Então, Gry/Ashe consegue abrir o caminho até o Deserto, onde o acidente da nave dos Piratas ocorreu.



Depois de passar pelas instalações do deserto...




Grey/Ashe enfrenta mais um Mecanicloide grande baseado no Model W, uma Serpente, e por fim alcança seu objetivo, a Nave dos Piratas.



La, encontra e salva alguns Piratas feridos e portas bloqueadas por falta de energia.


Ao restaurar a energia e salvar os demais Piratas sobreviventes, ele(a) chega a uma sala onde é forçado(a) a enfrentar Atlas.




Derrotando Atlas, ao copiar seus dados, o primeiro código é liberado na cabeça de Grey/Ashe, e um pouco da realidade do Model A é revelada.


Daí, mais Piratas, dentre eles o líder, são encontrados e salvos graças a forma de Atlas, e como gratidão...



Eles oferecem as peças pra reparar o Trem.




Com o Trem consertado, Grey/Ashe vai rumo a Base da Legião, para entregar o Model A.



Surgem vários mavericks no caminho, e no final aparece Sianarq.



Derrotando-o ele foge e Grey/Ashe obtém seus dados, com mais uma parte dos dados codificados de A.



Depois de mais uma revelação sobre a Sábia Trindade, Grey/Ashe segue em frente.




Pouco antes de Grey/Ashe chegar a sala da Sábia Trindade, eles conversam sobre os muitos mavericks que invadiram a cidade, e discutem a motivação deles. 



Com isso, Albert revela sua real identidade como comandante do mal, e ainda libera 4 Biometais W.



Grey/Ashe chega a tempo de testemunhar seu discurso...



E ao atacar Albert...



Os Model W o defendem dos disparos com trava mirada...



  Ele diz "Te fiz a minha imagem".



Sai voando pela janela...



E então escapa.




Daí ocorre um rápido diálogo entre os Sábios restantes e no fim, Mikhail diz para Grey/Ashe lutar contra os planos de Albert, pedindo pra ele derrotar os mavericks que estão surgindo pela cidade.



Então, apesar dos pesares, Model A convence Grey/Ashe a lutar... e o Jogo do Destino continua.



Então começam as 4 primeiras viagens pelo mapa...



Usando o teletransportador, Grey/Ashe começa sua caçada contra os mavericks



Passa pelas Ilhas Antigravitacionais...



E la encontra Aeolus



Derrotando-o, mais códigos de A são liberados...



E a aventura continua, indo pra cidade...



Onde Thetis da as caras e enfrenta Grey/Ashe.



Após vence-lo, ele leva o Fragmento de W ao fundo...



E mais um código é liberado...



Então a batalha contra os mavericks segue, agora pro Lixão...



Onde Vulturon aparece...



Derrotando-o, surge Pandora...



Mas ela pega o Fragmento de Model W e foge...



Então Grey/Ashe segue para um Edifício...



Onde aparece Prometheus...



Que também pega o Fragmento de Model W e foge...



Deixando Queenbee em seu lugar.



Derrotando ela, as 4 primeiras missões se dão por encerradas e uma nova Zona é explorada...



Onde surge ZX.



Vent/Aile, Z e X decidem enfrentar Grey/Ashe e A, acreditando que eles eram uma ameaça e vice-versa.



Após se Vent/Aile se transformar em Mega Man ZX, e enfrentar Grey/Ashe...



Seus dados são copiados, e assim o último código é liberado, revelando os planos finais de Albert.



O Model W ao fundo acaba se desprendendo e caindo, e Grey/Ashe deixa a batalha para caçar o fragmento.



Ao alcançar a sala de baixo, um Mecanicloide surge do fragmento do Model W.



Depois de uma interminável batalha, ZX aparece e destrói o Mecanicloide W.



Então, Vent/Aile e Grey/Ashe fazem as pazes e descobrem que estão do mesmo lado.



Vent/Aile da uma chave para Grey/Ashe que por sua vez, fica responsável por livrar as demais áreas.



A aventura continua, com mais 3 locais a serem explorados, começando pelos esgotos...



Onde Bifrost aparece...



Bem como um Transerver inativado.



Depois uma floresta...



Onde Argoyle & Ugoyle lutam...




Mas, chegando onde informações seriam adquiridas, Pandora e Prometheus destroem todos os arquivos e vão embora...


Isso após revelarem que não trabalham para Albert.



Mas um Disco de Dados, o Arquivo A é recuperado.



Ele era a primeira parte de uma chave para poder ativar o Transerver inativo dos Esgotos.



Por fim Grey/Ashe vai até um Laboratório Abandonado.



Ele(a) chega num ponto após a ponte destruída na batalha de Grey, no inicio de tudo.



E então começa a explorar o outro lado do laboratório.



Não demora nada e ele(a) encontra a Cápsula de Prometheus...



E de Pandora...


E entendem o porque eles obedecem Albert.


Então a exploração continua, com Hedgeshock tentando impedir o progresso de Grey/Ashe.



Mas ela é derrotada, e uma sala com a cápsula do próprio Albert é encontrada.



A segunda parte do Disco de Dados é encontrada também, o Arquivo B.



Com o Disco completo, a chave de acesso para o Transerver Inativado é liberada e uma região nova surge.



Um monte de vulcões aquáticos são a próxima área explorada.



Ao atravessar essa área e chegar ao local onde todos os Model W resgatados estavam, Albert é encontrado.



Mas, Prometheus e Pandora aparecem e destroem seu corpo...



E em seguida eles se voltam para o Mega Man A.



Grey/Ashe precisa enfrentar Pandora e Prometheus ao mesmo tempo.




Vencendo, antes de copiar seus dados, a energia deles é sugada pelos Model W ao fundo, que acordam.




E Albert aparece com seu novo corpo, absorvendo os dados de Prometheus e Pandora, enquanto Grey/Ashe se vê obrigado a fugir.



Então, com todos os Model W ativados, Albert os funde, dando vida a Ouroboros.



Grey/Ashe busca por uma nave pra poder chegar até Ouroboros, quando Vent/Aile aparece aparece...



Oferecendo a Nave dos Guardiões, sua própria base, como meio de transporte pra chegar até o enorme Biometal.



Pra motivar ainda mais a missão, o próprio Master Thomas aparece, para dar a missão oficialmente e pessoalmente.



A bordo da Nave dos Guardiões...



Grey/Ashe e Vent/Aile invadem Ouroboros.



E a última missão começa, com Grey/Ashe indo na frente.



É uma batalha fácil no inicio, mas logo depois de passar por alguns Mavericks dentro de Ouroboros...



O próprio Albert aparece e mostra seu poder, se transformando em todos os Pseudroides que Grey/Ashe destruiu.



Mas Albert diz que seu poder vai além de mera cópia, e que ele tinha o controle da alma daqueles que ele copiava.




Ele também diz que criou novos corpos para os Pseudroides e que a verdadeira luta só ocorreria se Grey/Ashe vencesse seus inimigos vingativos.


Daí ocorrem 8 batalhas seguidas, contra os 8 chefes de uma única vez ao bom estilo Mega Man.



Vencendo os 8...



Um local muito mais difícil aparece e, passando por ele...


Os 4 Mega Man aparecem para enfrentar Grey/Ashe, ao mesmo tempo!



Mas, o Mega Man ZX chega para segurar eles enquanto o Mega Man A enfrentava o verdadeiro inimigo.



Então, Albert é alcançado...



E o vilão mais preguiçoso do mundo estava em seu trono, dentro de Ouroboros.



Como se não bastassem os testes até chegar nele, ele ainda coloca seu trono para lutar...



Na forma de um Mecanicloide Dragão de 3 Cabeças.



Derrotando o terrível Trono do Mal, Albert aparece de novo.



Depois de tagarelar sobre seus planos, ele declara que é um deus...



Assume sua forma de batalha...



Se torna o Mega Man Ouroboros...



E enfrenta o Mega Man A.



Após uma luta exaustiva, onde apenas a forma real do Model A tinha vantagem...



Albert é derrotado, se despede e explode.



Mas, cansado(a), Grey/Ashe desmaia e o Model A fica em apuros, sozinho no meio da destruição de Ouroboros.



Só que, enquanto isso, Vent/Aile discutia a relação com os 4 Mega Man do mal...



E quando tudo começa a desabar, Model Z pede pra Vent/Aile e o Model X salvarem o Mega Man A.




Enquanto ele derruba todos os Mega Man, sozinho, num passe de mágica e ainda diz: "Eu manjo mais que vocês, vacilões!"



E ai Ouroboros explode.



Então, Grey/Ashe acorda no Acampamento de Caçadores...



Se levanta, troca uma ideia com Model A e sai...



Ao sair, Vent/Aile aparece e explica como tudo acabou, que Model W já era e só sobrou pedacinhos no Mar.



Felizes pela vitória, Vent/Aile diz que irá dar a volta ao mundo pra explorar e pergunta o que Grey/Ashe fará.



E ele(a) diz que quer viajar, conhecer novos lugares, explorar também.



Model A pede pra ir junto, e Grey/Ashe diz que jamais o abandonaria afinal é brother.



E ao invés de pegar uma carona com os Guardiões, Grey/Ashe sai correndo rumo ao desconhecido.



E diz algo como "A gente se esbarra por ai."



Fim.



Curiosidade:

Vent e Aile é um jogo de palavras. Muitos dos nomes em Mega Man ZX são franceses, logo, traduzindo os nomes dos protagonistas do primeiro jogo, obtêm-se "Vent" que é igual a "Vento" e "Ailé" que significa "Alado". Ambas as palavras são relacionadas ao vento, e se juntar os dois nomes tem "Ventilé" que significa algo como "Arejado". O que isso tudo significa? Sei la, não consegui entender o enigma por trás de Vento... mas a mesma coisa acontece em ZXA...

Grey e Ashe também é um jogo de palavras, onde "Gray" (muda o "e" por "a") significa "Cinza" e "Ash" (tira o "e") significa "Cinzas"... os dois juntos fica algo como "Cinzas acinzentadas" ou simplesmente "Cinzas". Também não entendi o significado por trás disso, talvez seja uma referência a lenda da Fênix (é algo tão comum assimilar "Cinzas" a Fênix, e a ressurreição) mas... tanto faz, isso só mostra que tanto para Vent/Aile, quanto pra Grey/Ashe, suas existências paralelas não são apenas semelhantes, mas significativamente harmônicas.


Albert como o novo vilão é também um certo "jogo de palavras" considerando que o primeiro vilão de Mega Man se chamava Dr. Albert Wily. Mas o "Albert" era ignorado e ele sempre era chamado de Wily. Curiosamente, "Albert W" é o nome do novo vilão... como eu sempre gosto de lembrar, Mega Man é a personificação do conceito físico: "Nada se cria, tudo se copia".


Thomas também é um nome antigo... Dr Thomas Light... curioso como eles repetiram os nomes dos grandes cientistas do passado e incluíram nos três principais comandantes do mundo (Legião é grande).


Mikhail não fica por fora... Dr Cossack Mikhail... talvez você não lembre desse nome, mas ele foi um cientista que foi manipulado por Dr Wily em Mega Man 4. Curioso né? Usar o nome de três cientistas tão antigos e significativos para Mega Man em personagens endeusados no final de tudo. Nada é mera coincidência... principalmente em Mega Man, isso vai além de mera homenagem, isso é tipo aquela dica pra que você não descarte nada, pois tudo é possível... isso porque eu nem me atrevi a ir mais longe e teorizar sobre a Sábia Trindade ser de fato o próprio Dr Light, Wily e Cossack que de alguma forma conseguiram transcender e retornar séculos depois... só não fiz isso pois, seria meio que absurdo.... mas a ideia deles seguirem os mesmos ideais de seus charas, isso é real.

Tem um esquema daora e bem curioso... terminando o jogo com o menino e com a menina, é liberado um mini game com o Model a... com "a" minúsculo mesmo...



Trata-se de uma versão 16 bits de Mega Man ZX Advent... na real é tipo um Mega Man Advent pois não tem o esquema das transformações... seria bem legal se tivesse... mas não tem.




Legal que até o Albert aparece, na forma de Ouroboros como chefe das fases... eu não fui muito longe...


Ainda assim é uma ótima experiência... e aparentemente, Se terminar o jogo normal e pegar todas as Medalhas, de Bronze, Prata e Ouro, de cada um dos 8 Chefes derrotados, da pra usar a forma A-Trans do "Model a", no game normal mesmo... o que só serve pra zoar... então eu não me matei pra isso. O único jogo, o único Mega Man que já me senti inclinado a finalizar completamente e liberar tudo, foi Mega Man X8, que na minha opinião sempre será o grande acerto da franquia em arriscar.

Falando em X8, curioso como Albert lembra muito Sigma e Lumine ao mesmo tempo... tanto no seu hábito preguiçoso...




Quanto em sua transformação final e a mania de anjo...



Até pensei em teorizar sobre o Model W que ele usava na real ser o de Lumine, não uma cópia de A, visto que Lumine também fazia parte da geração de reploides transmorfos... 



Mas como eu mesmo nunca tive certeza disso (afinal o próprio Lumine nunca apareceu tomando forma de outro reploide, apelas liderou a galera) eu achei melhor descartar isso.

Bem, é isso!

Espero que a enorme leitura tenha valido a pena. Eu vou editar ainda, acrescentar fotos que faltaram, corrigir erros gramaticais e se preciso, até corrigir certos argumentos. Mas por hora, é isso! 

Obrigado pela espera, obrigado pela leitura, obrigado por me dar a chance de te mostrar meu ponto de vista, e bem... se quiser acrescentar, corrigir, completar, etc... só comentar. Terei prazer eu ler seus comentários, responder, debater (rola debates as vezes, é legal), e bem, novamente, obrigado. 


See yah!!!

20 comentários:

  1. hi o/ a quanto tempo não leio suas analises!
    Como sempre muito boas!
    Mas não sei se vc nao citou por nao saber ou não citou por realmente não achar melhor colocar isso em suas teorias mas la vai:
    -qnd vc zera o jogo no hard ou algo assim ele libera um final secreto onde conta mais algumas coisas um tanto quanto inusitadas que talvez ajudaria em suas analises.
    Busque no youtube "Megaman ZX Advent - Secret Ending (spoilers)"
    Espero que goste
    see ya o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O esquema do Thomas? Eu citei sr XhakutoX... na real esse final é liberado ao zerar no Expert... e deus do céu como é difícil zerar no Expert. Mas eu cheguei a citar isso sim, tem uma parte que falo do Master Thomas, é justamente nessa parte que cito o final secreto.

      Mas acredite, é realmente difícil pegar esse final... tem que salvar o jogo com todos os chefes no apelativo ativado, com a barra inicial de energia, a barra inicial de hp, e no máximo 2 Subtanques (1 sendo consumível sem recarga) e mano... já é difícil passar de alguns bosses no modo Normal com os 4 Subtanques e 1 reserva (o que é consumível) imagina no expert. O tenso é que tem que pegar as manhas pra passar de todos os chefões, sem levar dano algum... eu consegui, mas é realmente difícil.

      Vlw sr! E espero que o texto não tenha ficado tão absurdamente grande quanto eu imagino que ficou kkk

      Excluir
    2. KKKK rlx gosto de suas respostas bem respondidas, realmente deixei passar batido esse ponto do Master Thomas, por causa desse final que fiquei puto de não ter mais nenhuma continuaçao de Megamans em geral por causa do criador .-.
      Em relação ao jogo eu tbm consegui zerar 1 semana jogando um pouco por dia e passando muita raiva kkk.

      Excluir
    3. Sr, eu também fiquei puto em ver que num tem projeto pra um ZX3... a ideia do 3D seria tão perfeita... e história é algo que não falta poxa... Mega Man é um título tão simples que, acho muita mancada descontinuarem só por causa do "criador". Mas bele... um dia sai mais, da mesma forma que sairão mais Silent hills! Questão de tempo...

      E eu que praticamente me obriguei a salvar o jogo, 3 vezes no mínimo, seguidas, com cada personagem! Fui ver tinha 73 mil imagens pra separar... quando postei tive até um mine orgasmo ao deletar as fotos tudo... mais de 7 gigas de imagem tudo pro limbo xD Mas pelo menos, a análise ta pronta e estou satisfeito.

      Sr, agora é correr pra próxima... to pensando em pegar um jogo de terror, sinto até falta...

      Excluir
  2. O que você achou daquela coisa ridicula que fizeram com o megaman para o novo desenho?
    E sobre o futuro da franquia tem alguma esperança ou resquicio de que ainda teremos mais jogos(principalmente para sanar as duvidas da epoca pós megaman e pré megaman x), queria muito jogar com o x e o zero(original) de novo, os meus preferidos de toda saga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Novo desenho"? Eu nem sabia mas pesquisei... se ta falando disso?

      http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2016/05/27/mega-man-tera-novo-desenho-animado-em-2017.htm

      Bem, pra ser sincero, não julgo nada antes de conhecer. O desenho ta bem estranho, mas tudo depende da animação e das histórias... na boa... o publico alvo são crianças poxa... pequenas... seria algo bem tosco ao nível nickelodeon... porém a frase "e fãs dos games clássicos" me deixa meio esperançoso. Não é a primeira vez que investem numa animação para o robozinho azul... eu contei 3... Mega Man (É ferro e fogo taranranran... MEGAMAN!) Mega Man NT Warrior (baseado na série de portátil das batalhas entre pseudogbas... que eu queria muito ter um... até hoje!) e aquela tosqueira do Capitão N (o mega man verde) que eu só conheci recentemente, mas acho que foi a primeira tentativa. Bem, erros e acertos, mesmo com o ótimo trabalho em dois de três, creio que não se arriscariam a toa. E sem contar que estamos numa geração meio subliminar... Hora de Aventura tem uma arte desajeitada, infantil e fofa, mas tem um dos enredos mais profundos que eu já vi em um desenho. Eu não duvido nada...

      Tipo, se já viu "Teen Titans Go!"? A animação é bem tosca, muito inferior à da série original (e ainda pior que da versão animação cinematográfica) mas, por incrível que pareça, é um desenho divertido, engraçado e cheio de sátiras com a própria DC. Eu, curti. Se o novo mega man for do mesmo nível, ou pelo menos tentar, desde que mantenha ao menos o respeito pela série original, pra mim ta valendo. Espero que passe na Cartoon, que apesar de censurar tudo, tem uma mente mais ou menos aberta pra coisas "no sense".

      Sobre retorno da franquia... mesmo com Mighty No°9 puxando os holofotes como sucessor da franquia (só porque o criador ta bolando... o que na boa acho pura bobagem, afinal Mega Man se tornou algo muito maior que o criador.) eu acredito que sim, podem haver jogos oficiais e como continuação pra franquia. A fórmula é simples e ta cada vez mais fácil criar games. A investida que deram com Mega Man 9 e 10 pra mim, foi uma insinuação de que se quiserem continuar, continuarão da forma como se deve: Com pelo menos os mesmo gráficos.

      Eu nunca gostei de jogar de Zero, sempre curti mais o Buster mesmo em Mega Man Zero... porém também sinto falta da jogabilidade de Mega Man... foi muito bom jogar o ZX, mas nada supera o gameplay da franquia X... aquilo foi marcante.

      Bem, tudo é questão de tempo. Vamos esperar, ver como as coisas acontecerão. Tem uma porcaria fofinha chamada Mega Man Powered Up que eu comecei a jogar, depois de ter analisado o Maverick Hunters... e ele foi uma jogada mais pro lado fofo mesmo, usando a franquia original, um remake do primeiro jogo clássico, com gráficos cuti cuti... ficou uma bost4. Não apenas pela jogabilidade muito zoada, mas pelo massacre no enredo. Se... fizerem algo do tipo com a animação... sem chance de surgir um bom Mega Man Game oficial pros saudosistas. Mas... se ficar legal, pode ser que surja algo ainda melhor. Lembre-se que tudo gira em torno de lucro.

      Bem, é isso.

      Excluir
  3. O model Z foi destruído?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. Apesar dele não aparecer mais após o final do jogo, a naturalidade e felicidade que Vent/Aile age insinua que X e Z ficaram de boa. Também tem a declaração final de Z que parece ter controle sobre os demais biometais. Alias, algo que deixei de fora da análise é o fato dos Biometais H, L, P e F estarem conscientes o tempo inteiro. Aparentemente, eles concordavam com seus biomath, e por causa disso eles cederam poder aos 4 escolhidos de Thomas.

      Mas, como não tinha nada interessante pra juntar a essa revelação, achei boba. Mas, Z e X ficaram inteiros, bem como os outros biometais, exceto W. W foi destruído... pelo menos até lançar o próximo MM onde muito provavelmente mais W surgirão, ou até um mal pior...

      Excluir
  4. Por isso gosto dessas analises,sempre me incentivam á jogar novos jogos.
    No Facebook pediu umas dicas de jogos de terror para jogar.Isso ainda está valendo?
    Cheers!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sr, eu to considerando todos os jogos mencionados la... até o momento tem o RE survival Aim e um jogo de Wii que eu queria muito jogar, mas na época não achei o jogo e meu PC não tinha potencia pra emular... mas agora tem! Porém também tenho vários jogos em mente, dentre eles Fatal Frame que te juro que ta me assombrando... saca... eu realmente to sendo invocado pelo jogo rs. Só to um pouco preocupado em "falar merd4". Não quero pegar um jogo pra analisar e acabar falando bobagem por não ter entendido ou não conhecer toda a franquia. A diferença com jogos que eu já conheço é esse medinho... mesmo sabendo que sempre haverão interpretações diferentes e tudo mais... é mais complicado arriscar com jogos que estou em atraso... se bem que até agora não fiz tão feio rs...

      Bem, see yah and cheers!!!

      Excluir
  5. Belo post sr Carinha, e o jogo realmente é muito mais interresante do que todas as coisas ja mostradas sobre Mighty number 9.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei la mano, a fórmula de Mega Man é exclusiva de Mega Man. Eu já vi e joguei muito game que usa a mesma fórmula mas simplesmente não rola... porque não é Mega Man! Nem mesmo os spin-offs funcionam pois não são Mega Mans reais... são paralelos então, não funfa. Te juro que entre Mighty No.9 e Mega Man RPG (tipo Command Mission ou saga Battle Network) prefiro os RPG, pois tem inovações Mega Man. Alias... acredita que inventei de jogar os Battle Network e acabei encontrando um que é no mesmo formato de Mega Man Clássico, com gráficos poligonais estilo o Maverick Hunters X, mas com uma jogabilidade que também usa as cartas do BN!? Eu no inicio não entendi bem, mas agora até que peguei o jeito do jogo e cara, é daora! É de GC, se chama "Mega Man Network Transmission" e realmente é muito interessante, e tem tantas semelhanças visuais, narrativas e principalmente, jogáveis, que estou pensando em teorizar sobre os RPGs BN e SF de Mega Man, dentro da franquia principal... algo que é sugerido em Mega Man Zero mas... só agora que me senti atraído e curioso...

      Excluir
  6. Por favor me tire uma dúvida, Os Models Z e X são os espíritos deles (x e zero) falando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais ou menos... na real eles são fragmentos dos corpos de X e Zero. Por alguma razão os Model mantém o senso original de seus respectivos corpos, mas não guardam recordações nem sentimentos, ou seja, não são os espíritos nem almas de suas versões originais. Apesar disso, eles se comportam da mesma forma, e conseguem habilitar formas muito semelhantes a dos heróis aos quais pertenceram.

      Em MegaMan, a "alma" dos robôs/humanos se converte em Cyber-Elfo (saga Zero e ZX) e o "espírito" são os Dados de Memória (Clássica, X, Zero e ZX). Tenho uma teoria em andamento sobre os Dados de Memória e a saga Battle Network com base em alguns eventos da saga Zero... mas é isso.

      Em resumo:

      Models = Fragmentos com Personalidade, sem Memória ou Sentimentos.

      Cyber-Elfos = Almas com Memórias, Sentimentos e Personalidade, mas sem Corpo, em forma de Energia.

      Dados de Memória = São Espíritos com Memórias, Sentimentos e Personalidade em forma de Arquivo (Sigma é um exemplo bem sólido disso), que podem se transferir e até multiplicar.

      Acho que é isso, espero ter respondido de forma dígna e convincente.

      See yah sr!

      Excluir
  7. percebeu que a fase da queenbee é a ultima fase do megaman zx?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ...

      ....

      .....

      CARAMBA!!!

      Pior que é verdade, da pra ver só comparando o chão... então, a fase da Queenbee é a Slither Inc. depois de destruída no final do ZX... que show sr... vou atualizar a postagem com essa info... obrigado!

      Excluir
  8. Ótimo como sempre Sr Morte, só o final que deixou a desejar, na sua opinião a franquia Megaman já era?Simplesmente tem muitos buracos pra tampar e esclarecer como a ponte entre a era clássia e a x a guerra élfica e a porra toda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hei sr, acredito que o sr seja o mesmo da dúvida sobre o sucesso do MMZX...

      Então continuando...

      Acredito que a franquia MegaMan ainda tem muito a oferecer, e agora que vai ter animação nova estilo Ben10, pode ser que ressurja das cinzas. Mas, se for contar com a Capcom, infelizmente não da pra esperar muiito não.

      Recentemente a Capcom acertou bonito com a franquia Resident Evil, mas até esse acerto vir, foi preciso muito tapa na cara e sorte, já que foi graças ao P.T. (Demo de Silent Hill S) que a Capcom se inspirou e teve uma perspectiva decente do público em geral. Mas, sr... se os caras quiserem eles fazem um bom trabalho, e conteúdo é o que não falta.

      Só é preciso criatividade mesmo... como você mencionou, tem muito buraco pra ser tampado.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+