PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

sábado, 9 de abril de 2016

O Filme Achado de Hoje: V/H/S.

Hoje vai ser legal, terei de sair com uns amigos então, pretendo fazer uma série de análises rápidas. O tempo ta passando...

V/H/S


Falarei de um filme que já mencionei várias vezes em outros textos sobre found footages. Na minha opinião, ele é um dos melhores que já assisti, e vou aproveitar a deixa e mandar vê.

Spoilers... sempre.

Boa leitura!



V.H.S. (V/H/S) consegue ser bom por surpreender. É um filme totalmente no formato found footage, e apesar de simples, é lotados de cenas realistas e tem um enredo confuso e intrigante. Basicamente, são vários vídeos de terror juntos, mostrados em sequência.

O legal é que, nenhum vídeo é igual ao outro. Os enredos são totalmente desconexos, nenhum depende do outro, são histórias diferentes, personagens diferentes, ideias diferentes, terrores diferentes. 

A ideia é sugerida desde o princípio, no título do filme: V/H/S.


"Vídeo Home System" é o nome dado a uma mídia de reprodução basicamente formada por fita de plástico envolta de uma caixa preta. Todos os filmes eram vendidos no formato dela, "Videos Cassetes" reinavam no mundo, antes do surgimento dos DVD's. 



As câmeras de vídeo mais antigas usam fitas desse tipo. Essas fitas podem ser gravadas e regravadas, em alguns casos sobrepondo informações, substituindo ou até juntando tudo. Ainda há uso pra elas, e apesar de bem ultrapassadas, são sim um ótimo recurso de gravação. Tem a versão grande, basicona, que era a forma como os vídeos eram compartilhados, vendidos e alugados, tal qual ta praticamente extinta, e a versão menor, essa ainda utilizada para gravações caseiras e até profissionais.

Esse filme usa a ideia de pegar fitas de vídeo aleatórias e apresentar. A única semelhança entre elas, seria seu gênero: Terror. 

As histórias são curtas, e o mais interessante é que todas elas são muito diferentes. Você enxerga muitas perspectivas diferentes, vilão, mocinho, protagonista, antagonista, nada disso é previsível. Eu diria até que todos os vídeos surpreendem no final, você assiste esperando uma coisa, esperando mesmice, mas no final de cada vídeo algo muito imprevisível ocorre, e isso é o grande marco (pelo menos pra mim).

Bem, são cinco vídeos:

Os óculos

O primeiro, conta a história de um grupo de jovens curtindo a noite. Eles planejam gravar pornografia amadora, com auxilio de um óculos com câmera escondida, que eles alegam ter comprado na internet.


O óculos é grande, antiguinho mas bem funcional, e a gravação é praticamente perfeita, com algumas poucas falhas. Um dos jovens começa a gravar e eles seguem pra uma balada.


Num bar, no meio de uma verdadeira festa, surgem mulheres, e uma delas bem suspeita. Mas os caras curtem o máximo que podem até serem expulsos.


Depois, eles convidam duas das garota que conheceram pro apartamento deles, onde eles iriam gravar o filme escondido. Lá, a garota suspeita mata todo mundo, de uma forma muito brutal, e mesmo com sua cabeça sendo partida ao meio por uma viga de aço, ela continua em pé.


Ela havia demonstrado interesse no cara com o óculos espião desde o inicio, e no fim, ela vai atrás dele e tenta acasalar com ele, mas ele todo assustado, com o pulso quebrado e em choque, brocha. 


Isso faz com que a moça estranha se sinta indesejada, ela chora, e depois de se acalmar, revela sua real forma, pega o cara com o óculos e voa com ele pela cidade. 


No fim, o óculos cai no meio da rua, e posteriormente alguém encontra, retira a filmagem e, bem, é por isso que conseguimos assistir. 


Essa primeira história mostra uma criatura que varia entre uma Succubus e uma Harpia. Succubus seria um demônio com fisionomia feminina que se alimenta de energia sexual masculina. Harpia seria uma criatura mitológica meio humana, meio ave, que se destaca por sua aparência feminina muito atraente. As Harpias são uma diversificação cultural das Sereias, com a principal diferença de caçarem almas e até crianças, enquanto as Sereias caçavam marinheiros. A forma como a "mulher estranha" aparece no filme, e como interage, sugere que ela caçava alguém "puro". O cara do óculos, apesar de ser um dos caras da zoera, era aparentemente o mais inocente, logo, visto como "puro". 

Explicação a parte, o primeiro vídeo é assim. Legal não? Não há edição sonora, sem "BAM" ou qualquer som pra causar impacto, visivelmente editado. Isso aumenta o realismo da gravação, além de claro, os poucos efeitos especiais serem realistas e convincentes. Na minha opinião, o apelo sexual bem como a pornografia (aparecem peitos e um cara tem o pênis arrancado...) fazem parte do enredo, visto que interferem diretamente na história. Não é apenas uma inclusão aleatória de imagens eróticas sem qualquer motivo, sem qualquer lógica. Eu ainda me senti constrangido em ver essas cenas, mas o foco não se perde por conta delas.

O Casal

O segundo vídeo, é gravado por um cara e sua namorada (esposa ou noiva, não ficou muito claro pra mim) em uma viagem meramente turística.


A moça grava tudo e o casal parece se dar bem, exceto por um enfoque no comportamento do cara, bem como suas frescuras e certa frieza, mas isso passa quase desapercebido, a enfase real é dada ao relacionamento.


Eles se hospedam em um hotel por duas noites, mas por causa da reserva do cara, eles ficam em camas separadas. Tudo aponta que o cara tem algum problema com o relacionamento. 


Depois de uma visita bizarra a um tipo de cidade do Velho Oeste, e uma consulta com um boneco eletrônico que prevê o futuro do casal com um "Encontro agradável", eles vão pro apartamento descansar. 


Enquanto o cara tenta convencer a moça a gravar um vídeo caseiro pornô, em meio as recusas e resistência dela em fazer qualquer coisa na frente da câmera, alguém bate a porta, e o cara vai atender. Não é mostrado quem era, mas depois o cara fala que era uma mulher jovem, pedindo carona. Posteriormente a moça filma essa mulher da janela, tal qual estava no estacionamento. Então geral vai dormir.


Durante a noite, alguém pega a câmera, liga, e filma o casal dormindo. Esse mesmo alguém pega uma faca e passa pelo corpo da mulher enquanto ela dorme e rouba dinheiro da carteira do cara.


Depois disso, anda até o banheiro, se deixa filmar (era alguém mascarado) e no fim, pega uma escova de dentes do casal e passa na privada.


No dia seguinte, o cara dá falta da grana e bota a culpa na moça, ele também escova os dentes com a escova do vaso...


Ambos vão até um tipo de montanha passear, onde o cara passa por uma fenda bem difícil de passar, do outro lado ele diz ter encontrado uma mulher falando ao telefone, posteriormente eles pedem pra ela filma-los. Ela não aparece nas filmagens.


De volta pro hotel, o casal dorme, e durante a noite alguém liga a câmera e começa a filmar, esse alguém pega a faca e aponta pro cara, enfiando em sua garganta. 


Daí esse alguém lava as mão na pia do banheiro, e é possível ver que é uma mulher por conta do cabelo. Logo em seguida, a outra mulher aparece e ambas se beijam.


Posteriormente, a câmera é religada no carro, com a suposta "atual viúva" do cara perguntando se as filmagens foram apagadas, para a mulher (assassina) no carro. Ambas estavam felizes.


O segundo filme fala de um quase serial killer (até então matou só um então é só "killer") que aparece por causa da mulher. Ambas pareciam ser amantes, e se considerar a previsão feita pelo boneco bizarro, elas estavam juntas no passado, se separaram e a moça se envolveu com o cara estúpido. Posteriormente, a mulher reapareceu e ambas planejaram a morte do cara, pra ela ficar em paz e poder voltar a ficar com ela. Nesse caso não ha pornografia, mesmo depois do apelo do cara. Também não há efeitos especiais perceptíveis, e a morte do cara convence. O vídeo acerta no quesito surpresa, pois a mulher não demonstra absolutamente nada de errado, diferente do cara que parece o tempo inteiro ser muito suspeito.

A floresta

Um grupo de amigos, formado por dois caras e duas mulheres, estão de viagem para um passeio em uma floresta, recomendação essa feita pela motorista.


Eles levaram a filmadora pra registrar o passeio, mas todos estranham o mesmo desde o princípio, visto que é um lugar no meio do nada, e aparentemente sem qualquer destino. A viagem parece totalmente sem sentido, exceto aos olhos da motorista.


Chegando na floresta todos começam a conversar e andar, e estranhas interferências na filmadora mostram cenas de corpos mortos do nada. O cameraman não percebe, mas a filmagem mostra isso.


Depois de andarem um pouco, os jovens decidem se drogar num ponto a beira de um lago, antes disso porém, a motorista diz "Todos vocês vão morrer aqui."


A frase não passa desapercebida e assusta aquele que ouviu, um dos caras, que pergunta porque ela falou algo tão perturbador assim. Todos fumando, ela conta uma rápida história de que um grupo de jovens havia sido assassinado ali mesmo, naquela floresta, por um assassino que ainda estava a solta.


Logo em seguida ela ri, e tudo parece ser apenas efeito das drogas. Daí, um dos caras pula no lago e encena sua própria morte, por zoera.


A segunda mulher sai, pra se trocar e entrar no lago também, o cara com a câmera vai atrás pra ver se filma ela nua, mas ela percebe e diz que fará algo legal pra ele, só pra ele... aí ela morre com uma faca atravessando a nuca e saindo pelo olho.


Uma interferência bizarra na câmera, mostrando a silhueta de alguém, registra a morte de ambos.


Pouco tempo depois, a motorista aparece e recolhe a câmera. Ela vai de encontro ao cara que foi dar um mergulho e pergunta pra ele se ele ta afim de fazer sexo, ele fica confuso, pergunta onde os outros estavam, e ela menciona que foram embora, insistindo no convide. Durante o dialogo, a silhueta com interferência aparece ao fundo e caminha em direção a câmera. A mulher então revela tudo o que consegue antes do cara ser morto na sua frente. 


Ela estava la por causa de seus amigos que morreram no passado, e esse novo grupo era uma isca pra atrair o assassino de novo. Daí, a silhueta com interferência começa a perseguir ela, e armadilhas atingem a misteriosa criatura.


O cara do mergulho reaparece, andando sem rumo, e ele cai no chão. Com isso, a silhueta com interferência parece sair do corpo dele, ou vir do fundo da paisagem, e a motorista provoca e da no pé.


A motorista canta vitória quando uma armadilha prende a estranha silhueta, e questiona também o fato de não conseguir filmar o assassino. Aparentemente, ela conseguia vê-lo perfeitamente, mas a câmera não registrava, fazendo a interferência.


Logo em seguida, muitas outras silhuetas com interferência aparecem na floresta, todas elas atacam e massacram a pobre garota. No final até a câmera serve de arma. Daí, seu corpo morto começa a tremer e uma silhueta com interferência parece sair de dentro dela. 


A câmera fica ali jogada no chão, talvez alguém tenha encontrado ela posteriormente, razão pela qual conseguimos assistir. Bem, eu confesso que fui pego de surpresa com o final de vídeo, e achei muito, mas muito bizarro. A silhueta com interferência é perfeita, convence e os efeitos são incríveis. Eu juro que pensei se eram imagens reais, de tão perfeitas. Apesar de pouquíssimas cenas clichês que sempre tem em filmes de jovens mortos na floresta, é muito surpreendente ver que um deles na verdade estava manipulando a situação, e apesar dele ser um dos vilões, não era o único e tinha sua motivação. Sobre o assassino, nada é explicado, nem precisa ser explicado, mas ao que tudo indica é como uma alma condenada a vagar na floresta em busca de mais almas pra vagar com ela. 

A Webcam

Esse vídeo mostra um casal conversando pela webcam, não demora muito e a mulher da câmera maior mostra os peitos. Logo em seguida, o cara, que aparece numa imagem menor, fica empolgadinho e pede por mais.


Bem, a relação de ambos é mostrada em diálogos diferentes, em horários diferentes. E é revelado que o cara estava de viagem, e a moça esperava pelo retorno dele. Ao que tudo indica, ele era médico e vivia trabalhando longe, por isso eles se viam pouco pessoalmente. 


Daí, numa noite, a moça diz que "esta acontecendo de novo" e mostra pro cara um pouco de seu terror noturno: Sons estranhos de noite em sua casa.


Ela começa a filmar e pede a companhia dele, quando algo corre atrás dela e bate a porta. Todos se silenciam por um momento, visivelmente assustados, e ela pergunta se ele viu. Na imagem, claramente, é visto uma criança correndo, mas o cara diz que não deu pra ver direito e pode ter sido apenas o vento. A garota começa a achar que ta enlouquecendo.


Na conversa de outro dia, a garota reclama de uma fortíssima coceira no braço, e diz que está insuportável. Ela já havia mencionado isso antes, e também havia mostrado seu apartamento de dia, inclusive os pontos onde os sons eram ouvidos. Ela coça muito o braço, e diz ter um caroço estranho, mostrando pela web, mas o cara diz que ela deve parar de coçar e que era só impressão dela.


Outra noite, ela chama o cara pela web pra testemunhar tudo de novo, ela filma o apartamento com o notebook, e no meio da escuridão, decide tirar fotos pra ver se captura algo. No meio dos fleches, uma criança estranha aparece e ela corre de medo de volta pro seu quarto. 


Lá, ela pergunta se o cara conseguiu ver e gravar, e ele diz que não gravou nada. Ela até briga com ele, dizendo que da próxima vez era pra ele por a porcaria da câmera pra gravar... mas ela pede pra ele ficar acordado com ela de noite e ambos se acalmam.


Outro dia, ela diz que passeou pelo prédio, perguntou pro sindico se houveram mortes em seu apartamento mas ele nega. Ela acredita que há espíritos assombrando seu apartamento. Mas, o foco não fica nisso, mas sim em seu braço, que ela não só coçou, mas abriu, e com uma calma desconcertante, ela fuça e perfura seu próprio braço atrás do suposto caroço. Ela chega a pegar um garfo de churrasco pra tentar tirar o tal caroço, mas o cara briga com ela, diz que é loucura, que ela tava se ferindo atoa e pede pra ela parar... ela fica exitante mas para, e o cara pede pra ela limpar o ferimento.


Noite, ela chama o cara e pede ajuda dele, ela tem uma ideia bem legal, de fechar os olhos e usar o cara como olhos. Ela pede pra ele ficar olhando e avisar pra ela quando algo aparecesse, assim, ela não correria de medo e conseguiria focar a imagem.


O cara concorda e eles começam a filmar a casa, no escuro... quando do nada...


O cara grita que apareceu algo, e a garota cai no chão depois de um forte clarão e um barulho estrondoso. Então, duas crianças paradas são vistas do lado do corpo da garota, e o cara sai correndo sem pensar duas vezes, ele aparece do lado da garota, entre as crianças, corta a barriga dela e retira um feto de dentro dela. 


Ele questiona quantas vezes mais teria de fazer isso, fala de um chip preso no braço dela e fala que vai ter de encenar um acidente de novo, e quebra o braço dela. Durante a conversa toda, uma voz estranha respondia o cara, e ele parecia entender. No fim, ele da o feto pras crianças.


Daí, na filmagem seguinte, de dia, ela aparece toda espancada, com o braço engessado, diz que a médica super profissional que cuidou dela revelou que ela era esquizofrênica e teve uma crise, se acidentando. A médica também atribuiu a suposta assombração como mera ilusão/alucinação da cabeça dela, e ela acreditou em tudo, se sentindo uma esquisita e envergonhada diante seu amado. O cara então diz que logo voltará de viagem e iria visita-la, ela diz que ama ele, e ele fica caladão.


Posteriormente, uma nova web conferência ocorre, com o cara na tela pequena de novo, mas uma outra mulher na grande, a putaria começa de novo, com a mulher ficando nua e o cara se empolgando. Ai tudo acaba.


Esse vídeo é o mais estranho de todos, em meio a tudo o que ocorre, só é possível pensar em teorias de conspiração. Ao que parece, o cara filmava todas as conversas, alias, ao fundo das conversas é possível ver o desktop do cara, com direito a pastas nomeadas, provavelmente onde ele deixava os vídeos. O áudio também, o dele era totalmente nítido enquanto o das mulheres era de qualidade inferior, o que mostra que os vídeos eram feitos direto no computador dele, e guardados posteriormente. Porém, ele não revelava nada disso pra suas "cobaias". A relação que ele tinha com as mulheres era bem intima e durante as cenas de nudez aparentemente gratuita, é possível ver que ele tentava se aproveitar da situação pra tirar uma "casquinha". Isso fazia parte do enredo, pra mostrar que apesar do cara ser, ao que parece, um agente de uma entidade oculta, ele também era bem sacana e espertinho, usando e abusando de suas "vítimas". Ele não mata elas, apenas retira bebês de dentro delas, e em meio a imagens de crianças fantasmas bizarras e vozes do além, talvez ele estava trabalhando pra alguma agência governamental ou satânica, que promovia o desenvolvimento de "anti cristos". Religião não é em momento algum mencionada, citada ou se quer referenciada, mas numa analise contextual é possível tirar tal conclusão. Lembrei até de Silent Hill e a ideia de criar Samael no corpo de crianças inocentes torturadas, onde a tortura alimentava o feto diabólico. 

O Urso

Por fim, temos a última história, que é muito, mas muito simples.


Um grupo de amigos, todos homens, se preparam pra uma festa de Halloween. Eles se vestem a caráter e vão pra uma casa onde ocorreria a festa. Um deles, fantasiado de Urso, carrega uma câmera escondida na cabeça da fantasia, não chega a ser explicado por que, mas provavelmente ele queria só filmar a noite com os amigos.


Chegando na casa, de difícil acesso, tudo tava aceso mas não havia ninguém por perto.


Eles ficam empolgados, entram na casa pelos fundos e começam a tomar sustos e mais sustos com os eventos sobrenaturais de la. Apesar de assustados, eles riem, e continuam explorando os inúmeros cômodos da agradável casa do terror.


Cada um toma um susto diferente, em um cômodo diferente, mas só é possível acompanhar o que o Urso grava, o que já é de bom tamanho pra entender o quanto a casa não economizava em atividades paranormais.


Entre gritos e silêncio, o grupo de amigos encontra uma entrada secreta em um armário num banheiro, de onde sons de pessoas berrando vinham. Eles entram, e encontram alguns homens no que parecia um ritual, rezando e gritando. 


Daí, empolgados com a brincadeira, o grupo de amigos participa e entra no coro, repetindo as palavras dos ritualistas. Com isso, eles dizem pros jovens darem o fora e machucam a mulher que estava amarrada no centro. 


Os caras se assustam e correm, saindo pela porta da frente facilmente. Mas...


O Urso decide ajudar a mulher, que continuava gritando, e todos os jovens voltam pra salvar a donzela. Chegando la, eles atacam os homens que tentam se defender, mas algo bizarro acontece e todos começam a voar pra todos os lados, exceto os jovens. 


Então, eles libertam a mulher ferida e tentam levar ela pra fora...


Mas no caminho, dessa vez a casa começa a atacar, criando várias e várias atividades paranormais descaradas. Tudo parece tentar impedir os jovens de saírem com a mulher, porém eles vão pro porão e do porão saem pela porta de acesso externa.


Livres, eles levam a mulher pro carro e buscam por um hospital, entretanto, do nada, a mulher ensanguentada desaparece, eles param nos trilhos de um trem e ela aparece logo na frente do carro, e sai andando.


Os caras se desesperam, mas tudo piora quando o trem começa a chegar, eles tentam sair mas as portas e janelas não abriam, eles tentam quebrar as janelas mas... 


O trem chega.


E assim, o filme termina.

Para explicar não há tanto, o filme parece ser um exagero cinematográfico. O enredo usa "Casas de Terror" como tema, e isso é algo bem comum no Halloween. Várias casas pelos países que comemoram esse dia, se disponibilizam ao público com direito a eventos paranormais e muitos sustos. Os caras não se surpreendem com nada, até perceberem que era tudo "real". Infelizmente são tantos efeitos especiais aglomerados que é impossível não perceber que é tudo CGI. Bem, o fim sugere que os caras liberaram algum tipo de entidade do mal, tal qual era disfarçada como uma pobre mulher. Nada impressionante, infelizmente esse não é um dos vídeos bons. A morte de todos no final foi... previsível e decepcionante. 

O Intermédio.

Há uma história entre cada um dos vídeos, que por si só não é grande coisa, nem faz grande diferença, além de justificar a ligação entre um vídeo e outro. Havia um grupo de delinquentes, logo no começo é mostrado eles gravando seios de mulheres atacadas no meio de um estacionamento. 


Os caras faziam isso, baixavam saias alheias e gravavam pra assistir depois ou vender na internet. Mas, um dos caras decide levar os negócios a um novo nível, e aceita um trabalho de invasão e roubo. Eles teriam de entrar em uma determinada casa e pegar uma fita de Vídeo K7. O contratante não especificou como ela era, e disse que eles saberiam assim que encontrassem.


O grupo invade a casa, e encontra um homem gordo morto em uma poltrona, frente a várias televisões com aparelhos de vídeo cassetes espalhados, tudo ligado.


Daí eles se separam pra procurar a fita, e encontram várias e várias fitas.


Um dos membros do grupo é forçado a ficar junto com o corpo do homem morto, na sala das TVs, verificando os aparelhos pra ver se encontra algo. 


Ele então encontra uma fita, bota a câmera em cima da TV, filmando ele mesmo, e assiste a fita. É ai que vem o primeiro vídeo.


Quando o vídeo acaba, o cara tinha sumido e sua câmera tava no chão, um dos seus colegas aparece, pega a câmera, reposiciona e decide assistir as fitas também. Daí vem o segundo vídeo.


Quando termina, ele fica confuso e coloca um novo vídeo pra passar, daí vem o terceiro, o que ele não percebe é que o corpo do cara gordo havia sumido.


Quando termina, o cara tinha sumido e o corpo do gordo tava de volta no lugar, os delinquentes que sobraram voltam pra checar como ele estava e percebem isso. Daí o líder deles decide procurar os outros enquanto deixa um deles para continuar assistindo, colocando outra das câmeras do grupo em outro ponto, adicionando mais uma perspectiva deles. Daí começa o quarto vídeo.


Quando o vídeo acaba, tanto o corpo gordo quanto o cara haviam sumido, daí o líder do bando aparece e vê que todos sumiram... 


Ele pega uma das câmeras e tenta dar o fora, quando encontra um dos amigos dele sem a cabeça e jogado no canto, ele ri, fica chocado mas descrente achando que é algum tipo de brincadeira, daí ele acha a cabeça do amigo, e um tipo de zumbi (provavelmente o cara morto da poltrona) aparece e ataca ele. 


Daí a poltrona sem ninguém sentado ou assistindo é mostrada e o último filme começa.


No final, nos créditos, aparecem cenas dos vândalos causando o terror pela cidade. 


Essa história paralela é visivelmente editada, tem os "pan" e também tem pornografia gratuita. Entre uma cena e outra, imagens de um dos caras filmando escondido sua namorada e ele tendo relações aparecem, e até é explicado porque, pois quando o cara pergunta onde o colega delinquente achou a fita pra câmera, ele diz que pegou uma do quarto dele, e ele logo fica com cara de sonso pois deve ter pensado justamente na fita dele e da namorada transando. Isso é um exemplo de cena sem qualquer acréscimo, totalmente gratuita, visto que não interfere em absolutamente nada no enredo, nem no entrosamento e desenvolvimento dos personagens, nada. Detalhe, nenhum dos personagens dessa subtrama são memoráveis, tudo que se sabe é que são 4 caras, e um deles é o líder, com um bigodão. Tirando isso, são totalmente vagos e descartáveis, se não fosse pela necessidade de unir um vídeo e outro, não havia a mínima possibilidade do vídeo deles fazer parte do filme, pois é bem inferior em enredo, atuação e edição.


O último vídeo também mostra muita, mas muita edição, nas diferentes atividades paranormais, é visível que é algo editado, com cenas gráficas e forçado. A morte de todos no final, por terem feito o que acharam certo, é até clichê, deixando esse último vídeo nada surpreendente, e previsível, diferente de mais dos 4 anteriores. 


Eu gosto desse filme, gosto bastante ao ponto de defendê-lo como um dos melhores que já vi, mas eu admito que ele também erra feio no final. O último vídeo, bem como as cenas intermediárias, são totalmente desnecessárias e fora de contexto com os 4 vídeos principais. Eles são inferiores em qualidade e enredo. 

Desconsiderando eles, o filme é perfeito.

Bem, é isso. Espero que tenha curtido... e veja o filme, te garanto que vale a pena.


Ah, existem dois filmes atualmente que são continuação de V.H.S.: "S-V.H.S." e "V.H.S. Viral", porém ambos são... horríveis. Mas se quiser arriscar assisti-los, já adianto que buscam seguir a mesma ideia do primeiro, com muitos vídeos diferentes de temas diferentes em sequencia, porém eles são, a maioria, com tema repetido (o segundo filme tem 3 ou 4 vídeos com Zumbis), ou com uma edição lamentavelmente perceptível (o terceiro é quase uma obra hollywoodiana). Mas se gosta da ideia de assistir vídeos diferentes de terror, é uma boa... são 4 horas perdidas, mas talvez você tire algum proveito. Eu, particularmente, não pretendo falar deles tão cedo, por não ter gostado nenhum pouco, mas se falei do VHS, possivelmente não demorarei pra falar dos outros VHS's (só preciso tomar coragem de assistir de novo, haja estômago, no pior dos sentidos).

Até a próxima!

10 comentários:

  1. Belo post sr Carinha, o filme parece ser bastante interresante, e até teve algumas partes copiadas por outros filmes (sim ABC da Morte, to olhando pra você). Se cuide.


    Ps: Só eu mme lembrei de Wicker Man na parte do urso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ABC da Morte... a ideia de criar um roteiro multiplo com as 26 letras do alfabeto, iniciando cada um dos 26 temas. Cada diretor diferente (26 fuck3ng diretores) ao redor do mundo, recebeu uma letra, e com a letra teve de bolar uma história, um tema e um estilo pra filmagem, as únicas exigências era que fossem curtas e histórias de terror. Eles eram livres pra fazer como bem entendessem.

      Eu assisti... até a letra F ou J. Fiquei tão enojado que quase vomitei. Alguns curtas eram interessantes, outros grotescos, e não sei se foi a liberdade dada pros diretores, mas eu não me senti nada confortável, não por terror ou horror, isso é indiferente pra mim, mas os temas... cara rolou um tema de estupro e pedofilia, isso é impossível de engolir. Eu parei e duvido que um dia termine de assistir... o filme é bem difícil de assistir e principalmente, analisar. Eu pensei em cita-lo, mas ao mesmo tempo senti que não deveria nem lembrar dele... mas... bem... você mencionou então precisei comentar rs.

      Sr Tuth, feliz por ter curtido, hoje sai mais uma também.

      "Wicker Man"?

      Excluir
    2. Sim, Wicker Man, aquele filme onde o Nicholas Cage usa uma fantasia de urso. E eu me enganei, a copia foi feita no ABC da Morte 2.


      Ps:Vai ter mais posts hoje, YAAAAAAY,

      Excluir
    3. Pergunta, se eu não terminei o ABC da Morte, eu posso arriscar ver o 2? Sim, estranho eu fazer uma pergunta assim, mas sempre que surge uma oportunidade de ver algo que seja, pelo menos 10% found footage, da vontade de assistir. Entretanto não quero gastar meu tempo pra vomitar de novo.

      Cara eu nunca vi Wicker Man. Oo. Pior que ontem meus amigos até zoaram os filmes do Nicolas Cage, enquanto assistíamos "A Quarta Onda", que tem a mina do "Kick Ass" como protagonista. Eu fiz a referência dela comparando as personagens, daí mencionei o Nicolas Cage e meus amigos sentaram a zoera por causa da atuação dele (eles não curtem). Se eu soubesse desse filme, teria mais argumentos... que briza... eu só conhecia 3 filmes dele: Presságio, Kick Ass e Motoqueiro Fantasma.

      RPS: Sim. Yey!

      Excluir
    4. Pode assistir, mas não recomendo, achei o filme muito ruim, os diretores pareciam não se esforçar, as unicas que eu gostei foi a...

      ....

      ....

      Hummm...

      Ta bom não gostei de nenhuma das historias, mas pelo menos tem algumas (só uma na realidade) que são criativas.

      Excluir
    5. E sobre Wicker Man, depende de uma coisa: Você quer dizer que o Nicholas Cage faz muitos filmes bons ou ruins?

      Excluir
    6. Eu não costumo ver filmes pelos atores, então pra mim não faz diferença nenhuma a atuação do cara, o que importa é o enredo. Eu nunca tive nada contra a atuação do Nicolas Cage, na pior das críticas eu odiei o que houve em Motoqueiro Fantasma 2, mas só porque destruíram o personagem que criaram no primeiro filme, mudando seus valores e propósitos. Eu gostei dos 3 filmes que mencionei, e não vi nada de ruim na atuação dele. Meus amigos por outro lado disseram que ele é bem fraco, porém... eu não concordo não, pelo menos não pelos filmes que vi. Custa saber se fui influenciado pelo enredo ou não, afinal os filmes que vi em que ele aparece tem um ótimo enredo. Sobre Wicker Man, eu nem sabia da existência desse filme, se bem que a maioria dos filmes que vejo sem ser found footage ou franquias, são por pura aleatoriedade na televisão. Tirando um ou outro que me recomendam, eu não costumo buscar por filmes fora do meu gênero favorito.

      Excluir
    7. Imaginei que ABC da Morte 1 e 2 seriam semelhantes. Valeu pelo aviso, irei evitar correr um risco intestinal grave.

      Excluir
    8. Sobre Wicker Man só mostro isso: http://youtu.be/YyigAW-14w0

      Excluir
    9. Entendi rs... agora continuando os vídeos, eu amo pegar os aleatórios que vem em seguida... 10 Hilarious Movies Deaths... sinto que minha tarde de domingo será bem gasta rs. Eu to empolgado pra digitar, iria postar a análise de The Walking Dead Michonne 2, mas as fotos desapareceram quando formatei pro win 10 (eu apaguei os dados de idiota) então vou ter de jogar de novo, e deu uma desanimada, porque eu sei que vou responder diferente, por curiosidade, mas a graça seria postar as minhas respostas originais... mas eu não vou jogar da mesma forma. Enfim, vou assistir os vídeos que vierem até enjoar. Vlw sr Tuth!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+