PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

domingo, 10 de abril de 2016

O Filme Achado de Hoje: JeruZalem.

Hora de falar de um filme que é mais uma propagando muito grande, do que um filme... mas é bem legal.

JeruZalem


Lembrando: Analises assim tem conteúdo além do necessário pra falar sobre o filme. Eu costumo me empolgar e contar tudo com detalhes, as vezes sim, as vezes não... depende muito do quanto o filme foi bom. Ainda assim, deixo claro que tem spoiler, e se não ta afim de ler, adianto que o filme é decente e é um terror leve. Não acrescenta muito, mas também não faz falta. É pelo menos um found footage fiel ao estilo até o último segundo. 

Boa Leitura!


Bora falar de "JeruZalem" e sim, o destaque pro "Z" é porque vai ter Zumbi.


JeruZalem, é um filme bem interessante, pois fala de duas coisas no mínimo curiosas: A rivalidade religiosa tripla em uma das cidades mais antigas do mundo e o Google Glass!


Destaque total e absoluto pro Google Glass... de certa forma o filme é uma propagando desse óculos e logo no início vemos até o manual dele.


Alias, o filme inteiro é filmado aparentemente pelo Google Glass (se não é, finge muito bem ser). E boa parte do enredo se baseia no próprio óculos. Ele não é apenas uma câmera ou desculpa pras filmagens, ele é uma ferramenta de desenvolvimento pro próprio enredo.

Irei contar a história do filme, da forma que me lembro, e paralelo a isso explico o que der.

Antes de começar, é mostrado um suposto vídeo vazado mostrando uma tentativa de exorcismo realizado pelas 3 religiões predominantes em Jeruzalem: Cristã, Muçulmano e Judia. No final não da em nada e a pessoa encapetada cria asas e é assassinada com um tiro na cara. A filmagem é tão bem feita, com tanta qualidade, que é impossível acreditar que é antiga, mas é a forma como ela é vendida... mas beleza. Também tem um cara doido que aparece no meio da história e no final até ajuda a protagonista, ele era uma criança que apareceu nesse vídeo vazado, mas no final morre e bem, isso nem tem grande importância (nem comentarei mais sobre ele porque é algo muito idiota).


Tudo começa com uma garota ganhando os óculos de presente de seu pai. Ela fica toda feliz, pois além dos óculos de última geração com uma penca de dispositivos irados, ela também ganha uma viagem com tudo pago pra Las Vegas (na real ela vai pra um lugar que não me lembro, mas nem faz diferença porque ela muda de destino no meio do caminho).


O óculos, tem um monte de funções como tocar músicas... e... na real tem um monte de funções loucas mas só vou listar as importantes pra história, como a função de "Jogos" que é basicamente uma referência ao final do filme e até causa certa surpresa (foi uma jogada genial, eu explico quando chegar a hora...).


Reconhecimento de Face, que inclusive acessa o Facebook de quem for reconhecido (no filme, só são reconhecidas as pessoas importantes pro filme, o resto é cortado ou nem se quer o óculo reconhece... erro ou não, isso acontece.)


Alias, o irmão da garota protagonista, da imagem acima, morreu. Isso é importante porque tem uma parada de zumbis bíblicos e o irmão aparece entre eles. Chegando a hora eu explico.


Tirando isso tem uma função de telefone também, mas falo disso depois. A garota, prestes a viajar, encontra sua amiga, com quem ela irá. 


(Cara eu to usando o Windows 10 e tem um esquema de edição muito legal, da pra retocar as imagens, por favor não estranhe se ficarem um pouco diferentes, estou aproveitando pra explorar as funções...) Enfim, a amiga dela se chama Rachel, ta ali na página do face dela reconhecida pelo óculos. Também tem a função de tirar fotos.


Outra função importante é o sistema de conexão com a internet e ligação via Skype. Teleconferência via óculos... isso é incrível, e ajuda muito na história. (Na real nem é la tão importante, o pai da garota liga o tempo todo pra tentar ver como ela ta, tirando isso, as ligações não fazem muita falta não).


Daí elas viajam.


Bem, as minas vão viajar estilo mochileiras, mas no meio do caminho conhecem um cara, dividem a passagem do táxi porque é mais barato, depois uns caras estranhos invadem o apartamento delas, sequestram ambas, mas antes disso o pai da garota é contactado e ao receber a notícia que sua filha está prestes a ser sequestrada e vendida no mercado negro por ser virgem, ele diz para o sequestrador "Eu não sei quem você é, nem onde você está, mas eu tenho habilidades, habilidades muito específicas. Eu irei te procurar, irei te encontrar e irei te matar." Daí o sequestrador responde "Boa sorte" e o cara memoriza sua voz e procura por ele em outro país, descobre onde ele ta e literalmente mata ele, depois ele encontra a fil... pera... desculpe esse é outro filme... Nesse elas só viajam mesmo, daí conhecem um cara e esse cara convence elas a mudar o destino.


Elas conhecem um monte de gente estranha, o óculo reconhece várias pessoas mas nem acessa seus facebooks, e bizarrices a parte, nada é importante, tirando o fato delas conhecerem mais um cara. Isso só é importante, porque esse grupo de 2 mulheres e 2 homens se relacionam intimamente (não todos juntos... não exatamente todos juntos... entende?) E um dos caras, dono do local que elas ficam quando chegam em Jeruzalem (o destino novo) se apaixona pela loirinha, enquanto o cara do avião se apaixona pela quatro olhos tecnológica. O importante mesmo, é que a união deles gera uma pseudo união das 3 religiões, visto que o cara do avião é Cristão (bem ativo que estuda as religiões a fundo) o dono da casa é Muçulmano e as duas moças são Judias.


Bem, na primeira oportunidade que surge, a mina do óculos quase faz sexo oral no Cristão... a cena é apavorante visto que o bagulho ta em primeira pessoa... mas ela empresta o óculos pro cristão, não que isso mude muita coisa pois apesar de inverter os papeis, ainda é bem constrangedor. Por sorte o cara acessa acidentalmente uma imagem no facebook dela que mostrava ela e o falecido irmão, ele zoa o irmão, que estraga o clima e ela pega o óculos e vai embora sozinha. Ela se perde, tenta usar a função mapa do óculos mas não da certo, porém ela acha o caminho de volta depois, e eles acabam se pegando no quarto.


Daí pra frente tem muita, mas muita enrolação.


Na verdade os pontos chave do enredo são explicados, como a tripla religião e a rivalidade em Jeruzalem, onde as 3 predominam. Também é explicado a proximidade ao apocalipse e tem alguns militares que aparecem, além de um asilo pra galera que enlouquece em Jeruzalem e fica gritando que o fim do mundo ta próximo. Essas coisas são importantes pelos respectivos motivos: As 3 religiões se unem no fim pra tentar evitar o fim, mas o fim é inevitável pois o apocalipse já tava começando mesmo, o que leva o fato das pessoas no asilo não serem loucas mas sim profetas, e o cara Cristão acaba indo parar la, forçando a moça do óculos a ir busca-lo a qualquer custo (amor mano, amor).


Só nisso já pulei uns 60 minutos de filme. Ah, tem também o fato da cidade ter um cemitério enorme, isso é importante por conta dos "zumbis". Mão de obra de sobra... Os zumbis alias, eram pessoas que depois de contaminadas, perdiam o controle, ficavam possuídas pelo capeta e ganhavam até asas. São encontrados vários, e tem até um dentro do asilo quando a mina do óculos tenta resgatar o namorado novo.


Quando a cidade começa a ter certos "atentados" geral tenta sair, daí descobre-se já ser muito tarde, o apocalipse tava rolando solto, e Jeruzalem era o epicentro. Durante o filme todo, tem sons estranhos, gritos, coisas ignoradas pelos personagens mas que são perceptíveis. Tudo faz sentido no final, principalmente quando um fod3ndo gigante aparece pisoteando a cidade. Mas o importante é que a loirinha é infectada, ela vira um zumbi e ataca geral por trás quando eles tem a brilhante ideia de sair da cidade pelo subterrâneo, já que as saídas estavam trancadas por militares.


Daí aparecem um monte de zumbis demônios e praticamente todo o grupo é morto, na real geral é separado no meio da escuridão das cavernas subterrâneas, e a loirinha apesar de ter se convertido, se mata propositalmente, pra não matar ninguém.


Ah é, tem a parte mais interessante do filme também, que ocorre quando o grupo se dispersa no meio da zumbizada da escuridão. A mina do óculos acha uma espada em uma armadura de exposição na entrada da caverna, ela pega por via das dúvidas mas só decide usar quando fica sozinha e no escuro, ela se lembra do jogo do Google Glass... 


Mas em meio aos sons bizarros, ela fica toda corajosa e confiante e enfia a espada na garganta do primeiro que aparece, que pro seu azar era o pai do Muçulmano. Ela mata ele sem nem perceber, é o primeiro alvo e lamentavelmente, um inocente, pois ele nem tava mordido ou infectado. Isso surpreende pois, pensando na própria referência ao jogo de realidade aumentada do inicio do filme, era algo previsível que acabou se tornando imprevisível. Foi bem manjado.


Daí vem a união das religiões onde os 3 sobreviventes (Cristão, Muçulmano e Judia) se reúnem e começam a rezar e orar, cada um à sua maneira. Daí o Muçulmano se mata, visto que sua namorada (loirinha) morreu e seu pai também (graças a 4 olhos mecanizada).


Daí, o óculos e sua função de reconhecimento de face mostra seu real valor, pois na tentativa desesperada de fugir, os dois sobreviventes são barrados por um zumbi demônio, tal qual encara a moça do óculos turbinado, daí o óculos reconhece o infeliz como o irmão dela, e ela chama ele pelo nome. É claro que ele não tava ligado nas tecnologias atuais afinal, ele tava morto a um bom tempo, mas ao reconhecê-lo, ele poupa ela e o namorado, e os ajuda a fugir, apontando o caminho. Isso revela duas coisas: Os zumbis demônios não eram apenas as pessoas que haviam morrido durante o apocalipse, mas todas as pessoas que haviam morrido na história, todas estavam voltando a vida, em Jeruzalem, o que também leva a crer que o cemitério enorme da cidade era indiferente, afinal não importa onde a pessoa tivesse morrido, ela retornaria em Jeruzalem. Também tem um momento numa parede dos desejos (um ponto turístico de Jeruzalem) em que a mina dos óculos pede que seu irmão volte a vida. Isso pode ter influenciado (quem sabe?!).


Mas, no final, quando o casal consegue sair da cidade, a mina se transforma num dos zumbis, pois tinha sido infectada na caverna. Ela perde o controle de si, ganha asas e começa a voar, usando o óculos.


Daí é mostrado um turbilhão de Zumbis Mutantes Demônios Alados, saindo da cidade. Mas o cristão sobreviveu.


Então, o filme nos faz concluir que:

1° Se você tiver um Google Glass durante um apocalipse Zumbi, você pode se dar muito bem pois ele tem mapas, skype, acesso livre ao Wi-Fi de qualquer parte do mundo, acesso a todas as contas do Facebook que importarem, bateria praticamente ilimitada, função de tocar musiquinha e criar aquela senhora trilha sonora particular que apenas você vai ouvir, te mantendo seguro porém muito mais maneiro que os demais sobreviventes, jogos de treinamento Zumbi (só tome cuidado pra não subirem a cabeça, principalmente se for a cabeça dos outros), reconhecimento de voz, reconhecimento de face (que pode até salvar sua vida, se você não tiver sido infectado) e apesar de não ter lanterna (ahhh) ele tem uma lente maravilhosa com anti-reflexo, infelizmente ele não é de grau (ahhh) mas, o que é mais importante? Usar um óculos pra enxergar ou pra TUDO isso? Fico com a segunda opção, mesmo tendo miopia e astigmatismo. Infelizmente ele não ta barato e se não me engano, nem da mais pra comprar porque parou de ser fabricado (ahhh). Mas no Mercadolivre tem!!!

Windows 10 é muito louco, mas o meu ta com essa marca d'água chata no canto direito... tentei tirar mas ta difícil, terei de validar, mas até comprar um original, vai demorar... sinto que essa mensagem dará as caras mais vezes nas minhas fotos e no blog... 
2° Jeruzalem é daora, mas nunca viaje pra la. Se o apocalipse começar, será la, então fique longe. 

A gente escreve Jeruzalem com "S" mas a prioridade pro nome é a do filme, por isso coloquei com "Z".
3° Nem todo mundo assistiu "Busca Implacável"... mas deveriam... principalmente mochileiras.


4° Apesar de tudo, vale a pena assistir.

Ele não é perfeito, tem suas falhas, e parece realmente uma grande, enorme, gigantesca e estrondosa propaganda da Google para comercializar mais do seu óculos todo poderoso. Mas, a história tem la seus atrativos... zumbis com asas, é legal. Os efeitos não são perfeitos, mas também não são de todo ruins... ele não é realista, na realidade o Google Glass não é tudo isso (razão pela qual não foi um sucesso de vendas). Apesar de muita enrolação, o filme consegue contar sua história.

Ele também se baseou de certa forma no apocalipse descrito pelas 3 religiões citadas, com mortos voltando, demônios subindo a terra e espalhando o caos, gigantes demoníacos, praga, peste, tudo que você também pode encontrar jogando Darksiders


É isso, espero que tenha gostado. 

Até a próxima!!!

14 comentários:

  1. Belo post sr Carinha, mas esse filme parece uma propaganda maior do que o filme The Wizard, uma ideia no minimo muito parecida com REC e nem tem o Liam Nesson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jamais vi algo tão apelativo... 2 horas de comercial e propaganda. Mas o filme tem seus fortes.

      Excluir
    2. Existe uma coisa pior: Uma propaganda em forma de desenho que não é fiel a obra original, como Captain N e seu Megaman verde.

      Excluir
    3. Meu... deus... as vezes tenho medo com o que aprendo nos comentários... Eu conhecia Sonic e seus vários desenhos, até aquela versão com a coelhinha robô, e graças ao Nostalgic Critic conheci a versão alucinada... também conheci e tive o prazer de assistir o filme do Super Mario versão Live Action Pauleira... e até vi a versão animada do "Hellouuuu Princessssss" em pesquisas sobre Zelda. Mas, juro que nunca nem imaginei que havia um Captain N... e pior, a versão do Megaman... verde... sr do que esse mundo é feito?!?!?! Pelo menos, atualmente com a internet na ativa, a galera cai em cima de coisas feitas só por pura propaganda... "Sonic Boom" ta indo muito mal em críticas (e a animação apesar de bem feita, tem péssimo enredo, qualidade e humor) e eu lembro que a versão Donkey Kong Country também, lembro-me de ter adorado... na époc... meu deus eu vi no youtube só pra recordar com mais detalhes e cara, como eu gostava disso? Parece Backyardigans versão video game... cara porque a infância mente tanto?! Se bem que nem é tão ruim mas poxa mano, Captain N foi longe de mais T_T. Eu, estou inclinado a pesquisar mais sobre e assistir... estou com muito medo... eu não quero fazer isso... T_T

      Excluir
    4. Acho que vou me focar só em jogos por enquanto. É seguro, menos perturbador... vou jogar um FEAR ou um Fatal Frame que com toda certeza vou sofrer menos.

      See yah sr Tuth!

      Excluir
    5. Aguardando por possiveis referencias no seu post de FEAR.

      Excluir
  2. O que aconteceu com o Google Glass foi uma penas,o hype que ele tinha criado era imenso e hoje ninguém fala nele,mas,pelo o que eu entendi,ele ajudou na propagação da realidade virtual que se der certo vai sair muita coisa boa dele.Boa análise cara(apesar de que esse não deu muita vontade de ver como o V/H/S) e cheers!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se chegarmos numa realidade próxima ao do Sword Art Online... adeus mundo e vida real... ola RV!

      Cheers sr Will.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+