PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

quinta-feira, 31 de março de 2016

AnáliseMorte: Ragnarok Battle Offline. Um pouco sobre Ragnarok Offline!

Só pra fechar Março, segue essa análise. Lembrando que as melhores estão por vir.

Ragnarok Battle Offline


Essa análise é sobre um jogo independente de Ragnarok, e apesar de ser basicamente uma sátira a RO, ele é um jogo totalmente novo, além de muito engraçado.

Irei contar a história e explica-la, mas será em duas partes, a principal e a extra. No caso da Extra postarei apenas no futuro, talvez acrescente as informações nesta mesma postagem como complemento, ou crie uma nova. Tudo depende do tamanho. Por hora, só posso avisar que há bastante spoiler!

Ragnarok Offline é um jogo de PC, exclusivo de PC, mas diferente de Ragnarok Online, ele não é nem online, nem é um MMORPG. Ele é um jogo de Ação com Aventura, e elementos de Luta e RPG.

É um jogo bem interessante, não apenas por sua história, mas por sua jogabilidade também. A ideia de ROFF é muito boa.



Trata-se de um jogo em que você escolhe um de 12 personagens, e sai lutando por vários episódios, em mapas diferentes, com estágios diferentes.



Cada personagem, possui movimentos diferentes, habilidades diferentes e potenciais diferentes. Digo isso pois todos começam no level 1, sem habilidades, sem os tais movimentos, mas enquanto você caça e mata criaturas, você ganha pontos de experiência e "upa", passando de level e ganhando pontos de Atributos e Habilidade. 



É basicamente o mesmo que ocorre em Ragnarok Online, onde com os Atributos você aumenta sua capacidade de batalha, força, precisão, esquiva e por ai vai, à sua escolha, e com as Habilidades você ganha movimentos especiais Passivos ou Ativos.

Mas não é só essa característica de RO que foi adotada no ROFF. A interação de personagens também acontece.



Apesar de ser um jogo Offline, ele conta com sistema Coop. Mas é algo bem mais interessante que qualquer coop já visto.

É possível jogar com até 3 personagens simultaneamente. Todos interagindo entre si. 



Mas, para que os 3 personagens sejam habilitados, é preciso criar uma conta pra cada um, com direito a Nome Personalizado, Distribuição de Atributos e Habilidades particular. 

Basicamente, você pode criar um personagem e jogar sozinho pelos muitos mapas, mas, se tiver alguém pra jogar contigo, essa pessoa pode criar um personagem pra jogar com o seu, ou logar a conta de outro personagem que já exista (seja feito por você ou por algum amigo que tenha jogado anteriormente).



Todas as contas ficam salvas na memória do jogo, e é claro que para que as diferentes contas sejam acessadas, é preciso jogar naquele em que essas contas foram salvas. Por ser um jogo offline, ele não tem nem oferece qualquer suporte online, então não é possível compartilhar essas contas através da rede, de uma forma fácil. É claro, que da pra postar seu save em algum site hospedeiro e reabrir o mesmo em alguma outra máquina com o jogo instalado, mas isso é bem chato de fazer então, fica como se não desse pra compartilhar.



O interessante disso tudo, é a possibilidade de cada jogador ter um personagem próprio. Isso abraça a ideia do próprio Ragnarok Online, e apresenta ela de uma forma bem funcional.

Eu criei um Arqueiro, chamado "TayMorte", e inicialmente joguei sozinho por um certo tempo. Daí, um amigo chegou na minha casa e eu mostrei o jogo. Foi quando tivemos a brilhante ideia de testar o estilo "multiplayer". 



Meu amigo criou um Espadachim, chamado "Davil", e começamos a jogar juntos. Automaticamente, o meu arqueiro voltou pra primeira fase, visto que o "Davil" ainda estava no level 1, e não tinha aberto as demais fases. Mas, meu arqueiro permanecia no level em que deixei ele, acho que era level 12. Isso fez uma baita diferença, e foi bem divertido, pois eu matava tudo mais rápido que ele. Daí, com pouco tempo de jogo, ele há tinha alcançado o level 10, e estava praticamente na minha cola em fases, enquanto eu tinha chegado ao level 16.



Eu fiquei preocupado com ter apagado as fases que conquistei com o Arqueiro, daí loguei apenas ele, e as fases que eu havia liberado permaneciam liberadas. Ou seja, se eu logasse somente ele, era considerado apenas ele, e as conquistas dele. Mas no caso de um multiplayer, o personagem mais fraco predominava e as fases que ele liberou eram as consideradas.



Isso é bom pois equilibra o jogo, de certa forma. Pra ajudar um pouco mais, a dificuldade dos mapas aumenta consideravelmente, com direito a monstros mais fortes e em maior quantidade. 

Além disso, há o esquema das "vidas compartilhadas". Em RO, existe um item chamado "Folha de Yggdrasil" que permite usar a habilidade "Ressuscitar" uma vez. Em ROFF, esse item representa a quantidade de vidas que o jogador possui.



Inicialmente, há apenas 3 Folhas de Yggdrasil, e caso mais jogadores apareçam ao mesmo tempo, essas 3 folhas permanecem. Ou seja, as vidas são totalmente compartilhadas. 

Caso um jogador morra 3 vezes, da game-over pra todos.



Isso realmente dificulta o jogo, pois mesmo um dos jogadores tendo seu personagem em leveis altíssimos, é preocupante arriscar os personagens mais fracos, visto que se eles morrerem isso também afeta o mais forte. Então, apesar do Coop ser aparentemente apelativo, ele é muito bem equilibrado, mantendo a dificuldade do jogo e consequentemente, a diversão.

Bem, em Ragnarok Online, há três tipos básicos de habilidades: Ativas, Passivas e de Suporte.

As habilidades ativas são as de dano, que servem pra atacar inimigos. No RO, elas ficam na Barra de Atalhos, podendo ser ativadas através do teclado, por teclas de atalho (F1, F2, F3, etc.).

As habilidades Passivas não precisam ser ativadas, elas funcionam assim que liberadas (Aumento de Peso, Aumento de Precisão, Aumento de Distancia pra Ataque, coisas assim). 

As habilidades de Suporte são semelhantes as Ativas, porém visam o suporte como Cura.

Em ROFF, todas essas habilidades existem, porém a forma de utiliza-las é bem diferente.

Lembra que mencionei que há elementos de "Luta". Pois é, em ROFF, o jogador precisa realizar movimentos específicos para utilizar suas habilidades, como o eterno "Hadouken" (Meia Lua pra Baixo + Ataque).



Os nomes das habilidades são os mesmos das de RO, e os efeitos são parecidos (não são idênticos, são adaptados pro jogo). Mas todas as habilidades ativas/suporte são feitas através de movimentos pré determinados.

Não há um guia no jogo que mostre quais movimentos fazer, ou qual o efeito da habilidade que o jogador está liberando, algo que pode ser frustrante no começo, mas é divertido aprender os movimentos durante a batalha, descobrindo novos combos e efeitos bem legais. De toda forma, existe um guia bem simples na internet que revela todos os truques e manhas, bem como um site oficial que disponibiliza o jogo gratuitamente (apesar de antigo, ainda funciona).



Eu fiquei vislumbrado com uma habilidade de Arco que liberei e aprendi no final do jogo, onde o Arqueiro atira uma verdadeira metralhadora de flechas pra baixo, pairando sobre os inimigos. Esse movimento era resultado de um salto com dois pra baixo + ataque de flecha.



Meu amigo, com seu Espadachim, passou de mim em poder quando descobriu uma habilidade chamada "Impacto Explosivo", que causava dano em área, jogava todos os inimigos por alto, queimava eles (diminuindo a defesa deles) e pra variar, deixava ele imune a qualquer dano durante a animação (isso era injusto ¬¬).



Meu arqueiro podia usar "Disparo Violento" atirando uma flecha muito carregada, que empurrava todos os monstros atingidos pra longe. Era legal isso pois Arqueiros atingem fora do campo de visão, e eu matava tudo antes do meu amigo chegar nos monstros. Porém, quando ele aprendeu Impacto Explosivo, ele passou a ser o maior matador de todos. 

Ele inclusive salvou o jogo antes de mim, quando decidiu jogar sozinho.



Bem, essas habilidades existem no RO, e são descritas da mesma forma, mas seus efeitos não são os mesmos. Disparo Violento em RO, empurra o inimigo pra longe mas atinge apenas 1 alvo, enquanto no ROFF atinge qualquer inimigo no caminho do disparo. Impacto Explosivo explode em área empurrando os inimigos um pouco pra trás, mas ninguém sai voando no RO. Entende quando eu digo que no ROFF ocorreram adaptações pro jogo!? Tanto animações quanto efeitos, se espelham mais na descrição das habilidades em RO, do que na animação em si. "Mamonita" por exemplo (meu amigo chama de Marmitada) é descrita como uma habilidade que faz o Mercador envolver sua arma com moedas de Zenny e causar um grande impacto, ao custo de seu amado dinheiro. No RO, o efeito faz um son de moedas caindo e uma rápida animação... no ROFF, a coisa é bem mais detalhada...



Na verdade, tudo em ROFF se baseia mais nas ideias e descrições de RO, do que no que ocorre de fato.



Bem, eu não falarei dos personagens em detalhes, pois tecnicamente eu só joguei de Arqueiro. Meus irmãos fizeram um Gatuno e um Mercador, o que serviu pra conhecer melhor a mecânica e a interação dos personagens em geral, mas eu não to afim de jogar com todas as classes pra liberar os segredos e até a classe especial. É questão de preguiça mesmo, além de não ser de meu agrado as classes "Noviço" e "Mago".

São no total, 12 personagens:

Arqueiro e Arqueira




Meu char (abreviação de Character = Personagem) é um Arqueiro. É possível carregar o disparo da Flecha, segurando o botão de ataque, fazendo ela ir mais longe. Também da pra atirar no ar e ficar "planando" desde que tenha flechas suficientes pra continuar disparando. O limite máximo de flechas é naturalmente 40, mas se tiver um Mercador com a habilidade "Aumentar Capacidade de Carga" liberada e jogando junto como coop, é possível chegar a 99 de flechas máximas. Desde o inicio, existe uma habilidade que recarrega as flechas, é "Fabricar Flecha". Ela não gasta nada, diferente de sua versão no RO, mas é mera adaptação. Também, o arqueiro pode atacar usando o arco como se fosse um cajado ou bastão, mas o dano não é tão forte. Em RO, arqueiros não conseguem usar o arco dessa forma.

Espadachim (Homem) e Espadachim (Mulher)




Meu amigo fez um Espadachim, pelo que percebi, ele é bem habilidoso com Espadas e tem grande resistência. O HP recupera mais rápido pra ele também, mas qualquer personagem regenera o HP muito rápido se Sentar. Essa função também existe no RO, porém não é tão rápida quanto a de ROFF, onde após ficar uns 10 segundos sentados, o HP e SP regeneram a cada segundo de forma cada vez mais rápida.

Gatuno e Gatuna




Um dos meus irmãos criou um Gatuno chamado "Baka". 


O que percebi no tempo que joguei junto com ele, é que é uma classe bem rápida e com perícia em adagas. Ele ataca rápido, muito rápido, e também parece que caem mais itens dos monstros derrotados. Infelizmente não jogamos muito, então eu não pude observar tanto a classe. Se for como a classe Gatuno de RO, ela provavelmente tem várias habilidades focadas em roubo, envenenar e esquivar. O pouco que vi indica isso.

Mercador e Mercadora




Meu outro irmão fez um Mercador chamado "MWg". 


Ao jogar junto com ele, percebi que o dano físico dele é enorme, maior que do Espadachim do meu amigo. Apesar de ser bem lento tanto pra atacar quanto andar, ele é fortíssimo. Além disso, ele tem muitas habilidades de suporte que melhoram muito os demais jogadores, como Capacidade de Carga. Ele também tem uma habilidade que rouba Dinheiro dos monstros. A maioria das habilidades dele como "Comercio" (que abre uma loja e joga vários consumíveis pelo chão) e "Mamonita" utilizam dinheiro na conjuração, semelhante as Flechas do Arqueiro. Mas, o dinheiro só pode ser adquirido pelo Mercador, ao usar um movimento especial que rouba dos monstros mortos. Além disso, eu vi que Mercadores podem comprar Poções para curarem a si mesmos, todas essas habilidades são bem parecidas com as de Mercadores em RO.

Noviço e Noviça




Não fiz nenhum, mas pelo que tudo indica eles podem curar e teletransportar. Vi alguns personagens de fundo fazendo isso.
Mago e Maga




Odeio classes arcanas. Eu jamais farei um, então caso algum amigo meu faça, irei adicionar as informações aqui. Até então, são classes que usam poderes mágicos elementais. Eu sou bem preconceituoso com essas classes no RO.

Cada sexo possuí características próprias, e até habilidades únicas. Algo que não ocorre totalmente em RO, com algumas exceções.

Existem poucas classes no RO que são definidas pelo sexo: Bardo/Odalisca e Kagerou/Oboro.

Bardo é uma das evoluções possíveis para Arqueiro (a classe 2.2) e Odalisca também, porém para Arqueira (também a classe 2.2). Apesar de serem praticamente versões da mesma classe, eles tem habilidades diferentes (Odalisca usa Danças, enquanto Bardo usa Músicas, ambos com efeitos bem diferentes).


Trovador e Musa são Classes 3 respectivas de Bardo/Menestrel e Odalisca/Cigana. O esquema das classes semelhantes porém de sexo opostos se aplica as evoluções deles também (Classe Trans ou 3)
O mesmo ocorre pra Kagerou e Oboro, que são evoluções de Ninjas (uma classe Expandida/Especial de RO). No caso, não apenas seus nomes mudam, como algumas de suas habilidades (Eles tem habilidades exclusivas da classe/sexo).



Bem, em ROFF, só há as classes 1, originais do RO. Não há "mudança de classe", mas o jogo se passa em um período de Ragnarok Online que já haviam essas mudanças. Na verdade, ROFF é uma grande referência a realidade de RO, com direito a piadas visuais e muitas sátiras.



A história do jogo não tem muito texto (e o que tem ta em japonês), mas conta de forma visual, a história, a verdadeira história, de Ragnarok Online.

São 8 mapas iniciais, sendo o 8° o final da campanha principal. 



Depois disso, há o acréscimo de mais 6 fases, como episódios extras. 



Isso por si só já é uma referência ao universo e realidade de RO, que periodicamente, trás novidades em episódios novos, com mapas, monstros, quests e itens novos.

Cada episódio mostra um mapa com vários monstros, mini boss e chefões. O mais interessante porém, está no cenário, que mostra RO, simples assim.

Existe um sistema de Replay, que grava todo o jogo e salva, pra que você possa assistir quando quiser. Isso é incrível, pois te permite compartilhar seus feitos, sem prejudicar seu jogo. Tudo é feito in-game, sem necessidade de programas secundários. É lindo!



Inicialmente eu achava que isso era a forma de salvar o jogo, mas na verdade apenas salva o Replay. A campanha em si é salva automaticamente. 

Bem, irei contar a história de cada mapa, enquanto comparo com suas respectivas versões em RO.



O primeiro mapa, é chamado popularmente de "Sul de Prontera" no RO. Trata-se da saída de baixo da cidade Capital de RO, Prontera, onde os jogadores costumam se unir pra conversar, vender, comprar e invocar monstros poderosos com Galho Seco (falo disso mais pra frente).

Em ROFF, ele é mostrado inicialmente dessa mesma forma, com direito a muitos personagens ao fundo, interagindo entre si. O mais marcante é um Cavaleiro (evolução de Espadachim) que surge e sai correndo pelo mapa.



Ao longo do estágio, o jogador sai do Sul de Prontera e passa pra área florestal. Essa região trata-se dos "Arredores de Prontera", que terminam em uma região tão fechada, que parece um labirinto. Vários dos monstros que aparecem são de fato criaturas encontradas nos arredores de Prontera em RO. Alguns não estão mais nessas regiões (houveram algumas mudanças em RO, uma delas foi a troca de certas criaturas de regiões). 

Mas, apenas dois detalhes são cruciais pra compreensão de ROFF e da piada por trás desse cenário:

1° Mober.

Alguns jogadores costumam juntar grande quantidade de monstros pra matar tudo de uma vez só, isso é chamado "Mobar". Mas, as vezes, esses jogadores podem não suportar seu próprio mob e na tentativa de fugir, jogar em cima de outros jogadores. Isso é uma violação de conduta em RO, e tem punição caso seja reportado.



Em ROFF, aquele Cavaleiro moba uma quantidade enorme de Porings e joga em cima de você. Quando você mata os porings, o infeliz acha ruim e diz que vai reportar você por KS.



KS (Kill Steal) é quando um jogador mata um monstro que outro jogador estava atacando. Isso também é uma violação de conduta e passível a punição.

Isso é uma referência a realidade de RO, onde muitas vezes, jogadores errados se acham no direito de reclamar, olhando apenas o próprio lado.

2° Mini Boss.

O "chefão" desse mapa é um Lunático, um tipo de coelho grande e azul. Ele na verdade não é um Boss (MVP) em RO, mas sim um mini-boss, um dos mais fracos. 



Sua aparição como chefão, é uma referência a quando jogadores novos enfrentam criaturas desconhecidas. Aos olhos de um jogador novato, um mini-boss e um desafio tão grande quanto um MVP.



Bem, ao término dessa fase, o jogador volta pro Bar de Prontera, um ponto movimentado de Prontera onde algumas quests são localizadas.



A segunda missão, ocorre em "Arredores de Morroc"



É um deserto cheio de criaturas aterrorizantes como Picks e Filhotes de Lobo do Deserto. Na verdade, são criaturas fraquíssimas, tanto em RO quanto em ROFF.



Os arredores em RO são sempre formados por vários mapas diferentes, conectados uns aos outros e cercando as cidades. Enquanto em ROFF você explora esses mapas de uma forma unificada, com direito a todos os monstros juntos, no mesmo cenário, em RO é preciso ir em determinado mapa pra encontrar determinadas criaturas. Isso sempre foi assim e sempre será. Mas, os monstros que surgem no Deserto de Morroc (ou Sograt) são os mesmos tanto em ROFF quanto em RO.


Apesar de tudo, há apenas 4 eventos importantes nesse mapa no ROFF:

O Filhote

O primeiro "Chefe" que surge é um Pick com Casca. Esse monstro existe, e é uma variação do Pick, que não tem qualquer diferença além da casquinha de ovo em sua cabeça, como um capacete, porém há até cartas diferentes pra cada um desses passarinhos.


Ele não oferece qualquer desafio, e é derrotado com um único golpe, com isso ele foge chorando...


Quando ele aparece de novo, vem com sua mãe, um Peco. 



Ela ataca, e assim que é atingida, todos os Pecos do cenário atacam também. 




Isso é uma referencia aos monstros do tipo "Passivo" que se tornam "Agressivos" quando alguma criatura do mesmo tipo é atacada próximo a eles. Eles simplesmente defendem uns aos outros. Não são todos os monstros que fazem isso em RO, porém é um tipo de monstro que faz muita diferença. Os Pecos, além de serem, na história do RO, animais que podem ser domesticados e usados como montaria pelos Cavaleiros, também são a forma crescida dos Picks, e são do tipo "Passivo Agressivo".

O Formigueiro Infernal

O segundo evento importante ocorre após uma minhoca gigante (Hode) ser derrotada. 



Ela causa um redemoinho no chão que suga os personagens, jogando-os no Formigueiro Infernal.




Esse, é um mapa do tipo "Dungeon/Masmorra" que tem duas entradas no deserto de Morroc. Nele, vive um dos MVPs do RO.


Mas, assim que os personagens caem nele no ROFF, surge o temido MVP Freoni, que apesar de ser um dos MVPs do Deserto de Morroc, não é o que surge no Formigueiro. Ele aparece no deserto, no mesmo local em que os Hodes surgem. Essa é uma insinuação de que talvez Freoni tenha sido sugado pro Formigueiro Infernal. Mas ele não é um MVP poderoso (é um dos mais fracos em RO) e é derrotado, abrindo espaço pro verdadeiro MVP do Formigueiro Infernal.

Os BOTs

Ao caminhar um pouco pelo Formigueiro Infernal, surge no cenário alguns personagens falando e atacando, mas com algo peculiar nos olhos... um vazio: Eles são os "BOTs".


Bot é um tipo de praga de Ragnarok Online, onde falsos jogadores colocam programas em seus personagens e contas, que jogam por eles sem que eles nem precisem gerenciar a conta. Isso é um tipo de trapaça muito comum e recorrente, que tem como banimento a exclusão permanente da conta do personagem boteado. Porém, como é tão frequente, é uma verdadeira e maldita praga, quase impossível de extirpar. Pra cada 1 Bot abatido, nascem 2 no lugar.

O verdadeiro MVP

Após passar pelo mar de Bots e algumas formiguinhas (André, Deniro e Pierre), surge Maya, a verdadeira MVP do Formigueiro Infernal.


Ela é muito complicada e tem duas fases de batalha, onde na primeira ela luta com seu corpão de inseto e depois só usa suas Garras.


Maya não chega a atacar sem seu corpo no RO, ela usa sua forma grandona o tempo inteiro, mas ela é igualmente difícil, sendo seu maior desafio seu MOB formado por Pestes, um inseto fortíssimo e rápido. Esse evento é importante, por ser a aparição de um MVP. Todo MVP é importante! Detalhe: Em Ragnarok Online 2, uma suposta origem pra Maya é revelada, onde ela seria uma garota que acabou como cobaia de um experimento pra fundir humanos a insetos. 

O terceiro mapa, é a Caverna de Payon

Essa caverna é um canto amaldiçoado da cidade florestal de Payon. Nela, há zumbis, mortos vivos e fantasmas, perambulando em vários andares. Quanto mais fundo se vai, mais seres sombrios encontra-se, e há pelo menos 3 eventos importantes no ROFF:


Os Amantes Fantasmas

Logo de cara surge Bongun e Munak, dois fantasmas/zumbis de Payon.


Eles lutam juntos, e na realidade, em RO, existem vários de ambos. O que nem todo mundo que conhece RO sabe, é que Bongun e Munak são espíritos de amantes falecidos, que formavam um "triangulo amoroso" com Yao Jun, outra criatura com o mesmo estilo deles, mas de cor Preta. Na real, Bongun e Munak se amavam, mas Yao Jun também amava Munak. Por um tempo, foi-se acreditado que Bongun havia morrido ao tentar defender a cidade de Payon dos mortos existentes na Caverna de Payon, e Munak teve o mesmo destino ao tentar resgatar seu amado. Mas, com a descoberta da Ilha de Louyang e o surgimento de Yao Jun, a verdadeira história veio a tona: Yao Jun matou Bongun por ciumes de Munak e fugiu. Ele era líder dos militares de Payon, e após matar Bongun, ele foi amaldiçoado e transformado em um Zumbi Andarilho igual seu rival. Porém, antes disso ele fugiu para Louyang, com uma boneca de Munak que a mesma havia dado pra Bongun, e lá, ele se isolou até se transformar na criatura amaldiçoada. 


Eu sei dessa história pois, durante minhas aventuras em RO, tive de coletar uma Boneca de Munak pra obter uma habilidade especial pra um personagem meu, um Bardo. Daí aprendi um pouco sobre esses fantasmas.

Guardião da Floresta

Aparece um desses como "mini boss" no ROFF, mas no RO ele é um monstro comum, com direito a vários dele. Eu considero sua aparição no ROFF importante por razões bem pessoais: Passei 8 meses caçando apenas ele, durante meu inicio em Ragnarok Online. Eu caçava de Arqueiro, com uma flecha sem elemento, e pra mim só existia o mapa deles.


Mas, no RO, tem Guardiões da Floresta nos Arredores de Payon, que era onde eu os caçava. Só descobri que também haviam essas árvores com braços na Caverna de Payon cerca de 2 anos após começar a jogar Ragnarok.

Flor do Luar

O MVP da Caverna de Payon não é um Zumbi, ou um Morto Vivo, mas uma Raposa sagrada: A Flor do Luar.


Ela aparece no ROFF várias vezes, botando obstáculos no caminho dos personagens, até chegar a um ponto em que ela é diretamente enfrentada. Ela é forte, exatamente como em sua versão no RO, e seu principal MOB é formado por Noves Caudas.


O quarto mapa é a Vila dos Orcs

Esse é um mapa com acesso a partir de Prontera ou Geffen. Ele é uma vila populada por Orcs, uma raça rival aos moradores de Rune Midgard, considerada inimiga. Apesar de inteligentes, os Orcs são monstros, e são tratados como tal.


No ROFF, é um dos mapas mais curtos, e tem apenas 3 eventos interessantes:

Senhora Orc

Uma parte engraçada do jogo, é quando a Senhora Orc aparece. Ela é forte, praticamente um Chefe, mas no RO ela é um monstro comum. O engraçado no ROFF é que ela aparece apenas depois que o jogador destrói o varal dela na aldeia. E ela sozinha é assustadora!


Depois de derrotada, tudo fica mais fácil. E apesar dela ser bem forte, ela tem ataques previsíveis.

A garotinha

Não é algo la tão importante, mas tem uma garotinha que pede por socorro. Ela parece ser um NPC, talvez simbolize as Quests do RO (Missões como Caçar Monstros ou Coletar Itens). 


Depois de salva ela agradece e corre.

Orc Herói

O MVP dessa missão é o temível Orc Herói. Ele é forte, dropa itens muito bons, mas por existir em um mapa de fácil acesso no RO, dificilmente é encontrado vivo (pois todo mundo caça ele).


Mas, ele é um grande desafio no ROFF. Tirando isso, não tem grande importância. Na verdade a Vila dos Orcs é um mapa bem bestinha de se passar, apesar de no RO ele ainda ser um dos mais frequentados (por ser um mapa com uma exp decente, facil, pra jogadores de level baixo e com direito a MVP).

Também há no RO um Calabouço Especial, para jogadores até no máximo o level 80, que libera Orcs e o MVP Orc Herói. Porém, por ser até o level 80, é complicado montar grupos pra enfrenta-lo. Eu tentei, e não foi fácil.

O quinto mapa é a Ilha Byalan


Uma ilha em forma de caveira que fica próxima a cidade portuária de Alberta em RO. Essa ilha tem vários andares inferiores, que chegam até a se tornar totalmente submersos, mas é possível se aventurar por eles (de alguma forma, em RO, os aventureiros conseguem respirar embaixo da água de Byalan).


Existem basicamente 3 eventos importantes nesse estágio:

Obeaune, a Sereia

O primeiro "mini boss" que é enfrentado é uma sereia, chamada Obeaune. Ela é um monstro encontrado em um dos andares submersos em RO. Aqui, aparece uma fora d'água ainda na superfície da Caverna da Ilha e Byalan. 


Após derrotada, ela foge, aparecendo somente quando o mapa fica submerso. Isso é uma forma de mostrar que as criaturas de Byalan são todas aquáticas e se tornam mais poderosas embaixo d'água. Isso também serve pra ilustrar o fato da ilha se tornar submersa de uma hora pra outra. Mas, no RO, o personagem não afunda, nem a maré sobe do nada. O jogador que desce escadarias indo cada vez mais fundo, até chegar a ficar submerso.


Outro Mober

Mais um maldito mober surge, dessa vez um Bruxo. 


O infeliz traz um mob e joga ele no jogador, posteriormente tenta se aproveitar da situação, conjurando habilidades enquanto o jogador tanka o mob. Mas ele morre e fica pedindo pra ser ressuscitado.


Essa é uma referência a um segundo tipo de mober do RO, que é aquele que joga monstros em outros jogadores pra não precisar gastar itens ou correr risco tankando. "Tankar" é um termo que se refere a segurar um monstro ou inimigo, recebendo todo o dano, normalmente pra que outro jogador desfira ataques sem correr perigo.

Penomena, a maldita flor que anda.

Não existe esse monstro em Byalan, e sua presença no ROFF pode ser resultado de Galho Seco (daqui a pouco vou falar disso nem grila). Ela é um monstro que se assemelha muito com "Hidras" um tipo de planta fraca que usa tentáculos para atacar de longe.


O diferencial de Penomena é que ela é ridiculamente poderosa, seus golpes doem de mais e ela pode andar, lentamente, mas pode. Sua aparição em Byalan no ROFF simboliza praticamente um "boss", só isso.

Mais Bots

Outro evento importante são os mais bots que aparecem no fundo.


Byalan tem bastante bot no RO, por conta de um monstro chamado Fen. A carta dele oferece um efeito invejável de Conjuração Ininterrupta. Isso é caro no RO, muitas classes tem conjurações bem demoradas e com a Fen, se tornam muito mais poderosas pois podem ser atacas e a magia não para. Daí, tem quem coloca bot pra dropar essas cartas e vender posteriormente. "Dropar" é um termo usado pra itens que caem dos monstros. No ROFF alias, as vezes caem itens, mas apenas consumíveis que são utilizados no momento que o jogador os pega, curando um pouco de SP ou HP.

O MVP que não é MVP.

O último evento é o chefão de Byalan: Deviace.


Na verdade, Deviace é um monstro comum, e não é tão poderoso. Ele é de fato a criatura com maior defesa em Byalan, mas não chega nem a ser um mini-boss. Sua aparição em ROFF se deve a dois fatos:

1° Não haviam MVPs em Byalan na época.

Atualmente, lançou-se um andar novo pra Byalan com direito a um MVP: Kraken. Mas esse andar é restrito, dependendo do servidor tem até que pagar pra entrar, pagar em dinheiro real.

2° Certos monstros não devem ser subestimados pelo tamanho.


Percebe-se um certo exagero no surgimento de Deviace. A música ganha um tom fúnebre, e fica parecendo que chegou aquele senhor MVP do mal. Alias, "MVP" é um termo usado pra representar os Chefões de Ragnarok Online. Acredito que signifique "Monster Very Powerfull" mas me lembro de ter lido em algum lugar que tinha outro significado. Enfim, são os chefões, e Deviace, apesar de fortinho, não é tudo aquilo no RO, mas no ROFF ele é bem difícil. 

O sexto estágio é o Subterrâneo de Geffen


Geffen é uma cidade dos mágicos, com uma torre no centro, repleta de magia. No subsolo dessa torre, há um verdadeiro cemitério. Na real são cavernas com ruínas, cheias de zumbis, fantasmas e com 2 MVPs.


Infelizmente, no ROFF, um dos MVPs foi ignorado (o melhor, Drácula) e apenas o último MVP, o mais difícil também, apareceu. De toda forma, existem uns 3 eventos importantes:

As Aranhas e a Névoa

Esse pequeno intervalo do jogo merece um destaque, por mostrar criaturas que são desconhecidas em RO. Na verdade, elas são mostradas por um ângulo diferente: Argos e Névoa.

Argos é um monstro do tipo inseto que na realidade é um aracnídeo, ele é uma aranha que aparece no Monte Mjolnir e em alguns outros mapas. Essa criatura anda pelo solo, e usa uma habilidade chamada Prisão de Teia, que prende o jogador como se fosse uma armadilha. No ROFF, elas aparecem em teias na parede, o que chama bastante a atenção (eu sou aracnofobico).


Além dela, tem uma outra criatura misteriosa, chamada Névoa. Nem todos os jogadores de RO conhecem, pois é uma criatura que só surge em um mapa, de muito difícil acesso, sem qualquer atrativo: Mina de Carvão. Essa criatura aparece no terceiro andar da Mina de Carvão, depois de um Labirinto. Não há nenhum drop interessante, não há nenhum mvp nem nada que justifique passar por montanhas, tuneis e labirintos. Não sei bem porque colocaram essa criatura na Caverna de Geffen, no ROFF, mas talvez na época ele era uma criatura de Geffen. Como eu disse, ocorreram mudanças e alguns monstros migraram.


Pesadelo

Existe uma criatura do elemento fantasma no subterrâneo de Geffen, chamado "Pesadelo". Ele é um bicho esfumaçado que faz som de cavalo, e é justamente isso que ele é: Um Cavalo de Fogo Negro.


Ele tem o que parece ser um Ceifeiro montado, que só aparece na hora de atacar. Merece destaque por ser uma das criaturas mais fortes do subsolo de Geffen, e também é o mob do MVP mais forte. Alias, os MVPs sempre invocam várias criaturas pra auxilia-los em batalha. As vezes são monstros fracos, as vezes fortes, mas sempre há uma preferência pra cada MVP, ou seja, cada MVP invoca seus próprios monstros, os mesmos, sempre.


O MVP, Doppelganger

No final dessa fase, surge o Doppelganger, um MVP extremamente forte (não chega a ser tão poderoso assim no RO, mas é fortinho).


Ele é um Espadachim que faleceu, e foi amaldiçoado a vagar no canto mais escuro e profundo de Geffen. Ele é semelhante aos monstros da "Biolab" um mapa cheio de antigos heróis que foram convertidos em monstros fantasmas. Diz-se, que Doppel é apenas uma cópia de um antigo herói que foi assassinado no subterrâneo de Geffen. Mas, uma curiosidade é que os Espadachins são a única classe que possuem dois MVPs: Doppelganger (macho) e Egnigem Cenia (Fêmea). Essa é uma curiosidade mais pra quem curte RO (rs).


A sétima fase, começa na saída Norte de Prontera.


Ao Norte de Prontera há um Castelo, passando por ele há um feudo cheio de outros Castelos onde ocorrem "Guerras do Emperium". Passando por esse feudo, chega-se a uma saída com uma ponte, que leva pros Arredores de Prontera. Há 3 eventos interessantes:

Os Mobers de novo

Aquele maldito Cavaleiro que moba surge de novo, correndo feito retardado com um monstro chamado Argíope. O desgracento joga isso em cima do jogador, que obrigado a se defender, comete o que ele acusa novamente de KS. 


Por sorte ele morre, mas a sorte não dura muito e aquele Bruxo miserável também volta, puxando mais monstros! 


Ele tenta usar o jogador como defesa e começa seu ataque, mas os Argíopes que ele mobou também o derrubam, sobrando só pro jogador derrotar, sob ameaças de denuncias por mal conduta. 


Isso é muito, mas muito parecido com o que ocorre em RO. As vezes você se depara com jogadores que usam e abusam das trapaças, e se acham na razão de reclamar. 

Os Dragões e o Monte

No ROFF, ao que parece, o aventureiro da a volta e chega ao Monte Mjolnir, um mapa que possui um MVP chatinho e na época, tinha alguns dragões (que hoje migraram pra outro mapa, mais próximo da cidade mágica de Geffen). Eles não eram chefes, nem mini-boss, mas eram de certa forma um desafio...


Os dragões se chamam Petite e Petite Voador. Eu já upei neles como Bardo, na época que eles viviam no Monte Mjolnir. Era um mapa praticamente vazio, mas divertido, e bem rentável. Infelizmente, atualmente no RO há uma regra idiota de up, onde nem vale a pena buscar novos mapas pra caçar. Esse, é o lado triste do atual Ragnarok Online. Melancolia a parte, a vida segue.

A paisagem

Uma coisa bem interessante e que mostra claramente que o jogador está no Monte Mjolnir, é o fundo, que mostra a cidade de Prontera.


De fato, o Monte é bem alto e apesar de não dar uma visão para Prontera (já que o jogo é visto de cima), na lógica, seria possível observar a cidade ao longe. Isso mostra que a dimensão geográfica de ROFF é muito fiel a RO.

A Abelha Rainha

No Monte, surge a Abelha, um MVP bem fortinho de RO. Ela de fato habita até os dias atuais no Monte Mjolnir, talvez o único atrativo para eles atualmente.


O interessante do ROFF é que ele usa o designe dos monstros que é mostrado nas cartas. Os desenhos em sua maioria são bem fieis aos traços das Cartas, 

O Bafomé.

Logo em seguida, surge o Labirinto de Prontera. Esse mapa tem duas entradas possíveis, uma a partir dos Arredores de Prontera e outra nos Arredores de Aldebaran. Em ambos os casos, é possível passar pelo Monte Mjolnir então, essa passagem é justificável no ROFF.


Passando pelo labirinto, encontra-se uma quantidade absurda de personagens mortos, mencionando o quão difícil foi a luta, e no final...


Surge Bafomé, um dos MVPs mais fortes do RO. Bafomé em ROFF não é tudo aquilo, ele é forte, faz muito show mas é previsível e é possível matar ele tranquilamente. Porém, no RO, ele mata com um único golpe chamado Terremoto. Ele é um demônio em todos os sentidos.


Bafomé é tão forte, que tem uma versão dele invocada numa quest satânica dos arredores de Prontera, em um Monastério no qual ele estava selado. Também tem uma versão dele no Labirinto de Prontera, em calabouços especiais e na Torre Sem Fim. De toda forma, ele é aparentemente o último chefe do ROFF...  Foi nessa parte que meu amigo passou de mim, e com o Espadachim dele, venceu Bafomé sozinho ¬¬


O último mapa da campanha principal, é Prontera.


O encerramento do jogo é uma grande referência a um tipo de evento recorrente em RO: Invasões de monstros e MVPs nas cidades.


O jogador testemunha uma invasão em Prontera (no bRO, servidor brazuka, Prontera é a única cidade que dificilmente tem invasão, por ser a cidade com maior número de jogadores "ativos", visto que é uma cidade Comercial, e os jogadores montam suas lojas la)

Daí, enquanto os npcs correm de um lado pro outro, como as Kafras, e vários jogadores ficam caídos pelo mapa, os Chefões enfrentados ao longo do jogo reaparecem, um depois do outro.


Conforme se avança, percebe-se que alguém os estava invocando, através dos mencionados Galhos Secos. "GS" é um item que pode invocar monstros aleatoriamente. Existem dois tipos de GS, os Galhos Secos e os Galhos Sangrentos. O segundo é o único capaz de invocar MVPs.


Daí, é revelado que uma Kafra estava invocando, o que é totalmente aceitável visto que as invasões em RO são eventos gerenciados pelos próprios distribuidores. Então, é comum culpar os NPCs de fazê-lo, principalmente as Kafras. Kafras são os npcs mais comuns de RO, tais quais são responsáveis pela conexão de cidades (Teletransporte), armazenamento de itens (Armazém) e aluguel de carrinhos (para os Mercadores, que os utilizam pra criar suas lojas). Elas também são responsáveis pelo salvamento de ponto de retorno, o que faz o jogador voltar pra determinada cidade sempre que morrer. As Kafras são as verdadeiras gestoras no universo de RO, com direito até a Quartel General (localizado numa cidade chamada Aldebaran).


A Kafra, vira o último MVP, forte, apelativa, com direito a invocação de armas flutuantes e clones.


Mas depois de derrotada, as demais funcionárias Kafras aparecem pra salva-la, e um espírito maligno sai dela.


Meu amigo salvou antes de mim, com o Espadachim que ele criou, mas na hora de ver o salvamento ele pulou os créditos, e consequentemente não pegou o final. Eu, por outro lado...


Fiz a missão com meu Arqueiro, e venci a Kafra no final...


E peguei o final!


É isso ai Davil, você não viu sua imagem personalizada no fim!!! (HUAHUAHUA)

Bem, em pesquisas posteriores, eu vi que há personagens secretos, liberados caso o jogador vença todas as 8 fases principais com cada um dos 12 personagens (ou apenas 6, um de cada classe). Eu tentarei liberar essa nova classe, e quem sabe até complementar essa análise com mais informações sobre ROFF. Porém, até la, é isso.

Também existem, 6 fases extras, cada uma com bastante história, nesse estilo visual...

Esgotos de Prontera


Navio Fantasma


Lutie e a Fabrica de Brinquedos


Piramide de Morroc


Esfinge de Morroc


e Amatsu


Sim, eu irei falar desses mapas. Mas apesar de serem mapas "extras" eles tem bastante história. Algo que deverei fazer com bastante cuidado. Por hora, manterei a análise assim. Meu objetivo era divulgar, compartilhar e até explicar algumas coisas sobre ROFF. Alguns amigos meus com quem falei sobre esse jogo não demonstraram qualquer interesse quando apenas falei, mas quando mostrei um vídeo eu vi o brilho em seus olhos. Tentarei convence-los a me ajudar nessa jornada pela liberação da Classe Secreta (Aprendiz!). Conseguindo ou não, futuramente completarei essa análise.

Até la, agradeço pela sua leitura. Tenho mais alguns jogos para analisar, e sinto que preciso acelerar, já to no meu último mês de férias!

Ah, e se você se impressionou com a quantidade de conteúdo nesse jogo, acredite, é muito mais impressionante se parar pra pensar que é praticamente um FanMake! 

OBS.: Ainda tem algumas coisas pra editar, mas por hora, é isso! Postei mais por ter me comprometido a tal.

12 comentários:

  1. Belo post sr Carinha, esse jogo parece legal de se jogar sozinho, e bom de se jogar com amigos, dependendo do preço acho que vale a pena, se cuide

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que vem a parte legal: Ele é gratuito.

      Excluir
    2. Ótimo! Amo jogos grátis!


      Obs: O nome do seu amigo não era Devil ou Dqvil (pelo menos eu acho que era um "q")



      Obs2:Só eu me lembrei de Megaman com o Warning na tela?

      Excluir
    3. Eu coloquei o link na postagem, o jogo é muito leve, muito fácil de instalar, só seguir o guia.

      Resposta Obs.: Corri o nome, é "Davil". Na verdade o nome dele é "David" mas ele curte trocar o "d" por "l". De fato fica mais daora rs.

      Resposta Obs2.: Na. No gameplay eu investi muito em movimentos de Mega Man, tipo o Dash Jump saca. Mas em geral, muita coisa lembra um pouco de Mega Man.

      Obs.: SUPER SMASH BROS BRAWL É FOD4! Eu joguei, finalizei (com ajuda do meu irmão pois tem coop) e to ansioso pra fazer a análise... mas preciso jogar o Melee e falar sobre ele antes. Não me lembro quem recomendou, dizendo que a história era bem louca e tinha uma teoria muito interessante sobre as continuações. Eu vi isso com meus próprios olhos, nem vou me dar ao trabalho de pesquisar as teorias, eu mesmo desenvolvi a minha, e é top!

      Excluir
    4. Estranho sempre que eu vejo a imagem parece sair um traço do "a" como se fosse um "q"

      Resposta Obs: Também adoro SSMB: Brawl, adoro crossovers com historia,por isso me decpcionei um pouco com o do Wii U

      Excluir
    5. De fato, parece ser um que olhando de relance.

      Então, eu to jogando o Melee. Preciso terminar ele pra teoria fazer sentido rs.

      Também to jogando Max Payne. Bem legal, mas tem tiro de mais...

      Excluir
    6. Esperando as suas teorias e o cretino do Max.

      Excluir
  2. Estranho,sempre achei que o universo de Ragnarok fosse menor,mas vendo essa análise vejo que tem muita coisa que não conheço.
    Enfim,comentário rápido,pelo o que estou vendo vou ter uma gripe bem forte...e cara,também estou esperando pelo Smash,se duvidar,a análise vai ficar mais completa que o do Zangado(sei que a questão da história é só teoria e ele não costuma falar sobre isso,mas fiquei um pouco decepcionado,dava para ter aprofundado mais).
    Enfim cara....Cheers!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sono T_T, eu passei o dia todo digitando sobre Max Payne e num ta nem na metade. Pior que também to digitando sobre Smash Bros Melee e Brawl, os dois ao mesmo tempo (analises separadas porém ao mesmo tempo saca) e The Walking Dead Michone. Pior de tudo: V-H-S, REC e Quarentena também! Essa semana eu pretendo postar tudo. Mas que sono T_T

      Cheers sr Will... Max Payne vai ficar daora... eu queria até fazer uma ilustração original minha pra intro da analise. Não sei se vou colorir, acho que não, mas é bem provavel que eu faça kkk. Amanhã tento terminar... Cheers sr, cheers!

      Excluir
  3. É cara,se serve de algum consolo a faculdade tira bastante do meu sono também,mas tome certo cuidado,tem pessoas que trabalham até melhor com sono mas as vezes compromete o trabalho em si.
    Enfim cara,quanto ao cheers...sim,cheers!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De boa sr Will, eu to de férias então to tranquilão kkk. Só jogando muito, e digitando também. Ah, acabei de terminar a análise de Max Payne. Vou descansar e depois faço a releitura pra corrigir qualquer irregularidade. Bem... Cheers!!!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+