PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

sábado, 27 de setembro de 2014

AnáliseMorte: PoKéMon! Tudo o que eu conseguir falar sobre Pokémon Red, Blue, Green e Yellow!

Então, enquanto eu escrevia a última análise sobre Castlevania, um amigo meu perguntou se eu não poderia postar algo sobre pokémon, e ele ainda sugeriu que eu fizesse uma análise sobre o primeiro pokemon. Eu de inicio exitei porém, pensei bem e até que seria legal e bem interessante falar deste que é um jogo antigo, porém memorável pra caramba, além de ser a base pra uma série de títulos e também inspiração pra muita coisa no mundo dos games, animes e até cinema. Enfim, aqui vai:

                                 Pokémon                               
Red/Green/Blue/Yellow 




Essa será uma análise nostálgica pra mim, então, tentarei aproveitar ao máximo e espero que você também o faça! Mas lembre-se que sempre tem spoilers, e não espere algo gigantesco e cheio de informações sobre mangá e tudo mais... afinal o mundo de pokémon é muito maior que o dos jogos.

Boa leitura!

Antes de começar preciso alertar que qualquer um que seja fan de pokemon saberá muito mais do que eu. Eu não sou, nem de longe, um fan de Pokemon muito menos sei tudo sobre, mas preciso dizer que joguei o primeiro pokemon e adorei, a ponto de ficar fascinado pelo título e gênero (pena que não tenho tempo pra treinar mais pokémons...) mas eu não conheci pokémon pelos jogos, nem... eu conheci pelo famoso desenho animado, então por favor, não me julgue por não usar o mangá como base, nem falar dele, pois não conheço, e repito: Não sou fan.


Curiosamente, eu só fui jogar o original (comecei pelo Red) depois e ter envelhecido assistindo pokemon. Logo, acho legal fazer uma análise sobre isso, para registrar mais uma das coisas que me marcaram no mundo dos games/desenhos.

O foco desta análise será falar e descrever os jogos originais de pokemon, além de comparar os mesmos uns com os outros e por fim, falar do anime, e também compara-lo aos jogos.

Espero que eu tenha capacidade e conhecimento suficiente pra fazer isso, pois se for contar apenas com minha memória acho que não irei muito longe não. No final também irei mostrar os pokemons existentes nesse primeiro jogo, só pra dar uma bela valorizada na análise.

Então, vou começar:

Pokemon é um RPG de turnos, com elementos de aventura e em 3° pessoa somente para portátil (GB). O cenário é visto de cima, e na versão original de Game Boy o jogo era em preto e branco, mas recebeu cores no Game Boy Color. (e dai por diante só foi evoluindo...)


O jogo consiste em andar pelas cidades e regiões em busca de novos pokemons selvagens, tais quais podem ser capturados e usados em batalhas com mais pokemons selvagens, para no fim, lutar nas batalhas de ginásio e se tornar reconhecido. Existe todo um esquema pra captura, onde você usa pokebolas para pegar os pokemons selvagens, e caso eles estejam com hp reduzido, fica mais fácil capturar. É legal, pois há pokemons raros e alguns fujões, e para se obter todos os pokemons existentes, é uma verdadeira aventura!


O melhor e mais atrativo de tudo isso é que, os pokemons podem evoluir e/ou se desenvolver, através de leveis, e assim, vão se tornando mais poderosos e versáteis, recebendo novos ataques, à escolha do treinador.



Cada pokemon tem direito a usar até 4 habilidades, que podem ser substituídas permanentemente ou provisoriamente, dependendo de qual habilidade virá em seu lugar.



E o Treinador pode carregar até 6 pokébolas com pokemons ao mesmo tempo, alternando entre eles durante a batalha. Caso seja capturado algo além desse número, ele é transferido para um banco de dados num computador, e posteriormente, o treinador pode re-selecionar seus pokémons, guardando aqueles que ele não vai usar no PC e pegando outros anteriormente capturados.



Além disso, há uma enorme variedade de pokemons, o que aumenta muito a vida útil do jogo, fazendo quase que obrigatório capturar todos os tipos, só pra sentir aquele gostinho de conquista.



Mas o que são Pokémons afinal?

Eles são animais, com poderes e habilidades especiais, elementais ou físicas, que por sua vez são usados em batalhas e competições de força (principalmente, pois também servem para várias outras atividades no mundo Pokémon). Pokémons são extremamente leais quando capturados, e treinados, e dificilmente abandonam seu treinador. Porém, eles não são tão fáceis de se capturar, sendo preciso enfraquecê-los para isso.

Cada pokémon possui um gênero, e em Pokemon Red os gêneros existentes são: Normal, Dragão, Voador, Elétrico, Água, Rocha, Solo, Fogo, Planta, Inseto, Veneno, Gelo, Luta, Psíquico e Fantasma.

Pokémons podem ter até 2 gêneros diferentes ao mesmo tempo, e alguns podem parecer de um gênero, mais ser de outro. Por exemplo, o caso do Charizard (meu pokémon principal), onde ele é do tipo Voador+Fogo, porém tem aparência de Dragão, sem ser do tipo Dragão.

Os gêneros determinam as vantagens e desvantagens de cada pokémon, onde Água vence Fogo e Fogo vence Planta e por ai vai.

Mas a história do jogo não é essa.

A história é sobre um garoto de codinome "Red" (você escolhe o nome do infeliz, afinal ele é uma versão virtual sua... estilo link em Zelda) que recebe uma Pokedex (agenda de pokemons) para registrar e catalogar todos os pokemons da região (sem remuneração, e aparentemente para ajudar o professor que o condecorou como "Treinador" mas que na verdade é um trabalho escravo descarado, afinal o pesquisador era o Professor!). 



Paralelo a isso, o treinador (você) tem como missão passar por todos os ginásios e conseguir pontuação suficiente para merecer participar do grande torneio pokemon final, onde os melhores se tornam lendas. Além disso, há um rival com quem se inicia a aventura, e o mesmo fica a todo momento tomando sua frente, mas no final, ele é ultrapassado e o grande treinador de todos os tempos se torna você!

Claro que o processo é longo, e passar pelos ginásios não é nada simples. Entre um e outro, há sempre algum treinador querendo te enfrentar, ou um Mestre de Ginásio com problemas que se recusa a abrir o ginásio e batalhar, enquanto todos seus problemas não forem resolvidos. Ou a temida equipe Rocket, sempre ferrando com tudo e atrapalhando geral.

O que importa é que no final, você vira o Mestre Pokemon.

Essa é a história do jogo.

Claro que a história é bem maior e mais detalhada que isso...

Falarei de cada região visitada, e dos personagens mais marcantes de cada uma, e também, qual a história que abrange tal região...

Cidade de Pallet
Pallet Town 





Os personagens mais importantes dessa cidade são o Professor Carvalho e o Gary. Carvalho é o cara que te deixa escolher entre 3 pokémons: Charmander, Squirtle e Bulbasaur. Dependendo de qual você escolhe, Gary escolherá aquele de elemento oposto superior. (Fogo contra Planta, Água contra Fogo e Planta contra Água)

Gary irá perseguir você o jogo inteiro, e no final, ele ainda será seu maior rival. Gary pode ter o nome escolhido por você (o nome padrão é Gary, tipo seu "Red", mas neste caso não há influência de personalidade ou coisa do tipo, então nem faz tanto sentido mudar o nome dele)

Também é nessa cidade que você mora, ao menos sua casa fica ai, porque tecnicamente você viaja o tempo todo então, não mora mais la.




Cidade de Viridiana
Viridian City 

Essa é a segunda cidade visitada (contando com Pallet). Nela Red pega uma encomenda para professor Carvalho para em troca ganhar sua Pokedex, para ajuda-lo a conhecer o mundo pokemon. Nessa cidade também há o primeiro porém último Ginásio. O mesmo se encontra fechado e só abrirá no final do jogo, com uma revelação de quem é seu mestre: Giovanni, o lider da Equipe Rocket.


Giovanni é o personagem mais importante dessa cidade, tecnicamente falando. Ele é o lider da equipe de vilões mais característica de pokemon. Ele só volta para liderar o Ginásio após ser derrotado em seus planos maléficos por ninguém mais ninguém menos que Red.

Floresta de Viridiana
Viridian Forest

Não há nada tão importante aqui, tirando o fato de ser um região intermediária entre as cidades. Acho interessante falar dela pois há aqui um número grande de Treinadores Pokémon. Esses são como os personagens coadjuvantes do jogo todo, e bem, pra não ter de repetir coisas sobre eles, vou falar deles aqui.

Há vários treinadores, e a maioria são repetidos, só que, eles trazem consigo diferentes pokémons e dão exp ao serem derrotados. Os pokemons de treinadores não podem ser capturados, e normalmente eles deixam dinheiro ou recompensas, além de permitirem que Red avance ao serem vencidos.

Cidade de Pewter
Pewter City

O personagem mais importante aqui é Brock, o líder do primeiro Ginásio, da Pedra. 


Porque ele é importante? Além de ser Lider de Ginásio, ele ganha um espaço importantíssimo no anime, tal qual eu falarei mais pra frente na análise.

Red vence Brock e conquista sua primeira insígnia, abrindo seu caminho para Grande Mestre Pokémon.


Caverna da Lua
Mt. Moon

Os personagens importantes dessa parte do jogo são a Equipe Rocket.


Formada por vários e vários membros (todos iguais), eles são os vilões que aparecem constantemente no caminho de Red, e de todos os outros treinadores. O objetivo deles? Fazer coisas ruins como sequestros, roubos, o básico de todo bandido.


Aqui eles aparecem pela primeira vez, e estavam atrás de alguns fósseis, tais quais são obtidos por
Red (na verdade, ele só pode escolher 1 entre 2...)

Cidade de Ceruleana
Cerulean City

Aqui, o personagem mais importante é Misty, lider do segundo Ginásio, da Água. 
Como Brock, ela também recebeu um enorme significado no anime.



Ela é vencida e entrega uma insígnia que da controle de Red sobre Pokémons de level 30, além de liberar o uso da habilidade Cut (que pode ser usada fora de batalhas, para cortar obstáculos, mas para ser liberada precisa de um item que só é obtido mais pra frente).


Observação sobre o esquema do respeito: Pokémons de level alto perdem o controle do treinador caso o mesmo não tenha as insígnias corretas. Quanto mais insígnias, mais respeito.  Pokémons fortes e mais evoluídos são bem frescurentos com isso.

 A casa de Bill

Bill é o personagem principal desse trecho.


Ele é um pesquisador pokémon que gosta de se disfarçar de Pokémons para se sentir no mundo deles, e entendê-los melhor. Red ajuda ele a sair da fantasia e por conta disso, ganha um passe para um barquinho, e continua seu caminho.

Cidade de Vermiliana
Vermilion City



O personagem importante aqui é o Tenente Surge, líder do 3° Ginásio, do Trovão.  

Surge fala de uma antiga guerra pokémon, que deu até origem a uma série de teorias macabras sobre a base de pokémon e o passado dele. Ele é um militar ,que por sua vez usa e abusa de pokémons elétricos. 
Ele só topa enfrentar Red depois que o mesmo viaja pelo barquinho S.S. Anne, e vence seu rival, Gary, mais uma vez, pois nesse meio tempo seu Ginásio estava fechado.

Também é nessa cidade que Red obtém sua tão cobiçada e ágil Bicicleta e sua Vara de Pesca!

Túnel de Pedras
Rock Tunnel 


Esse lugar é só mais um dos vários ambientes que Red passa para chegar até a próxima cidade. O que o destaca dos demais é o fato de nessa mesma região, ser encontrado Zapdos, um pokemon lendário e capturável!

Na verdade Zapdos só pode ser capturado mais pra frente na aventura, após conseguir a habilidade Surf, mas ele fica próximo a essa região, em uma Fábrica. Essa Fábrica é um local ótimo pra se capturar pokémons elétricos, dentre eles o famoso Pikachu (foi la que consegui o meu).

Lavender Town

Os personagens característicos dessa região são Gary, novamente, e um pokémon: Cubone. Meu favorito rs...




No caso de Gary, aqui ele aparece lamentando a morte de seu pokemon, que provavelmente Red matou durante a última batalha (ao menos enfraqueceu o mesmo, levando a óbito depois). Essa é uma região de fantasmas e pokémons desse gênero, o que faz as coisas nesse local serem bem sinistras, levando ao segundo personagem importante: Cubone.


Cubone nem é tão importante, a evolução dele, Marowak que é, só que ele é meu pokemon favorito, e as teorias sobre a origem dele são tão bizarras que me fazem ama-lo.



No caso, essa cidade é macabra a ponto dos espíritos assombrarem uma torre/cemitério, e é preciso que Red liberte os espíritos dela para conseguir seguir em frente.

Cidade de Celadona
Celadon City

Os personagens importantes nessa cidade são Erika, líder do Ginásio do Arco-íris, que só é importante porque é lider de ginásio, e fica se escondendo atrás de seus subordinados, e novamente: Giovanni. Na verdade é a Equipe Rocket inteira, mas o Giovanni da as caras pela primeira vez em Celadon, por isso ele é importante aqui.


Giovanni enfrenta Red em seu Cassino em Celadon, gerenciado pela Equipe Rocket. Após vencê-lo, Red volta pra Lavender e enfrenta todos os fantasmas de la, enquanto Giovanni some.

Cidade de Safrana
Saffron City

Nessa cidade o principal é Sabrina, mestre do Ginásio do Pântano. Mas ela só abre o ginásio depois que Red expulsa a Equipe Rocket e impede um assalto/sequestro no prédio principal da cidade, salvando o Presidente da Empresa, provavelmente o pai da Sabrina ou algo assim.


Para isso, Giovanni é enfrentado novamente, e Gary também da as caras. Mas no fim, tudo gira em torno da batalha no ginásio psíquico e fim.

Cidade de... Fuchsiana?
Fuchsia City

O principal personagem dessa região é Koga, lider do ginásio da Alma. Ele enfrenta Red e depois disso, Red pode participar do evento mais interessante da cidade: Zona Safari! É um local especial com cronômetro, que você pode passear e sair capturando vários pokémons raros.


Também é nessa região que Red consegue a habilidade Surf, permitindo que ele vá atrás de Zapdos!

Ilhas Seafoam
Seafoam Islands

Esse é o local marcado pelo outro pokémon lendário, Articuno.


É apenas um caminho pelo qual Red precisa passar para chegar até a última cidade. No caso, esse local também é a moradia de vários pokémons, e Articuno se esconde nele.

Ilhas Cinnabar
Cinnabar Island 

Essa é uma cidade cheia de cientistas, e o principal personagem é Blaine, lider do ginásio do Vulcão. Seu ginásio fica escondido por vários puzzles, e após alcança-lo e vence-lo, a 7° insignia é obtida.


Depois disso, Red volta pra Veridian e enfrenta Giovanni, que depois de tanto ser derrotado, resolveu reabrir o ginásio, e a 8° insignia é obtida, permitindo que Red entre na Liga Pokémon!

Caminho da Vitória
Victory Road

Esse é o caminho pra chegar até a Liga Pokémon. Nele há Gary, novamente, um monte de desafios e mais um pokémon lendário: Moltres.


Red captura Moltres, vence seu rival e ainda alcança a Liga!

Grande Torneio Mortal dos Super Treinadores do Mal!
Pokémon League

Red ganha o direito de enfrentar o Elite 4, formado pelos quatro maiores e mais poderosos treinadores pokémons da região. Eles são:

Lorelei, treinadora de Pokémons de Gelo




Bruno, treinador de Pokémons Lutadores



Agatha, treinadora de Pokémons Venenosos



Lance, treinador de Pokémons Dragão



Após vencer os 4 da Elite, Red ganha direito de enfrentar o Mestre Pokémon que os venceu anteriormente: Gary, seu maior rival.

Gary é derrotado por Red, e ele (você) se torna o mais novo Mestre Pokémon!

Caverna dos Poké-tunados
Unknown Dungeon

Depois disso, você ganha acesso a uma região especial, onde vários pokémons raros e poderosos aparecem, dentre eles o mais poderoso e raro de todos, Mewtwo! Red ganha a chance de Capturar esse pokémon clone todo poderoso, e por fim, completar sua pokédex.


É, longo né? O jogo é bem divertido, pois além de ter uma boa história, tem boa jogabilidade e grande dinamismo. Os gráficos também são ótimos pra época, e o fato do jogo ficar em cores no GBC só deixa as coisas ainda mais bonitas.

Eu iria por os 150 pokémons e suas respectivas cidades, e coisas do tipo, só que isso aqui não é um detonado rs... é uma análisemorte, e ainda falta muito pra acabar. Então, pra não deixar passar em branco, irei colocar um vídeo, que além de nostálgico, também mostra os 150 pokémons!



Esse vídeo acima é um rap, característico do Anime Pokémon. E agora é desse anime que falarei.



O anime é baseado no jogo, que de tão bom, ganhou um jogo baseado no anime! 

A história do anime é bem diferente do jogo: Um garoto chamado Ash ganha seu primeiro Pokémon do Professor Carvalho, porém, por ter chegado atrasado na distribuição de Pokémons para Treinadores Iniciantes, ele ganha um pokemon rebelde chamado Pikachu.



A história gira em torno disso: Ash conquistando a amizade de seu pokémon. E o legal, é que Ash e Pikachu se tornam melhores amigos, e passam a se ajudar na jornada para se tornar Mestre Pokemon, onde Ash vai encontrando vários pokemons, os quais ele salva ou ajuda e se torna amigo, e por causa dessa amizade ele vai conseguindo seus pokémons para treinar.


A história é separada em episódios, com direito a narrador e tudo mais, e, apesar de seguir o mesmo objetivo de Red em Pokemon (jogo), Ash não segue pelos mesmo passos nem pela mesma história, tanto que Ash se alia a dois Líderes de Ginásio que passam a segui-lo em sua jornada pokémon (Brock e Misty), coisa que Red nem sonharia em fazer.


O protagonista do anime seria como um "Red" que decidiu trilhar literalmente o próprio caminho no jogo, abrindo brechas e fazendo as coisas do seu jeito. Isso deu um ar totalmente original pro anime, fazendo uma história própria pra ele e dando vida a uma franquia paralela a dos jogos, e tão sucedida quanto.

Escute a música da abertura da primeira temporada de Pokémon... escute bem... (está dublada não se preocupe, muito bem dublada aliás... brazukas sabem cantar.)



Reparou? Ash é descrito, e seus objetivos, e talvez até o fato dele não seguir os padrões do jogo, e sim os seus próprios. Legal né?!

Há um anime mais fiel ao jogo (Pokémon Origins - OVA de 4 Capítulos), com um Red mais leal e coisas assim, só que, a ideia do anime atual é excepcional! Ele realmente deu vida a realidade de pokémon, e com o treinador amigo de todos chamado Ash, ele mereceu o status de adaptação perfeita. Não vejo grande coisa em fazer um "Red" leal ao do jogo, pois o Red do jogo não tem personalidade alguma... ele é o jogador... como fazer um anime dando personalidade pra um personagem que tem personalidade indefinida? Ash foi quase isso, só que deram um nome pra esse Red e uma personalidade muito bem definida, e por causa disso ficou perfeito, e essa é mais do que uma adaptação leal, é a adaptação correta.

Pokémon Origins (Red vs Gary) e Pokémon (Gary vs Ash)
Exemplo, sabe o esquema da lealdade pelas insígnias? Então, Ash enfrenta isso quando um de seus pokémons evolui naturalmente, só que antes do tempo. Um Charmander de Ash, que na verdade pertencia a outro treinador mais foi abandonado, e Ash o resgatou e acolheu, era forte até de mais, e um dia evoluiu, porém... ao evoluir sua personalidade mudou e ele perdeu o respeito por Ash. E pior, ele ainda evoluiu de novo, e virou um Charizard todo poderoso, que não dava ouvidos a Ash de forma alguma. Isso é uma referência às insignias e o respeito adquirido com elas. No jogo, os pokémons evoluem naturalmente (ou por pedra elemental) ao atingirem determinados leveis, só que, se o jogador não tiver as insígnias certas, pokémons de leveis altos não obedecem os comandos dele. Charizard evoluiu sem Ash ter as insignias corretas, e por causa disso, não tinha qualquer respeito por ele ou seus comandos. Claro que no anime isso é explicado de outra forma, com Ash dizendo que "É comum pokémons mudarem de personalidade ao evoluírem" mas... a base é essa.



O anime deu tão certo e agradou tanto, com sua inovação e arriscada criatividade, onde apesar de usar fatos e eventos do jogo, nada ocorria da exata maneira, e os motivos eram mais ligados com Ash e sua maneira de ser, que um novo jogo foi criado, seguindo as ideias do anime: Pokémon Yellow.

Antes de continuar preciso explicar qual a diferença entre essas quatro cores que eu citei dos jogos.

O pokémon clássico, o primeiro jogo de video game, foi Pokémon Red. Esse pokémon tinha também uma segunda versão, chamada Green, que era exclusiva para a galera do japão. 



Red e Green contavam a mesma história, e a principal mudança entre eles eram os pokémons. Cada versão do jogo tinha pokémons próprios, e para que o treinador conseguisse os 150 pokémons, ele precisaria jogar as duas versões e transferir os pokémons de uma pra outra. 

Por ser um portátil a plataforma desse jogo, esse sistema de troca é bem eficiente, e além de trocar pokémons entre os cartuchos, é possível batalhar contra outros jogadores e fazer várias atividades em multiplayer (in-line)

Pois bem, a versão Green foi readaptada para o exterior, ganhando um novo nome: Blue. E o pacote "Red&Blue" virou o principal do Pokémon clássico, afinal era o multi-regional. 

Daí, a capa deles, com o Charizard, Blastoise e Venusaur estampados combinou com os 3 pokémons iniciais do jogo, mas na realidade é apenas 1 jogo com duas versões com alguns pokémons próprios, mas a mesma história e tudo mais.


Só que ai surgiu o anime, baseado em tudo isso, bem mais original. O anime inovou com o pokémon inicial não sendo nenhum dos 3 anteriores, e sim um pokémon elétrico chamado Pikachu, e melhor, ele ainda não gostava de pokébolas, logo, ele não entrava nelas, andando sempre ao lado de Ash.

Isso foi tão inovador, que uma nova versão de Pokémon, chamada Yellow, foi criada. Essa, com um Pikachu na capa, trazia a mesma história clássica, só que com adicionais do anime. Por exemplo, o pokémon inicial não é selecionável. Gary pega o último que tinha e o Professor Carvalho entrega um pokémon que não deveria entregar pois era muito rebelde para Red: O Pikachu.



Depois disso, o Pikachu que não entrava em pokebolas passa a seguir Red por todos os locais, e ai vem mais uma inovação: O Pokemon principal fica ao lado do jogador. E ele ainda tem todo um status emocional, que muda dependendo de onde e como ele está. Fica bem estilo "Bichinho Virtual" com a diferença de que, ele pode lutar!



Enquanto nos outros jogos, todos os pokemons ficavam em pokebolas, aqui, todos, menos Pikachu, ficam em pokebolas, e isso é bem a cara do anime.

Outro acréscimo de destaque foi o trio da Equipe Rocket mais famoso de todos: Jassie, James e Miau (Meowth).


A equipe Rocket liderada por Giovanni que tanto atrapalha o caminho de Red, aqui ganha mais personalidade com esse trio característico do Anime, que são os vilões que vivem nos pés dos "pirralhos", tentando capturar o Pikachu.

Claro que Giovanni ainda é o vilão supremo, além de Gary, mas esses caras aparecem muito aqui, e isso é mais uma referência ao anime.

E ainda tem gente que quer refazer o anime pois achou ele diferente de mais do jogo...


Ah, o anime não tem "fim". Cada novo Pokémon lançado traz uma temporada nova de Pokémon consigo, e o protagonista permanece sendo Ash e seu eterno companheiro Pikachu. 

Sobre isso... Ash é constante alvo de piadas por nunca envelhecer, mesmo depois de tantas temporadas. Só que, a explicação disso é bem simples: A jornada de Ash ocorre num tempo diferente da dos jogos. Enquanto nos jogos há anos de diferença entre um e outro, no universo de Ash são apenas alguns meses. Logo, Ash envelhece sim (motivo pelo qual suas roupas mudam em algumas temporadas) mas ele não tem mais do que uns 13 a 14 anos (ele começou a jornada com 10 anos). No anime também, é mencionado que a idade de Ash permanece sendo 10 anos... só que, isso não ocorre na versão original do anime. nela o Ash possui seus 14 anos (isso na temporada X&Y).



Há um mangá de pokémon que aparentemente tem um lado bem original também, mas sinceramente eu não conheço, então encerro a análise aqui.

Enfim, acho que é isso. Ficou uma análise simples, mas, melhor que nada rs... Eu não sou um fan de pokémon mas, pra registrar meu jogo, aqui deixo a análisemorte. Se gostou, comente, se não gostou, vlw pela leitura de toda forma. 







39 comentários:

  1. AnaliseMorte curta, simples e direta, cumprindo o proposito da analise. É legal você ter colocado a informação de que o Ash envelhece, seria interessante fazer também uma postagem com algumas das teorias que abrangem o universo do game como por exemplo a da Lavender Town ( minha cidade favorita em qualquer Pokemon).
    Legal ver seus pokemon's CharMorte, OddMorte, MagiMorte hahaha muito criativo, mas afinal o porque do Nick Morte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pronto, voltei do trabalho então vou responder.

      Seguinte, a análise realmente ficou bem curta, e um amigo meu me falou que eu dei até mais enfase para o anime do que para o jogo, mas eu discordo. Eu realmente falei tudo que consegui falar do jogo, como você mesmo falou, eu cumpri o propósito, E achei que se falasse de mais acabaria criando um wiki exagerado... e não era esse o objetivo.

      Eu pensei em falar das melhores teorias sobre o jogo, como desmascarar aquela teoria absurda do Ash em coma (coisa que eu praticamente fiz com a explicação óbvia da idade de Ash rs) ou da minha teoria favorita: Origem de Cubone (pensei muito e cheguei a escrever ela, mas como já há muitas postagens pela internet falando sobre ela, incluindo a original, eu achei desnecessário, seria repetição, "ctrl_c + ctrol_v", e longe de mim fazer esse tipo de postagem.) Claro, eu poderia dar uma bela resumida... mas nem.

      E, infelizmente eu não tenho teorias originais sobre Pokemon... tenho explicações. Como sempre curti o anime, sempre tive minhas dúvidas e suposições sobre as coisas... tipo... o enorme Draconite que aparece no Farol de Bill em Pokémon anime, na primeira temporada... eu sei o que ele é por exemplo. Coisas assim, até rolaria por na análise mas, acabaria deixando maior do que o esperado rs.

      Heh, você reparou nos meus pokémons xD... meu favorito é o OddMorte, ele era muito forte, e como eu comecei com o CharMorte, eu não tinha outros pokémons planta, e fiquei vislumbrado com o fato de pokémons planta serem também veneno... foi show rs... e era bom andar livremente com ele sem medo de ser envenenado. Agora, sobre "Morte"... o real motivo é emocional. Ele varia muito conforme meu emocional. Tem muitas razões para eu usar esse nick/sobrenick em tudo. O motivo atual seria de organização. Acho mais prático deixar meus personagens com nomes parecidos, para facilitar a memorização deles e também, deixar eles mais organizados.

      Rs... obrigado por comentar Sr Abyss... já disse que você é bem vindo? Se disse, direi de novo: Seja bem vindo Sr Abyss!

      Ahhhh, comprei uma placa de audio e caixas de som novas... tentei jogar SH Homecoming agora, mas o áudio permaneceu prejudicado. Só que... as caixas de som conseguiram fazer o áudio das falas funcionarem legal, e como o jogo tava rodando levinho pela placa de video nova, eu consigo jogar ele com tranquilidade agora, então eu o farei. A vantagem e motivo por eu ter dito isso é que, agora poderei tirar fotos, e com fotos, posso fazer a análise. Fazer a análise do Homecoming é um dos passos para chegar até Downpour, outro seria fazer de Origins. Posso fazer de ambos então rs... então em breve, postarei os 4 últimos SHs, e quem sabe, poste tudo antes de Silent Hill S sair... xD

      Espero que você ainda esteja lendo até la! De toda forma, obrigado cara.

      Excluir
    2. Realmente não se tem muito a falar do jogo, ele em si para ser explicado é bem simples, a historia, a mecânica e os personagens em resumo é tudo bem curto, tirando o próprio gameplay que é bem demorado por ser um RPG.

      A origem do Cubone, essa sim é uma excelente teoria, é eu entendo pra alguém como você, que sempre traz algo original, é difícil de trazer algo já feito.

      Hehe realmente ficaria muito grande, mas ainda assim é interessante esse tipo de postagem, já que o mundo dos Pokemon's é envolto em mistérios "unown's" (Maldita mania de fazer esse tipo de piadinha xD).

      A entendo, fiz a pergunta porque as vezes você pode saber tanto sobre uma pessoa com um simples Nick que ela usa como por uma longa conversa. Hah nunca fui muito fã dos tipo planta, apesar de sempre ter um comigo nem de longe são os meus favoritos, os tipo fogo e fantasma fazem mais meu tipo hehe.

      Então logo teremos a saga Silent Hill completa \o/\o/\o/o/, com fotos durante o gameplay vai ficar muito melhor a explicação de algum item, ou situação em especial e isso vai acabar ajudando um pouco mais no entendimento o/. Downpour ta ai um que eu realmente quero ler, ainda não acho que entendi muito bem ele x.x. Aah sai sim, Silent Hills vai demorar um pouquinho ainda, acho que eu nunca esperei com tanto entusiasmo e receio por um game, entusiasmo pelo simples fato dele ser como ele já está: assustador, e receio dele ser tão assustador que não consiga jogar kkkk.

      Hahah já disse sim,me sinto mais do que bem vindo do DM já :D, se eu ainda estarei lendo? Creio que você ganhou um leitor vitalicio haha. Eu que agradeço pelas ótimas e nostálgicas postagens, é um tempo realmente bem gasto de todas as maneiras! Abraços.

      Excluir
    3. Heh, eu adoro agradar.... meu trabalho pode ser simples mas fica muito rico quando pessoas como você apreciam. Da até vontade de arriscar pelo mundo do jornalismo depois dessa kkk...

      Eu to tão ansioso pra isso... encerrar a saga SH é tipo... o foco do meu trabalho na saga SH! E falar do segundo filme como encerramento vai ser top, afinal, da mesma forma que o primeiro filme é uma mescla entre os dois jogos da epoca (1 e 2) o Revelation é uma mescla entre todos da época (incluindo Downpour) e isso é incrivel! Sobre o Downpour, pra sua sorte eu entendi tudinho dele, até fiz as clássicas descobertas macabras que explicam tudo, tudinho (cara, uma das mais recentes que fiz foi de um personagem de Homecoming que aparece em Dowpour, estilo o do Origins que aparece em Homecoming... por isso deixei esses três pro final, pois são ligados diretamente.

      Nem grila, me conhecer é bem fácil. Eu sou muito... aberto rs.

      Um dia quem sabe eu faça uma analise bem feita da teoria do Cubone... sei que nã oseria muito honesto, mas vou dar um jeito de fazer algo mais original. (só odeio dar créditos e terei de fazer se mencionar a teoria original =/)

      De toda forma, obrigado por me dar a chance de agrada-lo Sr Abyss.

      Excluir
    4. Creio que seria uma careira de sucesso kkk.

      O Revelation eu ainda não tive a oportunidade de assistir, mas vou ir atras dele logo, creio que praticamente tudo refente a saga SH é incrível, até mesmo o SM consegue ser incrível a sua maneria kkk, Downpour quando o joguei a primeira vez (já faz um tempinho, foi logo que lançou) eu pensei que havia entendido grande parte da historia, até ler suas analises que apesar de serem de outros games, colocou uma "?" em minha mente, uma das maiores é de quem o Murphy descende, porque ficou claro (creio eu) que ele é uma criança da ordem, não diretamente, talvez como o caso dos personagem de SH2, ai já me levanta outra duvida será que ele está morto? Seria o Bogeyman um Pyramid Head de Murphy, o que cada criatura significa na mente dele? E aquele maldito carteiro? Nem precisa responder essas perguntas, só as coloquei pra você ter uma ideia da confusão que virou minha mente apos ler suas Analises sobre SH kkk, após elas só fiquei ainda mais fascinado por SH. Cara acho que vou jogar o Downpour de novo antes de sair sua Analise, ver se consigo entender o que aconteceu tão bem quanto você! Cara que demais dois filmes e games interligados, só em SH mesmo xD.

      Então creio que uma possível amizade esteja para nascer haha.

      Realmente para alguém com tanta originalidade deve ser muito complicado ceder créditos...

      Eu que agradeço por todas essas Analises e conversas que viemos tendo, só me faz ter mais vontade de acompanhar e conhecer seu trabalho Sr. Morte.

      Excluir
    5. Cara, não é querendo te deixar com expectativas extremas e ansiedade... mas eu sei a resposta de todas suas perguntas... tipo... Murphy não é uma criança da Ordem... mas ele tem uma forte ligação... ligação vital... com uma antiga criança da Ordem.... e eu vou falar muito disso em minha análise... também... o Carteiro... cara... o Carteiro é fod4.... e sobre o Homem do Saco... tenha certeza que se impressionará com quem ele é... e sim... ele é um Cabeça de Piramide (Valtiel), mas ele é aquilo que acreditavam que Travis era... rs... por isso eu digo que são 3 análises muito ligadas. Seriam quase como a ponta unificada entre as histórias de SH.

      Então... o filme é maravilhoso irmão, e tu vai pirar quando reparar que todos os SHs aparecem e são referenciados... Assista, vale a pena... muito alias, mas lembre-se que os Filmes seguem uma temática paralela aos jogos... onde ao invés de Demônios e Fantasmas, o foco são Bruxas (top de originalidade... não é atoa que são os melhores filmes baseados em jogos da história - opinião minha)

      Bem, ficaria honrado em ser seu amigo rs.

      Espero jamais decepcioná-lo. Provavelmente rolará uma folga pra mim em breve, e eu vou me esforçar pra terminar a franquia SH.

      Flw Sr Abyss

      Excluir
    6. Sei lá, mesmo o Downpour não sendo um dos melhores (apesar que eu curti muito ele) acho que ele até tem uma historia bem interessante, sobre o Homem do Saco acho que ele foi desmascarado no game, não me recordo bem. Agora eu vou caçar feito do essa criança da ordem e.e. Esse carteiro, sei lá é muito suspeito pro meu gosto... Ainda não entendi muito bem o conceito do Valtiel, já que parece que em cada game ele é um diferente mas ao mesmo tempo todos são Valtiel (O.o).

      Vou ver se assisto esse fim de semana, compartilhamos da mesma opinião então, o filme é realmente excelente, já assisti o primeiro umas 5 vezes e não me canso ahsuhaus.

      A honra é toda minha haha.

      QUE VENHA ESTA FOLGA \o/\o/\o/.

      Flw Sr. Morte, até breve.

      Excluir
    7. Hoje por exemplo to livre de tarde... e domingo trabalharei, mas terei direito a um dia de folga a minha escolha... irei folgar pra analisar!

      Sobre o Homem do Saco, sim, ele é revelado tanto como Valtiel, quanto como Murphy no final do jogo, e isso nem é segredo, pois é através disso que se descobre o real segredo do jogo: A criança da Ordem dessa versão.

      Cara, pra se ter uma ideia, saca os monstros de Silent Hill Downpour? A maioria (acredito que todos mesmo) não tem nenhuma ligação com Murphy! Não são nada da consciência dele nem representações de qualquer coisa referente a ele... tudo é diretamente ligado e criado pela Criança da Ordem, essa criança aparece apenas 2 vezes. Entretanto, você não vai saber quem ela é nem porque ela é uma criança da ordem enquanto não conhecer a mitologia SH inteira... pelo menos compreender como funciona o mesmo... O Carteiro... cara, o Carteiro é um monstro... mas o que ele significa tu vai pirar rs... Downpour tem como temática tanto Espiritos quanto Demônios, mas o principal foco é "Vida".

      Cara, eu vou adorar escrever sobre ele... vou instar o xbox no quarto pra analisar em tempo real!...

      Cara, quer entender um pouco sobre Valtiel, lê a análise de SH3, eu falei um pouco disso. Mas eu só vou explicar ele completamente depois de falar de todas as versões dele, ou seja, só na pós-análisemorte da saga SH.

      Sr Abyss, obrigado por acompanhar o blog e sr, eu irei fazer as análises... um dia.

      Excluir
    8. Preciso conhecer logo essa criança da ordem '-', tudo vai se encaixar quando eu descobrir quem é ela (e) hehe.

      Então sobre os monstros eu também não vi ligação nenhuma, tipo, se fossem ligados com o Murphy creio que seriam relacionados com crianças, assassinos e tudo mais. Falei que esse carteiro tinha algo de estranho u.u.

      Então eu li a Analise do SH3 (li todas na verdade) mas mesmo assim ainda ficou um pouco aberto esse conceito do Valtiel para mim, mas quem sabe uma leitura um pouco mais atenta e eu entenda ele de vez...

      Magina, não precisa agradecer, saiba que só acompanho o Blog porque o mesmo é realmente muito bom, nunca falta conteúdo e entretenimento em suas postagens ^^. Então fico no aguardo deste tão esperado dia haha.

      Excluir
    9. Sh é a próxima, mas hoje sai a do Mirror of Fate... to animado pra postar ele.

      Sobre Silent Hill Downpour (o post é sobre pokémon e ó onde chegamos kkk) eu irei falar tudo o que for possível pra explica-lo, mas falta muito ainda... então tenha calma. Preciso falar do Origins primeiro, e junto com ele explicarei mais um pouco de Valtiel, agora, só vai ficar completo no final mesmo, tom todas as análises prontas.

      Bem esperto de sua parte sacar que Murphy e os monstros não tem ligação alguma... quer mais uma dica pra descobrir quem é a Criança da Ordem de Downpour? Veja quais são os monstros na visão dos demais criminosos e vítimas de SH... Eles se diferem?

      Excluir
    10. Maldita seja Silent Hill tirando o foco dos post's uahsuha, se tratando de SH, calma é a palavra chave kkk, Origins ta ai um que eu também não tive a oportunidade de jogar =(

      Haha vlw ^^, eu sempre percebi que os monstro de SH (quase todos) sempre tinham algo a ver com personagem, e só percebia isso conforme me identificava com o personagem, entendia sua historia, seu medo, suas motivações, eu me tornava parte da historia junto com eles (uma pequena mania minha em praticamente todo jogo, seja ele Tetris seja ele Silent Hill, eu sempre me envolvo mais do que o necessario, por isso me apaixono tão facil por alguns games e odeio tanto outros) e compreendia, mesmo que bem por cima, o conceito de cada monstro, mas no Downpour foi tão difícil fazer isso, acho que agora entendo o porque.
      Um sobre essa dica, terei que jogar de novo, não me recordo mesmo como cada pessoa via os monstros... assim que tiver a resposta toco no assunto de novo, espero que antes da sua Analise sobre Downpour (que la no fundo, mas bem no fundo mesmo, bem submerso sabe, trancado sobre sete fechaduras de ouro e prata com chaves de diamantes, espero que demore pra sair, pelo menos o tempo o suficiente para jogar novamente ele, prestar mais atenção e tentar ter meu entendimento e comparar com o seu, será algo muito legal pra mim, já que as outras nas outras analises muitas coisas passaram meio despercebidas por mim, eu me questionava o porque mas não buscava tanto a fundo a resposta, acho também porque foi apenas um gameplay em cada SH, e na época não tinha o nível de inglês que tenho hoje o que dificultava bastante meu entendimento, preciso jogar todos os SH's de novo T.T

      Bom, agora que já li a analise do MoF, respondi aqui, vou responder o outro post e comentar na do MoF aushuahsuah, então até breve Sr. Morte o/

      Excluir
    11. Nossa, já leu a MoF? Me diz logo se fico uboa... eu não tive essa oportunidade ainda. Terei de ler hoje quando voltar do trabalho e editar, revisar, corrigir, adicionar mais imagens, trocar algumas... tudo que eu achar necessário pra deixa-la impecável. Mas por hora, eu deixei ela no ponto, só to na dúvida mortal se ficou boa.

      Respeitarei seu pedido, e realmente não acredito que postarei tão cedo a de Downpour, pois eu preciso jogar pelo menos mais 2 vezes o Origins e tirar as fotos pra análise, e ele é beeeem longo. E também precisarei jogar o Homecoming na versão de PC e de Xbox360, tirar fotos e escrever sobre... que apesar de não ser tão gigantesco, também será um trabalho demorado. O Downpour será o último, que eu também precisarei jogar pelo menos 2 vezes mais, para ter certeza e pegar todos os pontos chaves para a análise. Eu até me atreveria a trabalhar só com o poder da mente e das memórias... mas nah, as análises ficam bem melhores quando são mais frescas.

      Legal disso tudo é que, além de eu estar conhecendo os jogos bem mais do que antes, e me atentando muito mais aos detalhes, eu também estou limpando a memória do meu pc rs... pra cada jogo que faço uma análise, eu não vejo mais necessidade de joga-lo... pois pra fazer a análise eu reviro o jogo todo, e deixo a postagem la, com tudo o que eu peguei dele. Daí posso desinstalar e partir pro próximo, ou guardar para matar saudade no futuro.

      Sr Abyss, gostei da sua maneira de jogar, bem bacana alias, e arriscada. Isso deve bagunçar o emocional não?!

      Excluir
    12. Hahaha já sim, eu li antes de fazer os comentários, creio que daqui uns 15 minutinhos um comentário meu dando a minha opinião sobre ela e tudo mais, mas já posso adiantar que está muito boa, sempre rica de conteúdos e de leitura prazerosa, creio que existem dois errinhos ortográficos nela, tipica troca de letras sabe rs...

      O Homecoming tem diferenças em suas versões? É bem mais fácil e certeiro escrever algo que está fresco na mente, principalmente com SH hahaha.

      Todo mundo sai ganhando com suas Analises ne?! kkkk Sr. Morte revive as lembranças, aprende mais sobre cada jogo, evolui seu senso critico e recupera memoria no pc, e os leitores como eu sempre ficam entretidos e fascinados com as ótimas analises postadas, isso sim que é um trabalho de sucesso hahaha.

      Ah depende muito do jogo sabe, da maneira com que me apresentada a historia, em alguns por mais que eu queira me envolver com a historia, a maneira como ela é apresentada não me permite, ou a historia é muito medíocre, mas como normalmente faço isso com tudo que tem uma historia (filme, mangá, anime, game, livro, HQ, creepypastas) eu já tenho um emocional bem bagunçado rsrs. Mas existem games que realmente marcam, como por exemplo o Shadow Of The Colossus, me lembro até hoje que chorei quando Agro caiu no abismo =(. Mas é uma maneira de jogar que eu recomendo muito, porque você acaba aproveitando mais do que o jogo pode oferecer, infelizmente não é tão simples assim, já que exige uma imaginação e mente dispostas a aceitar uma outra historia entre a sua, mas garanto que o resultado é satisfatório na maioria das vezes.

      Excluir
    13. Que profundo sr Abyss... eu não sou tão diferente assim, mas minha forma de enxergar os jogos fica bem clara nas análises. Eu imagino e reimagino em cima do que aparece, e ficou buscando conexões e pontes entre tudo oque encontro. Não chego a me apegar às histórias, mas eu as respeito, e algumas odeio... mas seu jeito é bem interessante Sr.

      Não é justo acusar meus erros sabendo que é um tipo de prévia do material final T_T... eu fiz bem empolgado e estava com sono, queria ao menos terminar a base e nem tive tempo de ler meu próprio trabalho... pra se ter noção teve um erro enorme de descrição, onde eu disse que tinha aquela Barra de Energia Especial do 1° jogo no mirror, mas não tinha, eu tive de corrigir isso às pressas... mas foi só uma das coisas que eu lembrei de corrigir. Agora que cheguei vou fazer a leitura e finalizar a análise.

      Não, Homecoming não tem diferenças nas versões, exceto o fato de na versão de Xbox não haverem bugs gráficos e de áudio como na PC. A de PC é limitada a determinadas configurações, nem mais, nem menos. Máquinas potentes de mais encontram nele o mesmo problema que máquinas fracas e, uma pequena mudança de configuração faz o jogo se tornar beeem zoado. Por vou jogar elas, pra avaliar as diferenças entre pc e plataforma. Outro motivo por eu ter deixado o pacote Homecoming+Origins+Downpour para serem sequenciais, foi o quesito "Porte". Homecoming teve versão pra consoles e pc, Origins para consoles e portátil e Downpour apenas para consoles. Eu vou explicar porquê disso, na minha opinião é claro.

      Enfim, eu fico satisfeito pelo meu trabalho servir tão bem ao mundo! Viva!!! Rs... Sr Abyss... obrigado por tudo, e espero que minha próxima análise lhe agrade.

      Excluir
    14. Interessante e em alguns momentos bem torturador devo dizer kkkk principalmente quando se trata de Metal Gear... Tá ai um game que praticamente originou essa minha maneira de viver qualquer historia que me é apresentada... E em relação a sua maneira de ver os games, só tenho a agradecer, se não fosse ela algumas coisas não ficariam tão bem explicadas em minha mente, então muito obrigado ^^.

      Não foi na intensão T.T é que tipo eu lembro que uma vez, em um trabalho escolar, eu fiz o texto e revisei e mesmo assim deixei passar um erro parecido sabe x.x então pra evitar o mesmo com você eu pensei em avisar e.e minha intensão foi a melhor, eu juro u.u.

      Nossa mas que droga eim '-' conseguirem cagar em um game em um local que ele deveria ser exemplar como o PC

      Não precisa agradecer Sr. Morte, tudo isso é em troca pela maneira como me ajudou a ver melhor alguns games, e me entreter de maneira empolgante, eu que tenho muito o que lhe agradece!

      Excluir
    15. Sr Abyss, que fod4... seus comentários me deixam la no alto xD

      Infelizmente, o Homecoming ficou muito zoado, e eu to me esforçando muito pra zera-lo novamente, com todos os bugs, como no passado... mas é triste T_T.

      Nem grila, os comentários servem para acrescentar a postagem. Comentários são a "dlc" do post... correções são mais do que necessárias, são obrigatórias! E eu agradeço muito por isso... significa que no mínimo, prestaram atenção no que escrevi hehe.

      E então... Metal Gear é um jogo que jamais toquei. Eu não sou fan de alguns gêneros, e os evito ao máximo (Puzzle, Point&Click, Tiro/FPS, Luta) daí, os mais famosos nesse meio acabam passando batido por mim. Só que, me desenvolvi mentalmente de uma forma e fico feliz em saber que ela é útil pra alguém rs.

      Enfim, é isso. Agora vou correr pra terminar a análise de Dust pra pular pro SH!

      Excluir
    16. Haha talvez, na verdade você já esteja no alto, eu só o lembro disto haha xD

      Até imagino, zerar game bugado é tão... Buguento... Desanimador...

      Haha estranho seria eu não ter prestado atenção xD

      Ah infelizmente, por que lhe garanto que está perdendo uma historia rica de conteúdos e ligações, do jeitinho que gosta haha.

      SH? eu li SH? Perai deixa eu reler aqui... É eu li SH... Calmae... SH cara... SH... Nossa cara SH... Isso é tão animador sabia?... Tipo é SH... Tipo vey SH...

      Excluir
    17. Melhor? Hm... então essa não será tão boa:

      - Semana que vem, segunda-feira, estarei livre para fazer o que eu bem entender... e tecnicamente, domingo também... estou pensando em emendar ambos e, dobrar. De manhã de domingo pra madruga de segunda, jogar e analisar... um dos 3 SHs finais, sem parar.

      Enfim, provável que saia pelo menos 2 SHs ainda esse mês... e da melhor forma possível.

      Excluir
    18. 2 SH's em um só mês? Retiro o que disse, essa é a melhor noticia hahaha

      Excluir
    19. É... eu to contando com 1 dia específico pra fazer essa proeza... mas to começando a me preocupar. As coisas não estão indo conforme meus planos...

      Excluir
    20. Sem pressa Sr. Morte, acho que todos que acompanham a suas analises de SH conseguem esperar haha, afinal sempre vai vir uma analise bem rica de conteudos.

      Excluir
    21. Fica feliz em ler isso.

      Estou me esforçando pra ficar um texto riquíssimo, e até o momento estou me surpreendendo com minhas capacidades. Ta ficando algo lindo.

      Mas não vou cantar vitória antes do fim da guerra... pode ser que surjam bombas atômicas pra ferrar geral...

      Excluir
    22. Em relação a bombas atômicas o pessoa de Hiroshima pode lhe dar umas dicas...

      Estou começando a acreditar que SH origins é um dos games que vai mais além do que é apresentado na historia dentro do game... Até mais que SH4, já que a cada comentário sobre você menciona que descobriu algo a mais... prevejo uma analise riquíssima!

      Excluir
    23. Então, eu não diria que tem mais "oculto" que o 4, porque o 4 realmente é cheio de segredinhos e talz. Eu diria que ele ta no nível do 3 em revelações... mas confesso que me surpreendi com a quantidade de assunto que consegui achar no Origins.... eu achava que seria o jogo que eu falaria menos dentre todos na franquia, e acabei quebrando a cara pois ele tem muita coisa interessante. A última descoberta que fiz sim, foi realmente incrível. E pior que é algo tão simples... mas ao mesmo tempo tão impactante... enfim...

      Quero terminar logo, mas to com um problema chato... falta as imagens... ta tenso kkk

      Excluir
    24. Algo mais singelo mas com revelações um tanto chocantes, devo dizer que isso me anima, afinal quanto mais SH melhor xD

      Posso imaginar, eu realmente queria um dia ter a capacidade de analisar games dessa maneira tão profunda

      Excluir
    25. Tenho muito medo de falar bobagem, ou de desmerecer alguma informação oficial sem fundamentos, saca... eu tenho certo receio de ter ideias bobas e divulga-las... mas... bem... to me esforçando pra fazer um bom trabalho...

      Excluir
    26. Se esta com esse receio, creio que o que descobriu vai contra todas as informações oficiais não? Cara to começando a gostar do SHO ( não tive a oportunidade de joga-lo T.T)

      Excluir
    27. Agora, eu já até me acostumei com a ideia. O espanto foi no inicio, mas agora vi que nem é algo tão estranho e diferente assim... justamente pelo contrário, é a interpretação mais válida e coerente.

      Excluir
    28. Acredita que no momento que eu tava terminando de escrever, só fazendo o encerramento do texto, saca, eu fiz outra descoberta incrível?! Rs... essa é a análise em que eu aprendi mais do que o que achava que conseguiria rs.

      Excluir
    29. Já estou até vendo, vai estar lá você editando o texto ejá vai descobrir mais umas 5 coisas xD

      Excluir
    30. Profeta... Sr Abyss o Profeta. Enquanto colocava as imagens fiz mais algumas descobertas, e correções.

      Excluir
    31. Nossa, vou mudar de ramo depois dessa, chega de contabilidade vou ser profeta profissa xD

      Excluir
  2. Rapaiz. Que nostalgia, continuo acompanhando o seu blog toda semana. Eu tenho uma saudade danada de pokemon. Esse jogo me fascinou tanto quanto o desenho, deixei de ir pro beto carreiro só pra passar um fim de semana na casa de um amigo jogando esse jogo com meus 7 anos em 1997, que massa. (Só deixei pokemon um pouco por causa da minha paixão maior, o Sonic do Mega drive...)Tô jogando o poke Y, há um tempo, em breve voltarei a jogar. Continue a seu tempo postando mais análises, se postar algo de meu reconhecimento, não hesitarei, vou dar meu comentário. Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe, Sr Diego, vlw por aparecer. Que bom que acertei uma... eu tava bem ansioso pra postar algo sobre pokémon, mas só o fiz pelo meu amigo Tuck, que por sua vez leu, mas não comentou, com a desculpa de tê-lo feito por celular... pif... pode isso? Ele veio pessoalmente aqui em casa me agradecer pela postagem e ainda me brindou com uma tarde de Silent Hill e DBZ Abridged... mas um comentário viria bem a calhar kkk.

      De toda forma, bom saber que a análise ficou boa e adiantou pro que eu queria. E cara, obrigado por acompanhar o blog. Na próxima, tentarei ser ainda melhor.

      Excluir
    2. Carinha, no Pokemon Origins não seria Red vs Green? (Detalhe sem nehuma importancia:só eu que vi um bigode na Agatha?)

      Excluir
    3. Sr, tanto faz... um amigo meu chegou a me corrigir quanto a isso, mas achei desnecessário mudar pois, eles são idênticos. Mas o que vale é a intensão rs.

      Sobre a vovó la... o correto é "busso" (kkkk)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+