PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

domingo, 21 de setembro de 2014

AnáliseMorte: Castlevânia - Lords of Shadow

Olá caro leitor. Depois de um tempo, aqui está outra análise. 

O jogo dessa vez é um Castlevania novo, que eu finalmente consegui jogar. Porém, eu me decepcionei legal com ele. De toda forma, explicarei tudo o que conseguir na análise, então...


Tem Spoiler Ok!?

Boa leitura


Castlevania LoS segue os padrões de qualquer Castlevania... mas, antes de começar a falar dele acho que seria uma boa falar sobre o título original em si.

Castlevania é uma série de jogos que apresenta vários seres malignos e mitológicos, normalmente guiados por ninguém mais ninguém menos que famoso Drácula. O nome "Castlevania" se refere ao castelo de Drácula, onde ele vive e onde todos seus seres diabólico habitam. 

O jogo pode até ser de ação, mas 90% dele se passa com o personagem a quilômetros da câmera, bem pequenininho, e as vezes parece mais um jogo "simulador de paisagem" do que ação... enfim...
Normalmente, os jogos mostram um herói, que carrega um Chicote e pertence a um clã chamado Belmont, que por sua vez tem a missão de caçar e eliminar o imortal Conde Drácula, por toda a eternidade. 

Mas não há somente os Belmont's caçando o tio Dracul, sempre tem um ou outro personagem de fora do clã que toma parte da aventura, ou algum intruso na história. Um dos mais importantes que já apareceram foi um cara chamado Alucard.

Alucard é filho do Drácula, e ele tem como objetivo matar seu próprio pai, estilo Belmont mesmo. Porém, Alucard dispõe de habilidades de vampiros e coisas do tipo, afinal ele também é um Vampiro.

Enfim, a maioria dos Castlevanias são do gênero plataforma e aventura, com elementos de ação e puzzle, e alguns até se aventuram pelos caminhos do RPG. 

Eu já tive o prazer de jogar vários Castlevanias, porém só finalizei 4 títulos: 

Castlevania Symphony of Night


Um Castlevania que conta a história de Alucard no caminho de acabar com seu pai. Ele também tenta libertar um Belmont que desapareceu após a última batalha contra o Drácula, e no fim, encontra o mesmo sendo manipulado e o salva. Drácula é derrotado nessa aventura. 


Castlevania Dracula X


Um Castlevania que conta a história de Richard Belmont (Richter Belmont, mas eu sempre chamei de Richard - Vlw pel otoque Sr Ero), um guerreiro que com seu Chicote vai em busca de Drácula, para extirpa-lo da realidade. Richard(Richter) no fim consegue deter Drácula, porém ele é o Belmont que foi manipulado em Symphony of Night.



Castlevania Lament of Innocence


Um Castlevania que conta a história de Leon Belmont, um templário que vai em busca de sua amada, sequestrada pelos vampiros. Para salvar sua amada, Leon constrói um Chicote especial nomeado "Vampire Killer", e o resgate vira vingança após ele descobrir que ela estava morta. Ele enfrenta os vampiros mas no final descobre que estavam todos sendo manipulados por um cara chamado Mathias, tal qual se revela posteriormente como Dracula e foge, deixando a Morte para lutar em seu lugar. Após derrotar a Morte, Leon jura que irá eliminar Dracula um dia, e toda sua linhagem seria responsável por caça-lo, dando inicio a caçada dos Belmont.



Castlevania Legacy of Darkness


Um Castlevania que conta a história de um Licantropo chamado Cornell, que vai em busca de sua irmã no castelo de Drácula, e o enfrenta para isso. No fim, ele salva sua irmã e Dracula escapa. Depois disso ocorrem outras histórias com outros personagens, mas a principal é essa.


Eu também joguei outros Castlevanias, vários, porém alguns só finalizei parte da história, por isso nem vou menciona-los. 

Todos esses 4 citados acima são diferentes. O Symphony é de PS1, e tem um gráfico com pitadas em 3D (levíssimas...), mas é em plataforma. O que o torna diferente é o fato do protagonista ser um Vampiro e usar armas brancas como Espadas e Adagas para atacar, além de suas magias. Algo fora dos padrões clássicos dos Chicotes. Também tem o fato dele ser em mapa livre, e o personagem pode visitar todos os cantos do Castelo interligados, com algumas portas entre eles apenas.


O Dracula X (o primeiro que joguei e é de Super Nintendo) é em Plataforma e Aventura, com um Belmont no protagonismo, logo a arma principal é um Chicote. O diferencial dele é que o jogo é dividido por fases, numa forma cronológica direta. Dependendo do caminho que se faz até o fim, o trajeto mapeado pode mudar mas, o destino é sempre o mesmo: Castlevania. 


O Lament é de PS2, tem gráficos totalmente em 3D e puxa mais pro lado de Ação e Aventura. O diferencial dele é justamente isso, além de sua história contar como o chicote dos Belmonts nasceu e como os Belmonts viraram rivais eternos de Dracula. 


O Legacy é de Nintendo 64, e o que fazia a diferença dele, além dos gráficos também totalmente em 3D, era o fato do protagonista (principal) ser um Licantropo, além de terem vários outros personagens jogáveis, cada um com uma história própria e interligada com a principal.


Deu pra reparar que sempre tem um monte de diferenças de um Castlevania pro outro, mas a história sempre mantém os elementos medievais e mitológicos, além de buscar respeitar o universo de Castlevania e o rico enredo que ele possui, tanto que, todas as histórias que compõem a cronologia se ligam através do tempo, e ocorrem com grandes intervalos e em gerações diferentes, porém, sempre remetem à origem.

E é ai que NÃO entra o Lords of Shadow. 

Lords of Shadow é um Castlevania que não participa do enredo original. Ele é uma reimaginação do enredo original, ele é um Remake... alias, um Reboot da saga toda...



Normalmente eu não defendo a ideia de títulos "remakes" pois sempre busco ligar tudo ao mesmo universo, porém o Lords of Shadow traz muitas incoerências com os demais jogos da saga, e o fato de ter 3 jogos que seguem essa mesma ideologia, indica que Lords os Shadow é um universo a parte, uma saga nova e independente.

Olhando superficialmente, é possível dizer que há ligações entre o LoS e os demais games da série, mas, ao analisar com calma, descobre-se que são apenas homenagens ou referências nominais rápidas, sem qualquer vínculo ou base histórica. Só que isso só fica claro no final do jogo, e aliás, somente com a continuação dele.

Eu nem sei por onde começar, porque é complicado falar do primeiro Lords of Shadow  sem pensar no segundo, sabendo as coisas que acontecem no segundo. Há uma senhora revelação no segundo jogo que forçou inclusive a criação de uma DLC para o primeiro... o que tirou qualquer chance dele fazer parte da cronologia original.

Resumindo, o jogo se dividiu em duas histórias diferentes. A primeira poderia até ser inclusa na cronologia de Castlevania, mas assim que surgiu a ideia da continuação, toda ela se perdeu e uma nova saga se iniciou.


Vou contar as duas histórias do primeiro jogo, de forma bem resumida, e mais pra frente dou os demais detalhes ao falar dos personagens e coisas do tipo:

Castlevania Lords of Shadow

Era uma vez um cara chamado Gabriel. Gabriel Belmont como se auto-intitulava. Ele fazia parte de um grupo de "Caçadores do Mal" chamado Irmandade da Luz, e era protagonista de uma antiga profecia, que dizia que ele derrotaria todo o mal do mundo, eliminando os Senhores das Trevas. Um dia, Gabriel perdeu sua esposa, e movido pelos sentimentos de sua perda, decidiu seguir seu destino e por um fim definitivo nos Senhores das Trevas. Ele caça os três Lords of Shadow (1° Senhor dos Licantropos, 2° Senhora dos Vampiros, 3° Senhor dos Mortos) e no fim, descobre que os três e o próprio Gabriel estavam sendo manipulados o tempo inteiro por Lúcifer, que queria os poderes deles para se tornar mais poderoso e enfrentar seu pai, Deus. Pois bem, Gabriel derrota o Senhor do Inferno também, e com isso salva o mundo. Após isso, ele pede perdão pra Deus por todos seus pecados, cometidos por ter sido manipulado, e demonstra ser um cara extremamente fiel, mantendo isso até o fim, se despedindo do espírito de sua esposa e dos inocentes que ele matou.

Castlevania Lords of Shadow 
Ressurrection & Reverie

Após completar a profecia, Gabriel Belmont muda completamente, e de um cara fiel e temente a Deus, se converte em um revoltado guerreiro. Gabriel então é convocado por uma Vampira, filha da Senhora dos Vampiros, tal qual ele havia enfrentado em sua aventura anterior e também, havia sido poupado. Ela lhe diz que como ele derrotou os Senhores das Trevas, um Selo que eles haviam feito se rompeu e um ser diabólico e todo poderoso estava prestes a se libertar, e cabia a Gabriel se responsabilizar sobre isso e salvar o mundo da perdição certa. Gabriel se recusa a fazê-lo de inicio, mas em seguida decide fazê-lo, não por Deus, mas sim pra não se sentir culpado pelas almas inocentes que sofreriam com esse mal. Pois bem, Gabriel chega até o portal desse ser diabólico e, ao alcança-lo, descobre que a única forma de impedi-lo de sair era entrando e destruindo ele la dentro. Porém, a única forma de entrar e sobreviver, seria se convertendo em um ser diabólico. A Vampira então oferece seu sangue para Gabriel, e sua vida com o mesmo, dizendo que está cansada de ser vampira, e Gabriel, obstante, acaba aceitando o mesmo, para um bem maior, e se convertendo naquilo que ele repudiava, um Vampiro. Mas, antes mesmo de se tornar vampiro, Gabriel envenenado entra no portal e encara o Temido ser do Mal, O Esquecido, que era só um demônio de armadura. Ele o segue por um tempo, descobre seus pontos fracos, o ataca quando está enfraquecido e toma seus poderes diabólicos. Fazendo isso, ele derrota O Esquecido e, é contaminado com a maldade da energia negativa do mesmo, pegando todo o ódio que ele tinha por aqueles que o selaram para si, e aparentemente se convertendo no temido Drácula.


Repare que a DLC trouxe uma série de alterações pra história original do Lords of Shadow, onde surgiram os principais indícios de que Gabriel Belmont, o primeiro Belmont, se converteria no Conde Drácula, o temido Vampiro senhor de todo mal que seria caçado pelos Belmont. Essa é a base pra história das sequências, mas... por causa desse detalhe, a história do primeiro jogo não pode ser encaixada na cronologia oficial.

Se olhar a primeira parte da história, daria pra fazer o encaixe perfeitamente pois, seria basicamente a história de como o Clã Belmont nasceu, e porque eles caçavam o mal, antes mesmo de Drácula existir. Só que, desrespeitando completamente e ignorando todos os demais jogos (ou ao menos a sua maioria) resolveram mudar esse tema, e além dele, incluir a origem duvidosa de Drácula, e também, de outros personagens. Isso tudo com uma DLC, para poder dar credibilidade as duas continuações (Lords of Shadow Mirror of Fate e Lords of Shadow 2)



Eu sinceramente fiquei revoltado com isso, pois a história original do Lords of Shadow (veja o título, ele mesmo indica que o foco seriam os Senhores das Trevas, provavelmente os inimigos iniciais do Clã Belmont, mostrando que eles caçavam bem antes de Drácula existir, dando até uma certa credibilidade pra jogos como o Lament of Innocence.) seria de certa forma encaixada como a primeira história de Castlevania, contando a primeira aventura do clã Belmont contra o mal.

Também preciso admitir que odiei o primeiro jogo e sua jogabilidade, achei enjoativo e arruinada pelo exagero de "pausas" entre um trecho e outro, e o número enorme de Puzzles. O jogo é um Castlevania, o que significa que é cheio de monstros e seres diabólicos e batalhas épicas contra eles. Mas, aqui, parece ter mais joguinhos e enigmas que tudo.



Inclusive, me senti jogando God of War, sem o "War", pois há mais puzzles do que batalhas, e quando há batalhas são curtas e sem dinamismo algum, onde o personagem tem como opção atacar, saltar, esquivar ou defender, só isso. Há um monte de poderes diferentes e movimentos variados, mas tudo surte praticamente o mesmo efeito, ou efeitos quase imperceptíveis. Não melhoram nem se tornam mais fortes, enfim, é chato.


God of War 3 a esquerda e Castlevania Lords of Shadow a direita.

God of War é um Hack&Slash, e Castlevania Lords of Shadow não se encaixa nesse padrão de jogo, pois não tem "batalhas contra hordas" como tema principal do gameplay, muito pelo contrário, há muito Puzzle e Enigmas e poucas batalhas (o que deveria ser o oposto). Se parar pra pensar, faz até sentido: O primeiro Belmont eliminando o verdadeiro mal da face da Terra, o temido e odiado Puzzle. (O nome deveria ser "Puzzlevania").



Críticas a parte, o jogo é maravilhoso visualmente, mas há esses inúmeros furos e irregularidades no próprio enredo, o que deixa uma pequena confusão na cabeça de quem joga e já conhecia Castlevania.




Antes de continuar, vou falar dos personagens:


Gabriel Belmont





Um santo homem, hiper religioso e leal a Deus. 



Ele adotou o sobrenome Belmont por adorar montanhas (Bel = Belo? Mont = Montes? Aham... sei... adorava montanhas né ( ͡° ͜ʖ ͡°))



Gabriel faz parte de uma profecia, e após perder sua esposa é mandado em missão para cumprir a tal profecia, em nome da Irmandade da Luz. 

Ele recebe a noticia de que sua esposa tinha uma mensagem pra ele sobre isso, e ele a encontra, seu espírito, tal qual lhe da suporte durante sua aventura.

Gabriel carrega consigo uma Cruz especial, com uma corrente longa, servindo de Chicote. Ele aprimora essa Cruz com partes proibidas que foram construídas sem o consentimento da Irmandade, e acaba criando uma arma poderosíssima, voltada para todos os tipos de seres das trevas.


Empunhando seu Chicote tunado, Gabriel enfrenta os Lords das Trevas, e os destrói um a um, retirando deles os fragmentos da Máscara de Deus, artefato divino responsável pelos poderes que possuíam.


Só que, ao reconstruir a Máscara, o vilão real aparece e conta que, durante todo o tempo, havia manipulado Gabriel para fazer tudo o que ele fez. E que, usando sua máscara, Gabriel havia matado sua própria esposa, além de outras vítimas inocentes.

Gabriel morre, assassinado por Zobek, e após isso, o vilão real por trás do vilão real nem da as caras, e diz que tudo saiu conforme ele havia planejado.

Gabriel porém, perdoado e amado por sua esposa, é ressuscitado pelos espíritos que com ela caminhavam, ganhando a chance de por um fim no mal maior e liberta-los para sempre, dando fim a profecia.

E assim ele fez, libertando sua esposa e os demais espíritos dos domínios do mal, e chorando sua perda.



Marie
Esposa de Gabriel



Ela é pura e sábia, e foi decapitada por seu próprio marido, controlado por Zobek. Após morta, ela auxilia seu amado, sem lhe contar o que realmente aconteceu com ela. Ele sabia que ela havia morrido, mas não sabia que tinha ligação direta com isso.



Durante toda aventura de Gabriel, ela fica ao seu lado, e em algumas ocasiões, além de motiva-lo, ainda consegue salva-lo da morte. O amor dela por Gabriel consegue fazer com que uma Vampira poupasse a vida dele, com que os demais espíritos lhe ressuscitassem e com que Gabriel vencesse todas as aprovações que surgiram em seu caminho.



No final, ela descansa em paz, mesmo com Gabriel pensando em traze-la de volta a vida. Ela inclusive coloca a Máscara de Deus em Gabriel, para que ele enxergasse ela como viva novamente, mas, ela pega a máscara e leva consigo.

Claudia
Menina Muda



Ela é uma garota pura que auxilia Gabriel por um tempo. Ela é muda, mas consegue falar por telepatia. Ela é acompanhada de um grande Cavaleiro Negro, tal qual cuida dela e luta em seu nome.



Ela ajuda Gabriel a lutar contra o último Titã, mas após derrota-lo, Gabriel é manipulado para assassina-la. Ela é uma das vítimas inocentes que ele foi levado a matar.



Ela aparece em espirito para Gabriel, após sua vitória, e sem dizer uma única palavra, o perdoa. Sei disso porque ela faz carinha de feliz... e isso vale como perdão.


Cavaleiro Negro



Ele quem protegia a mocinha muda, porém não estava presente quando ela precisou de fato dele. (Provavelmente estava urinando)



Ele encontra seu corpo frio, e logo em seguida vai se vingar de Gabriel, porém Gabriel o derrota e toma sua Luva. Essa Luva era importante pois, além de ser forte e permitir que Gabriel causasse impactos poderosos, ela também era parte do Cavaleiro Negro, impregnada de necromancia. No futuro, o Senhor dos Mortos usa isso contra Gabriel, encantando o braço do Cavaleiro, levando Gabriel a morte.



Zobek




Ele é um antigo guerreiro da Irmandade que aparece para ajudar Gabriel, porém, ele é um mentiroso.

Zobek ajuda Gabriel, porém ele também o manipula. Ele era na verdade o verdadeiro Senhor das Trevas dos Necromantes, ou Senhor dos Mortos. Ele se passa por amigo de Gabriel mas depois, mostra sua verdadeira face e conta toda a verdade, inclusive que foi ele quem levou Gabriel para matar sua esposa e a mocinha muda.



Os objetivos de Zobek eram simples, ele queria os poderes dos demais Senhores das Trevas para si, assim teria controle de todos os seres das Trevas. Ele alega que eles não queriam trabalhar em conjunto e isso era um desperdício de força, e uma vez que os poderes fossem restaurados pra sua forma inicial de Máscara de Deus, ele usaria a máscara sozinho e assim, controlaria tudo sozinho.

Porém, Zobek não sabia que essa ideia havia sido implantada em sua mente, por ninguém mais ninguém menos que Lúcifer. E ele é queimado vivo quando seu objetivo é alcançado, e a máscara é tomada pelo Senhor dos Demônios.

Pan



Ele é um deus místico das florestas, que pode assumir várias formas. Pan aparece para aconselhar, guiar, testar e fortalecer Gabriel.


Ele assume 4 formas básicas:


Fauno, como grande Conselheiro;



Cavalo, como montaria para Gabriel durante uma parte da aventura;




Águia, para transporta-lo pelos céus durante uma parte da aventura;



Cavaleiro Prateado, para testar o domínio de Gabriel sobre as forças da Luz e Trevas.



Pan acaba morto em batalha por Gabriel, sacrificado na verdade, para que Gabriel ficasse ainda mais forte e empenhado em sua missão.




Laura
Vampirinha




Ela é uma vampira que manipula bonecos mágicos. 




Ela produz eletricidade e, é má, apesar da aparência infantil.



Gabriel é forçado a jogar um Xadrez modificado com peças de Vampiro, Necromantes e Lobisomens contra ela, para conseguir prosseguir.



Ela quase consegue matar Gabriel, porém o poupa quando Marie aparece em espírito e o abraça. Ela só deixa ele viver porque fica com pena dele, quando enxerga o amor dele e sua amada morta.



Essa Vampira é a mesma que convoca ele na DLC, e também é ela quem dá o sangue e a vida para converter Gabriel em Vampiro.




Baba Yaga




É uma bruxa meio louca que aparece para ajudar Gabriel, em troca de um favor. 



Ela pede pra ele recuperar uma rosa azul para realizar um feitiço de juventude. Para isso, ela lhe pede para pegar as chaves de uma caixinha de música onde a rosa estava guardada, tais quais estavam em posse de alguns monstros. Após isso, Gabriel é encolhido para entrar na caixa de música e recuperar a rosa.




Tudo isso só pra conseguir chegar até o reino dos Necromantes.

Bem, há os principais inimigos do jogo, os Senhores das Trevas, que na verdade são herdeiros dos poderes do mal, liderando os monstros que ficam aterrorizando o mundo. No caso, esses três senhores nasceram a partir dos Fundadores da Irmandade da Luz, organização santa a qual Gabriel pertence. Eles nasceram do mal deixado pra trás quando os fundadores foram santificados após dividirem a Máscara de Deus. 

Cornell
Senhor dos Licantropos




Ele é o primeiro Senhor das Trevas que Gabriel elimina, e de tantas vezes que foi mencionado que ele era o mais jovem dos três, eu lembrei disso. 



Ele é o que sobrou de um dos três fundadores da Irmandade da Luz, sendo aquele que recebeu os poderes sobre todos da raça Licantropo. Ele também é um, tomando sua forma de lobisomem pra tentar destruir Gabriel, mas acaba derrotado. 



Sua forma humana, usava um par de Botas especiais que vão pro inventário de Gabriel depois que ele morre, tal qual permite correr rápido pra caramba.

Aproveitando que este é o Senhor dos Licantropos, vou falar um pouco de Licantropia. Licantropos são os seres mitológicos com aparência de lobo, mas que não são lobos. Saca Lobisomens? Eles são Licantropos. Os Licantropos humanos são amaldiçoados para tomar a forma humana de dia, e a forma de lobisomem durante as noites de Lua Cheia, porém, eles também podem alterar de forma voluntariamente, caso tenham energia vital suficiente pra isso. Os Licantropos naturais não tem outra forma além de sua monstruosa forma de Lobo Gigante, e são sempre bem violentos e fortes. Estes são os Licantropos.

Carmilla
Senhora dos Vampiros


Ela é o segundo Senhor das Trevas que Gabriel derruba, e quando humana ela era um tipo de enfermeira da Irmandade, além de fundadora. Após a assunção de sua metade boa, o que sobrou virou a líder de todos os Vampiros, maldosa e implacável, porém mortal apesar de tudo.



Ela também possui duas formas, uma mais humana e uma totalmente vampira. Sua forma humana é meio sensual, mas sua forma Vampira é de dar frio na espinha.



Ela é empalada por Gabriel, numa das torres de seu próprio castelo, e em seguida, suas asas são arrancadas e Gabriel descobre serem Ombreiras especiais que viram Asas Angelicais, tais quais pertenciam a Fundadora da Irmandade da Luz, e passou a ser usada pelo seu lado das trevas.



Aproveitando que esta é a Senhora dos Vampiros, vou falar de Vampirismo. Vampiros são mortos vivos que se alimentam de sangue para existir. Vampiros podem estar mortos, mas podem deixar de existir caso não se alimentem. Eles podem nascer a partir de qualquer criatura viva, inclusive monstros, mas normalmente tomam formas humanoides com mescla com morcegos, que são os animais base de sua existência e aparência. Vampiros tem poderes como virar fumaça e não podem sair a luz do dia, pois a Luz do Sol os queima. Por serem sombrios, sofrem muito com qualquer coisa santa. Isso são vampiros. 

Zobek
Senhor dos Necromantes


Ele é o terceiro Senhor das Trevas que Gabriel vence, porém o mesmo também tinha duas formas. A primeira forma era um Necromante usado por ele como bode expiatório, tal qual da vida a um grande Dragão morto e enfrenta Gabriel. A segunda é a real forma, Zobek, tal qual se revela e mata Gabriel, usando a Luva do Cavaleiro Negro e seus poderes de Necromancia. 



Zobek era um dos fundadores da Irmandade da Luz, e também manteve sua posição de Guerreiro com seu lado malvado após seu lado bom ter se santificado. Ele enganou Gabriel pra concluir a profecia e depois, descobriu que ele também estava sendo enganado. 



Zobek morre queimado e deixa sua máscara no campo de batalha, assim que Lúcifer aparece.



Aproveitando que este é o Senhor dos Necromantes, vou falar um pouco de Necromancia. Necromancia é um tipo de magia que mexe com os mortos. Não necessariamente traz os mortos de volta a vida, Necromancia envolve todo tipo de artimanha com seres mortos, como reanimação, manipulação, criação ou mutação. Geralmente, essa arte é ligada diretamente com a morte, e não com a vida, logo, aqueles que praticam sempre buscam por manter a própria vida e tirar a dos demais. Quanto mais mortos houverem, mais poderosa será a necromancia. Isso são necromantes.

Lúcifer
Senhor dos Demônios




Em momento algum durante o jogo ele é apresentado dessa forma, e em momento algum durante o jogo tem seu nome mencionado. Inclusive, ele é chamado de "Anjo" por Gabriel no fim, o que indicaria que ele na verdade é um anjo e não um dos Senhores das Trevas... e de fato, é isso... porém.



Ele é Satã, e Satã é o senhor do Inferno. Satã também é o Anjo Caído de Deus, Lúcifer, logo, ele é Lúcifer. Por ser o "Senhor do Inferno" ele teria poder sobre Almas e Demônios, isso apenas supondo. Durante o jogo inteiro, não aparecem "Demônios" ou "Espíritos", tirando os espíritos que surgem para Gabriel, como sua esposa e aqueles controlados por Necromancia e transformados em Fantasmas.



Logo, fica claro que Lúcifer estava aprisionando os Espíritos e, para não interferir na batalha de Gabriel, também impediu que os demônios se manifestassem.



Ele consegue por as mãos na Máscara de Deus e consegue o poder dos outros Senhores das Trevas, porém, Gabriel o enfrenta, derrota e ainda tira onda. Lúcifer some, mas aparentemente não morre, afinal, ele é imortal. Mas, Gabriel o vence. 




Já que esse é o Senhor dos Demônios, vou falar um pouco sobre Demonologia. Demônios são seres compostos de pura energia negativa. Normalmente são assustadores, e nascem a partir de qualquer energia maligna produzida. Podem surgir de qualquer criatura, e se alimentar também. Normalmente, almas condenadas no inferno acabam se convertendo em demônios, pois são puramente energia com alto nível de negatividade e culpa. Demônios não são maus nem bons, eles não tem sentimentos, apenas fome de energia. Por essa razão, eles costumam cercar regiões com problemas ou em situação crítica. Demônios são isso.

Ha outros personagens, alguns inimigos e outros apenas coadjuvantes, sem muito espaço na história.

Há um cara que guardava um amuleto contra Vampiros e por causa dele toda a vila foi massacrada pelos vampiros, enquanto ele ficava isolado numa torre, protegido. Gabriel encontra com ele junto com Zobek, e por fim decide tirar o amuleto e deixa-lo pra morrer nas mãos dos vampiros, por justiça e vingança ao mesmo tempo.


Tem os aldeões, muitos, que aparecem em regiões diferentes, alguns sendo atacados por Licantropos e outros por Vampiros... etc.



 Os inimigos, que em sua maioria aparecem aos montes, tirando os chefões são: 

Titãs


São dois, um de Gelo e um de Pedras, ambos são os últimos Titãs vivos, e Gabriel elimina ambos.

Licantropos



Há três tipos, os Grandes (Wargs) que são usados como montarias, e os Pequenos, que são Licantropos comuns, e os Grandes Tunados que são ridiculamente fortes e mortais.




Goblins




Há dois tipos, um das florestas e outro das neves. Ambos são monstros que vivem em "sociedade".


Trolls



Dois tipos também, Pequenos que são bem estúpidos e frágeis, e até servem de alimento para os Grandes, que servem de montaria.


Há um Troll especial que habita nas florestas, e por causa disso é cheio de plantas e tudo mais.


Animais




São as Aranhas Gigantes e os Javalis Gigantes, usados como montarias.



Mortos




São muitos tipos: Zumbis que Arremessam a Cabeça, 


Esqueletos Guerreiros, 


Zumbis Comuns, 


Zumbis de Planta, e por ai vai. 


São todos resultados de Necromancia.

Fantasmas




São os Ceifeiros, 


As Armaduras Animadas 


E os Magos Espadachins, que são também produto de Necromancia, aliás, são espíritos corrompidos por necromancia e trazidos de volta ao mundo dos vivos, sem ter um corpo físico e vivo.

Demônios



Na verdade só aparece um, que é o que é invocado por Gabriel ou pela mocinha muda, através de uma joia roxa.




Gremlins




São como pequenos diabinhos alados, que disparam fogo e atacam em bando.

Corvos



São aves alimentadas por/e com uma antiga Bruxa, a Bruxa dos Corvos. Tanto eles quanto os Morcegos não são de fato "inimigos" diretos, porém sempre estão ligados com alguma coisa ruim. Também tem um tipo de Corvo gigante que aparece pouco, mas é bem forte.



Vampiros



Eu gostei da forma como os vampiros foram apresentados. São muitos tipos e quanto mais parecidos forem com a forma humana, mais forte eles são. Vampiros podem nascer a partir de qualquer criatura viva, e em sua maioria formam monstros assustadores com aparência de morcego humanoide.



Fadas




Não são inimigas, são aliadas de Gabriel, e se sacrificam para ajuda-lo em sua aventura.



Chupa-Cabra



Esse é um bicho muito chato, que aparece só pra roubar os objetos de Gabriel e brincar de esconde esconde. Ele até chega a atacar, porém seu objetivo é apenas atrapalhar.

Monstros do Pântano




Eles nem aparecem direito, só seus bracinhos saindo da lama e agarrando quem tenta atravessar.

Ghouls



Eles são humanos canibais que, de tanto comer carne humana se converteram em seres monstruosos e subterrâneos, viciados em comer gente, ou outros Ghouls.

Mandrágoras



Elas são mandrágoras crescidas, desenvolvidas a ponto de assumir uma forma humanoide para se alimentar da energia vital dos seres vivos.




Leviatãs Jr.




São monstros da DLC, aparecendo abaixo d'água, no subsolo do Castelo da Vampira Mãe.




Seres Sem Vida Animados.




Há dois tipos básicos, os Bonecos Gigantes, invocados pela Vampirinha 




E os Espantalhos, criados pela Bruxa dos Corvos para boicotar a Bruxa Yaga.


Eles são apenas seres sem consciência, animados por magia e para realizar funções pré determinadas.

Além desses seres, há os Chefões:

Dragão.


Ele na verdade é só o fóssil de um Dragão antigo, que foi reanimado por Necromancia na última batalha, em que um Necromante assume o papel de Senhor dos Mortos.




Ogro



Esse é um Gigante que surge na região das Montanhas para enfrentar Gabriel. Ele é um dos chefões gigantes, como os Titãs (que também são chefões) mas, ele não é enfrentado da mesma forma. Os Titãs (e até o Dragão) são normalmente enfrentados de corpo inteiro e tem de ter as runas destruídas, já no caso desse gigante, ele é morto da forma convencional: Sangrando.

Bruxa dos Corvos



Ela era uma bruxa linda que foi devorada viva por corvos e também os devorou. Tamanho come-come fez com que ambos, os corvos e ela se ligassem, e convertessem em monstros bizarros. Ela se tornou a lider deles, guiando-os, controlando-os e devorando-os sempre que necessário. 



Militares Vampiros




São dois tipos, um Capitão e um General, ambos enfrentados individualmente. No caso do primeiro, ele destrói uma vila inteira só pra atrair Gabriel, e morrer em suas mãos. 



O segundo, enfrenta Gabriel achando que tem chances, e quando começa a perder apela pra sugar o sangue de Licantropos mortos, mas morre da mesma forma.


Cozinheiro



Ele é só isso mesmo, o cozinheiro do Castelo da Vampira Mãe, que usa os utensílios da cozinha para lutar. Ele morre por causa de uma panela.

Coveiro



Ele é apenas um cara chato pra caramba que aparece no crematório da região dos Necromantes. Pra derrota-lo foi bem chato, pois foi preciso usar uma série de artimanhas pra crema-lo.



Máquina



Um Robô tosco em forma de Escorpião que aparece algumas vezes, só até ser completamente desmontado.



Necromantes


Na verdade aparecem apenas 3, todos já mortos e controlados por Zobek... o último deles é o usado como Bode-Expiatório de Zobek, se passando por Senhor dos Mortos.



E, além dos Senhores das Trevas e alguns personagens que Gabriel enfrenta, há:

O Esquecido 



Que é um personagem da DLC, o grande e temido demônio que obrigou Gabriel a se converter em Vampiro para ser derrotado...


Enfim, esses são os personagens que aparecem, agora vou finalizar a análise.

Mesmo se analisar essa história como um remake ou reboot, os furos permanecem existindo. A coisa que mais me chamou a atenção e incomodou foi a mudança repentina na personalidade de Gabriel, da primeira parte do jogo pra segunda. No final do jogo, o final antes da DLC, Gabriel da mó lição de moral no próprio Lúcifer, e demonstra ser um homem de fé, mesmo depois de tudo o que ele passou. O cara tinha descoberto que foi usado para matar um monte de inocentes, inclusive sua própria esposa, e mesmo assim diz "Eu tenho fé em Deus de que Ele me perdoará", na cara de Satã. Cara, isso é de tamanha fé... mas ai, do nada, na DLC, ele aparece todo revoltado e descrente, blasfemando contra Deus. Estranho né?! Ainda mais porque na própria DLC é mostrado que os eventos dela ocorrem logo após a luta contra Satã. Como alguém pode mudar de personalidade assim? De um segundo pro outro?!

Duvido muito que essa confusão tenha sido propositada. Há todas as evidências possíveis que indicam que o jogo começou a ser feito de uma forma, e foi modificado no meio do caminho, para dar continuidade.

Após finalizar LoS, após os créditos, há uma cena onde Zobek, o Senhor dos Mortos aparece e conversa com Drácula, chamando-o de Gabriel. Essa cena ocorre nos tempos atuais e é uma referência a Lord of Shadow 2, que se passa nesse mesmo período. O problema é que, com ela há a revelação definitiva de que Drácula é Gabriel, antes mesmo da DLC ter aparecido. Eu suponho que em busca de validar essa informação, criaram a DLC do primeiro jogo, explicando que Gabriel virou vampiro, porquê ele virou e dando uma suposta razão pra ele ter se convertido num ser maléfico.



Só que essa explicação ficou muito mal elaborada, e ela poderia ter sido feita de forma fiel a trama principal. Eles poderiam ter ao menos pensado um pouco nos demais jogos e bolado explicações mais dignas. Porém, decidiram apenas jogar tudo pro ar e recriar a história mesmo, algo que eu considero uma falta de respeito com o título e também, um exemplo de preguiça.



Poderiam por exemplo aproveitar o fato de Gabriel ter eliminado os 3 senhores das trevas e o capeta em pessoa, como desculpa para converte-lo em um ser das trevas. Durante o jogo, Gabriel descobre que os 3 Senhores das Trevas são na verdade o lado mal dos fundadores da Irmandade da Luz, que de tão próximos a Deus foram arrebatados, deixando o lado monstruoso pra trás. Pois bem, se Gabriel os destruiu (e com isso, destruiu os fundadores da irmandade também) ele poderia por exemplo ser forçado a tomar o lugar deles, se convertendo em um ser do mal. Após derrotar Lúcifer, ele também poderia com isso tomar o lugar por direito dele, e assim, se tornar o ser das Trevas mais importante e poderoso de todos, possuindo poder sobre todos os seres das trevas. Esse é o Drácula. Cara, ele podia também trilhar o caminho dos Fundadores e ter sido arrebatado e perdoado, como ocorreu com eles, e deixado pra trás seu lado mal, com todos os poderes e direitos que ele havia possuído. Porém, quem disse que foi isso que aconteceu? A explicação que deram foi de que Gabriel foi infectado por um demônio secundário, depois de ter lutado contra os Reis dos Lobsomens, dos Sanguessugas, dos Zumbis e dos próprios Demônios. Reparou na falha enorme?

Ah, é muito triste ver isso. O pior de tudo é que, apesar de eu ter todos os meus motivos pra ter odiado o primeiro jogo, eu adorei o que fizeram no segundo jogo. Mas isso é outra história, outro jogo.

De toda forma, esse é oficialmente um Reboot, e de fato, é um reboot, um reinicio, um remake da saga inteira. Eu odeio remakes, mas bem, fazer o que... daria pros caras fazerem deste parte da trama oficial de boa sem precisar remoer e ignorar a história dos outros jogos... mas se os caras acharam necessário fazer isto... que seja. É um desperdício de cultura e mitologia pré formada.


Enfim, é isso. Espero que tenha gostado e entendido minha revolta sobre o Lords of Shadow. De toda forma, eu até que gostei um pouco desse jogo. Foi bom saber que tem um Castlevania próprio pra Pc.

Se curtiu, comente, se não curtiu... obrigado por ler assim mesmo. 

66 comentários:

  1. Shadow The AbyssWalker26 de setembro de 2014 15:45

    Mais uma ótima AnaliseMorte, acompanho seu blog a uns 4 dias eu acho, mas já li grande parte de seu trabalho, digo de seu excelente trabalho! Continue trazendo ótimas analises como as de Megaman X e Silent Hill (minhas favoritas). No começo desta analise eu não concordei tanto com você, até que você mencionou a parte das DLCs que eu sequer sabia da existência, e realmente é um pouco decepcionante está parte do Reebot, mas em minha opinião ainda assim é um grande jogo!

    Abraços de seu mais novo seguidor haha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nome irado sr Abyss!

      Cara, eu fico feliz pra caramba em saber que você gostou do que escrevi... é por causa disso que eu ainda me esforço pra escrever. Minha motivação nasce no momento que alguém demonstra gostar do que eu faço.

      Cara, o que me deixa ainda mais feliz é saber que acertei na análisemorte. Eu fiquei com bastante duvida no que escrever, e com medo de errar ou de ofender jogadores... ou o próprio jogo, pois concordo que Castlevania los é um bom jogo sim, ótimo se olhar pelos pontos positivos... mas eu não consegui engolir o descaso dos criadores com o próprio jogo, que de grande potencial se tornou um desastre. As dlcs estragaram a ideia do jogo... isso foi repulsivo, decepcionante de mais. Quando eu comecei a jogar o Lords, eu pensei no Gabriel virando Dracula o tempo inteiro, e durante o jogo, até conversei com meu irmão sobre minhas suposições e teorias de porque ele se tornaria Dracula, seguindo o contexto do próprio jogo. Ver que a explicação dos caras foi completamente absurda e sem ligação alguma com o jogo em si (meu, os caras tiveram de incluir um inimigo extra por DLC's pra explicar algo que poderiam explicar com a história original mesmo! Ridiculo)... Eu, em minha posição de AnalistaMortal (rs) poderia sim dizer a real razão por Gabriel se tornar Dracula e jogar todas as teorias com cabimento e nexo (eu até fiz isso na analise, mas não dei tanto foco), mas cara, depois de ver o que os caras julgaram e lançaram como oficial, eu vi que não valia a pena. O jogo é bom, mas o descaso por ele é enorme e na boa, eu não curti ele tanto assim a ponto de tornar ele um "Silent Hill Shattered Memories" em meu catalogo de Análises.

      Concordo contigo, é um grande jogo (nem é tão grande assim, boa parte dele é enrolada por causa dos puzzles e ele tem uma falsa impressão de ser grande pela péssima divisão de capítulos, naquele livro mixuruca.) grande no sentido de ser bom, e foi muito legal jogar (eu enjoei as vezes, e não jogaria de novo... mas valeu a pena sim jogar) e na boa, eu sempre quis jogar o Lords of Shadow (primeira vez que vi ele foi no ps3 do meu amigo, na minha casa, com ele me mostrando o jogo e o quão magnifico ele era, e realmente, eta jogo magnifico) que por sua vez é um jogo lindo, mas eu esperava muito mais cara.

      Sobre você... acredita que salvou o blog? Eu tava desmotivadão e preocupado porque o movimento tava muito baixo (eu avalio o movimento pelos comentarios e visualizações, e no caso de views ta indo bem, mas eu não posto com tanta frequencia a ponto de esperar numeros avassaladores... mas ta indo bem cara... só que os comentários, eu sempre espero comentários como o seu, de pessoas que leram, entenderam, curtiram e acharam-se no direito de comentar e dizer "Parabéns"...) Não tem como não se motivar quando alguém diz que leu seu trabalho e gostou, e cara, esse alguém foi você!... eu só posso agradecer, e prometer que me esforçarei cada vez mais pra escrever mais análisesmorte, e até outras matérias, para honrar o espaço que você me deu em seu tempo. Obrigado sr Abyss.

      Seguinte, pra encerrar... vou tentar ultrapassar a média de 2 análisesmorte por mês, e vou tentar por 1 por semana... só que tem de ser em ótima qualidade. Eu to escrevendo 3 atualmente, dentre elas a do Lords of Shadow Mirrors of Fate. Mas, acredito que primeiro postarei uma de Pokemon Red/Blue/Green/Yellow, que um amigo meu pediu para fazer... e logo em seguida verei se posto a do losmof, ou a do pop. Rs... Também estou ancioso pra escrever sobre Silent Hill Origins. Eu descobri coisas que acho muuuuuito interessante pra falar... e também... preciso escrever sobre DmC, tal qual também tenho muito a falar.

      Enfim. Vlw ai e seja bem vindo a DM!

      Excluir
    2. Sr. Abyss curti muito isso :v haha

      Cara eu concordo plenamente, quando comecei a jogar também fiquei matutando vários motivos e maneiras do Gabriel se tornar Drácula, ( tanto que continuava imaginando até ler sua analise, já que eu não sabia da existência da DLC que "explica" essa transformação) sempre pensei que apos a luta contra o Lúcifer ele viria a se revoltar contra Deus por não conseguir sua esposa de volta e mostrar que até o mais "puro" ( porque convenhamos desde o inicio do game ele vinha se tornando mais sombrio, de capitulo a capitulo, de inimigo a inimigo que ele matava, a dor pela perda de sua esposa crescia e o ódio dentro dele vinha se acumulando e eu pensei que isto o faria ir atras da vampirinha lá que eu esqueci o nome e.e para se tornar vampiro e ceder ao absoluto poder das trevas, ( nossa essa frase ficou daora :3) mas não ele só foi lá pra matar um bixin que todo mundo tinha esquecido ( ba dum tss). Tremendamente ridículo) Mas sei lá não consigo deixar de gostar desse game xD estou criando coragem pra voltar a jogar o LoS2 e terminar de entender a historia.

      A Sr. Morte, entendo que chega a desmotivar a falta de comentários nas publicações (foi o principal motivo que me fez abandonar meu canal de Gameplay no Youtube, a uns 2 ou 3 anos), mas eu percebi o quão difícil é comentar algo, porque surge um certo receio de comentar algo besta, sem sentido e tudo mais, eu já deveria ter comentado em alguns posts seus mais fiquei com certo receio de "ressuscitar" post's e tudo mais, e esperei vir um recente e que eu tivesse algo para falar, nesse caso o LoS, ( acho que ele veio para salvar ambos eim rsrs) fico muito contente em saber que fui seu "healer" (rs) e pode ter certeza que serei um leitor constante! Não via a hora de terminar esse comentário para ler a AnaliseMorte do Pokemom, então creio que jaja voltaremos a conversar por algum comentário meu lá, então obrigado pela excelente recepção que recebi, e sempre pode contar com meu apoio! E traga logo Silent Hill Origins! Estou ansioso para entender melhor sobre ele haha!

      Até breve Sr. Morte. Abraços.

      (Exclui o outro comente porque é esse que eu mantive, só esqueci de clicar em responder antes de escrever T.T)

      Excluir
    3. É cara, as dlcs zoaram tudo. O jogo tinha sim seu brilho, mas o pecado existe e infelizmente é enorme. (esquecido... que mancada cara kkk)

      Eu to jogando o Mirror of Fate e to achando que podem ter coisas que salvem a ideia confusa do primeiro jogo... mas isso eu só vo uter certeza no final. De toda forma, ta parecendo um bom jogo.

      Sobre comentários.... os comentários podem ser feitos até na postagem mais antiga, pois não é como um forum onde as postagens são trancadas com o tempo... o blog pode e precisa ser atualizado constantemente, e as vezes por comentário mesmo aparecem informações extras que só acrescentam mais as postagens e ao blog. Comentar é sempre muito bem vindo, pois além de enriquecer as matérias, ainda motiva o leitor e o escritor.

      Já providenciarei o Origins. To pra comprar uma placa de captura pra poder printar meu próprio gameplay em plataformas, daí será "um dois". Eu descobri coisas bem legais sobre o Origins, mas alguma coisa prejudicou meu gameplay, e minha exploração ta demorando muito mais do que nas outras vezes que joguei. (Ultima vez que zerei demorei 6 horas, agora na segunda fase to beirando 5 horas de jogo, isso sem enrolar...)

      Enfim, obrigado novamente Sr Abyss, só não falo mais porque to atrasado pro trabalho. Até! E espero que curta a do Pokémon, se não curtir, me diga o que fiz de errado rs..

      Excluir
    4. É tão divertido fazer trocadilhos bestas com nomes dos personagens :v

      O Mirros of Fate ainda não tive a oportunidade de jogar, mas espero que de uma amenizada na m@*%$ que fizeram nas DLC do LoS.

      Então logo menos creio que alguns posts virão a ressurgir como uma Fenix haha.

      Estou no aguardo o/ Silent Hill é realmente uma AnaliseMorte que eu bato cartão aqui no Blog hahaha.

      Sobre o Pokemon, curti sim, como você já deve ter visto pelo meu comentário lá rsrs. Até breve, abraços.

      Excluir
    5. Cara... eu quase tive orgasmos nos Mirror of Fate até o momento. Ele salvou sim o primeiro jogo, pelo menos conseguiu amenizar o lixo que as DLCs fizeram... ainda não da pra ignorar o tamanho desdem que demonstraram com o lançamento delas, mas... da pra entender porque tiveram tanta pressa pra dar uma explicação meia boca só pra continuar a franquia. Ainda digo que deveria ter usado o primeiro jogo pra lançar essa ideia e não DLCs fajutas... mas... Gabriel como Dracula realmente era mais importante para que as sequencias ficassem mais ricas... fod4-se os Belmont.

      Vlw por curtir cara... minhas analises são pra você.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    7. Agora me sinto na obrigação de jogar Mirror of Fate hahahaha. Então pode-se esperar uma explicação um pouco mais bem construída sobre a queda de Gabriel e o nascimento de Drácula?

      Haha fico feliz em ler isto, de verdade :D

      Excluir
    8. Até o momento não posso responder isso. Mas reparei que usaram muito a motivação de Gabriel em se vingar da Irmandade da Luz como razão pra ele ter feito tudo que fez e ter matado o próprio filho... mas assim, esse ódio dele pela Irmandade foi puxado do Esquecido, e isso não é uma explicação digna. Logo, eles desenvolveram uma história ruim, com o propósito de dar base pra uma história boa. Os erros permanecem, mas Gabriel como Dracula faz bastante sentido... só que os motivos, vontades, razões e consequências dele não são tão ligadas ao primeiro jogo, e sim as DLCs do primeiro jogo... o que mantém o lado ruim de tudo isso =/

      Maaaas... eu to gostando.

      Excluir
    9. Quem sabe no LoS2 com alguns flashback's que tem (joguei uma pequena porção dele, me lembro de alguns ainda) de uma explicação mais digna e completa da real motivação de Gabriel, bom ao menos é o que espero, preciso terminar ele logo para saber hehe.

      Vou ver se consigo o Mirro... eu tinha pegado a demo e talz, mais o game completo que é bom nada x.x

      Excluir
    10. Também estou suspeitando que a história de como Gabriel virou completamente Drácula e todas as explicações sobre ele virão apenas no 2, pois de fato ele viaja pelas próprias memórias e enfrenta criaturas do passado... to contando com isso, pois mais uma vez a história de Drácula ficou enigmática, em Mirror of Fate. Eu finalizei a análise, to só colocando as imagens e revisando, mas logo ta pronta xD. Fica atento sr Abyss

      Excluir
    11. Espero que eles não caguem com a explicação como cagaram nas DLC do LoS x.x...

      Opa sempre atento, todo dia 7:00 estou aqui lendo os comentários e os post's uahsuhasuhu, estou me focando naquela historia que você desenhou (KG se não me engano), só estou esperando um tempinho extra aqui no serviço para poder imprimir e montar um livrinho com elas para ler no caminho para escola, assim que possível farei minha critica sobre ela hehe,

      Excluir
    12. Lendo a KG?! Lol... fico admirado e honrado com isso. KG é um trabalho antigo meu, e apesar de ser bem amador, é algo que eu respeito e me orgulho pra caramba... meu objetivo em postar as páginas da KG é, além de contar uma história, mostrar como fui evoluindo na arte de desenhar através dos anos... ainda estou nas páginas antigas... as novas são mais bonitas... rs... se tu curtir eu posto mais delas. Até comecei a editar os balões de algumas páginas mais recentes, mas sem tempo, deixei o projeto de lado por hora...

      Sr Abyss, eu fiquei até 3 da manhã escrevendo a análise de Castlevania Lords of Shadow Mirror of Fate, pra postar a tempo... eu postei e ainda nem li, vou ter de revisar e por as imagens que faltaram... mas ta pronta. Eu já postei... leia e veja o que acha... se quiser rs.

      Excluir
    13. Sim poste mais! li apenas 2 capítulos dela, e apesar de ser meio confusa, creio que todo o sentido dela está no meio da historia, acho que hoje eu vou ter um tempinho de sobra aqui no serviço e vou ver se consigo imprimir elas e ler com mais velocidade e talz... Tempo, eis o verdadeiro inimigo do homem ¬¬' sempre nos impedindo de fazer algo haha...

      Já lida, aprovada e em breve comentada haha, nem se preocupa em relação a leitura, estou lendo praticamente tudo que você já postou, seu trabalho é simplesmente fantástico, estou separando um dia para ler as Found Footages, e a analise do KH, já li a Saga Megaman Rock e X toda, a Saga Zero também, a analise do The Patch, Sucker Punch, Alice Madness Returns, também li um pouco da historia de sua vida que decidiu compartilhar... Enfim sou digamos um fã de carteirinha já de seu trabalho rs, então em relação a leitura sobre as novas postagens suas, pode ter certeza de minha leitura e 80% de certeza de comentários em cada uma delas! bom vou lá falar o que achei da MoF se não eu fico sem tempo rsrs.

      Excluir
    14. Lol, que honrado pra mim Sr. Não consigo acreditar que fiz coisas tão boas a ponto de atrair uma pessoa tão boa assim. Sr Abyss... fantástico é o sr que com palavras tão bem sentenciadas consegue levar um simples escritor amador ao auge da auto-estima. Obrigado sr, e espero que eu jamais lhe decepcione, e se o fizer, não meça palavras!

      Obrigado por tudo Sr Abyss, e fico triste pelo fato de ainda não ter postagens o suficiente para fazê-lo se perder em conteúdo... mas, se está sacrificando um tempo de sua vida para ler minhas matérias... eu só posso torcer para que elas estejam sempre impecáveis para o seu deleite e entretenimento... afinal, você merece!

      Excluir
    15. Beleza Sr. Morte, consegui me deixar sem resposta digna para tal comentário e.e Essa mania que o mundo tem de me apresentar pessoas que com simples palavras me deixam sem respostas xD

      Tentei enrolar um pouco mais ainda to sem ter o que falar e.e Só posso agradecer que este mero leitor tenha se tornado algo especial em seu trabalho, porque você escritor já se tornou algo especial em meu entretenimento e ouso dizer que se tornou um bom amigo de minha pessoa! Obrigado por tudo Sr. Morte !

      Excluir
    16. Agora quem não tem palavras sou eu. Sr, não da pra descrever como me sinto ao ler comentários assim... só da mais vontade de digitar o máximo de coisas possíveis e até impossíveis no menor tempo possível, só para mantê-los no blog. Eu juro que fico muito, mas muito feliz por isso.

      Irei melhorar meu trabalho cada vez mais, com a certeza de que ao menos 1 amigo existe para ler, acompanhar e até admirar meu trabalho junto comigo.

      Vou correr pra postar mais!

      Excluir
    17. Creio que fico da mesma maneira só que diferente (O.o) deixa eu explicar kkk. Eu fico na pura ansiedade de ler mais e mais de seus post's, nem se preocupe, pode ter certeza que eu vou ficar no blog um booooom tempo, mesmo que ele fique sem conteúdo algum dia (que este dia nunca chegue).

      Vou me esforçar tanto quanto você para captar ao máximo tudo que você transmite de maneira tão detalhada!

      Excluir
    18. Detalhamento... quando eu comecei o blog meu intuito era só postar o texto e teorias, versões, visões... e foi justamente para facilitar a interpretação do leitor que passei a detalhar tudo. Imagens, cores, um texto bem escrito... tudo... até mesmo nomes (coisa que eu nunca decoro, e aprendi a conhecer)... e ta saindo de uma forma divertida e útil.

      Eu to feliz, e vou continuar fazendo meu trabalho, e agradeço por ter gente como você pra acompanha-lo e apoia-lo. Vlw Sr Abyss.... SH é o próximo.

      Excluir
    19. E esse pequenos detalhes que tornam sua analises tão ricas e intuitivas, detalhes são a alma do negocio rsrs.

      Haha sempre estarei acompanhando e apoiando o blog, afinal já o mesmo já se tornou parte das coisas que me alegram, e é sempre bom apoiar um amigo!

      SH e próximo, incrível como tais palavras soam tão bem na mesma frase :3

      Excluir
    20. Hehe... eu to até com medo de fazer caquinha. Vai que, eu ferro a franquia com minhas revelações e descobertas.... nunca se sabe né!? O bom é que eu curto muito escrever esses textos... significa que eu sempre me esforço pra fazer algo lindo. O jeito é esperar e torcer pra que dê e saia tudo certo.

      Excluir
    21. Ah eu acho que isso de ferra é muito relativo saca, tipo dependo da revelação ferra pra tu e deixa melhor pra mim... Nem precisa dizer, todo seu esforço é transmitido na qualidade e riqueza de seus textos, sei lá eles tem algo que prende você até terminar de ler, e se você tem que parar na metade dele fica querendo voltar logo pra terminar o resto, eu curto muito mesmo seus textos, não é todo dia que você encontra algo independente e "amador" na internet de tão boa qualidade...

      Excluir
    22. To dizendo, isso que me motiva.

      Realmente me esforço pra fazer isso, e ver que da certo, só me deixa mais animado pra continuar meu trabalho.

      "não é todo dia que você encontra algo independente e 'amador' na internet de tão boa qualidade..." Show! Vlw mesmo...

      Vou me esforçar o dobro em SH;

      Excluir
    23. xD, e se eu lhe disser que sua consideração por meus comentários me motivam ainda mais a ser um leitor mais atento, critico e ativo em seu blog? Cara serio... me divirto muito lendo suas postagens, as vezes consomem horas de meu dia, horas que eu passo e divertindo muito com sua maneira seria e cômica em alguns momentos!

      Excluir
    24. Heh, vejo que consegui encontrar um parceiro. Fazemos uma ótima troca de importâncias. Eu faço um bom trabalho pra ti, e você me motiva com sua presença.

      Obrigado por tudo... e inclusive, obrigado por gastar seu tempo lendo o que escrevo... não há recompensa maior que isso pra mim.

      Só espero, de verdade, que consiga manter meu trabalho sempre bom o suficiente para fazer jus a sua dedicação em acompanha-lo, e digo mais... espero que um dia apareçam mais pessoas como você por essas bandas. Mesmo se não aparecerem, já ta bom como está.

      Se bem que há sim muitos leitores tão incríveis quanto você por aqui... nem todos comentam mas eu sei que eles leem... e aqueles que comentam só deixam ainda mais evidente isso. Sou grato a todos vocês...

      Meu trabalho só ganha sentido por causa disso... pelo menos fica mais válido assim.

      Vlw sr Abyss... vlw geral...

      Agora vou aproveitar que a net voltou e terminei de comentar (rs) para voltar a edição da origem. See yah!

      Excluir
    25. Haha tenho certeza que posso dizer o mesmo de ti!

      Aah não diria gastar meu tempo... e sim investir, porque tudo que adquiro aqui é conhecimento, e o melhor , é sobre coisas que realmente despertam um grande interesse meu!

      Apareceram sim, creio que como eu, muitos são acanhados na hora de comentar... Perder a timidez com um primeiro comentário é uma tarefa um tanto complicada, mesmo na internet...

      Eu que agradeço por tudo Sr.

      See Yah! (Lembrei instantaneamente do Sonic agora haha deu até vontade de jogar de novo xD)

      Excluir
    26. Sonic é?! Eu to pensando em estrear minhas análises sobre games de corrida, com Sonic All Star Transformed... e jogos de luta com SkullGirls ou Ultra Street Fighter 4.... Ainda há muito chão pela frente...

      See yah!

      Excluir
    27. Sim, meu personagem favoritos sabe haha, não sei se você curte, mas em relação a games de corrida o Sonic Adventure se "encaixa" e tem uma história muito boa... Seria interessante uma análise sobre esse tipo de game, acho que seria algo bem inovador, eo legal de USFIV é a história, que se passar com os outros games e tudo mais...

      Excluir
    28. Adventure, bem... eu adorei o lado "corrida" do jogo, mas o "Adventure" não. É enjoativo ter de andar entre as fases, e ficar naquele cenário chato da cidade, com aquelas pessoas. É realmente enjoativo. Sempre curti o lado frenético de Sonic, mas quando da essas paradas fica chato... entende? Eu até faria uma análise do Adventure se tivesse saco pra zera-lo. Me lembro apenas que parei numa floresta com o Metal Sonic por perto (nem lembro se é isso, só me recordo de muito mato e o Metal Sonic) e sinceramente, tentei jogar de novo recentemente, mas não consegui, ele é muito divertido no inicio, mas na hora de andar, entre uma fase corrida e a outra... não... não tenho estômago.

      Sobre Street Fighter... o Ultra é bem divertido, mas tem uma história podre. Muito fragmentada e vaga... eu por exemplo peguei o Ryu pra conhecer a história dele... belê... dai peguei o Evil Ryu pra ver se sacava o que houve, e não vi conexão alguma. Se por alguma razão for preciso zerar o jogo com todos os personagens pra entender a história inteira, ai sim, será um bom enredo... mas até então achei bem fraco. Até Mortal Kombat tem mais história... alias... até Killer Sting tem... (e pior que realmente curto o USFIV)

      Ah, se lhe serve de consolo, é 3 da madruga e to morto de sono, vi que meu texto chegou em 20 páginas e vou dar uma descansada, afinal amanhã ainda tenho de trabalhar. Porém, já terminei boa parte da análise. Falta só contar a história do jogo, de forma resumida é claro, e encerrar a análise com algumas últimas considerações e curiosidades. Ah, também falta a parte mais importante: As imagens. Eu já coletei algumas, mas ainda falta editar o texto final e bem... eu to correndo sr Abyss!

      Excluir
    29. Serio mesmo? Adventure é um dos meus favoritos, e o que não te agradou curiosamente é algo que eu gostei muito no jogo xD
      Floresta e Metal Sonic? Acho que esta confundindo, se não me engano o Metal Sonic só aparece via MOD's nele... talvez seja o Sonic Heroes... mas no Heroes ele não aparece na floresta diretamente se não me engano... Hmm agora fiquei na duvida, Sonic e seus games são algo que eu me orgulho de ter certo conhecimento mas não estou lembrando desta parte agora... Vou dar uma pesquisada para ver se realmente é o Adventure...

      Sim, realmente não tem nexo nenhum o Ryu com o Evil Ryu, mas o que me agrada no quesito historia do USFIV é que ela se passa entre o 2 e o 3 se não me engano, e eu curto muito isso de games lançados fora da ordem cronológica, Killer Instinct agora você desenterrou mesmo um game eim haha, também curto muito o USFIV, é um dos meus games favoritos atualmente... Falando nisso você viu a DLC gratuita que vai sair para ele? a Omega? Vai meio que trazer o gameplay do 3 de volta, com direito a Sonic Boom triplo e Hadouken pelos pés!

      Caraca ficou até 3 horas escrevendo?! Tá vendo é por isso que eu admiro seu trabalho! Você se esforça de uma maneira incrível Sr Morte, e isso só da mais vontade de ler todo o conteúdo pois fica tão na cara a atenção e o carinho que você teve ao escreve cada letra!

      Excluir
    30. Cara, pra piorar acabei me identificando na história do Travis, e tipo... tive crise de depressão hoje cedo... cheguei bem mais tarde no trabalho, tive de conversar bastante pra sair da crise... foi tenso. Pra você ver como isso ta me afetando xD.

      Mas assim, eu preciso termianr logo, porque ta complicado dormir sonhando com Silent Hill Origins, acordar e ter recaídas emocionais, ta bem complicado.

      Mas assim, sobre o Sonic... eu posso mesmo ter me confundido. Já joguei o Adventure DX e o 2, também joguei o Heroes, Racer, Racing Transform, Unleashed, os clássicos (um pouco só, nunca zerei) um fan made famosinho na época do "Fliperama.com", e os remakes da nova geração, também só um pouco. Joguei também o Collors mas deu defeito no meu CD do Wii e... joguei o 3D na época em que eu estava descobrindo os "gráficos 3d"... não sou nenhum fan nem conhecedor de Sonic, mas tenho uma breve noção dele.

      O certo é "Killer Sting"... é assim que eu falo, é assim que eu vejo! Sobre o Street Fighter, tem bastante versões do IV... eu realmente fico meio perdido nisso rs... mas seria bom jogar Hadouken com os pés.... Ryu é meio limitadão em movimentos (confesso que adorei o Evil Ryu pela grande quantidade de movimentos diferentes, mesclando Akuma e Ryu).

      Vou voltar a escrever agora...

      Excluir
    31. Sonhos ou pesadelos com SH? haha, agora você entende mais ou menos do que eu passo por entrar na historia e mundo dos games, essas crises de depressão e envolvimento já são normais pra mim xD

      Se algum dia surgir a vontade de fazer uma analise sobre Sonic, posso indicar alguns jogos com uma historia legal, como por exemplo o Lost Wolrd, o Generations que é lotado de referencias e sem sobra alguma de duvida um dos melhores jogos do Sonic da atualidade! E posso até auxiliar em alguns pontos sobre o game, se quiser claro xD

      Realmente é muita versão do Street xD Tipo começou com o Street Figther IV, ai veio o super com melhoria de conexão, HUD, adição de dois personagens e melhoria de jogabilidade se não me engano, ai vem o Super Arcade Edition, com adição do Evil Ryu e Oni Akuma e mais melhorias, o Ultra que foi a melhor coisas que eles fizeram, ouvindo os fãs grandes melhorias foram feitas, com a adição de 10 personagens e alguns cenários! E o Omega não seria bem uma versão, seria mais um modo de combate apelão, com alguns golpes do 3 e tudo mais.


      Excluir
    32. Vejo um futuro parceiro de análise? Pelo menos seu conhecimento sobre Sonic e Street Figther me fizeram sonhar um pouco... Vi que você entende muito... e seu resumi foi por si só bem explicativo... heh... parabéns. Se por umas imagens no seu texto de 6 linhas vira uma análise morte kkk... só contar a história de cada um dos personagens de forma resumida mesmo, dar algumas descrições das batalhas, fazer relações com jogos mais antigos... e fica perfeita. Parabéns mesmo...

      Sonic... eu joguei o Generations, e fiquei fascinado com o crossover das sagas.... sei la, ficou bem feito. Mas ele começou a lagar numa fase e acabei tirando do pc... mas ele é bom mesmo. Sobre sua sugestão de auxílio... eu aceito.

      Sr Abyss... vou editar!

      Excluir
    33. Ah espero que sim xD,Sonic são anos e anos de jogatina, pesquisa, e muito amor pela serie, acabei juntando um conhecimento nele que só busco aprimorar, serio mesmo?! Acho que de tantas analises já lidas estou pegando o jeito haha... quem sabe eu faça isso, agora que tenho a edição Ultra, posso zerar com cada personagem, anotar suas historias e ligações e fazer a analise, vou ver se consigo dar uma adianta esse fim de semana, aproveitar que sexta não tenho aula e zerar com alguns personagens escrever sobre suas historias e tipo de luta e tudo mais... quem sabe surge uma AnaliseOfTheAbyss xD.

      O generations é um game que apesar de não ser um clássico ainda, tem todas as qualidades que um clássico de qualidade exigem, apesar de uma historia meio "bestinha" comparada com alguns games da saga, se encaixa perfeitamente na ideia do jogo, juntar Sonic's diferente e homenagear a ambos! Toda releitura que foi feita nas fases do Sonic clássico para o moderno foram tão bem feitas que chegam a emocionar, foi realmente um fan-service estupendo! Bom então é só me dizer por qual Sonic quer começar, que vejo se consigo o jogar, já que a questa plataforma ( para os mais novos exclusivos da nintendo ) me impedem já que tenho um Pc da Xuxa que me impede de emular eles, somente os clássicos, isso se não os tiver já que Sonic 1 e 2 eu posso jogar no próprio Mega hehe, que ai eu faço a analise a partir do que é apresentado no game, como o que é "fora", lendo os manuais e formulando as teorias e tudo mais... Só me dizer quando que executaremos esse projeto e veremos se realmente existe a possibilidade de uma boa parceria ^^

      =D estou no aguardo =D

      Excluir
    34. Postei a analise de SHO... to torcendo pra não ter feito bost4.... e sobre a "AnaliseOfTheAbyss"... parece uma ótima ideia.

      Se quiser, só fazer o texto e me mandar, mas tem todo aquele esquema de confiabilidade... você teria de confiar seu material a mim... acha que mereço isso?! Tem outra, créditos seriam totalmente seus. E de fato, deverá haver um espaços só pra suas postagens no blog. Eu acho uma boa.... mas cabe a você decidir.

      Excluir
    35. Logicamente que merece! Na realidade já estou desenvolvendo uma analise para lhe enviar e passar sobre sua avaliaçãomorte rsrs, creio que próximo fim de semana eu consiga lhe entregar ela! Estou fazendo a do Street, já zerei com alguns personagens, e estou vendo como essa analise pode ser feita...

      Excluir
    36. Também tomei a liberdade de zerar com alguns personagens... reparei que era aquilo que tinha imaginado, as histórias são interligadas e tipo, é preciso jogar todas pra entender a história do jogo... tenso rs.

      Estou no aguardo... nunca imaginei outras pessoas postando no blog... pode ser ótimo!

      Excluir
    37. O problema não é nem jogar com todos, é até legal jogar com todos que eu aprimoro meu gameplay, e tô precisando mesmo fazer isso, to muito ruim no SF ultimamente preciso voltar a treinar... O trabalho maior será ver a ligação de cada um na historia, pois acho que não fica tão claro assim, pelo que vi da até pra reduzir esse numero pegando somente os personagens que o Seth absorveu o poder, porque ele sim tem ligação direta com a historia do game, mas como essa vai ser mais trabalhosa, vou terminar a outra que estou fazendo primeiro depois inicio de verdade essa xD

      Excluir
    38. E ai está a parte que nos toca, analistas rs... ver a ligação é o mais trabalhoso, porem mais gratificantes de tudo! Saber que você é capaz de explicar pros outros coisas que você entendeu?! Enfim... eu vi que o Seth tem algum significado maior em uma das frases que um dos personagens usa contra ele, sobre ele ter reencarnado na mesma forma... até então, tudo parece crtl+c ctrl+v para todos os personagens. Outra dica da história ta no Rival. É essa a maior conexão entre os personagens. E tem alguns, alguns personagens que tem mais história que outros... uma mina gigante que dança capeira por exemplo... ela tem bem mais história.

      Enfim, boa analise rs.

      Excluir
    39. Qual personagem?! Preciso saber T.T, Sim todos os rivais tem diálogos próprios tão legais, Sagat e Ryu, Ken e Rufus, são os que me vem a cabeça agora...
      Serio?! Ainda não joguei com ela, nem pra ver os golpes nem nada, sei la ela não me chamou tanto a atenção assim, mas vou dar uma olhadinha mais atenta pra ela...

      Haha valeuu, aproveitar que hoje não vou pra escola e estudar para o enem e dar uma adiantada na minha analise

      Excluir
    40. Também vou me preparar pro enem rs.... e seguinte, eu zerei com Ryu, Evil Ryu e Ken, e um deles fez comentários sobre a reencarnação de Seth. Algo como "Se queria ser forte, deveria ter tomado outra forma não a mesma de antes" algo assim.

      Excluir
    41. Foi o Ken, passei uma puta raiva tentando sem sucesso zerar com o Evil Ryu no Hard, to muito ruim no SF T.T principalmente com o Evil Ryu foi a segunda vez que joguei com ele, ai peguei e zerei no hard com o Ken tão de boas ¬¬, vou dar uma pesquisada externa, não lembro do Seth em outro game do SF, se não me engano ele é uma criação do M.Bison e a Juri é uma criação do Seth maior suruba de criações

      Excluir
    42. Zerei de Elena, porha mina chata de jogar velho... eu tentei de todas as formas, no final tive de jogar no modo médio, com apenas 1 round pra conseguir ganhar com ela, e ganhei apelando pra agarrão! Mas realmente, a história dela é uma das principais, tanto que a animação dela é uma das poucas que é com movimentos... Também fechei com a Sakura, que é bem interessante mas uma porcaria pra jogar.

      Enfim... Zelda.

      Excluir
    43. Vou zerar com ela esse fds... a Sakura eu curto muito jogar, sei la apesar de ser bem fraquinha, é divertido kk

      Zelda... Já é o segundo comentário seu com esse lindo nome... Deduzo que a analise já esta completa e prestes a ser lançada não? E lá vem mais um dia que eu vou ficar entrando no blog de meia em meia hora pra ver se já saiu xD

      Excluir
    44. Zelda... encontro... quase pronto.

      Excluir
    45. Zelda... Fique... Sem ter... O que comentar... Então lá vai... Um comentário aleatório... Shoryuken...

      Excluir
    46. Preciso trazer postagens logo. To sentindo falta de outros comentaristas kkk, e tipo, tu chegou ao ponto de não ter mais o que comentar?

      Excluir
    47. haha quis dizer que fiquei sem ter o que comentar nesse meu ultimo comentário, foi só pra fazer graça mesmo xD

      Excluir
    48. Eu entendo, vou postar logo algo de toda forma, to a muito tempo sem postar coisas rs...

      Excluir
  2. SEN-SA-CI-O-NAL!! Muito boa a análise, devo dizer que Castlevania é uma franquia que já jpguei alguns jogos inclusive o Lament, que se passa em 1094!!!Caraca! Mas o que mais gostei foi o Bloodline, que é muito difícil e tem uma estória foda demais! Agora não saquei sua malícia no nome do cara não, viu?Rrsrs ah e aquele ''porem'' que você usou pra vampira (caraca, ela mesmo sendo gata daquele jeito quem chama muito a atenção também é o Lúcifer,srsrsr sério toda vez é loiro e ''sexy'' em todo canto que aparece) não ficou bem encaixado sabe? Ali levava mais um ''e''! Eu te recomendo fazer análise do MK Armageddon, que é muito foda também, aliás todo a estória da saga MK é foda! desculpe a demora mas eu não conseguia acessar minha conta, e também a do KG tá grandinha hein?Rrsrs no mais, parabéns pelo excelente trabalho, já tô divulgando o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou fazer análises sobre a nova franquia de Castlevânia e depois vou me focar na antiga... inclusive to pra publicar a análise sobre o segundo Lords of Shadow, o Mirror of Fate... To escrevendo já, quase acabando, e tentarei deixar melhor que essa. E que show que você gostou sr.

      Então, sobre a malícia... eu ia postar uma imagem no blog que explicaria tudo, só que a imagem é reveladora de mais, e eu não to afim de trancar a postagem só pra +18... A invocação de Gabriel, aquele demônio, ele/ela tem "Belos Montes"... tendeu? (Eu sei, ridículo kkk... eu tenho alma de Bardo)

      Sobre Lúcifer, realmente, ele é retratado de forma muito bela sempre, e apesar de não ter ficado feio, também não ficou magnificamente lindo... ele ficou meio sombrio (meio?!) mas eu até que curti... a entrada triunfal dele descendo dos céus e só os pés aparecendo onde Zobek tinha queimado, me lembrou o Tio Lú de Constantine... quando apareceu, descalço nos cacos de vidro, pingando ácido ou graxa, sei la que merd4 era aquela.... quando ele apareceu eu assimilei ambos automaticamente, nem precisei da apresentação dele como "Anjo Caído" pra sacar... Eu achei que foi uma boa jogada, e foi uma das poucas coisas que me surpreendeu nesse jogo.

      KG? Tu leu? Lol... fico extremamente feliz com isso... um dia quando eu tiver tempo posto mais então... ou será que você se referiu a KH (Kingdom Hearts)... se for, também fico extremamente feliz, pois essa foi uma análise demorada da moléstia rs...

      Então, eu só posso agradecer Sr Marcio... eu não divulgo o blog, pois além de não saber como, não sei se tenho conteúdo suficiente para agradar todo mundo... mas... obrigado pela força.

      E Sr, seja bem vindo... achei que você tinha desistido de comentar kkk... desanimado ou desgostado de algo... mas bem, bom saber que ainda acompanha o blog!

      Vlw ai!

      Excluir
  3. Mas é claro, que analisaria esses jogos jogos como the path que são tão malucos(tenebrosos na verdade)??Kkkkkkk estou brincando, bem sobre divulgar eu basicamente deixo links de postagem no face, recomendo para as pessoas e etc! E sim é sobre o Kingdom, eita como é gigante!Sim, entendi a indireta seu malicioso..rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então ta rs... sr... eu ia digitar e postar uma análise hoje, mas acredita que passei mal? Tive enxaqueca e não consegui sair da cama o dia todo... e agora nem da mais tempo de digitar =/ Mas, uma hora eu termino e poste.

      Excluir
    2. Nossa sério??? Que merda... olha vou continuar vendo a do KH ok? Quando acabar comento, e fica bom logo tá? Não vai ter uma síncope ou uma quátrope e bater as botas não, hein? Quero você bem saudável e disposto pra postar mais, viu? Se cuida e volta logo!

      Excluir
    3. Nem grila, to melhor. Hoje depois do trabalho tentarei postar algo.

      Boa leitura sr Marcio

      Excluir
  4. e ai sr.morte, primeiramente desculpa por passar tanto tempo sem postar, li mts de suas analises e n me lembro de outra pessoa sugerir o castle, li suas regras tbm, então acho q devia estar esperando um post de minha parte, aceite minhas humildes desculpas e ainda bem que vc continua com suas maravilhosas analises e parabéns por mais este trabalho de sucesso

    Agora foi mt ousadia de sua parte cara, uma serie tao longa como castlevania, vc so ter zerado 4 títulos e msm assim se aprofundar nesta analise, certamente vc tem cunhoes, realmente parabéns

    Cara a konami esta se especializando em decepcionar os fans de seus títulos consagrados, cm fan sempre q sair um castle eu vou adquirir sem duvidas, msm se for um Los III, se visto cm um jogo ainda não criado de titulo novo talvez ele passaria com honras, mas como n eh, o jogo saiu totalmente do enredo, dinâmica, historia e jogabilidade sonhada por seus fans.
    Com uma tentativa frustrada de superar ou copiar outros jogos do genero "hack&slash", este poderia ser chamado n so de "puzzlevania",mas tbm de: "castle of persia" ou "castle of colossos" ou ate "castle of war" huff...

    Apesar de mal falado, eu acho q o castle de plataforma 3D q mais se aproximou de suas origens foi o castlevania 64 ou o q vc mencionou, legacy of darkness, os dois são iguais e possuem o msm enredo, sendo o legacy com mais personagens e fases extras. Este jogo possuía um enredo mt qualificado, e um toque especial de horror durante o jogo todo, telas sombrias e trilha sonora boa, (coisa q no Los tbm foi completamente aniquilada) quem o jogou certamente deve se recordar ( ou ter desistido de jogar ) da fase do labirinto no jardim, na minha opiniao o jogo so pecava por sua mobilidade tosca e mecanizada

    O castle Los eh mt mais um filme do que um jogo em si, com telas enjoativas e leituras em pergaminhos q são no min prejudiciais a vista de gamers nerds viciados como eu e tantos outros nesse mundão ai

    Sr.morte so mais uma coisa que se me permitir (mais n tem jeito por que já vou escrever) gostaria de corrigir um pequeno erro nos tópicos dos outros castle mencionados.
    Eu sei q no sp ness o "RICHTER" era cabeçudo, mas n precisa levar ele pra bahia e chamalo de "RICHARD"
    E quanto ao castle Loi, o leon belmont n constrói o vampire killer, ele chega ate o castelo desarmado, e comenta com o Rinaldo q pegaria a espada de agl soldado morto no caminho pelo campo de batalha, eh Rinaldo q o oferece "the whip of alchemy" e este mais tarde por motivos q não vou espoilar se torna o "vampire killer"

    Claro eu espero q vc n me leve a mal, e veja esta cm uma critica construtiva, q jamais ira tirar o brilho deste ótimo trabalho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondendo de trás pra frente:

      Então, sobre a construção do Vampire Killer, eu me referi exatamente ao fato dele ser montado durante o jogo. Aquele chicote que Leon ganha no começo é só uma peça do Vampire Killer... e foi a isso que me referi. Mas você está certo... tecnicamente falando... desculpa.

      Sobre o Richter... cara, eu sempre chamei de Richard Belmont... rs... não é falta de cultura ou respeito... nem conhecimento... mas eu sempre olhei ele assim, por isso chamo ele dessa forma... entretanto vlw pela add nos comentários, isso agregou bastante ao post. Mas eu faço isso com todos os personagens... eu não sou de usar "fontes" para analisar, eu pego o que eu lembro e trabalho com isso... malz mesmo por ter errado o nome do protagonista de Dracula X... mas eu sempre vi ele como Richard.... perdão mesmo =/, mas não vou mudar! Se quiserem o nome real, que vejam no seu comentário rs... mas de toda forma, desculpa tb.

      Concordo com seus apontamentos sobre o LoS... eu pensei em falar disso na analise mas acabei esquecendo... só que você ta certo de mais cara. Aqueles pergaminhos que nada fazem são uma bost4 pra ler... letras minusculas mesmo em HD, fica ridiculo também parar a cada 5 minutos pra ler pergaminhos e textos do loading... ridiculo. O gráfico também, parece mais um simulador de paisagem do que jogo... raramente fica num formato agradavel, e na maioria das vezes a tela fica do outro lado do planeta e é preciso usar um telescópio pra enxergar o personagem... Você disse tudo!

      Concordo plenamente contigo a respeito do 64... eu joguei tanto o 64 quanto o legacy... (tem certeza que são o mesmo jogo? mesma história? pq eu juro que o que me recordo de ambos é bem diferente... lembro que os mapas explorados são iguais ou parecidos, mas a história... tem certeza? Mas se tu falou no sentido de usarem praticamente o mesmo gráfico e jogabilidade, e até cenários, eu concordo) e de fato são e lembram muito mais o original Castlevania do que os atuais... agora, sobre trilha... lembra daquela música? ~TAN-tan-tan tanranranranranranran-ran!~ Aquela que foi usada como trilha de praticamente todos os Castlevanias? Aquilo era musica, agora, as do LoS, eu não curti. Elas são curtas, e param de forma brusca de mais... eu não curti.

      Cara, falou tudo sobre os gêneros... Castlevania Lords of Shadow tenta... só tenta... ser de vários gêneros ao mesmo tempo... e tudo sai mal pra k7. O modo Castle of Colossos é ridículo de mais... sem sentido... e feio. (no 2, eu pirei cara... ficou um castle of colossos of war... mas ficou demais).

      Hm, eu sei que fui meio ousado de mais.... mas eu fui educado pra caramba... não passei a ideia de ser fanboy muito menos dono da razão... eu deixei claro que é minha opinião... e aponte tanto os lados ruins e seus defeitos quanto os lados bons e as qualidades... eu não fui imparcial, mas também não fui grosseiro ou arrogante. E cara, fico feliz por ter agradado... mesmo com meus erros, fico realmente feliz.

      Sr Ero, você faz falta no blog, comenta mais mano... seus comentários são parte das postagens, trazem informações e correções que vão além do "útil", são essenciais para que tudo fique completo, plausível e crível.

      Obrigado sr, e bem vindo de volta.

      Excluir
  5. Gostaria muito que vc fize-se um analize de castlevania soth seria muito massa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simphony of the Night?! Eu o farei... mas só depois de falar do Dracula X... e do remake da versão arcade pra PSP.

      Excluir
  6. Gostei e do alize tb,depois que o criador do castlevania saiu da konami virou tudo bagunça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gosto de atribuir essas coisas ao criador e talz... mas pior que é verdade. Infelizmente Castlevania foi mais um que foi pra geladeira por falta de decência da produtora... tão grande... tão clássico... =/

      Excluir
  7. Sabe o que ocorre tambem? as empresas esquecem dos jogadores muitas vezes nao ouvindo os mesmos.existe jogos que não sobrevivem as mudanças dastricas de jogabilidade,como castlevania,megaman,dck.

    outra franquia que estar acabando de morrer é metal gear solid,que gosto muito e adoraria ver vc fazendo um analise do segundo jogo da franquia.se quiser olhar algumas coisas a qual falo da um olhada no canal do youtube chamado: yougametube br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como mencionei em outro comentário... DK teria sido épico no 64 se ao invés de mudar a jogabilidade, apenas investisse no enredo e, mesmo sendo a mesma história, seguisse o formato original. Tentaram imitar Mario... o que foi o fim da franquia... até ressuscitarem e fazerem justamente o que era certo, mas no Wii... infelizmente esqueceram uma outra característica importantíssima de DK: As Músicas... e pra mim foi isso que deixou o Returns inferior aos outros DKC... mas essa mania de querer evoluir a jogabilidade sempre detona com franquias, uma hora ou outra.

      Metal Gear Solid... eu comecei a jogar por conta dos pedidos de um dos leitores e eu achei interessante... mas joguei por emulador e começou a dar alguns bugs chatos (eu tenho o video-game mas prefiro emuladores pelas fotos) e... bem... eu pausei o jogo. Mas sim, eu farei uma análise sobre MGS... mas começarei pelo 3... seguindo a recomendação original rs.

      Verei o canal...

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+