PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

domingo, 31 de agosto de 2014

AnáliseMorte: Tudo sobre Kingdom Hearts - Birth by Sleep

Bem, depois de um tempo jogando, falarei dessa maravilha chamada KH!



Meu objetivo é simplesmente entender e explicar o que acontece nessa franquia divina produzida pela Disney juntamente com a Square Enix...

Cara... o Mickey aparece então já vale a pena ver!

De toda forma, eu estou empolgado então espero que saia algo decente. E mesmo se não ficar decente, é uma honra falar desse título.

Bem, atualmente há, se não me engano, 8 jogos de Kindom Hearts que juntos, formam uma história enorme e muito, mas muito detalhada e profunda. Mas a história principal de KH, que se resume a um personagem chamado Sora, só é a principal mesmo em 2 jogos da franquia, atualmente. Ou seja, de 8, só 2 levam o protagonista como principal (A história dele), mesmo ele aparecendo em todos. É ainda mais confuso se você considerar que, os jogos onde o Sora é o cara da vez, são intitulados "Kingdom Hearts" e "Kingdom Hearts II", sendo que os demais jogos se passam entre/após/antes esses dois principais. Ou seja, o 1 e o 2 se passam numa ordem cronológica diferente dos títulos lançados até hoje (isso porque ta pra lançar o 3, e já tem 2 jogos depois do 2, antes do 3, doidera né?!)

Porque que eu falei essa ladainha toda? Simples, eu não vou fazer as análises na ordem em que os jogos foram lançados. Farei na ordem cronológica da franquia, ou ao menos iniciarei dessa forma. Como meu objetivo é entender/explicar KH, trabalharei assim, e também aproveitando o fato de eu ter zerado meu primeiro jogo de PSP (PSP É MUITO FOD4), vou fazer deste, que coincidentemente é o primeiro KH cronologicamente falando.



Bem, é isso... eu já introduzi o negócio então, falta só fazer o avizinho de Spoiler e já posso começar:


                         INFORMATION                           

         Haverão spoilers, esteja avisado!!!          


Pronto? Então boa leitura!

     100%    

Quero começar, então preciso me organizar. Pra isso, vou separar a análise em quatro partes.

Falarei da parte técnica, depois das bases/inspirações, depois dos personagens e pra finalizar, da história.

Porém, farei isso da forma mais detalhada e explicada possível, logo, pode ser que fique bom, ou uma bost4... só saberei no final.


                                   Técnica                                

Antes de começar, só dê um play nesse vídeo e veja até o final...


Essa é a introdução de Kingdom Hearts - Birth By Sleep (é a versão do KH 2.5, mas é a mesma coisa, só que mais bonita), e apesar dela ser um Senhor Spoiler, absolutamente nada dela faz parte do jogo.

Curioso isso, mas a intro foi feita a parte, estilo abertura de Anime. Tem tudo que é importante no jogo resumido e repassado, porém não exatamente da mesma forma. Exemplo, no vídeo há uns carinhas com armaduras certo? Então, eles tem capa, só que no jogo, não tem capa nenhuma, ou seja, as coisas que acontecem no vídeo até acontecem no jogo, porém não exatamente da mesma forma e com os mesmos detalhes.

Mas o importante mesmo dessa introdução é a música, que é incrível! Ah, e outro detalhe, essa intro na real é apenas o Final Secreto de outro Kingdom Hearts (II), remixada:


Os caras já tinham tudo planejado, e fizeram o final de um jogo no final do outro, como bônus...

Não dava pra esperar menos de um jogo feito pela Disney (os tios fascinados por musicais) e a Square Enix (antiga Squaresoft, que adora fazer videos espetaculares). Só nisso o jogo já seria um dos melhores, mas ele consegue ser ainda mais surpreendente.

Visual lindo (eu juro que me surpreendi com a potencia de um psp) e trilha sonora maravilhosa, essa é a descrição ideal de KH-BbS, isso sem contar a história e jogabilidade.

Todo Kingdom tem uma jogabilidade própria, pelo menos com algo diferente e original. Em alguns casos isso pode prejudicar um pouco o gameplay, ao menos no inicio, porque sempre é preciso aprender a jogar, mesmo se você já conhece algum KH. No caso do Birth By Sleep não é diferente. Mas nem tudo é perfeito...

Confesso que vi muita coisa desnecessária e meio exagerada, além de ter me perdido por um longo tempo até entender tudo sobre o gameplay (e mesmo assim, tem coisa que eu ainda não captei).

O jogo é no estilo Action RPG em tempo real, onde os inimigos surgem do nada e você desse a chaveada na cabeça de todo mundo, pegando "dinheiro", pontos e exp, além de restaurar a barra de energia e energia mágica com as bolinhas que caem... só que... existem dois tipos diferentes de "barras mágicas" e existem 3 tipos diferentes de "magias", sendo uma delas inesgotável.

Explicando melhor:

Além da opção de bater feito louco enquanto desvia de ataques e ficar correndo de um lado pro outro ou saltando feito um papagaio, há uma tabela de magias pré-selecionadas que, ao serem utilizadas, entram num estado de deley e demoram um pouco pra recarregar, mas que o fazem sem gastar nada (exceto no caso de, ao invés de uma magia, você escolher um item consumível dentre os slots possíveis).

Essa tabela é chamada de Deck e é uma referência a um dos Kingdom Heart, onde eram usadas Cartas para invocar as magias do jogo. O limite de habilidades que você pode escolher e adicionar ao seu Deck aumenta conforme se avança na história, e é possível montar verdadeiros combos mesclando magias ofensivas, ataques físicos, magias de cura e itens consumíveis.

Tem até um tipo de magia "for fun" que não serve pra nada além de gastar slot do deck e fazer a zuera ganhar vida.



Conforme se usa os Decks, as habilidades usadas passam a "evoluir", ficando mais fortes, até chegar ao level máximo. No level máximo (simbolizado por uma estrela) pode ser que surja a possibilidade de unir duas habilidades diferentes em uma só, formando uma habilidade melhor e mais forte (ou não). O legal disso está no fato de, nessa mistureba, ser possível implementar uma pedrinha que adiciona algum efeito extra na mistura, o Elemento X... pera... malz, divaguei aqui.

Enfim, esse efeito extra fica no personagem caso ele equipe a habilidade no Deck, mas o melhor não é isso. Caso essa habilidade nova chegue ao level máximo novamente, o efeito extra se torna permanente no personagem, ele estando com a habilidade no Deck ou não. - Quando eu me toquei disso, fui pegando todas as skills que eu tinha acumuladas no inventário e fui upando, usando elas feito doido até o máximo, fazendo as fusões que surgiam (as vezes nem via qual skill apareceria, e teve uma fusão que deu uma habilidade rara) até liberar um monte de efeitos extras das pedrinhas.

Tem momentos que caso se una duas habilidades já no level máximo, a nova também já aparece no level máximo, fazendo o efeito da pedra extra se tornar permanente automaticamente. Apelativo né?

Essas habilidades (que são Cartas mesmo) podem ser compradas, ganhadas ou achadas. Tem uma lojinha com o Kupo do Final Fantasy que vende vários tipos de itens, e a maioria são essas cartinhas.


A segunda opção de magias é uma em que o personagem trava a mira nos inimigos e lança um ataque, pré determinado também na área de Decks. Esse ataque também pode ser upado, aumentando seu efeito e duração, mas ele gasta energia mágica própria, que pode ser restaurada por itens consumíveis voltados pra essa função, ou através de hits e combos que regeneram a barrinha de pouquinho em pouquinho.



Diferente das outras habilidades do Deck, essa é bem especial pois deixa o personagem invulnerável durante sua execução, além de chegar, em níveis maiores, a opções de interação especial com os comandos, aumentando mais e mais a duração e dano.

É tipo a skill perfeita na luta contra chefes, pois deixa você intocável e ele bem ferrado... pena que acaba.


A terceira opção de magias é uma em que é possível invocar um Deck de outro personagem. Chamado de D-link, essa opção permite usar habilidades de outro Deck, pré estabelecido por um personagem da "lista de amigos", por um período limitado de tempo.



Sinceramente, esse é um dos pontos que eu achei exagero. Apesar desse jogo ter opção de jogo online, essa coisa de invocar o Deck de outro para substituir o seu por um certo tempo não é algo muito genial, pois não faz sentido usar um Deck de outro que você pode nem saber controlar, e pior, que pode nem ser da configuração ideal pra batalha em questão. O jogo já tem um monte de funções extras, essa foi só mais uma dentre as demais. Eu mesmo zerei o jogo com todos os personagens e usei o Deck da Branca de Neve duas vezes apenas, por acidente, em todo meu gameplay, e não senti falta nenhuma disso.


Além disso tudo, há também um tipo de Trance (estourar, raivinha, super-power, forma suprema, especial, brilhinho, estrela do super mario, ou seja la como você conheça esse processo) que é quando o personagem começa a brilhar e ganha todo um estilo de luta especial, com direito a combos novos e poderosos, independentes do deck, além de ter um encerramento fatal que normalmente mata tudo que tiver perto ou apenas ferra o máximo possível.


Legal que esse efeito de Trance se estende conforme os hits realizados, e quando se chega ao limite, ocorre o poder especial final, ou, ocorre a transação pra uma nova forma Trance, superior e ainda mais forte. Isso depende de uma fórmula que envolve os elementos das habilidades usadas pelos Decks antes ou durante um estado de Trance. Dependendo delas, pode acontecer o Trance ou, um encerramento comum por Combos.



Na prática, é basicamente assim: Se usar uma habilidade de fogo e chegar ao máximo da barra de hits, você passa pra uma forma Incendiária, e, se durante essa forma usar habilidades do elemento raio e ataques especiais de Avanço Ofensivo, ao se chegar no limite, ao invés de fazer um especial final, você passa pra forma Tornado.

Teve um caso em que eu consegui chegar numa terceira forma, muito forte, que foi a forma máxima que já consegui. Só que tudo isso depende do level do personagem e das habilidades usadas, e eu zerei o jogo no lvl 35 como média entre meus personagens. Talvez hajam mais formas, ainda mais fortes, em leveis maiores... mas to sem saco pra descobrir.


Então, é basicamente assim que o jogo funciona, ao menos a jogabilidade. Você visita locais, mata monstrinhos, upa, treina suas habilidades, enfrenta chefões e assiste vídeos, tudo enquanto conhece a história da origem de Kingdom Hearts.

Há alguns pontos a mais em KH, como por exemplo os puzzles. 

Ao mudar de "fase" o personagem usa um tipo de prancha/moto/carro espacial. Dentro dela, é possível jogar um tipo de jogo-de-tabuleiro, que eu não entendi absolutamente nada. Talvez seja útil e divertido para jogar online, mas é bem confuso no single player e uma bela perda de tempo. Também tem um tipo de Arena, que não tem qualquer influência no enredo, mas pode liberar habilidades extras e até armas novas, além de dar leveis. Essa Arena também pode ser jogada online, e parece ser divertida (ao menos no single mode é bem interessante).



O melhor de tudo, é que Birth by Sleep é dividido em 3 jogos, com um protagonista pra cada. No final, as 3 histórias se tornam uma só, e um final especial envolvendo as 3 surge, finalizando o jogo de forma épica. Ou seja, por mais que você jogue com um dos personagens, para entender a história inteira, terá de jogar com todos os 3 e prestar muita atenção nos eventos e time-line. (Ou se preferir pode ler esta análise até o fim... rs.)



                          Bases e Inspirações                      

Kingdom Hearts é incrivel não apenas pelos maravilhosos gráficos e toda a baboseira que eu citei acima. O mais top dele está no enredo, mas o enredo é dividido em 3 bases históricas diferentes.

Há a história do próprio Kingdom Hearts, original e muito complexa.

Há a história da Disney, onde tudo o que a Disney criou e assinou se torna parte da mesma, desde desenhos até filmes.

E há a história da Square Enix, onde o título mais famoso dessa empresa, Final Fantasy, e todo seu enorme universo ganha espaço significativo na trama.

Resumindo, é um jogo que junta os Final Fantasy's, os filmes da Disney e a história original em uma só!

Curiosamente, KH usa como base pra história principal e cenário, vários títulos famosos da Disney e da Square, como "Peter Pan", "Branca de Neve", "Final Fantasy VII", e por ai vai. Rola até "Piratas do Caribe" em um dos jogos...

Pois bem, eu vou falar quais os cenários de Kingdom Hearts - Birth By Sleep, explica-los, e tentar deixar tudo bem fácil de entender mas não muito enrolado... 

O protagonista transita entre mundos durante o jogo, e cada mundo possui sua própria realidade, que não deve ser interferida pelos portadores das Key Blades. Só que... ao entrar nesses mundos, aquele que o fez "substitui" alguém da história original, virando tudo do avesso... afinal tudo muda querendo ou não.

Castle of Dreams
(Mundo da Cinderela)


Esse é o mundo da Cinderela. Pra quem não conhece a história:



Era uma vez... Cinderela, uma mocinha simpática que sofria bullyng das irmãs feias, só porque ela era bonita. Ela era usada como faxineira e constantemente agredida verbalmente e moralmente por sua madrasta, que também era feia. Um dia, o príncipe do Castelo dos Sonhos de Cinderela promoveu um Baile, onde uma noiva seria escolhida para ele. Cinderela então viu a chance de se livrar de sua tortura e melhorar de vida, montou um vestido e quase participou do baile, só que suas parentes feias ferraram com tudo e sabotaram seus sonhos, destruindo seu vestido. Ai Cinderela invocou com suas lágrimas uma Fada Madrinha que transformou uma abóbora em uma carruagem, suas vestes em um vestido lindíssimo, seu cabelo em um cabelo e seus sapatos em Sapatilhas de Cristal. Daí ela foi pro baile, dançou com o príncipe que se apaixonou por ela, e curtiu o resto da noite agarradinha com ele, porém, o feitiço da Fada Madrinha tinha prazo de duração, e à meia-noite tudo que tinha se transformado voltou ao normal mas, antes que o príncipe se assustasse com a beleza sem maquiagem mágica da Cinderela, ela correu feito doida e perdeu uma de suas Sapatilhas. O príncipe então pegou essa sapatilha e no dia seguinte passou a procurar por sua amada, visitando o reino todo atras de um pé que coubesse perfeitamente na sapatilha. Daí, ele visita a casa onde Cinderela residia e calça, sem sucesso, a mesma nos pés gordos e fétidos das parentes dela, enquanto ela era mantida escondida para que o príncipe não descobrisse que era ela sua amada. Só que, ela não fica escondida por muito tempo e o príncipe consegue calçar a sapatilha com sucesso, e ele repara que ela é linda mesmo sem maquiagem mágica, ambos se casam, e vivem felizes para sempre.

Essa é uma história assinada pela Disney, e bem, os personagens visitam esse universo durante a aventura, ocasionando pequenas variações no enredo original, mas no fim da tudo certo... por exemplo, o primeiro vestido na história real é criado por ratinhos que adoravam a Cinderela, mas com a interferência dos personagens, um desses ratinhos some, e em seu lugar um dos personagens ajuda Cinderela a montar o vestido. Por conta disso, e das demais interferências, toda a história é concluída na mesma noite do baile, com direito a sapatilha de cristal extra...


Dwarf Woodlands
(Mundo da Branca de Neve)

Esse é o mundo da Branca de Neve. Pra quem não conhece a história, la vai:


Era uma vez... Branca de Neve, uma linda mocinha, que de tão bela consegue atiçar a inveja da rainha, que por sua vez era considerada a mais bela do reino. Um dia essa rainha descobre através de seu espelho mágico que um dia, Branca de Neve e seu coração puro se tornaria a mais bela do reino, deixando a rainha em segundo lugar. Daí, ela decide pegar o coração da Branca de Neve, assim ela quem seria a mais bela. Ela contrata um caçador e pede para ele arrancar o coração da mocinha linda, só que poxa, o cara era marmanjão e não resiste a beleza e pureza dela e pede para que ela fuja para a floresta, para muito longe, assim a rainha nunca a encontraria. Ela foge, vira brother dos animaizinhos e encontra uma casinha pequena na qual decide passar a noite. É ai que um grupo de Sete Anões Mineradores aparece, e Branca de Neve descobre que eles quem eram os donos da casa que ela invadiu. De inicio eles se assustam com a gigante monstruosa, mas depois reparam que ela é mó gata e passam a bancar os bobos, fazendo de tudo pra ganhar um beijinho na testa. Cada anão era nomeado por uma reação: Mestre (Sabidão), Dengoso (Tímido),  Atchim (Gripado, Doente, Resfriado, Ferrado da vida), Feliz (Feliz), Soneca (Dorminhoco, Preguiçoso), Zangado (Ah va!) e Dunga (Mudo, Doidão, Chapado, Orelhudo). Os 7 Anões e a Branca passam a viver juntos, até que um dia, enquanto eles trabalhavam para trazer o pão de cada dia, uma senhora de idade aparece na casinha e oferece para Branca de Neve uma maçã, a qual ela devora por pura gula e tem um AVC. Na verdade a senhora era a Rainha Má que era uma Bruxa e a Maçã estava envenenada. Branca de Neve entra em Coma e os Anões a descobrem jogada no chão, enquanto a rainha comemora em seu castelo por ser a mais bela do reino (na boa, ela nem mostrava nada do corpo, além do rosto, nem o cabelo dessa megera aparece... os padrões de beleza desse reino não são muito criteriosos.) A Branca de Neve é sepultada num caixão de vidro para que seja admirada em sua decomposição (ideia do Dunga). Pois bem, um dia um príncipe com uma atração estranha por Branca de Neve (necrofilia...) decide beija-la... um defunto... sim... eca... daí ela magicamente desperta de seu sono e ambos se casam, vivendo felizes para sempre (esse final é muito nosence, eu sei...). Final Bonus: A rainha má descobre que a Branca de Neve era a herdeira real do trono, e a mesma assume todo o reino para si, junto com seu maravilhoso príncipe. Daí a Branca de Neve tem 7 filhas lindas, uma mais linda que a outra, e a rainha má fica doida, e morre de depressão. E todos, menos a rainha porque ela morreu, vivem felizes para sempre. 
Essa é outra história assinada pela Disney, e também é um dos universos que os protagonistas visitam. Eles interferem na história, mas o final continua sendo o mesmo, com beijo nojento e tudo mais... na boa, ela tava morta e sepultada!


Enchanted Dominium
(Mundo da Bela Adormecida)

Esse é o mundo da Bela Adormecida... e... velho... eu não sei a história dessa coisa. Ta, eu pesquisei um pouco e achei um site muito fofo com um monte de historias encantadas e ilustradas muito fofinhas... eu até pensei em colocar o link aqui e... é... porque não?!



Mas, caso você não queira clicar porque ta com medo que seja vírus (haja confiança hein) beleza, eu resumo a história do meu jeito:


Era uma vez... Aurora, uma princesa loirinha delicada, a qual cresceu amaldiçoada. Ela era fofa e amada por todos, e tinha não uma, mas 3 Fadas Madrinhas (chupa Cinderela!). Um dia, em seu batizado, uma Bruxa decide amaldiçoar a princesa, só por zuera. Ela diz que no dia em que a princesa espetar o dedo numa máquina de fazer linha (o nome certo é Fuso, mas na boa, essa coisa nem deve existir mais então que se dane) ela morreria. Só que uma das fadinhas ameniza a maldição e ao invés de morrer, ela apenas dormiria eternamente até receber o beijo de um príncipe, ou seja, ela teria o mesmo destino da Branca de Neve, só que ao invés de morta ela estaria dormindo, então seria tecnicamente menos nojento receber um beijo nessa situação... tirando o fato de que ela estaria com um hálito bem legal na hora do beijo... a menos que as fadas madrinhas a lavassem diariamente durante seu sono... mas o que eu to falando? Ela nem dormiu ainda... continuando... A Princesa Aurora passa a morar no Bosque com suas fadinhas só pra nunca se espetar, e de quebra conhece um principe por quem se apaixona. Mas um dia a Bruxa má descobre onde ela está, leva ela pra uma máquina de fazer linha e fura ela todinha. Daí ela pega tétano e dorme pelo resto da eternidade. Só que, as fadas madrinhas chamam o príncipe que a Aurora tava pegando e o levam pra matar a Bruxa má chamada Maléfica, e despertar a Bela Adormecida, que ela tinha escondido no castelo cercado de espinhos, só pra garantir que ela não deixasse de se espetar. O Príncipe consegue alcançar a Princesa e da um selinho nela, despertando ela de seu sono eterno. Por fim, ambos se casam e vivem felizes para sempre. 

Essa também é uma das histórias assinadas pela Disney e também é um dos universos visitados em Kingdom Hearts... só que... as coisas são um pouco diferentes aqui. A Maléfica, que ferra geral só por zuera, acaba aprendendo coisas de fora de sua realidade e descobre a existência de "Kingdom Heart", algo que lhe daria poder suficiente pra ser ainda mais poderosa. Daí, ela, diferente de todos os outros vilões de todos os outros universos visitados em Kingdom Hearts, abandona sua própria realidade e invade as demais realidades, caçando corações! Ela precisaria de 7 corações de princesas, e ela quase consegue... mas isso é outro jogo.

Essas 3 histórias acima são três histórias especiais. Na abertura do primeiro jogo, aparece a imagem das 3 princesas (Branca de Neve, Aurora e Cinderela) mas o universo delas não é acessível. O único jogo em que é possível visitar seus universos é o Birth by Sleep, e o motivo é simples: Maléfica. A desgraçada após descobrir sobre os corações das princesas pega os três primeiros corações da Branca, Aurora e Cinderela, arruinando suas realidades que deveriam ser "felizes para sempre" e daí começa a corromper tudo. Isso que é legal, pois em Birth by Sleep você tem ao menos a chance de salvar as histórias em sua forma original e conhece-las, antes delas serem arruinadas pela Maléfica, só por zuera.

Curiosamente, estes também são os únicos universos que são visitados e interferidos em sua história original por inteiro, neste KH. Os demais mundos são histórias anteriores ou incompletas com relação as histórias famosas.

Deep Space
(Universo do Stitch)


Esse mundo é tão grande que tem um universo próprio dentro do universo dos mundos de Kingdom Hearts. A história dele se passa na Terra, a história original, mas também se refere ao universo e outros mundos e alienígenas e tudo mais. Ou seja, O Mundo de Deep Space é um Universo com outros Mundos. Grande não? Bem, esse é o universo do Stitch. (É, sabe Lilo&Stitch, da menininha havaiana e seu cachorro alienígena azul e orelhudo?!) Não há muita razão pra contar a história deles aqui, pois a parte da história visitada e interferida aqui é apenas o inicio da história do filme. Ou seja, contar tudo seria perda de tempo.

Mas da pra resumir o inicio, porque não?!




Era uma vez... Uma nave espacial transportando prisioneiros, dentre eles um chamado Experimento 626, considerado uma máquina mortal de destruição e morte, que mata, e o cientista que criou esse ser, Jumba. O experimento 626 escapa dessa nave, através de uma nave de fuga, aciona o sistema de dobra acidentalmente e viaja vários anos luz até chegar num planeta dominado por mosquitos chamado Terra. Lá, ele se vê preso pois o local é cercado de água e com isso, é impedido de destruir as cidades e tudo mais. Porém, com o tempo, o 626, rebatizado de Stitch, passa a conhecer o amor e o poder da amizade acalma seu coração e fúria de ser malvado, fazendo com que ele se torne tão fofinho por dentro quanto é por fora. No final, os caras que eram maus ficam bons e os bons ficam maus mas depois todo mundo fica bom, até aparecer mais caras maus que também eram experimentos do Jumba e por ai vai, mas no final todo mundo dança hula-hula. 


Apenas a nave espacial é visitada em KH, e os personagens interagem la dentro, até que o Stitch fuja. No caso, eles interferem na história de tal forma que Stitch passa a "gostar" dos outros antes mesmo de conhecer Lilo... mas a história talvez seja a mesma do filme... ou não...


Olympus Coliseum
(Mundo do Hércules)

Esse é o mundo de Hércules, um semi-deus que treina pra ser herói. Pra quem não conhece a história dele (a versão Disney) aqui vai:




Era uma vez... um casal de deuses do Olimpo bem famosinhos chamados Zeus e Hera, ambos tiveram um filho chamado Hércules, mas devido uma profecia das Moiras (velhas cegas do destino), Hércules um dia daria um baita pé na bunda de Hades. Hades então tirou Hércules da jogada pouco depois dele nascer, lançando ele  no mundo mortal e fazendo com que ele quase se convertesse em humano, por uma poção mágica. Hércules ainda bebê consegue derrubar os dois capangas de Hades que estavam envenenando-o, e em seguida é adotado por um casal humano. Zeus e Hera ficam cientes de tudo, mas como Hércules foi convertido em semi-deus, ele não poderia mais voltar para junto de seus verdadeiros pais no Olimpo, pois o mesmo era apenas para deuses. Porém, Hércules passa a receber o suporte de seu pai, Zeus, a distância, para que ele crescesse e se convertesse em um herói, recebendo assim o direito de pisar no Olimpo e viver com seus verdadeiros pais. Ele então é treinado por Phil, um sátiro treinador de heróis. Com o tempo, Hércules cresce, derrota vários monstros mitológicos e realiza vários feitos heroicos, mas seu maior feito é quando ele salva uma mulher que foi manipulada por Hades, usada para se aproximar de Hércules e trai-lo. Hércules consegue romper o pacto que ela tinha com Hades derrotando o mesmo, e no fim, ele se torna um herói de verdade, condecorado e recebe as chaves do Olimpo, mas decide viver com sua amada na Terra, e todos vivem felizes para sempre.

Esse também é um título assinado pela Disney e bem, a história inteira é visitada em Kingdom Hearts, mas em todos os KH's. Ela é sempre contada por pequenas partes, e a parte influenciada em Birth by Sleep, é o comecinho do treinamento de Hércules, onde ele ainda era jovem e inexperiente, sem muita massa muscular. É justamente nesse processo que os personagens aparecem, e por conta deles, Hércules ganha uma motivação maior para se converter em herói. Mas, também há outra interferência nessa realidade, provocada por outro personagem, dessa vez da Square-Enix. Um cara chamado Zack, que invade esse universo para treinar junto a Hércules e se tornar um grande herói. Pois bem, pra quem não conhece a história dele, aqui vai:


A muito tempo em um mundo onde tecnologia passou a controlar a magia, uma organização chamada Shin-ra dominou o comércio de energia, produzida com base na magia extraída do mundo. Pois bem, essa organização era vista por muitos povos como vilã, malvada, do mal, diabólica, manipuladora e tudo quanto for coisa ruim. Eles tinham até um próprio exército formado por SOLDIERS, que eram posicionados e classificados conforme suas pontuações em missões e serviço à Shin-ra. Esses SOLDIERS eram responsáveis por manter a ordem em nome da Shin-ra, fosse por bem ou por mal. Dentre eles existia um cara chamado Zack, Classe B, que sonhava em ser um grande herói, semelhante a uma lenda viva chamada Sephiroth, Classe A. Apesar de ser forte, Zack era imaturo, por isso sempre cometia pequenas falhas que impossibilitavam que ele se tornasse um SOLDIER classe A. No caminho pra se tornar herói, Zack conhece várias pessoas, dentre elas um carinha chamado Cloud, que se torna seu melhor amigo e também seu discípulo. Zack um dia se torna um grande herói e da sua própria vida pra proteger Cloud, que por sua vez passa a seguir os passos de seu mestre, se transformando numa lenda viva também.

Resumidamente é isso.


O motivo de Zack ter invadido a realidade de Hércules é sua vontade de se tornar herói. Seu coração o tornou forte suficiente para viajar entre as dimensões e treinar fora de seu próprio universo. (isso não ocorreu na história principal... hehe). Mas o motivo real pra Zack aparecer aqui é o fato de, em outros Kingdom Hearts, Cloud ter aparecido também no mundo de Hércules, também pra treinar. Isso foi uma referência ao fato de Cloud seguir os passos de Zack, e ele também atravessou realidades pra isso.

Curiosamente, todos os personagens de Final Fantasy que aparecem estão fora de suas realidades. Todos eles passam a viver fora de seus universos, só deus sabe porque, inclusive os vendedores Kupo que estão em toda parte, de todos os mundos. Em Bith by Sleep, apenas Zack e os Kupos aparecem, como personagens de Final Fantasy. Uma teoria rápida minha para a presença dos Final Fantasyanos em Kingdom Hearts, passeando pelas realidades, é a de que as histórias dos Final Fantasy se passam em universos que envolvem diretamente magia, sempre beirando a fronteira das realidades. Quando as distorções provocadas pelos Keybladers e do despertar do Kingdom Hearts ocorreram, essas realidades tiveram brechas que arrastaram alguns personagens que existiam próximo as fronteiras das realidades para o universo onde KH residia. Logo, os membros Final Fantasyanos da vida ficaram com essa capacidade de transitar entre as realidades, com base no poder de seus corações, enquanto outros apenas se adaptaram a nova vida em seus novos universos.


Neverland
(Terra do Nunca)

Esse é o mundo de Peter Pan, pra quem não conhece a história:


Era uma vez... um garoto que nunca crescia e vivia com seus amigos, que também nunca cresciam e viviam numa ilha onde todos seriam crianças pra sempre. Esse garoto se chamava Peter Pan e tinha uma fadinha chamada Tinker Bell ao seu lado, que com seu pó mágico, permitia que ele voasse por toda parte! Um dia, esse garoto conheceu uma menininha chamada Wendy, a qual ele levou para seu mundo para brincar e conhecer o local onde as crianças poderiam ser crianças pra sempre. Mas, um pirata chamado Capitão Gancho e sua trupe apareceram para acabar com os sonhos de Peter Pan e roubar os tesouros de sua ilha, além de acabar com o garoto mágico de uma vez por todas, por mera raivinha mesmo. O Capitão Gancho usava um gancho no lugar de uma de suas mãos pois um crocodilo havia arrancado sua mão, com relógio e tudo, e pra variar esse mesmo crocodilo vivia seguindo ele por onde ele fosse, com o relógio ainda funcionando em seu estômago, fazendo o som aterrorizante de "tic-tac" sempre que estava perto. Pois bem, Peter Pan e Wendy brincam e se aventuram na Neverland por um tempo, até que Wendy volta pra casa em segurança. E todos vivem felizes para sempre... ao menos Peter Pan vive pra sempre, e feliz, mas Wendy morre de velha, provavelmente... mas ela pode ter vivido feliz pra sempre enquanto viveu... a menos que ela tenha conhecido pessoas más, ou esquisitas... tipo o príncipe da Branca de Neve... credo.

Pois é, outra história assinada pela Disney, mas ela também não é completamente explorada em Birth by Sleep. Aqui, os personagens conhecem Peter Pan em uma de suas aventuras por tesouros com o Capitão Gancho na cola, e é isso. Wendy não aparece e, eles são apenas mais "crianças" se aventurando pela Neverland.


Bem, as histórias principais da disney encerram aqui... os outros mundos visitados são mundos dentro do universo já de Kingdom Hearts, ou da própria Disney mesmo, com os personagens clássicos como o Rei Mickey e a Rainha Minnie.

Aparentemente, esses mundos também passaram por uma transição provocada por Kingdom Hearts e a interferência do mesmo no véu das realidades fez com que elas se unissem de certa forma, por essa razão, nesses mundos há uma interação muito maior e livre, praticamente natural, entre personagens originais da Disney e de Final Fantasy, além de personagens do próprio KH.

O primeiro mundo, se chama Disney Town.
(Terra da Minnie)





Ele é o mundo onde a festa é eterna e os personagens originais da Disney habitam e se divertem. Lá ocorrem jogos e coisas do tipo, mas para entrar é preciso ter o convite. Os personagens de Kingdom Hearts recebem o tal convite do Tio Patinhas, em outro mundo, para visitar e participar do festival na Disney Town.

Destaque fica pra mesa de fliperama gigante do Capitão Bafo, desativada e escondida por ser perigosa de mais. Aliás, Bafo é um dos vilões de Kingdom Hearts que também rompeu o limite das realidades e passou a viajar por entre os mundos. Bafo se aliou a Maléfica, pois no mundo da Disney ele era rejeitado por pensar de forma egoísta de mais. Maléfica percebeu as trevas em seu coração e se aproveitou disso para torna-lo seu capacho, que por ser um personagem original da Disney, tinha acesso livre para as demais realidades, facilitando o trabalho de capturar corações. Viva ao amor!

O segundo mundo seria Radiant Garden.
(Terra do Tio Patinhas)




Esse é um mundo formado por uma cidade que cerca um castelo chamado Hollow Bastion. Esse reino é povoado por personagens variados, dentre  humanos e disneysianos... rola até finalfantasyanos mas, nesse jogo não aparecem muitos habitantes. O castelo é lacrado e os poucos que o habitam se mantém escondidos e em segurança dos invasores da cidade, os seres malignos e sombrios que apareceram do nada destruindo tudo. Alias, esses mesmos seres apareçam por todos os demais mundos, e são um dos principais motivos da visita dos Keybladers. Enfim, é nesse mundo que Tio Patinhas aparece e da o convite para os protagonistas visitarem Disney Town. Também é nesse mundo que Merlin surge pela primeira vez... e na boa, você conhece esses personagens? Pra quem não conhece:


Tio Patinhas é o tio rico e mão de vaca do Pato Donald, e se tu não conhece o Pato Donald, cara, se toca, tu vive em que mundo? Tu não teve infância?! O Donald é um pato que se veste de marinheiro e tem uma voz tosca pra caramba, ele também tem como característica sua agressividade descontrolada que chega a ser hilária afinal o cara se estressa por tudo. No caso, também tem os sobrinhos do Pato Donald que aparecem, são 3, Huginho, Zezinho e Luizinho, trigêmeos que usam vestes de cores diferentes. E tem também a Minnie, que por sua vez é a esposa do Mickey. Ambos são reis da Disney, pois são os principais personagens desse grandioso universo. Que mais... ah, o Bafo, ele é um cachorro humanoide bobo que antagoniza a vida do Pateta, também um cachorro humanoide, no caso, Pateta é um personagem atrapalhado e desastrado, desatento, parecido comigo. Acho que deu né?!



Sobre Merlin, ele é um feiticeiro que ajudou o menino Arthur a se tornar rei pegando espada chamada Excalibur. Aqui, Merlin não aparece com vinculo à história onde ele surgiu na Disney. Ele só carrega um livro contendo a história do Ursinho Pooh, mágico e lacrado, tal qual é destrancado graças aos protagonistas. Ele também é um dos moradores de Radiant Garden.



O livro que ele carrega contém um mundo próprio chamado 100 Acre Wood, onde vivem os personagens do Ursinho Pooh, mas, esse mundo não é acessível de forma comum aqui, ele só é liberado como puzzle de tabuleiro e bem, eu não perderei meu tempo explicando isso.



Land of Departure
(Terra dos Keybladers)



Esse é o mundo principal dos protagonistas de Birth by Sleep, onde eles vivam, antes de romperem o lacre entre as realidades. Pois bem, é nesse universo que tudo começa, e também é nele que tudo termina. Nesse mundo, é onde os portadores das Keyblades treinam pra se tornarem grandes Mestres guardiões das chaves do universo. Esses são elementos originais de Kingdom Hearts e se você não está entendendo não se preocupe, eu explicarei isso tudo até o fim da análise. Mas bem, as pessoas que habitam esse mundo não podem sair dele, a menos que se tornem Mestres e recebam assim a autorização para viajar entre as realidades, realizando missões para manter a ordem das mesmas.

 Keyblades são, como o nome sugere, Espadas em forma de Chave que servem pra Abrir e Fechar qualquer coisa, em qualquer lugar. Elas nascem a partir a vontade do portador e se baseiam em seus sentimentos mais profundos para ganhar forma.

Existiam vários Keybladers mas todos eles desapareceram após uma grande guerra que ocorreu num mundo agora chamado:

 Keyblade Graveyard
(Cemitério das Keyblades) 





Um enorme cemitério de keyblades, lotado de keyblades, com keyblades mortas... é bem bizarro... inclusive esse também é um dos mundos visitados.

Então, os únicos Keybladers restantes são os protagonistas de Birth by Sleep (Terra, Aqua e Ventus), e os Mestres Xenahort, Eraqus e Yen Sid, porém durante as histórias de Kingdom Hearts, novos Keybladers nascem e outros morrem, além de alguns apenas desistirem de lutar, ou se fundirem a outros... é complicado.


Destiny Islands



Esse é o mundo onde o protagonista principal de Kingdom Hearts vive, mas os protagonistas de Birth by Sleep só entram nesse local para interagir com ele por mero destino. No caso, nessa ilha há frutas em forma de estrelas e isso é tudo o que da pra contar agora...



Mysterious Tower
(Torre de Yen Sid)



Esse é o mundo onde Mestre Yen Sid reside... ele é um dos personagens oficiais da Disney porém, também é um dos personagens oficiais de Kingdom Hearts. Ele é um dos Mestres Keybladers, mas diferente dos outros dois que ainda vivem no lugar dos Keybladers, ele apenas se aposentou e abandonou a causa, se tornando um grande e poderoso feiticeiro, isolado. Porém, ele passa sua espada para um discípulo, alguém em quem ele confiava, que no passado já lhe causou muita dor de cabeça, chamado Mickey.

Yen Sid (Disney de traz pra frente) é o feiticeiro que Mickey ferra no filme clássico da Disney "Fantasia", aquele em que Mickey meche com a varinha mágica proibida e acaba dando vida a um Armagedom envolvendo Vassouras Vivas e muita água. É um belo musical...

Bem, essas são as bases de Kingdom Hearts - Birth by Sleep, então bora pra próxima etapa...


                               Personagens                             


Agora falarei dos personagens originais e principais de Kingdom Hearts, apenas os mais importantes e que tem alguma influência significativa no enredo de Kingdom Hearts:

Primeiro, há três amigos, que são os principais, os protagonistas. Cada um tem uma história, sequência de fases e encerramento próprio, mas quando a história dos três é conhecida completamente, uma quarta é contada vinculando as três definitivamente. As três histórias são interligadas mas, só fazem sentido mesmo quando conhecidas pelos três ângulos e com o final extra.

Os três protagonistas possuem Keyblades próprias e os três estão em treinamento para keymaster, só que apenas dois estão em estágio avançado do treinamento enquanto um deles ainda é iniciante. De toda forma, eles são melhores amigos, uma família, unidos e sonhadores, e o vinculo deles é tão forte que deixa a história bem comovente quando finalizada.

Eles conseguem usar um poder especial que permite que eles viagem entre os universos: uma armadura mágica provinda de um dispositivo em seus braços, juntamente com o poder de seus corações e uma Keyblade que se converte em um veículo, que apesar de ser característica também pode ser alternada com outras Keyblades desenvolvidas com o tempo.

Como eu expliquei, Keyblades são espadas em forma de chave gigantes que podem abrir qualquer coisa e surgem a partir do poder do coração, se tomando a forma dos sentimentos mais latentes no portador.

Eis os três:



Terra



Ele é um dos três Keybladers em treinamento pra se tornarem Keymasters. Suas habilidades são voltadas para Força.

No teste para se tornar Mestre, era proibido apresentar qualquer deslize para o lado das sombras, e isso acontece com Terra, demonstrando que ele não está pronto pra se tornar um Mestre. Terra era um dos mais avançados no teste, e junto com sua amiga Aqua, ele fez o teste de formação final, falhando por ter exalado poder das trevas.

Na história de Terra, ele ganha o direito de viajar para fora de seu mundo numa missão de busca e também, numa suposta segunda chance de provar ser digno de ser um Keymaster. A missão dele era encontrar o recém desaparecido Mestre Xenahort, mas isso acaba lhe condenando a um futuro desastroso envolto de trevas.

Terra é constantemente manipulado para usar as trevas como arma ao invés de reprimi-las, chegando ao ponto de, por conta da corrupção em seu corpo, perder o mesmo para um outro cara que só tava esperando ele se tornar "mal" para possuí-lo e controlar o poder que seu corpo tinha. Mesmo assim, Terra continua vivo em espírito e o poder de seu coração permite que ele lute, dentro de seu corpo, até que um dia ele consiga vencer o mal dentro si completamente e retomar o controle.

Terra não era mal, pelo contrário, seu sonho e principal motivação para buscar por força e mais força, era proteger seus amigos. Sonho esse que ele tinha em comum com um garoto que Terra conhece nas Destiny Islands chamado Riku, um garotinho que ele ensina sobre as Keyblades, influenciando ele a desenvolver uma própria Keyblade para si no futuro, e se tornar um dos Keybladers da nova geração... e um dos protagonistas mais importantes de Kingdom Hearts.

O cara que possuiu Terra era Xenahort, e por conta disso, Terra assume a personalidade do mesmo. No final da história, Terra é um dos sobreviventes, mas tanto ele quanto Xenahort perdem o controle do corpo, deixando ele praticamente sem personalidade. Só que, ele é encontrado por um cara em Radiant Garden, que vivia no Castelo, e esse cara passa a cuidar dele como seu pupilo, sob o nome de Xenahort (tal qual foi a única palavra que ele disse quando foi encontrado). Esse Xenahort, que na verdade era o corpo de Terra alterado com o poder de Xenahort e com as mentes e lembranças de ambos presas dentro de si, se torna o vilão principal dos demais Kingdom Hearts.



Ventus




Também é um dos Keybladers em treinamento pelo título de Keymaster, porém ele ainda é só um iniciante e é bem subestimado por isso. Suas habilidades são equilibradas entre Força e Magia.

Tratado como uma criança imatura, Ventus, que prefere ser chamado de Ven, é constantemente afastado das batalhas e impedido de se arriscar. Mas isso não é somente por ele ser jovem. Ven teve um passado desconhecido e quando foi levado para Land of Departure por Xenahort, não tinha personalidade alguma e estava muito debilitado. Por conta disso, ele passa a ser cuidado por Terra e Aqua como seu irmão caçula, hiper protegido e tudo mais.

Mesmo assim, Ven tem o mesmo potencial deles dois, sendo inclusive capaz de usar a armadura especial para viagens espaciais. Mas, Ven não é autorizado a sair de seu mundo para visitar as demais realidade. Só que ele o faz, acreditando que Terra estava em perigo e caminhando rumo as trevas.

Ven viola as regras do Mestre Eraqus e segue Terra em sua missão, com o objetivo de alcança-lo e impedi-lo que se torne um ser das trevas, sem saber os reais motivos de Terra ter saído de seu mundo.

Ele acaba conhecendo vários outros mundos e descobre mais sobre si mesmo, e inclusive descobre a verdade sobre um dos vilões do jogo e sua ligação profunda com ele.

Na realidade, Ven é mais importante do que qualquer outro personagem, e descobre que só existe para satisfazer os desejos de Xenahort, e seu sonho de possuir a χ-Blade (chi-blade). Mesmo sendo usado e quase perdendo tudo, Ven consegue superar tudo e se salvar, mas ele acaba desligando seu coração e mente de seu corpo e o mesmo fica adormecido por tempo indeterminado.

Ven acaba levando seu coração e espírito e fundindo o mesmo à uma criança chamada Sora, a qual estava destinada a se tornar um grande herói Keyblader que salvaria todos os universos e poria um fim nos planos estúpidos de Xenahort, mas ele não se funde a ele por causa disso, coisa que ele nem sabia que aconteceria, ele o faz porque Sora o chamou enquanto ele dormia e foi graças a ele que Ven encontrou a luz para continuar existindo.

Sora é o melhor amigo de Riku, e é o protagonista dos demais Kingdom Hearts. Ele vive com o espírito e coração de Ven junto ao dele... legal né?


Aqua




A última dos três Keybladers em treinamento. Suas habilidades são focadas em magia.


Aqua é a única que se tornou Keymaster, superando o teste e adquirindo esse título.


Como mestre, ela acaba recebendo a maior parte das responsabilidades com relação a seus dois irmãos, e se converte na guardiã deles.

Logo após se tornar Keymaster, ela recebe uma missão junto a Terra, que seria procurar pelo Mestre Xenahort e também limpar os demais universos das estranhas criaturas sombrias que surgiram. De quebra, ela também acaba recebendo como missão Observar Terra e tomar cuidado para que ele não desenvolvesse as trevas ocultas dentro de si, e também, Encontrar Ventus e fazer com que ele retorne para o mundo dos Keybladers, afinal ele não tinha autorização para sair e era muito perigoso pra ele tal jornada.

Sem pressão alguma, pra sua primeira missão como Keymaster, Aqua prossegue com sucesso, mas acaba se deparando com problemas variados, tipo Terra sendo possuído por Xenahort, que era malvado, e Ven sendo possuido por Vanitas, servo de Xenahort e que tinha um vinculo com ele. De quebra, ela é forçada a observar seus dois amigos sendo destroçados vivos mas, sacrifica sua própria vida para salvar os dois.

Aqua acaba conhecendo uma garotinha chamada Kairi, quem ela salva ao lado de Mickey, em Radiant Garden. Ela então orienta essa mocinha dizendo que um dia, se ela precisasse ajudar alguem com quem ela se importava, era só usar o poder de seu coração. Curiosamente, essa mocinha é também uma das 3 Keybladers do futuro, ao lado de Sora e Riku.

Todos que Aqua conhecia acabam "morrendo", e ela é a única que sobrevive. Mas, ela abre mão de sua vida para dar a chance de seus dois amigos e praticamente irmãos voltarem a vida. Ela quem luta contra o corpo possuído de Terra e de Ventus, e os derrota e ela quem resgata ambos. Ela quem coloca o corpo adormecido de Ven em um local seguro, com a esperança de que um dia ele acorde novamente e ela quem encontra o corpo de Terra, remove na base da força o controle de Xenahort e impede que o mesmo mergulhe no mundo das trevas, fazendo isso em seu lugar.

Aqua não chega a morrer, nem perder seu corpo ou coração. Ela só acaba ficando presa pra sempre no mundo das trevas no lugar de Terra/Xenahort, para tentar salvar seu amigo. Mesmo assim, ainda há a esperança de Aqua sair viva de la...


Resumindo, cada um dos três personagens teve um destino:

Terra se tornou um ser sem coração ativo, porém com dois corações ocultos.

Ventus se tornou um ser sem coração algum, porém seu coração real vive no corpo de outro.

Aqua permaneceu existindo normalmente, porém num universo sombrio e isolado, lacrado por toda a eternidade.


Tenso né?! Isso porque isso nem é o pior de tudo. No futuro, o corpo de Terra cria uma personalidade nova, e essa personalidade vira um baita de um vilão. O corpo de Ventus também cria uma personalidade nova, independente de seu coração, e ao lado do corpo de Terra, ele também se torna um tipo de vilão.

Enfim, há outros personagens, que eu até já mencionei. Falarei brevemente deles, só pra dar uma resumida mesmo, porque eu to vendo que a análise ta meio grandinha de mais e to com medo de enrolar mais.



Mestre Xenahort




Esse é um dos Mestres que treinam os três jovens Kaybladers. Ele tem como principais habilidades Magias e Velocidade, chegando ao ponto de praticamente teleportar.

Apesar disso, ele é um cara traidor e corrompido pelas trevas e seu desejo em conhecer o poder de Kingdom Hearts, fez com que ele manipulasse todos na terra das Keyblades para caminharem em direção as trevas. Os únicos que ele não consegue manipular são Eraqus e Aqua, porém ele tira ambos da jogada através de Terra e Ventus.

Xenahort não é apenas mal, ele é diabólico e faz questão de abandonar seu próprio corpo para possuir o corpo de Terra, seu pupilo, tal qual ele conduziu e enganou até que ele liberasse todas as trevas dentro de si e se convertesse no portador ideal.

Xenahort tentou fazer isso anteriormente com Ventus, mas no caso dele, como a pureza em seu coração não permitia que as trevas se expandissem, ele extraiu todo o mal de Ven, dando vida a um ser formado de pura maldade, e fragmentando a mente de Ventus. Por essa razão, Ventus é levado para o reino dos Keybladers, todo ferrado e sem memórias, dividido psicologicamente. O ser que Xenahort deu vida acaba virando seu pupilo omisso, tal qual cumpre todas as ordens de Xenahort e quer a todo custo possuir a qui-blade.



Vanitas





Ele é o cara que foi crido pela maldade no coração de Ventus, extraída por Xenahort. Ele tem suas habilidades variadas, e consegue ser até mais rápido e forte que seu mestre.

Vanitas ajudou Xenahort em seus planos de possuir Terra, para isso el mentiu para Ven dizend oque Terra estava indo embora pra sempre, induzindo Ven a fugir e perseguir Terra, para fazê-lo mudar de ideia.

Vanitas também tentou aniquilar Aqua várias vezes, com o objetivo de impedir que alguém intervisse nos planos dele e Xenahort.

Vanitas é tão mal, que sua maldade da vida aos monstros do jogo. Ele quem é o responsável pelos seres de sombras que assombram todos os mundos. Ele faz isso para espalhar o caos e aumentar ainda mais seu poder, e também, aumentar o desejo de força a qualquer custo de Terra e tentar corromper a mente de Ven.

O maior objetivo de Vanitas é conseguir a Keyblade mais poderosa de todas, a Qui-Blade, que toma forma por base nas trevas de um Keyblader puro de coração. Pra isso, ele precisa fazer com que Ventus deixe de existir e seu corpo se torne somente de Vanitas, logo, a mente maléfica de Vanitas e o coração puro de Ventus voltariam a ser um só, controlados por Vanitas, dando vida a Qui-Blade.

Ele consegue isso, mas o coração de Ventus o rejeita ao ponto de destruir ambas as mentes em uma batalha final. Ao mesmo tempo, Aqua enfraquece o corpo de Ventus também em uma luta e o mesmo acaba inconsciente por tempo indeterminado.

Vanitas morre, mas ele reparece algumas vezes em outros jogos, e seu espírito fica assombrando o local da última batalha.



Mestre Eraqus





Ele é um dos Keymasters. Suas habilidades são santas e sagradas, focadas na manipulação precisa de Keyblades.

Eraqus tem um grande apego por Terra, e o considera seu filho. Ele também é muito justo, correto e puro. Possui um medo latente do poder das sombras e acredita que o mero despertar do mesmo em um keyblader significa possível corrupção. Por conta disso ele mantém sua severa restrição com relação a tal poder, fazendo com que seus pupilos treinem como evita-lo.

Terra porém acaba sedendo, e pra obter mais força, acaba despertando trevas dentro de seu coração. Isso acaba lhe afastando de Eraqus, que no futuro acaba sendo morto por ele.

Ven e sua conexão com Vanitas é descoberta por Eraqus, que decide cortar o mal pela raiz, matando Ventus, mesmo isso lhe trazendo grande dor. Porém, Terra intervém na hora H, salva Ven, e derrota Eraqus, tirando sua vida em nome da amizade. Isso acaba aumentando as trevas em seu coração e por fim, faz com que Eraqus deixe de existir. Mas, a morte de Eraqus traz consequências maiores.

Eraqus tinha orientando Aqua para que, caso ele morresse, ela usasse sua keyblade para selar o mundo dos Keybladers permanentemente. Ela o faz, resetando tudo e transformand o o mundo dos Keybladers em um abrigo isolado para o adormecido Ventus.

Eraqus também mantém contato com Yen Sid, seu antigo colega nas cadeiras do santuário, e bem, é por causa de Yen Sid que ele descobre as ameaças que rondavam o reino das Keyblades. Infelizmente, isso não tem um final muito bom pra ele...



Mestre Yen Sid




Esse cara é um clássico da Disney, mas de tão top também é um dos Keymasters. Suas habilidades são articuladas por magias, por isso ele é um grandioso mago.

Porém, diferente de Xenahort e Eraqus, Yen Sid deixou sua cadeira no reino dos Keybladers e se aposentou. Ele passou a viver isolado em seu próprio mundo, cuidando e monitorando os outros de longe.

Quando Yen Sid percebe o mal rodeando o universo das Keyblades, ele avisa Eraqus, que envia Terra e Aqua em missão, porém, ele também passa a missão para um de seus pupilos, o Rei Mickey, tal qual, brandindo sua Keyblade, parte para dar suporte aos heróis.

Yen Sid não luta em momento algum, ele apenas orienta os Keybladers em seu trajeto e depois que tudo acaba (mal pra kramba) ele passa a orientar Mickey e também, Sora, Donald e Pateta... mas isso é em outro jogo.




Mickey






Ou Rei Mickey que seria o correto, é um Keyblader voluntário que usa a keyblade de Yen Sid. Ele usa habilidades santas mas também mantém o equilíbrio entre magia e força.

Mickey é um aprendiz apenas, mas suas habilidades crescem com o tempo fazendo dele não apenas um dos últimos Keybladers, mas também um dos mais poderosos e importantes.

Mickey ainda é o Rei do reino da Disney, e ele tem como guardiões Pateta e Donald, além deles serem seus melhores amigos.

Curiosamente, Mickey aparece nos demais Kingdom Hearts, e ele sempre tem um semblante meio sério. Ele aprende com as perdas em Bith by Sleep a levar as coisas muito mais a sério, e acaba se convertendo num guerreiro bem sério. É sério... Mickey é sério... isso é estranho pois ele era um personagem engraçado, mas em Kingdom Hearts não é bem assim.

Ainda assim, Mickey tem grande significado na história, porém em Birth by Sleep ele é apenas o suporte dos Keybladers... no futuro ele se torna a razão deles.


Há outros personagens que, eu não acho interessante explicar um a um. Talvez, no futuro, se eu fizer outras análises de kingdom hearts, eu fale deles com mais carinho e detalhes, mas por hora só vou menciona-los:

Tempos Pateta e Donald, que no futuro serão grandes aliados do protagonista de Kingdom Hearts, o menino Sora.




Maléfica e Bafo, que como eu já disse, se convertem nos grandes vilões da franquia.























Há alguns personagens que aparecem durante as histórias, como um cara loiro vestido de sobretudo branco e acompanhado de um garotinho, também vestido assim; Um cara jovem com dois frisbees que brinca de lutinha com Ven e depois jura amizade eterna; Um cara que empunha duas balestas lasers mortais e é contratado pra atacar Aqua e Terra, por Xenahort; Dois guardas que impedem a entrada de Ven no Hollow Bastion (o Castelo no centro da cidade mágica onde os mundos se conectam); e por ai vai.



Pois bem, todos eles são personagens que, no futuro, se convertem em vilões de Kingdom Hearts. Eles são corrompidos pelo mal liberado por Xenahort e no fim, se convertem em seres sem coração que desejam a todo custo reconquistar seu lugar na existência. Pois bem, aqui eles ainda não sofreram pelo mal de Xenahort, mas o mesmo é resgatado em forma de Terra e acolhido por eles, após Aqua salva-lo e se selar em seu lugar, e o destino é traçado. Xenahort cresce sendo orientado e educado pelo tiozinho loiro chamado Ansem, e depois que a tia Maléfica surge pra corromper geral, Xenahort desperta e bem, as coisas bagunçam, mas isso também é outro jogo...

                                 Inimigos                               

Não vou falar deles, pelo menos não de cada um deles, nem explicar suas razões de existência e coisa e tal. Falarei mais resumidamente, porque to com medo do tamanho da análise já. Certo, há uns quatro tipos de inimigos, que se dividem nas seguintes categorias:


Unverseds


São seres criados por pura maldade, formados pelo lado sombrio de Ven, Vanitas, que os gera em grande quantidade para prejudicar e corromper o máximo de locais possíveis e assim, afetar Ven e Terra. Esses seres também podem nascer da maldade de corações diferentes, não apenas de Vanitas, e isso acontece quando alguns vilões desejam tanto mal, dando vida a Unverseds enormes e poderosos, que servem como chefões.

Seguidores de Maléfica


Além da própria Maléfica, que é uma vilã monstruosa que independe do poder de Vanitas pra atacar, seus seguidores se baseiam em sua magia apenas, e não no poder do mal gerado por seus corações. Maléfica é uma vilã que usa o poder das trevas, mas não o mesmo que é gerado por corações e talz, ela usa o mal mesmo, o poder puro e refinado do mal endiabrado, e seus servos são criados desse mesmo mal. 

Personagens Equivocados



Alguns dos inimigos e chefes são personagens mesmo, que equivocadamente atacam ou enfrentam os protagonistas. Tipo, tem uma parte do jogo em que aquele tubarão grandão que perseguia Stitch ataca Aqua; Tem o Capitão Gancho que enfrenta Ven; Tem Peter Pan, que acaba tendo de lutar contra Terra; enfim sempre tem um personagem que, acaba lutando mesmo sem ser corrompido pelas trevas ou coisa do tipo.

Personagens Manipulados



São alguns inimigos que de certa forma só lutam porque estão controlados ou seguindo ordens. No caso, eles são personagens próprios da história, que acabam levados a luta contra a vontade, forçadamente ou por não terem escolha.


Inimigos Fixos


Xenahort e Braig, acertando as contas...

São os oponentes padrões do jogo, aqueles que tem um vinculo histórico que os torna antagonistas indispensáveis. Nesse caso se encaixa Vanitas e Xenahort, que são vilões mesmo e a luta contra eles era inevitável, além de inimigos como Maléfica, Eraqus, os protagonistas (uns lutam contra os outros), o tiozinho pistoleiro que enfrenta Aqua e Terra, etc.

                                  História                                

Meu deus, que caminho longo eu percorri... enfim. Agora vem a parte principal da análise, onde eu vou contar a história do jogo, na ordem cronológica, unificando as três histórias e o final especial, além de descrever o vídeo secreto.


Inicio:


Terra e Aqua fazem o teste para se tornarem Mestres, mas Xenahort manipula o mesmo para fazer Terra "tropeçar" e demonstrar maldade em seus ataques. Terra perde o teste e Aqua se torna uma Mestre, enquanto Ventus apenas observou e, durante a manipulação por baixo dos panos de Xenahort, até ajudou a limpar o local.


Após isso, Terra fica decepcionado e sai, enquanto Aqua recebe orientações de Eraqus, sobre o que fazer com suas novas responsabilidades de Keymaster. Ven, vai pra seus aposentos e se encontra com o desconhecido Vanitas.



Enquanto Aqua é orientada, Mestre Yen Sid entra em contato com Eraqus e menciona que tem algo errado, e o paradeiro de Xenahort tem haver com isso. Mestre Eraqus pede para Aqua procurar por Xenahort e também, eliminar o mal que surgiu nos outros mundos. Além disso, ele pede para que Terra também o faça, servindo de segunda chance pra ele se tornar um Keymaster. Terra sai para sua missão empolgado, enquanto Aqua fica pra receber mais orientações.



Enquanto isso, Vanitas diz para Ven que Terra irá fugir e se render as trevas, e ele jamais será o mesmo. Nesse momento, Ven corre para tentar impedir Terra. Ele encontra Terra pouco antes dele sair, mas ele usa sua Keyblade pra  atravessar o portal do universo e some. Ven, preocupado, não pensa e também usa sua Keyblade para atravessar o portal e seguir Terra.



Nesse momento, Aqua que havia sido orientada para monitorar Terra, aparece e vê a violação de Ven, e recebe como missão também encontrar Ven e trazê-lo de volta. Ela usa sua Keyblade pra segui-los.


Primeiro Circulo:


Terra logo tem como sua primeira parada o mundo da Bela Adormecida. La, Terra é enganado por Maléfica, que o força a usar o poder da Keyblade pra extrair as memórias da Bela Adormecida, em seguida Terra se irrita, pois tudo foi feito usando a maldade em seu interior, e encara Maléfica, pelo menos tenta, mas ai ela foge e um Unversed gigante em forma de Fuso aparece e começa a bagunçar o castelo onde Aurora estava confinada... Terra sai, o enfrenta, e depois vai embora, atrás de Xenahort.


Em seguida Terra viaja pro Mundo da Branca de Neve e conhece a Rainha Má, tal qual ele observa perguntar ao Espelho Magico quem é mais bela e repara que o espelho tudo pode responder. Daí ele tenta se aproveitar disso e pede para que a Rainha lhe dê o paradeiro de Xenahort. Ela diz que até pode fazê-lo, mas precisa de um favor: O coração de Branca de Neve. Terra aceita o acordo e vai atrás da garota, porém, ao alcança-la, descobre que ela é pura e tenta defendê-la, mas... ela se assusta com a Keyblade e foge pra floresta. Terra então retorna pra Rainha Má e diz que não será enganado e usado pra semear o mal novamente machucando uma inocente (como Maléfica havia feito) e a enfrenta, mas ela invoca o Espelho Mágico para lutar em seu lugar. Depois de derrotar o espelho, Terra convence a Rainha a respondê-lo e o Espelho diz que para encontrar Xenahort, Terra precisa procurar por Yen Sid. Terra parte então.


Praticamente ao mesmo tempo, Ven também chega no mundo da Branca de Neve, procurando por Terra, porém nas minas onde os 7 Anões trabalhavam. Ao perguntar pra eles sobre o paradeiro de seu amigo, eles fogem com medo dele ser um ladrão de diamantes. Ven os procura um a um, enquanto derrota as sombrias e desconhecidas figuras monstruosas que surgem (os Unversed, que ele desconhecia por não ter recebido a orientação de Eraqus). Assim que ele consegue juntar os 7 anões, eles dizem não conhecer nenhum "Terra" e Ven vai embora procurar o mesmo. Em sua busca, Ven encontra Branca de Neve chorando na floresta por ter sido atacada por um monstro (Terra). Ven então decide ajuda-la e a leva em segurança até a cabana onde os 7 anões residiam, e depois, ele enfrenta um monstro enorme em forma de Árvore Amaldiçoada. Após isso, ele se despede e vai embora, procurar Terra em outros mundos.


Ven vai direto para o Mundo da Cinderela, onde ele surge em miniatura e enjaulado numa armadilha para ratos. Ven é salvo por um ratinho e levado em segurança para os aposentos de Cinderela, onde a mesma havia confeccionado um lindo vestido, incompleto. Ele pergunta sobre Terra, mas o ratinho diz não conhecê-lo, se apresenta como amigo de Cinderela e diz que adoraria terminar o vestido dela para que ela fosse ao baile no Castelo dos Sonhos. Ven se oferece para ajudar e coletar os itens para tunar o vestido. Ele consegue os itens após visitar a casa inteira (enorme pois ele estava do tamanho de um ratinho), mas, após coletar o último item, o Gato da família chamado Lúcifer (...) aparece e ataca ele. Ven consegue se salvar e montar o vestido a tempo da Cinderela aparecer, ver, sorrir e se despedir, pois Ven ainda precisava achar Terra.


Pouco depois de Ven deixar esse mundo, Terra aparece, e encontra Cinderela chorando pois suas irmãs más sabotaram seu vestido. Terra tenta confortá-la quando aparece a Fada Madrinha e realiza o desejo dela temporariamente, montando uma linda Carruagem e um belo Vestido, mais belo que seu anterior. Toda arrumada, Cinderela vai para o baile, e Terra se oferece para escolta-la pois o caminho estava lotado de Unverseds. Ao chegar no baile, Cinderela se encontra com o Principe e ambos dançam... mas, Terra avista um Unversed grande que acaba condenando o Baile inteiro. Ele o enfrenta, e vence, salvando a festa. Cinderela dança um pouco mais mas o efeito de seu desejo chega ao fim, forçando ela a fugir. Terra assiste a cena de Cinderela perdendo seu calçado e, acaba encontrando Aqua no cenário. Aqua então conta que Ven está desaparecido e procurando por Terra, e que eles precisam convencê-lo a voltar pra junto de Eraqus, pra sua segurança. Terra concorda e pede para que Aqua continue procurando naquele mundo enquanto ele parte para achar Xenahort, e caso encontre Ven, pedir por mesmo retornar. Ele também pede pra que Aqua agradeça Cinderela por ensina-lo o valor do bem e dos desejos e vai embora.


Aqua se surpreende com a declaração de Terra e fica confiante de que ele esteja no caminho certo pra se tornar Keymaster, e continua procurando por Ven neste mundo. Ela passeia pelo castelo um pouco e encontra as irmãs más e a madrasta de Cinderela, que exalam maldade pura. Ela então fica preocupada e decide ir atrás de Cinderela. Ao chegar na casa onde ela morava, depois de enfrentar vários Unverseds, ela encontra a Fada Madrinha, que diz que Cinderela está presa, e o principe está tentando encontra-la através de sua sandália, mas as parentes más dela a prenderam e não estão deixando ela experimentar o calçado. 



Daí, a Fada Madrinha oferece seus poderes para fazer Aqua entrar na casa, encolhendo-a. Aqua entra na casa e se encontra com o ratinho brother da Cinderela, tal qual diz ter a chave para a liberdade da mesma. Aqua então escolta ele pela sala até o quarto de Cinderela e ele fica responsável por liberta-la enquanto Aqua consegue tempo. Ela então perde o efeito de encolhimento da Fada Madrinha e volta ao seu tamanho real, justamente no momento em que as 3 megeras sabotadoras tinham falhado no teste de "Quem tem o pé de Vidro". Então, ela diz que toda garota tem direito a fazer o teste e de fato, tinham mesmo, sendo ela a próxima candidata. Ela se desespera mas, por sorte, Cinderela aparece para calçar a sandália. Ela vai calçar mas a madrasta quebra a sandália, porém Cinderela tinha outra guardada e comprova sua identidade. Daí, ela e o principe dançam e ficam juntos. Aqua fica feliz, agradece Cinderela por ter ajudado Terra e, no fim, acaba sendo forçada a lutar contra uma Carruagem Unversed produzida e alimentada pelas trevas nos corações das 3 mulheres más. Aqua ganha a luta e parte, em busca de Ven.


Aqua chega ao mundo da Branca de Neve, pouco depois da Branca comer a maçã envenenada e desmaiar pra sempre. Ela encontra os 7 anões chorando diante o túmulo de Branca e, em meio ao luto, descobre que há uma chance de liberta-la da maldição, e vai em busca da solução no Castelo da Rainha Má. Chegando lá, ela encontra com o Príncipe que diz conhecer uma forma de liberar a Branca de Neve e vai em direção a ela. Aqua então explora um pouco mais o castelo e encontra o Espelho Mágico, tal qual ela acaba sendo forçada a enfrentar. Depois de vencê-lo, ela descobre que um beijo do amor verdadeiro era tudo do que Branca precisava para acordar dos mortos. Então, ela retorna para o túmulo e assiste Branca sendo beijada pelo Principe e acordando. Geral fica feliz, os anões recebem beijinhos, todos comemoram e Aqua se recorda de seus amigos. Ela então fica preocupada com Ven e parte para busca-lo.


Nesse meio tempo, Ven tinha chegado ao mundo da Bela Adormecida e conhecido ela e as três Fadas Madrinhas dela. Elas o direcionaram para o castelo que Maléfica habitava e escondia o que deixava a bela ainda adormecida. Ven parte para ajudar e encontra as memórias de Aurora, libertando elas e levando-as de volta a ela. Porém, Maléfica aparece e diz que quem lhe ajudou a extrair as memórias foi Terra. Ven se irrita com isso e diz ser tudo mentira, e que Terra jamais faria algo tão ruim, enfrentando Maléfica. Após derrota-la, Aqua aparece para dar cobertura, e pede para Ven retorne para o mundo dos Keybladers, e o mesmo diz que não, e que não vai deixar Terra se converter em mal. Ven escapa então e vai para outro mundo.


Aqua tinha acabado de chegar nesse mundo e ouvir a conversa sobre Terra ter ajudado a amaldiçoar a Aurora. Então, Aqua decide descobrir o que aconteceu de verdade mas, antes de tentar qualquer coisa, Maléfica abre um buraco onde Aqua cai e vai parar numa prisão. Lá, ela encontra o Principe Philip, tal qual diz saber como remover a maldição de Aurora. Ela o liberta e o ajuda a fugir do castelo de Maléfica. Mas, ao se aproximar do local onde Bela Adormecida estava, Maléfica usa seus poderes para transformar tudo em espinhos e se converter em um Dragão. Philip e Aqua lutam contra ela, derrotando-a e alcançando a Princesa Aurora. O principe beija a princesa, quebra a maldição e, no final, ambos ficam felizes e tudo volta ao normal. Mais uma vez, Aqua fica feliz por tudo ter acabado bem, lembra de seus amigos e vai atrás de Ven e Terra.



Segundo Circulo:


Terra chega até o mundo de Yen Sid, e vê Mickey partindo. Depois, ele conversa sobre o paradeiro de Xenahort e descobre que o mesmo está num antigo local onde os Keybladers haviam guerreado no passado. Ele também pergunta sobre Mickey e Yen Sid, mas Terra não perde tempo e vai em direção a esse local.


Chegando la, Terra encontra Xenahort, tal qual lhe convence de que controlar as Trevas é a melhor forma de lidar com elas, ao invés de exingui-las totalmente como Eraqus queria. Ele usa como argumento o caso de Ventus, e o fato de, ao ter tentado extrair o mal do mesmo, ter libertado um mal ainda maior chamado Vanitas. Usando essa mentira, ele passa a chamar Terra de "Mestre Terra" e o convence de fato a seguir pelos passos das trevas.


Depois disso, Ven chega nesse mesmo mundo porém, ele se encontra com Vanitas, tal qual o enfrenta até derruba-lo. Antes que ele fosse ferido mortalmente, Mickey aparece, cura Ven e o levanta, auxiliando ele em sua batalha. Ven e Mickey enfrentam Vanitas e vencem, fazendo com que o mesmo fugisse. Mickey se apresenta e explica sobre a estrela que o leva onde for preciso que ele esteja quando, de repente, a estrela chama e Mickey é levado novamente. Ven então parte.


Ven chega a Radiant Gardem, um local onde ele encontra seus amigos. Lá, ele também encontra várias coisas diferentes, além de conhecer Tio Patinhas, que lhe da como recompensa por salva-lo, 3 convites para o mundo da Disney. Nesse meio tempo, Terra e Aqua também chegam nesse mundo, porém cada um de um lado.


Terra encontra com Braig, que diz ter sequestrado Xenahort, e o enfrenta, liberando todo seu poder das trevas. 



Aqua se encontra com uma garotinha em apuros chamada Kairi, tal qual ela ajuda ao lado de Mickey, que aparece do nada, ela também enfrenta Vanitas, que diz que ela estava "aprovada" após ela vencer e quase desmascara-lo. 



Ven, tenta acessar o Castelo principal atrás de Mickey, é subestimado e busca provar que é merecedor de condecoração e respeito, caçando um grande Unversed que surgiu na cidade.


Pois bem, Aqua, Terra e Ventus se encontram, junto com esse grande Unversed, e eles o enfrentam. Depois de derrota-lo, Ven entrega o convite que Tio Patinhas lhe deu, mas os três acabam discutindo pois, Terra descobre que Aqua estava lhe espionando, porque Xenahort lhe contou. Os três se separam, cada um com seu convite, e Aqua fica com cara de vilã, sendo que ela só estava tentando proteger seus amigos. Ven tenta alcançar Terra, que acaba deixando ele novamente e depois volta pra Aqua, que também o deixa. 



Ven fica depressivo e conhece Leo, com quem ele brinca de lutinha e jura amizade eterna, mesmo eles tendo acabado de se conhecer.




Terceiro Circulo:


Ven decide esquecer os problemas e visitar o mundo da Disney, com seu convite. Chegando la ele conhece o "Capitão Justiça", que depois ele descobre ser Bafo disfarçado. Bafo estava tentando vencer uma votação de quem era o mais legal da cidade. Ven então participa da mesma competição através de um jogo, e ao vencer, desbanca Bafo que não teve chance alguma de vitória. O mesmo sai triste e Ven comemora com seus novos amiguinhos.


Depois que Ven deixa esse mundo, Terra chega em sua missão de despachar os Unverseds de todos os mundos. Ele encontra alguns prejudicando um dos eventos da grande festa, uma corrida. Então, ele acaba tendo de participar da corrida para destruir os Unverseds que nela também estavam. De quebra, Bafo aparece, dessa vez disfarçado de Capitão Mal, já que como "bonzinho" ele não iria muito longe. Todos correm e Terra vence, além de destruir os Unverseds. Após isso, Bafo sai novamente irritado, por ter perdido novamente e ter menos chances ainda de ser escolhido como o "rei da festa". Terra se despede após seu trabalho feito e vai em busca de mais inimigos pra destruir, em outros mundos.


Assim que Terra sai, Aqua chega, e encontra vários Unverseds prejudicando um dos jogos do evento. Eles estavam atrapalhando uma partida de Frutbol, e ela pra detê-los se junta ao evento. Assim que Aqua vence e derrota todos os Unverseds, ela é convidada a participar da premiação de quem venceu o principal evento da festa: A votação. Ela então observa com atenção a votação, e Bafo aparece dizendo que com toda certeza será o vencedor, seja por Capitão Justiça ou Capitão Mal... porém, ocorre empate e os vencedores são: Ven, Terra e Aqua. Aqua fica surpresa por seus amigos também terem aparecido por la, porém, como nenhum deles estava la, Aqua recebe toda a premiação em nome deles e promete entrega-los. Com o fim de tudo, Aqua retorna pra sua batalha contra os Unverseds.


Enquanto a festa acaba, Ven estava participando de um treinamento no mundo de Hercules. Hercules e um cara chamado Zack estavam treinando pra grande competição de guerreiros fortes que aconteceria em breve. Ven participa também e acaba ajudando eles a deter alguns Unverseds que apareceram pra atrapalhar. Após provar que era forte, mesmo parecendo ser frágil, Ven motiva Hercules e Zack a continuarem treinando mais e mais para um dia, se tornarem heróis. Ven vai embora então.


Terra chega no mundo de Hercules então e conhece Hades, tal qual avalia ele por seu porte físico e trevas acumuladas, percebe o potencial de Terra e decide inscrever ele na competição. Terra participa para adquirir mais poder, e chega até a final. Mas ele decepciona Hades por não liberar maldade, e Hades acaba convencendo outro participante a servi-lo, fazendo Zack lutar contra Hércules. Terra vence e Hades manipula Zack com seu poder, fazendo dele seu fantoche de pura maldade. Terra se irrita com isso e liberta Zack da manipulação, fazendo com que Hades fuja e Zack se torne seu amigo. Ambos se despedem e Terra parte para salvar mais mundos.


Aqua chega assim que Terra sai, e encontra Hércules e Zack. Os feitos de Terra haviam se tornado lenda já, e ele era conhecido como o participante mais forte do Olimpo. Aqua então decide participar das lutas pra encontrar Terra, mas é subestimada só por ser mulher. Após provar que é realmente forte, derrotando vários Unverseds, Philip o Sátiro decide inscrevê-la na competição. Ela luta, chega na final, porém descobre que a competição em que ela escreveu não era a mesma que Terra participou, e ela não lutaria contra ele, e sim contra outro participante, Zack. Ela então pensa em abandonar mas, incapaz, vai até o fim. Chegando na final, e após vencer Zack, seu oponente é o próprio Hades, que invoca um Titã de Gelo para ajudá-lo na luta. Aqua vence, desbanca Hades e vira a nova campeã, se despedindo de Hércules e partindo para encontrar Terra.


Enquanto isso Terra estava em uma nave espacial, no mundo do Stitch. La, ele tinha acabado de ser preso como invasor, e em sua fuga, libera o criador do 626 que o pede para procurar ele. Após encontrar o experimento 626, Terra descobre que ele não era um ser sem sentimentos e mortal como haviam descrito e que ele tinha sentimentos e só queria ter amigos, deixando ele escapar após ensina-lo o poder da amizade. Porém, o criador do 626 diz que ele não é bonzinho e pra provar isso, libera outro de seus experimentos pra atacar Terra. Assim que Terra vence, ele vai embora, com a certeza de que Stitch tinha bom potencial.


Em seguida Aqua chega até a nave, e se encontra com os "policiais" da mesma. Ela acaba se aliando a eles para capturar o aparentemente perigoso fugitivo 626. Ao encontrá-lo, o mesmo menciona "Terra" e "Amizade" fazendo Aqua perceber que ele não era de todo mal. Aqua então enxerga pureza no pequeno Stitch, mas o prende assim mesmo. Com raiva, o Tubarão Gigante decide infligir as regras e atacar Aqua, com inveja por ela ter tomado seu lugar como sentinela. Após derrota-lo, os erros do mesmo vêem a tona e Aqua é liberada, para continuar procurando por Terra.


Então, um Unversed espacial enorme aparece e invade a nave, e Ventus chega junto. Ventus é considerado invasor, mas antes de ser capturado e preso, o 626 escapa novamente e todos são mobilizados para captura-lo. Sem saberem que havia um Unversed gigante no núcleo de energia da Nave, todos ignoram essa ameaça para caçar o Stitch. Ven tenta detê-lo, porém, Stitch aparece, mostra sinais de ter conhecido Terra e Aqua, além de demonstrar um enorme apego por um objeto que Terra lhe deu, e ambos lutam contra o Unversed Gigante. Assim que eles vencem e salvam  nave, ambos saem da mesma, Stitch numa nave de fuga e Ven em sua Keyblade, mas em meio a perseguição dos soldados da Nave, Stitch ativa velocidade máxima e se perde no espaço, enquanto Ven, sem nem ao menos poder se despedir, avança em sua busca por seus amigos.


Ven chega até a terra do nunca, onde ele explora um pouco e conhece Peter Pan. Mas, ele logo se vê em meio a uma disputa por um Baú de Tesouros, onde o Capitão Gancho estava fazendo de tudo para obtê-lo, inclusive havia capturado Tinker Bell e a Estrela de Mickey que ela tinha achado. Ven tenta ajudar, e enfrenta o Capitão Gancho, que é derrotado e quase comido vivo pelo jacaré do relógio. Assim que o tesouro fica a salvo, ele aparece vazio, e os meninos perdidos, junto com Peter Pan e Tinker Bell escolhem coisas pra por dentro do baú, coisas preciosas. 



Ven também participa disso, e coloca uma Keyblade de madeira que ele ganhou de Terra, em seguida Tinker Bell tenta por a Estrela de Mickey no baú também, mas Ven diz que é um item importante de um de seus amigos e quanto o pega, é levado pra fora desse mundo.


Enquanto Ven estava com os meninos perdidos, Terra estava ao lado do Capitão Gancho. Terra é convencido a ajudar o Capitão a procurar seu tesouro roubado. Só que, Terra não sabia que o capitão era mal, e até chegou a atacar Peter Pan quando o mesmo se separou e Ven para recuperar a Tinker Bell. Mas, ao conhecer Peter Pan, ele percebe que estava sendo enganado e se volta contra o Capitão, libertando Tinker Bell, atiçando a fúria dele e sendo forçado a enfrenta-lo. Mas, uma horda de Unverseds devoradores de ouro aparecem e comem todo o tesouro, deixando somente o baú. O Capitão se irrita e foge por causa do Jacaré e, os meninos perdidos ficam com o baú, vazio. Terra os orienta a preencher o baú com seus maiores tesouros, fossem brinquedos, lembranças, qualquer coisa, e quando ele vai colocar um de seus itens, percebe que este é valioso de mais, sua estrela, e apenas não coloca. Ele é puxado pra fora desse mundo então.


Depois disso, Aqua chega no mundo de Peter Pan, conhece ele e é convidada a liderar uma expedição de busca ao tesouro escondido. Ela participa da brincadeira pra não decepcionar as crianças e, depois de se aventurar pela ilha, encontra o Baú de Tesouros, e dentro dele, encontra a Keyblade de Madeira de Ven. Ela fica feliz, se recorda de seus amigos, mas pra atrapalhar tudo, Vanitas aparece. Ele quebra a keyblade de madeira, e enfrenta Aqua. Depois de derrotado ele foge, e Aqua vai embora, preocupada com seus amigos.



Quarto Circulo:


Ven é levado para a torre de Yen Sid, pois estava com a estrela localizadora de Mickey, La ele conhece Pateta e Donald, e depois de saber que Mickey estava em perigo no local onde eles lutaram contra Vanitas, ele se oferece para salva-lo, e parte.


Terra passa por um mundo diferente, onde ele encontra frutas em forma de estrela e conhece Sora e Riku, duas crianças especiais. Ele então se identifica com Riku e lhe entrega sua Keyblade, após conversar com ele sobre sua maior motivação, tal qual ele diz ser forte suficiente pra proteger os amigos. Depois disso, Terra vai embora.


Aqua também passa por esse mundo, e também conhece Sora e Riku. Ela associa ambos aos seus dois amigos, Ven e Terra, e depois de conversar um pouco com eles, aconselha a serem sempre unidos e amigos, e se vai.


Enquanto isso, Ven encontra Mickey desmaiado, e Xenahort ao seu lado, e assim que ambos se encaram, Ven tem um flashback de seu passado e Xenahort conta tudo o que houve com ele e que Vanitas é parte dele. Depois disso, Ven é levado junto com Mickey para o espaço, em forma de luz, e ambos se separam no caminho.


Terra vê Ven em forma de luz e, quando vai segui-lo, Xenahort o convoca para conversar. Terra da prioridade a Xenahort, e quando o encontra, Xenahort mente dizendo que Ven descobriu tudo do seu passado e origem e esta em perigo. Terra então decide salva-lo e vai ao seu encontro.


Ven chega até Land of Departure, a terra dos Keybladers, e la, conversa com Mestre Eraqus, que acaba ameaçando Ven e diz que irá por um fim em todo o mal de uma vez, eliminando Ven, mesmo isso sendo algo que iria contra sua própria vontade. No momento em que Ven é atacado, Terra aparece e o salva. Ele abre um portal para a terra onde Sora e Riku estavam e joga Ven, para que ele fique seguro.


Terra então enfrenta Eraqus, que era praticamente seu pai, sem entender porquê ele atacou Ventus. Após a difícil batalha, ele vence, e mata Eraqus, que vira um monte de estrelinhas. 



Xenahort aparece logo em seguida tirando onda e corrompe todo o mundo dos Keybladers. Triste, bravo, irritado, puto da vida, ele percebe a cagada que fez e decide se vingar de Xenahort, por todo o mal que ele causou. Ele vai ao encontro do mesmo, no Cemitério das Keyblades.


Aqua encontra Mickey jogado no espaço, pega ele e o leva até Yen Sid. Assim que ela chega, Yen Sid da a noticia sobre Eraqus, e depois fala que Ven e Terra estão em perigo. Aqua então parte para a última batalha, no Cemitério das Keyblades.


Enquanto isso, Ven encontra com Vanitas, o qual lhe conta tudo sobre a qui-blade e o convence a enfrenta-lo. Depois de vários flashbacks, Ven decide ir atrás de Vanitas e derrota-lo de uma vez, para fazer justamente o que Eraqus queria, e eliminar a origem do mal. ele parte para o Cemitério das Keyblades.


Ven, Terra e Aqua se encontram, conversam, Aqua confirma que Terra matou Eraqus, Terra diz que Xenahort o manipulou e Ven diz que é a razão de tudo ter dado errado e pede pra ser morto. Logo em seguida, Xenahort e Vanitas aparecem, Xenahort conta a história do cemitério e, por fim, a luta final ocorre. Tudo aquilo da introdução acontece, e os três se separam.


Terra enfrenta Xenahort e Vanitas ao mesmo tempo, enquanto Aqua enfrenta Braig pra manter Ven, que tinha sido congelado, em segurança.


Assim que Aqua derrota Braig, Xenahort pede para que Vanitas mate Aqua. Terra não consegue detê-lo e permanece lutando contra Xenahort, isolados em cima de uma montanha e Vanitas atinge Aqua pelas costas, deixando ela inconsciente.


Ven fica irritado e consegue romper o gelo, partindo pra cima de Vanitas. Eles lutam e quando Vanitas é derrotado, ele apela e se funde a Ven, enfraquecido, para forjar a qui-blade.


No momento da fusão um grande feixe de luz surge e distrai Terra, e Xenahort usa sua Keyblade para se matar e transferir sua mente e coração para dentro do corpo de Terra, aproveitando o momento de forja da qui-blade.


Porém, o coração de Terra não aceita perder o corpo pra Xenahort, e possui a armadura dele para enfrentar Xenahort e recuperar seu corpo. Nesse mesmo tempo, Ven enfrenta Vanitas dentro do próprio corpo, mesmo sabendo que caso vencesse, ambos deixariam de existir junto com a qui-blade, pois ambos eram o mesmo ser.


Aqua então é resgatada e reanimada por Mickey, e se levanta. Ela encontra Ven, possuído por Vanitas, e acaba sendo forçada a lutar contra ele junto com Mickey.


Assim que ela vence, Vanitas também é derrotado por dentro, por Ven, e Terra vence Xenahort. Uma enorme explosão provocada pela destruição da qui-blade acontece, varrendo tudo ao redor. Aqua se esforça pra resgatar o corpo de Ventus, enquanto o corpo de Terra é jogado pra longe, também atingido pela explosão.


Geral vai parar no espaço com ajuda de Mickey, que leva Aqua e Ven para a Torre de Yen Sid. La, Aqua acorda, porém Ven não, e Yen Sid explica que Ven pode nunca mais acordar por conta de seu coração destroçado, mas que com muita fé, e ajuda de Aqua, ele encontraria uma forma de acordar. Aqua fala que ele terá ajuda de Terra também, e diz que ira encontrar Terra pra isso. Ela decide levar Ven para um lugar seguro e, quando está carregando ele, o próprio corpo inconsciente de Ven abre um portal de volta pra casa.


Aqua coloca Ven na cadeira onde os Mestres se sentavam, e usa sua Keyblade pra "restaurar" o mundo das Keyblades, que tinha sido totalmente devastado após a morte de Eraqus. Ela deixa Ven sentado, e parte para encontrar Terra.


Ela encontra Terra, no mundo do Tio Patinhas, que estava ainda possuído por Xenahort, mesmo o próprio Terra ter conseguido recuperar o corpo. Aqua e Terra se enfrentam e no fim, Terra é derrotado e Xenahort aparece numa forma grotesca de sombra, saindo de Terra. Mas, antes que tudo termine, um abismo pro mundo das trevas se abre e o corpo de Terra cai. Aqua porém se joga atrás, agarra o corpo dele, e tenta sair pelo buraco de luz que estava se fechando.


Como a armadura de Aqua não tinha força suficiente pra carregar o peso dela e de Terra em direção a luz, Aqua tira sua armadura e lança a mesma junto com Terra para fora, enquanto ela ficava presa no mundo das sombras.


Terra sai, e é encontrado inconsciente por Ansem, habitante do castelo, e também por Braig. Terra, sem saber quem é, se apresenta como Xenahort, e é acolhido por Ansem.


Aqua, fica presa no mundo das sombras por toda eternidade, mas, ainda tem esperanças de sair viva de la, pois ao menos a vontade de seus amigos ainda lhe acompanha.


Ven, fica adormecido no castelo forjado por Aqua, que mesmo depois de ter visto duas histórias onde a princesa que dormia pra sempre acordava com um beijo, nem pensou em tentar dar uma beijoca no Ven, só pra testar e ver se funcionava, afinal, em outra das histórias que ela também participou, a moral é "Nunca deixe de sonhar".


Pois bem, depois de anos presa e caminhando sem rumo no mundo das trevas, Aqua chega num local onde um senhor encapuzado (Ansem disfarçado) se encontrava. O senhor conta a Aqua que no mundo de fora, as coisas estavam uma bagunça e um garoto estava tentando por ordem em tudo. Aqua pergunta se esse garoto se chama Terra ou Ven, porém descobre que seus dois amigos já não existem mais. De quebra, ela descobre que o garoto é o mesmo que ela conheceu e aconselhou no passado, chamado Sora, tal qual não apenas ela, mas todos em todos os mundos tinham esperança de que um dia, poria ordem nessa confusão toda, iniciada por ela e seus amigos.


Fim


É, eu sei, ficou enorme e deve ter uma penca de erros... mas eu to satisfeito por ter finalmente acabado. Cara, que análise cansativa... e nem sei se ficou boa. Por hora, é só isso. Eu agora vou descansar e em breve, posto novas análises. Claro que, pensarei duas vezes antes de postar uma KH novamente, porque haja palavras kkk. 



Espero que tenha gostado e lamento se não lhe agradei. Qualquer coisa comenta e, obrigado por ler!





22 comentários:

  1. poha cara!!!!! vc bugou meu cerebro! kkkkkkkkkkkkk depois dessa analise tudo ficou claro! vlw man! quando zerei esse jogo, ñ sabia en q parte da a historia esse game entrava(agora eu sei rsrsrsrsrs). muito foda o seu jeito de analise dos jogos! quando terminei a do megaman, eu fiquei tipo: fffoooodddddaaaaa!!!!!!! finalmente entendi toda a historia!
    indepentente de certos comentarios(como ten gente q gosta de falar mal neh?) ficou muito foda! assim como os outros! so trenho uma coisa a diser: comtinue fazendo analizes fodas assim! ok, e so isso, see ya!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkk... que show. Achei que ninguém tinha gostado, entendido, ou sei la... curtido, essa minha tentativa de explicar KH, pois não tinham comentado, daí surge você, e levanta minha moral!

      Tipo, exatamente por isso que pensei em analisar.... eu quero muito ajudar o máximo de jogadores a entender aquilo que eu entendi, e também me fazer entender aquilo que eu não entendi pra ajudar os outros a entenderem junto comigo... entendeu?!

      De toda forma, obrigado mano, você leu, gostou, comentou, apoiou, e motivou.... não tenho nem como agradecer a altura. Apenas, obrigado. E por ti, por tua causa... garanto que haverão outros Kingdoms Hearts no blog!

      Só aproveitando, tu acredita que a maior razão pra eu jogar KH é ver o Mickey? Esse foi o KH em que o Mickey quase, quaaase, se tornou jogável. Eu até esperava ver ele selecionável depois de zerar com os 3 iniciais... mas infelizmente fiquei só na esperança. Só que, um dia, eu ainda terei o prazer de entrar na pele de Mickey, o Keyblader.

      Enfim, bem vindo ao blog... sr... sr... então... bem vindo rs.

      Excluir
  2. FINALLY!!!! Depois de um tempão, eu terminei e nossa... se soubesse que era tão... incrível eu teria me esforçado mais pra ler em menos tempo (sorry... é que quando vi todo o tamanho e era de um jogo que eu nem conhecia e nem de terror, fiquei com o pé atrás mas realmente, foi demais) fiquei fã da Aqua que mesmo sendo uma mulher, não fica atrás e se revela praticamente a mais forte entre os três, tomara que ela saia pois ela merce um destino muito melhor!

    PS: Beijos do além da Mona Vanderwaal que no 5x13 retornará, pronta para tocar o terror na Alison como o espírito do natal!! E olha que nem curto essa festa,rsrs .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeira parte do comentário: Heh, fico feliz que tenha curtido. Eu também virei muito fan da Aqua, é minha favorita. Ventus e Terra são ótimos também, tem seus defeitos mas grandes qualidades... agora Aqua fez tudo pelo bem de seus amigos... na real... o trio fez tudo pelo bem uns dos outros... eles eram uma família perfeita. Eu to ansioso pra fazer a próxima análise de KH... pretendo fazer do 1 mesmo...

      Segunda parte do comentário: Amém.

      Excluir
  3. Primeira parte: Ela é foda!

    Segunda parte : Kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que ainda falta muito pra próxima postagem de KH.

      Excluir
    2. Sim, serei paciente. Agora to em dúvidas sobre o que escrever. Rolou até Mario RPG na minha cabeça kkk... Mas vou esperar o mês virar.

      Excluir
    3. Ah, eu comecei a escrever sobre DKC2... bateu saudades da musiquinha da fase dos espinhos e da montanha russa. Mas também to re-jogando pra analisar o Mario RPG, como mencionei. Agora que perdi meu óculos não consigo jogar Evil Within, pois as letras tão pequenas de mais (tv ruim) e infelizmente jogos como Castlevania LoS2 e Tomb Raider Underworld + Tomb Raider 2013 não vão rolar agora... eles são lindos de mais visualmente, e eu preciso prestar atenção no chat e nos detalhes. Também não posso fazer de SHHC pois não vou conseguir captar os detalhes visuais nem traduzir o chat, sem meus óculos será ruim. Será um mês de jogos mais nostalgicos, que não exigem tanto dos olhos... =/.. Sim, acho que falarei de SH Revelation como filme, found footages tão fracos, mas acho que falarei de V.H.S.... é muito bom rs... e pra fechar, os jogos que falarei esse mês serão Donkey Kong Country 2, Super Mario RPG The Seven Stars e The Legend of Zelda - Minish Cap... mês nintendo rs.

      Excluir
    4. SNES FOREVER...

      PS: Mágico de Oz a caminho!

      Excluir
    5. Sigo a política de ocmentar todos os comentários, assim não deixo de me comunicar com a galera que acompanha meu trabalho... mas agora me diga, na postagem de Kingdom Hearts chegamos ao impasse de ter um comentário "Claro!"... só isso... como responderei a altura?!

      Seguinte, vou dedicar esse fim de semana ao DKC2! E Sr Marcio... Claro! rs

      Excluir
    6. Kkkkkkk claro quer dizer ''claro que a Nintendo vai lançar um DKC2 pois diferente da sega, Nintendo valoriza e muito seus clássicos''! Rrsrsrs simples, não?

      Excluir
    7. Bem... vou continuar digitando rs.

      Excluir
  4. Amigo, meus parabéns acho que nunca vi um blog em lingua nenhuma com tanta tanta informação RELEVANTE como o que vc apresentou aqui ... Novamente PARABÉNS com todas as letra maiúsculas que vc merece!!!

    Mas se vc não se importar vou só deixar uns pequenos comentários rssss

    Todos os jogos da serie atualmente lançados, por ordem de laçamento são:

    Kingdom Hearts, Chain of Memories, Kingdom Hearts II, Birth by Sleep, 358/2 Days, coded, Dream Drop Distance

    Um total de 7 jogos, talvez o 8º que vc esteja se referindo seja o KH3 que está em produção pra ps4

    Outra coisa o sora é principal nos jogos Kingdom Hearts, Chain of Memories, Kingdom Hearts II,

    No 358/2 Days é o Roxas

    Já o coded é o Data Sora ... não é bem o Sora verdadeiro ...

    Dream Drop Distance é dividido entre o Riku e o Sora

    E pra finalizar uma humilde opinião ao jogar a serie ... vale mais apena jogar na ordem que os jogos foram lançados ... se vc jogar pela ordem cronológica qnd vc jogar os 3 primeiros lançados (Kingdom Hearts, Chain of Memories, Kingdom Hearts II) já vai saber mais da metade da historia ... Meio chato perder a surpresa não???

    Novamente PARABÉNS!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo sobre a sequencia de jogos.... e bem, vlw pela ordem cronologica... eu sei que eles tem uma mas é bem tenso pra se posicionar... afinal como você mencionou, mesmo jogando na ordem "certa" conta mais pela ordem de lançamento, pois as informações estão por ordem de lançamento mesmo... é confuso e ao mesmo tempo não é... a ordem em que os fatos são apresentados é o que define a cronologia de Kh... não a ordem em que as coisas aconteceram... bem loko.

      Ai, foi lançado KH 2.5.... parece bom.... mas enfim... eu queria analisar o primeiro KH, mas minha placa de captura não reconhece imagem Pal, fica preto e branco... e eu queria jogar em Espanhol... mas se eu jogar na Televisão não vou conseguir printar... então eu to na dúvida se jogo em espanhol na tv, depois jogo de novo em ingles pelo PC... ou fico sem analisar por um tempo mesmo até descobrir uma forma de jogar em espanhol no pc (to vendo que vou jogar no pc e na tv... rs...)

      Por hora, to analisando SH DP e Tomb Raider...

      Bem, obrigado sr Unknown, e seja bem vindo.

      Excluir
    2. Opa agora o desconhecido tem nome Rsss

      Então uma dica qnt aos jogos, vc pode jogar o Kingdom Hearts HD 1.5 Remix pra ps3, lá esta contido os jogos:

      Kingdom Hearts Final Mix, Re:Chain of Memories e em videos todos os fatos ocorridos em Kingdom Hearts 358/2 Days

      A parte boa do Kingdom Hearts Final Mix é extamete a historia do Kingdom Hearts 1 + varios extra e links com o Chain of Memories, jogão vale muito!!!!

      Vlw pela resposta brother!!! Continue com o ótimo trabalho!!!!

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Sobre a estrutura da postagem... Sr Rui, obrigado por ter gostado... é estranho agradecer dessa forma, eu sei... mas é tão bom saber que valeu a pena trabalhar pra tentar ser no mínimo "original", que sou praticamente obrigado a agradecer. Nem sempre eu acerto, alguns dos meus textos podem ficar enjoativos, mas quando acerto fico muito satisfeito, feliz e realizado, porém, o que me deixa melhor ainda é saber que as pessoas, os leitores e quem acompanha meu trabalho não apenas curte, como entende e as vezes até compartilha minha ideias... isso é show. Como você disse, tem muita coisa no meu trabalho que não se encontra nem em sites oficiais e gringos... e esse trabalho só é tão original e bem feito porque eu boto tudo nisso... eu me esforço pra fazer algo que eu mesmo queira ler depois... por isso fica tão bom, rico e bem feito... ainda tem gente que não curte, mas eu curto então, já vale né rs.

      Sobre KH... brother, vlw a dica mas eu não tenho PS3 (e duvido que um dia terei... não curto a Sony nem os exclusivos... tipo GoW, eu odeio rs... e olha que é o meu estilo predileto de jogo) mas talvez um dia eu compre um Ps4, talvez pra jogar SH'S, se bem que duvido que seja exclusivo afinal é um titulo multiplataforma (rolou até pra Wii) então, dificilmente vão investir num episódio exclusivo... mas enfim.... eu vou dar um jeito... eu to com a música tocando na cabeça já, afinzão de jogar e consequentemente analisar... porém...

      Enquanto não rola KH, vou analisar Silent Hill Downpour, e digo mais, creio que essa será a melhor análise de Silent Hill que já fiz até hoje... to pensando inclusive em traduzir uma HQ pra complementar (não há traduções, e eu acho que vai ser fácil e muito útil trazer pro PT-BR... vai enriquecer a análise de uma forma épica...) Eu já printei tudo, zerei o game completamente, pesquisei tudo o que tinha de pesquisar, to com o texto formado só falta por no papel rs... fazendo isso, traduzo a HQ que já encontrei, li, traduzi (falta editar) e posto tudo junto... ai depois, faço a análise de KH (um deles...acho que seguirei suas recomendações)... então fica atento, assim que sair SHDP, significa que KH ta chegando rs.

      Sr Rui, mestre do novo nome hehe... seja bem vindo!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+