PesquisaMorte:

ArquivoMorte

FeedMorte

CadastroMorte

Cadastre seu e-mail aqui:

Delivered by FeedBurner

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

AnáliseMorte: American Mcgee's Alice

Bem... depois de alguns séculos eu decidi escrever de novo, então prepare-se e aproveite sua leitura.

Hoje vou falar de Alice, em sua versão mais sádica.



Você já deve ter ouvido falar de uma história chamada Alice no País das Maravilhas. É algo totalmente pop e com toda certeza você deve ter ouvido falar, ou deve conhecer algum material relacionado a essa história.


Caso você não conheça, vou dar uma resumida grotesca:

Uma menina chamada Alice, durante uma de suas peripécias, segue um maravilhoso coelho branco até um buraco onde ela, devido sua imensa curiosidade, cai. 



Ela então chega pela primeira vez em um lugar chamado País das Maravilhas, onde ela conhece várias figuras curiosíssimas e personagens malucos. 



Logo, o País das Maravilhas se mostra como algo totalmente maluco, e no final, Alice consegue superar a Rainha de Copas, Senhora Suprema do País das Maravilhas (e talvez a mais maluca de todas, viciada em decapitação) 


Dai ela volta pro mundo real... e acorda.

É basicamente isso. Claro que a história em si é riquíssima em detalhes e tem muita coisa incrível em cada um desses detalhes.

Mas não é dessa Alice que irei falar hoje, e sim de American Mcgee'a Alice.



Mais uma vez embromando, talvez você tenha ouvido falar da versão mais recente de Alice no País das Maravilhas nos cinemas, dirigido por Tim Burton. 



Se você assistiu, deve ter reparado que a história não é a mesma da clássica, mas sim um tipo de continuação, e pra variar, uma continuação um tanto quanto mais bizarra.




Pois é, Tim não foi o primeiro a ter essa ideia. Me atreveria a dizer que ele se inspirou nas ideias de Mcgee, afinal, a versão dele no mundo dos games é bem mais bizarra que a versão de Tim nos cinemas.



A ideia de ambos é praticamente a mesma:

Descrever uma suposta continuação de Alice no País das Maravilhas e Alice no País dos Espelhos... ah é, tem esse também... Alice no País dos Espelhos... quer saber? Vou dar uma pesquisada relâmpago aqui e colocar todos os trabalhos já feitos com o título Alice:



Ai fica fácil... achei um site com todas as informações... você pode visitar se quiser e dar uma lida por la, vale a pena, caso você queira conhecer um pouco mais sobre o grande universo de Alice:




Enfim, existem muitas versões diferentes de Alice, até pornográfica... mas o que interessa agora é a versão mais bizarra até então criada, apresentada pela primeira vez no mundo dos games.

American Mcgee's Alice



Um dia, após um trágico acidente que ocasionou na perda de toda sua família, Alice acorda num quarto em um manicômio, e de lá, é arrastada para o País das Maravilhas, que se encontra em uma crise que o transformou de algo Maravilhoso em algo Macabro.

É assim que começa esse game. 

Agora diz, é ou não é bizarro?

Mcgee, o criador desse maravilhoso jogo, teve uma ideia brilhante, de transformar a história fofinha e maluca de Alice, que por sua vez já tinha um lado bizarro natural, em algo ainda mais perturbador.



Além de ter uma história no mínimo inusitada, esse jogo também possui gráficos lindos e totalmente congruentes com o enredo sombrio. 



Não é um jogo de terror... nem de ação, apesar de ter bastante luta... é um tanto quanto de Aventura com Terror Psicológico e Visual. Além disso, também é um tipo de jogo que eu gosto de chamar de Arte Pura. É o tipo de jogo que você admira cada detalhe e se surpreende com as visões macabras representadas durante a história.



O sistema é simples e os gráficos também, mas tudo é tão bem feito e envolvente que você se sente em puro êxtase, maravilhado com as coisas mais inesperadas.



Definitivamente, não é um jogo livre pra todas as idades, e apesar da história ser explicada detalhadamente, coisa normalmente inexistentes em jogos que seguem esse gênero, tudo exige um pouco mais de atenção para se entender com perfeição. 



A história é contada de três formas: CGs, Diálogo e Poesias.

Algo que eu achei muito legal foi o fato de tudo ser meio poético. Algo comum nos livros e filmes inspirados em Alice. 



Durante o jogo, por exemplo, o tutorial, onde você aprende os controles, é totalmente poético. O gato sorridente aparece e fala algo maluco e lindo, referente a um comando novo que Alice aprendeu ou a uma arma nova que ela conseguiu... alias... as armas...



Armas



Além do enredo criativo, dos gráficos lindos e da jogabilidade legalzinha (afinal, na versão inicial de Alice tinham alguns bugs chatos como o salto de 14 metro, que apesar de não prejudicarem em nada o jogo, incomodavam) há também uma série de armas inspiradas em elementos do país das maravilhas.

Há várias armas diferentes que utilizam a barra azul, que seria como uma barra de magia, para causar algum dano. Algumas também podem ser usadas mesmo sem haver energia magica... logo, sempre uma arma se destaca mais que as outras em determinadas situações. As armas são as seguintes:

Espada Vorpal


É a faquinha, arma principal da Alice. No caso, ela é forte mas tem um alcance muito curto, exceto se for arremessada, e caso isso ocorra, demora um tempo até a faquinha voltar magicamente para a mão de Alice.

Baralho de Cartas


São cartas que podem ser usadas para arremesso, juntas ou individualmente... apesar de serem cartas... elas não estão vivas como os soldados da Rainha... e causam um dano baixo apesar se serem bem precisas, afinal elas voam direto pro alvo, mesmo se ele sair da mira, logo... de certa forma... elas são mais inteligentes que os soldados...


Bastão de Polo


Se você conhece a história original de Alice, deve saber da paixão da Rainha por Polo, e que ela usava uma ave tipo um flamingo como taco. Pois bem, aqui Alice encontra um desses tacos, só que mais tunado, que causa dano elétrico e também dispara bolas mágicas elétricas.

Dados Diabólicos



São literalmente diabólicos... com eles Alice pode invocar demônios, dependendo da sorte e do número que sair nos dados. Caso invocados sem a presença de oponentes, esses demônios atacam a própria Alice. Por ter um efeito aleatório, é uma arma chata de usar, e mesmo sendo forte, caso invoque demônios realmente fortes, ela não é muito útil. 

Caixa Surpresa



Essa caixinha é um inferno pra ser usada, ela causa um estrago explosivo ou incinera todo o ambiente... o chato é que o fogo dela pode atingir Alice também, que sai gritando, queimando e correndo por ai. É uma arma literalmente mortal.

Bastão de Gelo



Uma arma legal, congela e também cria barreiras de Gelo... útil contra demônios, que surgem aos montes, pois causa um dano em área (realmente parece RPG isso aqui kkk)

 Três Marias



Não sei se tem outro nome, mas pra mim é isso... se trata daquele jogo onde você lança uma bola pra cima e tem que pegar o máximo de pecinhas espalhadas antes dela cair no chão, e por fim, agarra-la ainda no ar... pois bem, aqui a Alice joga a bolinha e ela fica quicando enquanto as pecinhas ficam insanamente atacando a vítima até que o efeito termine e Alice recolha a bolinha. É uma das melhores armas, pois causa muito dano, se usada da forma correta.

Relógio de Bolso



Um Relógio que tem o poder de parar o tempo... 1 única vez. É uma arma completamente inútil, considerando que a duração dela é curta e depois de se usar uma vez não tem como reutilizar... 

Arma de Fogo



É uma bazuca praticamente... o estrago dela é enorme, porém ela consome todo o poder mágico num único tiro, e pra variar, a explosão dela causa dano na Alice também. Ela é uma arma "Secreta" por assim dizer, pode ser pega perto do final do jogo, mas por ser adquirida praticamente junto com uma outra arma que causa um estrago um pouco menor porém bem mais eficiente, ela acaba se tornando descartável.


Cajado do Poder Satânico do Inferno Lotado de Enxofre Azul Reluzente e Demoníaco



É um bastãozinho qualquer, que Alice monta para poder destruir a barreira do castelo da Rainha e por fim, eliminá-la. Esse cajado tem o poder de lançar um laser mágico enquanto o poder mágico durar, seguido por uma explosão só pra finalizar. Também pode criar uma chuva de meteoros mágicos devastadores, que matam tudo no lugar, até a Alice. É de longe a melhor arma do jogo, e é a última também.

A maioria das armas podem melhorar com upgrades que Alice encontra no caminho, onde elas ficam bem mais fortes, como os dados por exemplo, que de 1 viram 2, e depois 3...

Além disso, há os... hm... catalizadores... potencializadores... não sei que termo usar... mas enfim, há essas coisas, que te deixam numa forma diferente e acrescente alguma habilidade temporária:


Tem o Espelho



Que te deixa invisível por um certo período 



Permitindo que Alice saia por ai matando todos os inimigos ou apenas passar por eles, sem ser notado.



Tem o Grilo 


Que Alice simplesmente bebe (???) algo que jorra dele, provavelmente o sangue (*-*) e se transforma por um curto período de tempo em um tipo de Grilo humanoide



Permitindo que Alice salte muito mais alto que o normal e se movimente bem mais rápido também.

E tem o Spray 



Que espirra na cara de Alice, lhe causando uma dor evidente, e a transformando temporariamente em um Demônio... 


Muito gata alias... que tem um dano muito maior em seus ataques.


Claro que, nada disso seria útil se não houvessem os inimigos...

Tem os Soldados Carta... 


Que são soldados cartas... algo comum do universo de Alice... eles tem diferente armas, normalmente bastões mágicos que disparam magia ou simplesmente são usados pra dar pancada mesmo.

Tem os Demônios... 


Que são vários tipos, pequenos, grandes, feitos, mais feios... etc... eles aparecem bastante nos últimos momentos do jogo, porém eles não são tão fortes, exceto os que Alice pode invocar com os dados... sendo alguns ridiculamente poderosos.

Tem os Fantasmas... 



Que são chatos "bagarai", e apesar de matarem você de raiva, aparecem mesmo só pra encher o saco... tem um que congela e um que empurra, ambos são muito chatos... chatos mesmo... chatos de mais...

Tem os Insetos... 


Também comuns no País das Maravilhas, que são alguns (as Formigas) equipados com armas de fogo, algo que os permite atacar a longa distância e outros até voam.

Tem as Plantas... 


Que aparecem pouco, mas também são elementos do País das Maravilhas, e só aparecem pra jogar espinhos e tentar prejudicar.

Tem os Amorfos... 


Como as Peças de Xadrez... que seriam seres normalmente inanimados ou sem uma categoria natural pré definida. No País das Maravilhas, tudo pode ganhar vida, e as peças são elementos originais desse universo.

Tem os Robôs... 


Que na verdade são as crianças internadas no Hospício do País das Maravilhas, que foram "tratadas" e "equipadas" para a luta...

Enfim, tem todos os elementos de um RPG (kkkkk)

Há também os chefões, que aparecem em determinados momentos, como chefões de fase mesmo, que tem de ser derrotados para prosseguir.

São eles:

Duquesa Canibal.



Ela é uma mulher maluca que Alice precisa derrotar pra recuperar o Casco da Tartaruga. A entrada dela é muito assustadora, ela aparece toda frenética e é difícil tirar a imagem dela saindo da lareira da cabeça... é uma das partes que até hoje eu considero mais perturbadoras no jogo. 

Senhor Besouro



Na verdade não é bem um chefe... mas ele é bem maior que os demais besouros e joga uma bola enorme de cocô inter-espacial que te segue durante um bom período de jogo. 

Rei Formiga



Um verdadeiro monstro, ele tenta te matar e impedir que Alice chegue no cogumelo pra recuperar seu tamanho natural... no caso... ele é bem feio e também perturba um pouco... mas nada como a duquesa... man... ela é muito assustadora...

Rei Vermelho



É o rei das peças de xadrez vermelhas, e como Alice luta pelo lado das brancas, ele se torna um de seus inimigos.

Irmãos Gorduchos



São 2... 3... 4... 20... 80... 200... exagerei... mas enfim... São aqueles irmãos gordinhos bem famosos do País das Maravilhas. No caso, eles gerenciam o Hospício do País das Maravilhas, torturando geral por la, e durante a luta, eles se reproduzem no estilo boneca russa... hehe...

Chapeleiro Maluco



Sim, ele é um dos chefões... e no caso, ele é "O" Chefão... O chapeleiro parece ter enlouquecido(Ah vá) e criou uma fábrica de tortura, literalmente isso... e inclusive aprisionou seus parceiros de chá e os manteve sob tortura eterna. Ele também esmagou o Coelho Branco na frente da Alice... algo muito fofo alias... enfim... esse cara é muito tosco, fraco, porém... tem estilo e tem hora marcada pra luta ^^

Dragão Maldito



É aquele "Jaguardart" eu não sei escrever o nome dessa coisa e to com preguiça de usar o Google. Mas ele é o dragão guardião da Rainha, e Alice precisa derrotar ele duas vezes durante a história, uma pra conseguir o olho dele e montar a arma pra ferrar a Rainha e salvar o País das Maravilhas, e a outra pra vingar o que aconteceu com o Grifo.

Rainha de Copas




Imagina algo medonho... imaginou? Sim, ela não é pior que a Duquesa, mas ela é bem assustadora... No caso, a versão do Mcgee é no mínimo curiosa. A Rainha tem 2 formas... porém não se resume a isso. 





Durante o jogo você entende melhor, mas basicamente, a Rainha é a personificação de Alice. Louco né?

Além desses chefões, tem também os personagens, que aparecem pra te ajudar ou dialogar mesmo...

Tem os Gnomos



Que são escravos da Rainha, usados como mão de obra.

Tem o Gato Sorridente... 



É aquele gato que fica invisível, clássico da história. Ele ta bem esquelético mas seu sorriso continua lindo. Ele te ensina tudo sobre os controles e também te dá conselhos de luta... é engraçado o que acontece com ele no final...

Tem o Coelho Branco... 



Feio de mais... ele é o objetivo de Alice, afinal ele quem levou Alice de volta pro País das Maravilhas, sem explicação alguma, daí ela o segue pra tentar descobrir o Porquê dela está lá.

Tem a Lebre e o Ratinho... 



Amigos antigos do Chapeleiro, parceiros de Chá e agora peças de tortura do Chapeleiro... eles dão pena... mas mereceram cada segundo do que sofreram pelas mãos do Chapeleiro... no futuro explico o porquê.

Tem a Tartaruga... 



Alice precisa ajuda-la pra conseguir a habilidade de Mergulho com uma cópia do casco dela. Ela é um bicho anfíbio+réptil+mamífero que se considera o Senhor Tartaruga. Ele é sonho de consumo da... deus... a Duquesa... ela é assustadora... 

Tem a Lagarta Fumante... 



Que te aconselha durante a aventura e te explica algumas coisas importantes.

Tem os Meninos Tratados... 



São crianças meio deformadas que foram modificadas e tratadas pelos Gêmeos Gorduchos... é engraçado os sons que eles fazem mas... eles não fazem mais nada além disso.

Enfim, você encontra tudo isso no jogo, e muito mais. E acredite, cada segundo é inesquecível.

A história.



Normalmente eu conto cada detalhe da história, cada detalhe pertinente e tudo mais... mas agora vou dar uma resumida... irei contar começo, meio e fim... porém não vou dar detalhes, afinal... recomendo que joguem. 

Aliás, eu irei contar a história por trás da história... 

Após os eventos no País das Maravilhas, Alice passou a visitar o País das Maravilhas todas as noites em seus sonhos, enquanto dormia. Ela também passou a registrar tudo em seu diário, pra nunca esquecer suas aventuras no maravilhoso mundo de sua imaginação. 

Porém em uma dessas noites, algo aconteceu e um incêndio se iniciou a partir do quarto de Alice. 

Alice acordou desesperada em meio ao fogo, tentou salvar sua família porém não conseguiu a tempo e foi obrigada a se jogar pela janela e se salvar. 

Porém sua família, seus pais e sua irmã mais velha, morreram queimados.

Alice, ainda muito jovem e agora órfã, ficou traumatizada pelo ocorrido e foi internada num hospital psiquiátrico.

Anos depois, Alice cresceu nesse hospital sob tratamento e parou de sonhar. Um dia, ela simplesmente recebeu o chamado do Coelho Branco, suplicando por sua ajuda, e foi arrastada pro País das Maravilhas.

Lá, ela reencontra alguns de seus antigos amigos, porém todos estavam com uma forma cadavérica e incomum, nada parecido com o que ela recordava.

Procurando pelo coelho e buscando entender o que à levou de volta ao País das Maravilhas, Alice descobre que seu maravilhoso mundo dos sonhos se tornou num verdadeiro pesadelo desenfreado e conturbado.

Conforme avança em sua busca pelo Coelho, Alice acaba descobrindo a real razão de estar lá.

Em meio a seu tratamento, ela se recusou a aceitar e assumir a culpa da morte de sua família, e por conta disso, sua mente acabou se corrompendo e sua imaginação começou a deteriorar.

Isso começou a afetar o País das Maravilhas, e o mesmo estava se destruindo junto com a mente de Alice.

Então, para salvar o País das Maravilhas, Alice teria de superar seu medo e assumir suas responsabilidades, se curando mentalmente.

Ela então decide fazê-lo, pelo bem de seus sonhos, e enfrenta seus maiores medos. 

Por fim, Alice consegue se salvar, e se cura, sendo liberada do hospital e ficando livre para viver e sonhar.



Bem... é isso... espero que tenha gostado... se gostou ótimo, se não gostou ótimo... tanto faz ^^

De qualquer forma, comente ^^

Até...

19 comentários:

  1. Esse eh um jogo que penso em jogar. Sempre me interessei. Alice num mundo do malzao deve ser legal xD

    By Criador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena, é bem cute.

      To desanimado com o blog... recentemente recebi 2 comentários ofensivos, e isso deu uma bela desanimada... além do mais, não me sinto mais motivado a escrever. Parece que as pessoas não gostam do que eu posto. Então... simplesmente não consigo continuar.

      Excluir
  2. É bem legal a ideia!Faz lodo uma análise do Madness Returns ok? Ah e quem sabe uma do filme ''Sucker Punch'' que tem uma história muito macabra por trás!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Madness Returns, velho, eu tava esperando comentário pra me motivar a postar. Eu zerei ele algumas vezes e até iniciei a análise, mas como a postagem mcgee estava sem muito movimento, deu uma bela desmotivada, mas ai você surgiu!!! Seguinte, eu to terminando uma análise de Kingdom Hearts Birth by Sleep, que ta ficando muito grande... assim que eu concluir essa maldita, eu posto em seguida a de alice madness com todo prazer.

      Bem vindo ao blog Sr Marcio, e fico felzi por ter curtido justamente as análises que eu também mais curti fazer rs... e outra coisa...

      Análises de filmes em meu blog são diferentes das de games, com pequenas exceções (tipo Silent Hill). Normalmente eu costumo fazer análises de filmes exclusivamente do estilo found footage, e é bem raro fazer de filmes com estilos diferentes, porém, assistirei Sucker Punch com muita atenção e farei uma análise dele em sua homenagem. Não vai me custar quase nada além de um pouco de tempo mesmo então, farei oque der. Vlw pela motivação cara!

      Excluir
  3. De nada!!PS: Uma possível análise : série Jogos Vorazes!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem conheço eles, nunca assisti cara. Mas valeu a dica.

      Excluir
    2. Jogos Vorazes também tem os livros, ÉPICOS!!

      Excluir
    3. Sei la cara... um dia assisto e comento, mas ler... duvido muito. Não costumo praticar leitura, e os poucos livros que já li já preencheram meu espaço de literatura... rs... mas ok.

      Excluir
  4. Eu também,rsrs jogos de terror de preferência!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minhas preferências variam entre jogos hack, terror, psico e aventura... as vezes também gosto de rpg.

      Excluir
  5. As minhas são de luta,beat up (briga de rua),horror-adventure e survival horror (para sempre)!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe... boas opções. Aposto que já jogou Capitão Comando...

      Excluir
  6. Já ouvi falar!Foda era Streets of Rage!!!Pense! O remake pra pc então...

    ResponderExcluir
  7. Muito boa análise estou com o jogo no PC e estou adorando : 3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tem como não curtir? É um senhor jogaço mesmo... pena que é uma joia rara. Existe uma continuação (também analisei) que consegue ser ainda melhor. Da uma conferida, tu vai curtir.

      See you.

      Excluir
  8. Mano, acabei de ler a postagem sobre American McGee's Alice e simplesmente achei incrível, o modo como você descreveu satisfatoriamente a história e deu um bom humor com linguajar informal foi uma receita perfeita e agradável. Já vou logo ler outras postagens, e agradeço desde já por ter feito um resumo tão divertido sobre um jogo do qual sempre tive curiosidade mas, por não ser novo no mercado, tive dificuldade de achar material sobre ele. Parabéns! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso sr... sr... bem... Unknown rs... então sr, você interpretou perfeitamente minha formula, e fico feliz por ela ter lhe agradado. Geralmente e normalmente eu tento ser bem solto ao digitar, onde o importante é compartilhar minhas ideias de uma forma fácil e simples de entender... até então não me decepcionei com quase nenhum dos meus textos (alguns tenho vergonha por serem de temas que hoje não me agradam nenhum pouco, mas valeu o registro kk).

      Alice, a franquia do Mcgee é surpreendente incrível. Eu to torcendo pra lançarem logo o Otherland... mas pelo que to vendo vai demorar muito. De toda forma, obrigado por ler sr, e obrigado por comentar.

      Tentarei fazer sempre boas análises, e botando o melhor que eu tiver de mim nelas rs.

      See yah! E seja bem vindo!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores do Google+